Cd 01 proponente



Baixar 0.78 Mb.
Página6/8
Encontro29.07.2016
Tamanho0.78 Mb.
1   2   3   4   5   6   7   8

Certifico que o DEPARTAMENTO DE CIÊNCIA DA RELIGIÃO aprovou a proposta apresentada, em sua reunião de 17/08/2011.


Em 13/09/2011 ________________________________________

Dr. Arnaldo Érico Huff Júnior

CHEFE DO DEPARTAMENTO
Ilmo. Sr.

Pró-Reitor de Ensino e Pesquisa,

Encaminhamos a presente proposta a V.Sa. para análise e posterior tramitação.
Em ____/____/____ _________________________________________

Dr. Arnaldo Érico Huff Júnior CHEFE DO DEPARTAMENTO DE CIÊNCIA DA RELIGIÃO







CD - 01

PROPONENTE

UNIDADE: INSTITUTO DE CIÊNCIAS HUMANAS - ICH
DEPARTAMENTO: CIÊNCIA DA RELIGIÃO





PROPOSTA DE:

1 ( x ) Criação de disciplina

2 ( ) Extinção de disciplinas

3 ( ) Mudança de denominação de disciplina

4 ( ) Alteração do número de créditos da disciplina

5 ( ) Alteração de pré-requisitos



NOME DA DISCIPLINA: RELIGIÃO, GÊNERO E SEXUALIDADE


NÚMERO DE CRÉDITOS: 4

PRÉ-REQUISITO(S): nenhum

EMENTA DA DISCIPLINA: Construção social dos gêneros e da sexualidade nas religiões: perspectivas teóricas. Desigualdade de gênero e sexualidade nas expressões religiosas cristãs (católica, protestante, pentecostal e neopentecostal) e neocristãs, afro-brasileiros (umbanda e candomblé), orientais, new age e esotéricas. Conjugalidade, comportamento sexual nas religiões e a sociedade contemporânea: porosidades, complementaridades, impasses, tensões e dilemas. Patologização, comportamento sexual na religião e a sociedade contemporânea: disputas, debates e temáticas.


PROGRAMA DA DISCIPLINA:

Construção social dos gêneros e da sexualidade nas religiões: perspectivas teóricas.

Desigualdade de gênero e sexualidade nas expressões religiosas cristãs (católica, protestante, pentecostal e neopentecostal), neocristãs, afro-brasileiras (umbanda e candomblé), orientais, new age e esotéricas.

Conjugalidade, comportamento sexual nas religiões e a sociedade contemporânea: porosidades, complementaridades, impasses, tensões e dilemas.

Patologização, comportamento sexual na religião e a sociedade contemporânea: disputas, debates e temáticas.
BIBLIOGRAFIA:
BÁSICA
BRUSCHINI, Cristina. Horizontes plurais: novos estudos de gênero no Brasil. São Paulo: Editora 34, 1998.
MACHADO, Maria das Dores Campos. Os efeitos da adesão religiosa na esfera familiar. São Paulo: ANPOCS, 1996.
SOTER (org.). Gênero e teologia: interpelações e perspectivas. São Paulo: Loyola, 2003.

