Cd 01 proponente



Baixar 0.78 Mb.
Página1/8
Encontro29.07.2016
Tamanho0.78 Mb.
  1   2   3   4   5   6   7   8





CD - 01

PROPONENTE

UNIDADE: INSTITUTO DE CIÊNCIAS HUMANAS - ICH
DEPARTAMENTO: CIÊNCIA DA RELIGIÃO





PROPOSTA DE:

1 ( x ) Criação de disciplina

2 ( ) Extinção de disciplinas

3 ( ) Mudança de denominação de disciplina

4 ( ) Alteração do número de créditos da disciplina

5 ( ) Alteração de pré-requisitos



NOME DA DISCIPLINA: Religião, Política e Espaço Público


NÚMERO DE CRÉDITOS: 4

PRÉ-REQUISITO(S): nenhum

EMENTA DA DISCIPLINA: As articulações, relações e tensões entre a religião, a política e o poder constituem um dos elementos dinâmicos mais significativos da história do ocidente sendo, portanto, um dos fios condutores para sua compreensão. Elas não constituem apenas um objeto particular, mas refletem estruturas socioculturais da nossa civilização, bem como do nosso pensamento, e não cessam de se modificar, devido às metamorfoses mesmas das sociedades em que vivemos. O objetivo desta disciplina é analisar os diferentes modos de entendimento e concepção das relações entre religião e política promovida por diferentes pensadores ocidentais, de modo a compreender a dualidade de princípios entre as religiões e o domínio político que é a fonte do dinamismo da política no mundo ocidental.

PROGRAMA DA DISCIPLINA:

A herança de Israel: Moisés, Juízes, Reis, Profetas.

A via cristã: Agostinho de Hipona e Tomás de Aquino.

Secularização e a formação do espaço público na era moderna moderno.

O primado da religião sobre a política: Lutero e Calvino.

A subordinação da religião à política: Maquiavel, Hobbes e Rousseau.

A separação entre religião e política: Locke, Benjamim Constant e a perspectiva democrático-liberal.

Crítica e reafirmação do poder espiritual no séc. XIX: Marx, Comte e o anti-modernismo católico.

A religião e a política e em face dos totalitarismos do séc. XX.

Democracia, espaço público e os fundamentalismos religioso atuais.

BIBLIOGRAFIA:
AGOSTINHO, Santo, Cidade de Deus, Petrópolis, Ed. Vozes, 2008.
ANTES, Peter, O Islã e a política. São Paulo, Ed. Paulinas, 2003.
AQUINO, Tomás, Escritos políticos de São Tomás de Aquino, Petrópolis, Ed. Vozes, 2011.
ARMSTRONG, Karen, A grande transformação. O mundo na época de Buda, Confúcio e Jeremias, São Paulo, Ed. Companhia das Letras, 2008.
ARMSTRONG, Karen, Em nome de Deus. O fundamentalismo no judaísmo, no cristianismo e no islamismo, São Paulo, Ed. Companhia das Letras, 2001.

BARBIER, Maurice, La religion et la politique dans la pensée moderne, Nancy, Ed. Presses Universitaires de Nancy, 1987.


COMTE, Auguste, Catecismo positivista, São Paulo, Ed. Nova Cultural, Col. Os Pensadores, 1991.
COX, Harvey, A cidade dos homens, Rio de Janeiro, Ed. Paz e Terra, 1971.
DONNER, Hebert, História de Israel e dos povos vizinhos, Santa Maria, Ed. Pallotti, 1997.

ERLICH, Carl, S, Conhecendo o judaísmo, Petrópolis, Ed. Vozes, 2004.

GAUCHET, Marcel, El desencantamiento del mundo. Uma historia política de la religión, Madrid, Ed. Trotta, 2005.
LUTERO, Martin, Escritos políticos, Madrid. Ed. Tecnos, 2009.
MARDONES, José María, Neoliberalismo e religión, Estellal, Ed. Verbo Divino, 1998.
MARX, Karl, Sobre la religión, Madrid, Ed. 70, 1972.
SKINNER, Quentin, Fundações do pensamento político moderno, São Paulo, Ed. Companhia das Letras, 1996.


Certifico que o DEPARTAMENTO DE CIÊNCIA DA RELIGIÃO aprovou a proposta apresentada, em sua reunião de 17/08/2011.


Em 13/09/2011 ________________________________________

Dr. Arnaldo Érico Huff Júnior

CHEFE DO DEPARTAMENTO
Ilmo. Sr.

