Cei – Companhia de Equipamentos Industriais, Lda



Baixar 9.6 Kb.
Encontro25.07.2016
Tamanho9.6 Kb.
Cei – Companhia de Equipamentos Industriais, Lda.

A CEI – Companhia de Equipamentos Industriais, Lda. é uma empresa fundada em 1995 com com 33 trabalhadores e uma facturação de 2,5 milhões de euros, repartidos pela Ásia (40%), Portugal (30%), Europa, EUA e outros (30%). A CEI é, presentemente, líder mundial em sistema de corte por jacto de água para a indústria do calçado.

Inicialmente com sede em Lisboa e desde 2000 com sede em S.João da Madeira para estar mais próximo do seu principal mercado da altura. Empresa vocacionada, no início, para o desenvolvimento de bens de equipamentos avançados para a indústria do calçado no mercado nacional, não deixou de explorar o mercado internacional e de mais tarde transferir, com sucesso, as tecnologias desenvolvidas para outros sectores.

A necessidade de responder aos padrões de produção dos seus clientes, flexibilidade, poupança de matérias-primas e integração com os sistemas de gestão exigiu que a CEI fosse capaz de oferecer aos seus clientes soluções inovadores. Oferecer ao longo do tempo soluções continuamente inovadoras, só foi possível porque a CEI foi capaz de se transformar numa organização inovadora, estabelecendo e enriquecendo uma cultura de inovação que envolve toda a gestão e todos os seus colaboradores.

A Cei definiu como missão o desenvolvimento e o fabrico de sistemas avançadas de produção inovadores para as mais diversas indústrias ao nível global, calçado, automóvel, rochas ornamentais, cerâmica e alimentar.

Para responder a esta missão, a liderança da CEI seguiu os seguintes eixos de orientação:



  • Liderança e ambição: orientação definida nos esforços de inovação focalizadas nas necessidades dos clientes e na ambição genuína de oferecer soluções tecnologicamente avançadas.

  • Foco externo: Aposta na grande proximidade e confiança com os clientes e fornecedores, promovendo o relacionamento de longo prazo, para o desenvolvimento das soluções;

  • Visão partilhada: A liderança da CEI mantêm a proximidade a todos os processos e partilha a sua visão da empresa com todos os colaboradores. O desafio tecnológico é incentivado. A inovação faz parte integrante das suas Políticas (nomeadamente da qualidade).

  • Competências internas: desenvolvimento de competências internas nas áreas do projecto e desenvolvimento mecânico, electrónica e software, apostando no trabalho de equipa e multidisciplinar, sendo mais de 30% dos colaboradores quadros técnicos;

  • Trabalho em Equipa: as soluções envolvem tecnologias tradicionalmente separadas (mecânica. Electrónica, TIC, etc). A capacidade de constituir equipas multidisciplinares promove a criatividade e a identificação de soluções avançadas e a obtenção de vantagens competitivas.

  • Ligação a Centros de Saber: A CEI desde a sua fundação apostou nas parcerias com Centros Tecnológicos, entidades do Sistema Cientifico e Tecnológico Nacional e empresas que apresentam vantagens competitivas; A ligação a centros de saber permite também o estabelecimento de canais de comunicação e estar informado sobre as tendências tecnológicas e de mercado essenciais para ajustar as linhas de esforço da empresa.

  • Transferência de Tecnologia entre sectores: capacidade de transferência de tecnologia de forma transversal, entre diferentes sectores industriais, esta na base de muitos sucessos da CEI.

A Cei é detentora de várias patentes e é uma marca reconhecida internacionalmente em alta tecnologia laser e robótica, criando e fabricando em Portugal equipamentos já instalados em todos os continentes do planeta: USA, Canadá, México, Brasil, Espanha, França, Itália, Eslovénia, Suécia, Polónia, Turquia, China, Tailândia, Indonésia, Taiwan, Vietname, Coreia do Sul, Austrália e Cabo Verde.

Presentemente é detentora de uma vasta experiência no campo de desenvolvimento de sistemas de soldadura e marcação por laser, ultra-sons e soldadura por fricção.



Os sistemas e equipamentos desenvolvidos no mercado nacional foram progressivamente exportados para todo o mundo. Face à experiência adquirida na implementação de sistemas que integram tecnologia de ponta em sectores tradicionais da indústria, permitiu, também, transferir tecnologia para outros sectores, como seja a indústria de Rochas Ornamentais, Automóvel e Alimentar.

Caso de Sucesso - CEI – v04tc - 2006-10-23 Pág de


©principo.org 2016
enviar mensagem

    Página principal