COMPLEMENTAR


BINGEMER, Maria Clara L. O segredo feminino do mistério: ensaios de teologia na ótica da mulher. Petrópolis: Vozes, 1991.
BIRMAN, Patrícia. Fazer estilos criando gêneros: possessão e diferenças de gênero em terreiros de umbanda e candomblé no Rio de Janeiro. Rio de Janeiro: Relume Dumará, 1995.
BOERRESEN, Kari.E. (Org.). A immagine di Dio. Modelli di genere nella tradizione giudaica e cristiana. Firenze: Carrocci, 2001.
CONTINS, Marcia. O caso da Pomba-Gira: reflexões sobre crime, possessão e imagem feminina. In: GOMES, Edlaine Campos (org.) Dinâmicas contemporâneas do fenômeno religioso na sociedade brasileira. Aparecida: Ideias e Letras, 2009, p. 17-52.
CORNELL, Drucilla; BENHABIB Seyla (Coords.). Feminismo como crítica da modernidade. Rio de Janeiro: Ed. Rosa dos Tempos, 1987.
DREWERMANN, Eugen. Funcionários de Deus: psicograma de um ideal. Lisboa: Editorial Inquérito, 1989.
FLAX, Jane. Pós-modernismo e relações de gênero na cultura contemporânea. In: HOLLANDA, Heloisa B. (Org.). Pós-modernismo e política. Rio de Janeiro: Rocco, 1992. p.177-249.
GEBARA, Ivone. Rompendo o silêncio: uma fenomenologia feminista do mal. Petrópolis: Vozes, 2000.
GROSS, Rita M. Mulheres budistas como líderes e professoras. Estudos Feministas, Florianópolis, 13(2): 256, maio-agosto/2005, p. 415-23.
______. Buddhism After Patriarchy: A Feminist History, Analisys, and Reconstruction of Buddhism. Albany, NY: SUNY, 1993.
MACHADO, Maria das Dores Campos; FIGUEIREDO, Fabiana. Religião, gênero e política: as evangélicas nas disputas eleitorais da cidade do Rio de Janeiro. Ciências Sociais e Religião, Porto Alegre: Ed.UFRGS, v. 4, p. 125-148. 2002.
MACHADO, Maria das Dores Campos; GUIMARÃES, Christiane; RABELO, Carla; OLIVEIRA, Clara. A política: um novo espaço de articulação das identidades religiosas e de gênero. Mandrágora, São Bernardo dos Campos: Editora da Universidade Metodista, n. 10, 2005.
MACHADO, Maria das Dores Campos. SOS Mulher: a identidade feminina na mídia pentecostal. Ciências Sociales y Religión, Porto Alegre, v. 1, p. 167-188, 1999.
______. Neopentecostalismo: continuidades e descontinuidades nas representações e relações de poder entre os gêneros. Caminhos, Goiânia: Editora da UCG, v. 2, n. 2, p.67-81, 2003.
NATIVIDADE, Marcelo. Ser homossexual ou ser evangélico? Dilemas de construção de identidade. In: GOMES, Edlaine Campos (org.) Dinâmicas contemporâneas do fenômeno religioso na sociedade brasileira. Aparecida: Ideias e Letras, 2009, p. 101-124.
RANKE-HEINEMANN, Uta. Eunucos pelo Reino de Deus: mulheres, sexualidade e Igreja Católica. Rio de Janeiro: Record; Rosa dos Tempos, 1996.
RECAMAN, Marisol; OLIVEIRA, Suely (Orgs.). A mulher brasileira nos espaços público e privado. São Paulo: Fundação Perseu Abramo, 2004.
ROSADO-NUNES, Maria José (org. e dir.). Gênero e Religião. Dossiê da Revista de Estudos Feministas, Florianópolis, vol.13 no.2 Florianópolis Maio-Agosto 2005.
______. Mulheres na Igreja Católica: elementos para uma crítica do poder religioso. In: VIII JORNADAS SOBRE ALTERNATIVAS RELIGIOSAS NA AMÉRICA LATINA, 8, 1998, São Paulo. Trabalho apresentado na mesa-redonda MR 11 – “Mulher, gênero e poder religioso”. São Paulo, 1998.
______. De Mulheres, Sexo e Igreja: uma pesquisa e muitas interrogações. In: COSTA, Albertina da Oliveira; AMADO, Tina (orgs.). Alternativas escassas: saúde, sexualidade e reprodução na América Latina. São Paulo. PRODIR / Fundação Carlos Chagas e Rio de Janeiro: Ed. 34, 1994.
SHARMA, Arvind, and YOUNG, Katherine K. (eds.). Her Voice, Her Faith: Women Speak on World Religions. Boulder, CO: Westview, 2003.
SOUZA, Sandra Duarte (org.). Gênero e religião no Brasil. São Bernardo do Campo: Universidade Metodista de São Paulo, 2006.
STRATHERN, Marilyn. The Gender of the Gift. Berkley: University of California Press, 1988.