Pró-Reitor de Ensino e Pesquisa,

Encaminhamos a presente proposta a V.Sa. para análise e posterior tramitação.
Em ____/____/____ _________________________________________

Dr. Arnaldo Érico Huff Júnior CHEFE DO DEPARTAMENTO DE CIÊNCIA DA RELIGIÃO






CD - 01

PROPONENTE

UNIDADE: INSTITUTO DE CIÊNCIAS HUMANAS - ICH
DEPARTAMENTO: CIÊNCIA DA RELIGIÃO





PROPOSTA DE:

1 ( x ) Criação de disciplina

2 ( ) Extinção de disciplinas

3 ( ) Mudança de denominação de disciplina

4 ( ) Alteração do número de créditos da disciplina

5 ( ) Alteração de pré-requisitos



NOME DA DISCIPLINA: Religiões Ameríndias


NÚMERO DE CRÉDITOS: 4

PRÉ-REQUISITO(S): nenhum

EMENTA DA DISCIPLINA: O curso visa uma introdução ao universo cosmológico, mítico e ritual das culturas ameríndias. Inicia-se com uma discussão sobre a noção de religião e sua aplicabilidade ao contexto etnográfico das sociedades indígenas sul-americanas, tendo continuidade no estudo da etnografia ameríndia a partir de diferentes abordagens e realidades etnográficas. Por fim, tematiza o encontro do cristianismo com as cosmologias do continente, através do debate em torno de conceitos como mediação cultural, conversão etc.


PROGRAMA DA DISCIPLINA:

Discussão dos conceitos de religião, cosmologia, xamanismo e ritual;

Introdução à etnologia das terras baixas sulamericanas: o continuum sulamericano; cosmologia e sociologia; o ritual e a produção de pessoas.

Cosmologia e ritual, explorações etnográficas: o complexo canibalístico tupinambá; a noção de “palavra” e “alma” na etnografia guarani; morte e escatologia no Brasil Central (grupos de língua Jê).

Cristianismo e “religiões” ameríndias: missionários, índios e mediação cultural; transformações no xamanismo; conversões e desconversões.

BIBLIOGRAFIA:


Básica
CARNEIRO DA CUNHA, Manoela. 1992. História dos Índios no Brasil. São Paulo: Companhia das Letras.

LÉVI-STRAUSS, Claude 2004 [1964]. O cru e o cozido. Mitológicas I. São Paulo, Cosac & Naify.

VIVEIROS DE CASTRO, Eduardo. 2002. A inconstância da alma selvagem. São Paulo, Cosac & Naify.

MONTERO, Paula (org.). 2006. Deus na aldeia: missionários, índios e mediação cultural. São Paulo: Globo.


WRIGHT, Robin (org.). 1999. Transformando os Deuses: os múltiplos sentidos da conversão entre os índios no Brasil. Campinas: Unicamp.

Complementar


CADOGAN, León. 1959 Ayvu Rapyta: Textos míticos de los Mbyá-Guaraní del Guairá. São Paulo: Universidade de São Paulo - Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras.
CARNEIRO DA CUNHA, Manuela. 1978. Os mortos e os outros: uma análise do sistema funerário e da noção de pessoa entre os índios Krahó. São Paulo, Hucitec.
CLASTRES, Hélène. 1978 [1975] Terra sem mal: o profetismo Tupi-Guarani. São Paulo: Brasiliense.
FAUSTO, Carlos. 2007. "If God were a Jaguar. Cannibalism and Christianity among the Guarani (XVI-XX centuries)”. In: FAUSTO, Carlos; HECKENBERGER, Michael (eds.). Time and memory in Indigenous Amazonia. Anthropological Perspectives. Gainesville: University Press of Florida, p. 74-105.
HUGH-JONES, Stephen. The palm and the pleiades: initiation and cosmology in northwest Amazonia. Cambridge: Cambridge University Press, 1979.
HUGH-JONES, Stephen. 1994. Shamans, profets, priests and pastors. In: N. Thomas & C. Humphrey (eds.) Shamanism, history & the state. Ann Arbor: University of Michigan Press.
INSTITUTO SOCIOAMBIENTAL. Enciclopédia dos Índios no Brasil.
LOPES DA SILVA, Aracy. 1988. Índios. São Paulo, Ática.
MÉTRAUX, Alfred. 1979 A religião dos Tupinambás e suas relações com a das demais tribos Tupi-Guaranis. 2a. edição. São Paulo: Nacional/EDUSP (Brasiliana, vol. 267).
MONTERO, Paula (org.). 2006. Deus na aldeia: missionários, índios e mediação cultural. São Paulo: Globo.
NIMUENDAJU, Curt Unkel. 1987[1914] As lendas da criação e destruição do mundo. São Paulo: Hucitec - Edusp.
POMPA, Cristina. 2003. Religião como tradução: missionários, Tupi e Tapuia no Brasil colonial. Bauru: EDUSC/ANPOCS.
VILAÇA, Aparecida. 1996. Cristãos sem fé: alguns aspectos da conversão dos Wari’ (Pakaa-Nova). Mana. Estudos de Antropologia Social, v. 2, n. 1, p. 109-137.
VILAÇA, Aparecida. 2007. “Conversão, predação e perspectiva”. Mana. Estudos de Antropologia Social 14(1).
VIVEIROS DE CASTRO, Eduardo 1992 "O Mármore e a Murta: Sobre a Inconstância da Alma Selvagem". Revista de Antropologia 35: 21-74. (A inconstância da alma selvagem. São Paulo: Cosac Naify., 2002)
VIVEIROS DE CASTRO, E. e CARNEIRO DA CUNHA, M. 1985 “Vingança e Temporalidade: os Tupinambá”. Journal de la Societé des Americanistes, 71: 191-208.
SEEGER, Anthony. 1980. Os índios e nós: estudos sobre sociedades tribais brasileiras. Rio de Janeiro: Campus.


Certifico que o DEPARTAMENTO DE CIÊNCIA DA RELIGIÃO aprovou a proposta apresentada, em sua reunião de 17/08/2011.


Em 13/09/2011 ________________________________________

Dr. Arnaldo Érico Huff Júnior

CHEFE DO DEPARTAMENTO
Ilmo. Sr.

Pró-Reitor de Ensino e Pesquisa,

Encaminhamos a presente proposta a V.Sa. para análise e posterior tramitação.
Em ____/____/____ _________________________________________

Dr. Arnaldo Érico Huff Júnior CHEFE DO DEPARTAMENTO DE CIÊNCIA DA RELIGIÃO






CD - 01

PROPONENTE

UNIDADE: INSTITUTO DE CIÊNCIAS HUMANAS - ICH
DEPARTAMENTO: CIÊNCIA DA RELIGIÃO





PROPOSTA DE:

1 ( x ) Criação de disciplina

2 ( ) Extinção de disciplinas

3 ( ) Mudança de denominação de disciplina

4 ( ) Alteração do número de créditos da disciplina

5 ( ) Alteração de pré-requisitos



NOME DA DISCIPLINA: Análise e Interpretação em Ciência da Religião

NÚMERO DE CRÉDITOS: 4

PRÉ-REQUISITO(S): nenhum

EMENTA DA DISCIPLINA: Esta disciplina visa introduzir questões teóricas relativas ao estudo da religião, particularmente na discussão das perspectivas adotadas para o entendimento e para a compreensão tanto dos fenômenos religiosos particulares quanto da religião enquanto fenômeno em si. Nesse sentido, a discussão sobre a relação entre um procedimento analítico e um processo interpretativo, no que se refere ao estudo da religião, é ponto de partida para a apresentação de visões em que análise e interpretação são procedimentos complementares ou excludentes. A partir disso torna-se possível discutir a necessidade de opções gerais quanto ao enfoque dado ao estudo da religião, além de ocorrer uma instrumentalização básica para o desenvolvimento de estudos em ciência da religião.


PROGRAMA DA DISCIPLINA:

-Discussão sobre os conceitos de análise e interpretação

- Análise da religião e a busca de seus constituintes essenciais

- Interpretação da religião e a busca pela compreensão de sua integralidade

- Procedimentos analíticos para estudo de fenômenos religiosos particulares

- O processo interpretativo de fenômenos religioso como busca de alternativas à compreensão imediata.


BIBLIOGRAFIA:
BÁSICA
GADAMER, Hans-Georg. Verdade e método. Petrópolis : Vozes, 1997.

GRESCHAT, Hans-Jürgen. O que é Ciência da Religião? São Paulo : Paulinas, 2005.

DIERKEN, Jörg. Teologia, ciência da religião e filosofia da religião: definindo suas relações, Veritas. Porto Alegre: PUCRS, 2009.

COMPLEMENTAR


BERGER, Peter L. O dossel sagrado. São Paulo : Paulus, 1985.

ELIADE, Mircea. O sagrado e o profano. São Paulo : Martins Fontes, 1982.

SMITH, Wilfred Cantwell. O sentido e o fim da religião. São Leopoldo : Sinodal, 2006.

WIEBE, Donald. Religião e verdade. São Leopoldo : Sinodal, 1998.





Certifico que o DEPARTAMENTO DE CIÊNCIA DA RELIGIÃO aprovou a proposta apresentada, em sua reunião de 17/08/2011.