Certifico que o DEPARTAMENTO DE CIÊNCIA DA RELIGIÃO aprovou a proposta apresentada, em sua reunião de 17/08/2011.

Em 13/09/2011 ________________________________________

Dr. Arnaldo Érico Huff Júnior

CHEFE DO DEPARTAMENTO

Ilmo. Sr.

Pró-Reitor de Ensino e Pesquisa,

Encaminhamos a presente proposta a V.Sa. para análise e posterior tramitação.

Em ____/____/____ _________________________________________

Dr. Arnaldo Érico Huff Júnior CHEFE DO DEPARTAMENTO DE CIÊNCIA DA RELIGIÃO







CD - 01

PROPONENTE

UNIDADE: INSTITUTO DE CIÊNCIAS HUMANAS - ICH
DEPARTAMENTO: CIÊNCIA DA RELIGIÃO





PROPOSTA DE:

1 ( x ) Criação de disciplina

2 ( ) Extinção de disciplinas

3 ( ) Mudança de denominação de disciplina

4 ( ) Alteração do número de créditos da disciplina

5 ( ) Alteração de pré-requisitos



NOME DA DISCIPLINA: Religião, modernidade e secularização


NÚMERO DE CRÉDITOS: 4

PRÉ-REQUISITO(S): nenhum

EMENTA DA DISCIPLINA: Secularização e modernidade: origem, semântica e significados. Constituintes sociais, culturais e filosóficos da modernidade no Mundo Ocidental: a relação com as mudanças na religião (impactos e questões) e com os processos de desencantamento do mundo e secularização. A relação entre religião, modernidade e secularização: teorias clássicas e teorias contemporâneas. Temáticas conexas a secularização, modernidade e religião.


PROGRAMA DA DISCIPLINA:

Secularização e modernidade: origem, semântica e significados.

Constituintes sociais, culturais e filosóficos da modernidade no Mundo Ocidental e sua relação com os processos de desencantamento do mundo e secularização.

As mudanças da religião da modernidade: impactos e questões.

A relação entre religião, modernidade e secularização: teorias clássicas e contemporâneas.

Temáticas conexas a secularização, modernidade e religião.

BIBLIOGRAFIA:
BÁSICA
BINGEMER, Maria Clara L. O impacto da modernidade sobre a religião. São Paulo: Loyola, 1992.
MARRAMAO, Giacomo. Poder e secularização: as categorias do tempo. São Paulo: UNESP, 1995.
PIERUCCI, Antônio Flávio. O desencantamento do mundo. Todos os passos do conceito em Weber. São Paulo: Editora 34, 2005.

COMPLEMENTAR


ARAÚJO, Luiz Bernardo Leite. Religião e modernidade em Habermas. São Paulo: Loyola, 1996.
BAUMAN, Zygmunt. Modernidade liquida. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 2001.
BERGER, Peter Ludwig. Rumor de anjos: a sociedade moderna e a redescoberta do sobrenatural. 2. ed. Petrópolis: Vozes, 1997.
______. O dossel sagrado: Elementos para uma sociologia da religião. São Paulo: Paulinas
BERMAM, Marshall. Tudo que é sólido desmancha no ar. São Paulo: Companhia das letras, 1996.
BINGEMER, Maria Clara L. Alteridade e vulnerabilidade: experiência de Deus e pluralismo religioso no moderno em crise. São Paulo: Loyola, 1993.
CATROGA, Fernando. Secularização, laicidade e religião civil: uma perspectiva histórica. Coimbra: Almedina, 2006.
COMPAGNON, Antoine. Os cinco paradoxos da modernidade. Belo Horizonte: UFMG, 1996.
GIDDENS, Anthony. As consequências da modernidade. 2. ed. São Paulo: UNESP, 1991
HABERMAS, Jurgen. O discurso filosófico da modernidade. Lisboa: Dom Quixote, 1990.
MARTELLI, Stefano. A religião na sociedade pós-moderna: entre secularização e dessecularização. São Paulo: Paulinas, 1995.
MARRAMAO, Giacomo. Céu e terra: genealogia da secularização. São Paulo: UNESP, 1997.
VATTIMO, Giane. O fim da modernidade. Lisboa: Presença, 1987.