Em 13/09/2011 ________________________________________

Dr. Arnaldo Érico Huff Júnior

CHEFE DO DEPARTAMENTO
Ilmo. Sr.

Pró-Reitor de Ensino e Pesquisa,

Encaminhamos a presente proposta a V.Sa. para análise e posterior tramitação.
Em ____/____/____ _________________________________________

Dr. Arnaldo Érico Huff Júnior CHEFE DO DEPARTAMENTO DE CIÊNCIA DA RELIGIÃO






CD - 01

PROPONENTE

UNIDADE: INSTITUTO DE CIÊNCIAS HUMANAS - ICH
DEPARTAMENTO: CIÊNCIA DA RELIGIÃO





PROPOSTA DE:

1 ( x ) Criação de disciplina

2 ( ) Extinção de disciplinas

3 ( ) Mudança de denominação de disciplina

4 ( ) Alteração do número de créditos da disciplina

5 ( ) Alteração de pré-requisitos



NOME DA DISCIPLINA: Religião e Ciência


NÚMERO DE CRÉDITOS: 4

PRÉ-REQUISITO(S): nenhum

EMENTA DA DISCIPLINA: As relações entre a religião e a ciência, constituem um fator tensional e controverso permanente na história da cultura moderna. Ainda que neste contexto tenham sido produzidos dois grandes modelos de compreensão de tais relações - o que as concebe como essencialmente antagônicas e aquele que as concebe como relações de complementariedade - tanto a religião quanto a ciência são por demais complexas para se enquadrarem totalmente em um ou outro modelo. O objetivo desta disciplina é analisar as relações entre religião e ciência no ambiente cristão moderno-contemporâneo, de modo a compreender as complexas implicações destas relações, as quais, por sua vez, não permitem nenhum reducionismo.

PROGRAMA DA DISCIPLINA:

Cristianismo e ascensão da ciência: conflito ou harmonia?

A idade da razão, perfectibilidade dos homens e o Deus do deísmo.

A reação romântica, pietismo e metodismo.

A resposta da filosofia moderna: empirismo, agnosticismo, ciência e a religião como âmbitos separados.

Ciência e teologia no séc. XIX: evolucionismo, criacionismo e crítica ao modernismo.

Religião e ciência no séc. XX: fundamentalismo cristão, literalismo bíblico e os novos desenvolvimentos do criacionismo.

Ciência, religião e o “novo ateísmo”.

BIBLIOGRAFIA:
ARNOULD, Jacques, A teologia depois de darwin. Trad. Orlando Soares Moreira. São Paulo, Ed. Loyola, 2001.

BARBOUR, Ian G. Quando a ciência encontra a religião. Trad. Paulo Salles – São Paulo, Ed. Cultrix, 2004.

COLLINS, Francis S. A linguagem de Deus. São Paulo, Ed. Gente, 2007.

DENNETT, Daniel, A idéia perigosa de Darwin: a evolução e os significados da vida. Rio de Janeiro, Ed. Rocco, 1998.

_______________, Quebrando o encanto. A religião como fenômeno natural, Rio de Janeiro, Ed. Globo, 2006

EUVÉ, François, Ciência, fé e sabedoria. É preciso falar de convergência¿ São Paulo, Ed, Loyola, 2009.

FILHO, Carlos R. Caldas. A religião e o desenvolvimento da ciência moderna, de Rejer Hooykaas. In: Numen: revista de estudos e pesquisa da religião da Universidade Federal de Juiz de Fora v. 6, n. 1 (1º semestre 2003. – pp. 138-140).

HABERMAS, Jurgen. O discurso filosófico da modernidade. Lisboa, Ed. Dom Quixote: 1985.

HARRISON, Peter. “Ciência” e “Religião”: Construindo os Limites. In: Revista de Estudo da Religião (REVER) PUCSP. Março/2007.

HAUGHT, John F. Deus após Darwin: uma teologia evolucionista. Rio de Janeiro, Ed, José Olympio, 2002.

JOHNSON, Phillip E. Darwin no banco dos réus. São Paulo, Ed. Cultura Cristã, 2008.

_____________ Ciência, Intolerância e Fé. Viçosa, Ed. Ultimato, 2007.

LOURENÇO, Adauto. Como tudo começou: uma introdução ao criacionismo. São José dos Campos, Ed. Fiel, 2007.

MARCUM, James A. Explorando as fronteiras racionais entre as ciências naturais e a teologia cristã. In: Revista de Estudos da Religião (REVER) PUCSP – Março/2007

McGRATH, Alister E. Fundamentos do diálogo entre ciência e religião. Trad. Jaci Maraschin. São Paulo, Ed. Loyola, 2005.