Certifico que o DEPARTAMENTO DE CIÊNCIA DA RELIGIÃO aprovou a proposta apresentada, em sua reunião de 17/08/2011.


Em 13/09/2011 ________________________________________

Dr. Arnaldo Érico Huff Júnior

CHEFE DO DEPARTAMENTO
Ilmo. Sr.

Pró-Reitor de Ensino e Pesquisa,

Encaminhamos a presente proposta a V.Sa. para análise e posterior tramitação.
Em ____/____/____ _________________________________________

Dr. Arnaldo Érico Huff Júnior CHEFE DO DEPARTAMENTO DE CIÊNCIA DA RELIGIÃO





CD - 01

PROPONENTE

UNIDADE: INSTITUTO DE CIÊNCIAS HUMANAS - ICH
DEPARTAMENTO: CIÊNCIA DA RELIGIÃO





PROPOSTA DE:

1 ( x ) Criação de disciplina

2 ( ) Extinção de disciplinas

3 ( ) Mudança de denominação de disciplina

4 ( ) Alteração do número de créditos da disciplina

5 ( ) Alteração de pré-requisitos



NOME DA DISCIPLINA: Religiões Africanas

NÚMERO DE CRÉDITOS: 4

PRÉ-REQUISITO(S): nenhum

EMENTA DA DISCIPLINA: Estudo das religiões africanas a partir da problematização de suas classificações como autóctones, tradicionais, politeístas, animistas, totêmicas e fetichistas. Discussões sobre unidade e diversidade de matrizes nas manifestações do fenômeno religioso no continente africano. Caracterização das religiões africanas por meio da análise de suas tradições orais, mitos e ritos. Reflexões sobre o transe, a possessão e a advinhação. Investigações sobre as interfaces entre religião, ancestralidade e linhagens étnicas na África. Análise das relações entre as religiões africanas, o cristianismo e o Islã no continente africano. Interpretações a respeito das religiões africanas e seus contatos com a modernidade ocidental.


PROGRAMA DA DISCIPLINA:

Introdução ao estudo das religiões africanas: estado da arte

As sagradas palavras faladas: a oralidade na constituição das religiões africanas

Criação e ordenação do universo: forças vitais, equilíbrio e unidade-participativa

Um ser supremo distante e os espíritos intermediários: as divindades territoriais e a hierarquia das forças espirituais

Sacerdotes, advinhos, feticeiros e curandeiros: relações entre o mundo dos vivos e o mundo dos mortos

Danças rituais, pinturas, máscaras e esculturas: o culto às forças ancestrais

O fenômeno religioso entre os povos de matriz banto e iorubá: unidade, experiências e especificidades

As religiões africanas, o cristianismo e o Islã: aproximações e distanciamentos

Velhos Deuses, novos mundos: as religiões africanas e a modernidade ocidental

BIBLIOGRAFIA:
BÁSICA

APPIAH K. Anthony. Na casa de meu pai. Rio de Janeiro: Contraponto, 2008.

AGUESSY, Honorat et alii. Introdução à cultura africana. Lisboa: Edições 70, 1980.

Evans-Pritchard, E. E. Bruxaria, oráculos e magia entre os Azande. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 2005.

THORNTON, John. A África e os africanos na formação do mundo atlântico. 1400-1800. Rio de Janeiro: Campus, 2004.

COMPLEMENTAR

ACHEBE, Chinua. A flecha de Deus. São Paulo: Companhia das Letras, 2011.

BLAKELY, Thomas, van BEEK, Walter e THOMSON, Dennis L. (eds.). Religion in Africa. Experience & Expression, James Currey, 1994.

CANTARELA, Antonio Geraldo. O caçador de ausências: o sagrado em Mia Couto. Tese de doutorado em Letras, PUC-MG, 2010.

CHRÉTIEN, Jean-Pierre et al. (dir.). L'invention religieuse en Afrique. Histoire et religion en Afrique noire. Paris, Éditions Karthala e A.C.C.T., 1993.

HONWANA, Alcinda M. Espíritos vivos, tradições modernas: possessão de espíritos e reintegração social pós-guerra no sul de Moçambique. Promédia, 2002.

MACGAFFEY, Wyatt. Religion and society in Central Africa: the BaKongo of Lower Zaire. Chicago/London: The University of Chicago Press, 1986.

NAIPAUL, V. S. A máscara da África: vislumbres das crenças africanas. São Paulo: Companhia das Letras, 2011.

THOMAS, Louis-Vincent, e LUNEAU, René. La terre africaine et ses religions: traditions et changements. 2 ed. Paris: Éditions l’Harmattan, D.L. 1986.

ZUESSE, E. M. Ritual cosmos: the sanctification of life in african religions. Ohio: Ohio University Press, 1985.



Certifico que o DEPARTAMENTO DE CIÊNCIA DA RELIGIÃO aprovou a proposta apresentada, em sua reunião de 17/08/2011.


Em 13/09/2011 ________________________________________

Dr. Arnaldo Érico Huff Júnior

CHEFE DO DEPARTAMENTO
Ilmo. Sr.

Pró-Reitor de Ensino e Pesquisa,

Encaminhamos a presente proposta a V.Sa. para análise e posterior tramitação.
Em ____/____/____ _________________________________________

Dr. Arnaldo Érico Huff Júnior CHEFE DO DEPARTAMENTO DE CIÊNCIA DA RELIGIÃO





CD - 01

PROPONENTE

UNIDADE: INSTITUTO DE CIÊNCIAS HUMANAS - ICH
DEPARTAMENTO: CIÊNCIA DA RELIGIÃO





PROPOSTA DE:

1 ( x ) Criação de disciplina

2 ( ) Extinção de disciplinas

3 ( ) Mudança de denominação de disciplina

4 ( ) Alteração do número de créditos da disciplina

5 ( ) Alteração de pré-requisitos



NOME DA DISCIPLINA: Religiões afro-brasileiras



NÚMERO DE CRÉDITOS: 4

PRÉ-REQUISITO(S): nenhum

EMENTA DA DISCIPLINA:

Descrição e problematização das pesquisas em torno dos fenômenos religiosos afro-brasileiros. Análise da formação das religiões afro-brasileiras e suas relações com elementos de outras matrizes religiosas. Caracterização das religiões afro-brasileiras por meio do estudo de suas tradições orais, mitos e ritos. Discussões sobre os diálogos entre as religiões afro-brasileiras e algumas manifestações da cultura nacional. Reflexões sobre as transformações nas religiões afro-brasileiras e seu impacto na dinâmica do campo religioso brasileiro.





PROGRAMA DA DISCIPLINA:

  1. Religiões e religiosidades de matriz africana no campo dos estudos afro-brasileiros e em outras tradições acadêmicas: estado da arte.




  1. Origens e expansão das religiões afro-brasileiras: as relações com a matriz africana, o catolicismo, o kardecismo e as religiões indígenas.




  1. Cosmologias, estruturas e experiências religiosas no Candomblé e na Umbanda.




  1. Cosmologias, estruturas e experiências religiosas no Tambor de Mina, no Batuque e no Xangô.




  1. As religiões afro-brasileiras e a cultura nacional: música, festas populares, literatura, cinema e artes plásticas.



  1. Religiões afro-brasileiras: entre a desafricanização e a reafricanização



  1. Transes em trânsito: religiões afro-brasileiras e neopentecostalismo

BIBLIOGRAFIA:


CAROSO, Carlos & BACELAR, Jeferson (orgs.) Faces da Tradição Afro-Brasileira: religiosidade, sincretismo, anti-sincretismo, reafricanizacao, práticas terapêuticas, etnobotânica e comida. Rio de Janeiro: Pallas, 1999. 
FERRETTI, Sérgio Figueiredo. Repensando o Sincretismo: estudo sobre a Casa das Minas. São Paulo: EDUSP; São Luís: FAPEMA, 1995.