MOHLER JR., R. Albert. Ateísmo remix: um confronto cristão aos novos ateístas. São José dos Campos, Ed. Fiel, 2009.

MONDIN, Battista. Os grandes teólogos do século vinte. São Paulo, Ed. Paulinas, 1979-1980

PETERS, Ted & BENNET, Gaymon (Orgs.). Construindo pontes entre a ciência e a religião. São Paulo, Ed. UNESP, 2003.

PORTELLA, Rodrigo. Religião, Sensibilidades Religiosas e Pós-Modernidade. Da ciranda entre religião e secularização. São Paulo, PUC – Revista de Estudo da Religião nº 2/2006.

RAMOS, Roberto. A religião de Darwin. São Paulo, Ed. Abba Press, 2009.




Certifico que o DEPARTAMENTO DE CIÊNCIA DA RELIGIÃO aprovou a proposta apresentada, em sua reunião de 17/08/2011.


Em 13/09/2011 ________________________________________

Dr. Arnaldo Érico Huff Júnior

CHEFE DO DEPARTAMENTO
Ilmo. Sr.

Pró-Reitor de Ensino e Pesquisa,

Encaminhamos a presente proposta a V.Sa. para análise e posterior tramitação.
Em ____/____/____ _________________________________________

Dr. Arnaldo Érico Huff Júnior CHEFE DO DEPARTAMENTO DE CIÊNCIA DA RELIGIÃO





CD - 01

PROPONENTE

UNIDADE: INSTITUTO DE CIÊNCIAS HUMANAS - ICH
DEPARTAMENTO: CIÊNCIA DA RELIGIÃO





PROPOSTA DE:

1 ( x ) Criação de disciplina

2 ( ) Extinção de disciplinas

3 ( ) Mudança de denominação de disciplina

4 ( ) Alteração do número de créditos da disciplina

5 ( ) Alteração de pré-requisitos



NOME DA DISCIPLINA: Religião e Violência


NÚMERO DE CRÉDITOS: 4

PRÉ-REQUISITO(S): nenhum

EMENTA DA DISCIPLINA: Muito embora as interseções entre religião e violência constituam um fenômeno que perpassa todas as culturas e uma grande variedade de atividades, o objetivo desta disciplina é estudar tais interseções no âmbito das “religiões do livro”, ou seja, judaísmo, cristianismo e islamismo, bem como seus desenvolvimentos no contexto moderno e contemporâneo.


PROGRAMA DA DISCIPLINA:
As razões da violência e da guerra na Bíblia e no Corão.

O cristianismo e a questão da violência.

Fundamentalismos religiosos, terrorismo e violência política.

Violência religiosa em um mundo globalizado.

“Religiões seculares” e a violência: fascismo, nazismo e comunismo.
BIBLIOGRAFIA:
Antes, Peter, O Islã e a política, São Paulo, Ed. Paulinas, 2003.

Armstrong, Karen, Em nome de Deus. O fundamentalismo no judaísmo, no cristianismo e no islamismo, São Paulo, Ed. Companhia das Letras, 2001.

Ayoob, Mohammed, The many faces of political Islam. Religion and politics in the muslim world, Michigan, University of Michigam Press, 2008.

Azria, Régine, O judaísmo, Baurú, Ed. EDUSC, 2000.

Bingemer, Maria Clara L., Violência e religião. Cristianismo, judaísmo, islamismo, São Paulo, Ed. Loyola, 2001.

Donner, Hebert, História de Israel e dos povos vizinhos, Santa Maria, Ed. Pallotti, 1997.

Durand, Jean Paul, As religiões monoteístas: judaísmo, catolicismo, islamismo, protestantismo, São Paulo, Ed. Paulinas, 2003.

Gottwald, Norman, The politics of ancient Israel, Louisville, Ed. Library of Ancient Israel, 2001.

Juergensmeyer, Mark, Terror in the mind of God. The global rise of religious violence, Berkeley, Ed. University of California Press, 2003.

Oro, Ari Pedro e Steil, Carlos Alberto, Globalização e religião, Rio de Janeiro, Ed. Vozes,1999.

Pace, Enzo e Stefani, Piero, Fundamentalismo religioso contemporâneo, São Paulo, Ed. Paulinas, 2000.

Sicre, Jorge Luis., De Davi ao Messias, Petrópolis, Ed. Vozes, 2000.

Thiel, Winfred, A sociedade de Israel na época pré-estatal, São Leopoldo, Ed. Sinodal, 2001.


  1   2   3   4   5   6   7   8


©principo.org 2016
enviar mensagem

    Página principal