ORO, Ari Pedro. Axe mercosul: as religiões afro-brasileiras nos países do Prata. Petrópolis: Vozes, 1999.

SEGATO, Rita Laura. Santos e Daimones: o politeísmo afro-brasileiro e a tradição arquetipal. Brasília: UNB, 1995.
Bibliografia Básica
AMARAL, Rita & SILVA, Vagner G. Religiões afro-brasileiras e cultura nacional: uma etnografia em hipermídia. In: DAIBERT JR, Robert & PEREIRA, Edimilson de Almeida. (orgs.) Depois, o Atlântico: modos de pensar, crer e narrar na diáspora africana. Juiz de Fora: EDUFJF, 2010, p. 129-152.
BARRETTI, Aulo (org.) Dos Yorubá ao Candomblé Kétu. São Paulo, Edusp, 2009.

BASTIDE, Roger. As religiões africanas no Brasil. 3 ed. São Paulo, 1989.

BERKENBROCK, Volney. A experiência dos orixás: um estudo sobre a experiência religiosa no candomblé. Petrópolis: Vozes, 1998.

CAPONE, Stefania. A busca da África no candomblé. Rio de Janeiro: Pallas, 2009.


ISAIA, A. C. . (org.) Orixás e Espíritos: o debate interdisciplinar na pesquisa contemporânea. Uberlândia: Ed UFU, 2006.
GOLDMAN, Márcio. “Histórias, devires e fetiches das religiões afro-brasileiras: ensaio de simetrização antropológica”. In: Análise Social. Lisboa, v.44, n. 190, 2009, p.105-137.

MAGGIE, Yvonne. Medo de Feitiço: relações entre magia e poder no Brasil. Rio de Janeiro. Arquivo Nacional. 1992.

MATORY, James Lorand. Black Atlantic Religion: tradition, transnationalism, and matriarchy in the afro-brazilian candomble. Princeton: University Press, 2005.

MONTEIRO, Paula. Da doença à desordem: a magia na umbanda. Rio de Janeiro, 1985.

MOTTA, Roberto. “Le métissage des dieux dans les religions afro-brésiliennes” Religiologiques. Montréal, Université du Québec, 1993.
MOTTA, Roberto. Meat and feast: The xango religion of Recife, Brazil. PhD Columbia University,1988.
ORO, Ari Pedro (org.). As religiões afro-brasileiras do Rio Grande do Sul. Porto Alegre: Ed Universidade/UFRGS, 1994.
PARÉS, Nicolau. A formação do candomblé: história e ritual da nação jejê na Bahia. Campinas: Editora da UNICAMP, 2006.
PEREIRA, Edimilson de Almeida. Os tambores estão frios: herança cultural e sincretismo religioso no ritual de Candombe. Belo Horizonte/ Juiz de Fora: Mazza, Funalfa , 2005.
PRANDI, Reginaldo. Mitologia dos orixás. 10. ed. São Paulo: Companhia das Letras, 2001.
______. Encantaria brasileira: o livro dos mestres, caboclos e encantados. Rio de Janeiro: Pallas, 2001.
SILVA, Vagner Gonçalves da. Entre a Gira de Fé e Jesus de Nazaré: relações sócio-estruturais entre neopentecostalismo e religiões afro-brasileiras In: ______ (org.) Intolerância religiosa: impactos do neopentecostalismo no campo religioso afro-brasileiro. São Paulo: EDUSP, 2007.

______. Candomblé e Umbanda: caminhos da devoção brasileira. São Paulo: Selo Negro, 2005.

______. “A crítica antropológica pós-moderna e a construção textual da etnografia religiosa afro-brasileira”. In: Cadernos de Campo. São Paulo: Departamento de Antropologia da USP, ano 1, n.1, pp.47-60, 1992.


1   2   3   4   5   6   7   8


©principo.org 2016
enviar mensagem

    Página principal