Celso Martins Panorama



Baixar 13.35 Kb.
Encontro29.07.2016
Tamanho13.35 Kb.
Celso Martins

Panorama
o olho da mosca (fitando a cintura do planeta

como se de um berlinde se tratasse)

não vê menos que o mais lúcido descendente de Hubble.
e pode ser que o que vê dependa da destreza do olho

e não do tamanho da mosca.


sobreviverá um império a essa miserável ironia?
3.4.04

Pastoral americana
de Phillip Roth

no instante em que a bomba deflagrou nos correios locais

três gerações caíram para trás

como dominós combinados

de sofrimento e remorso.
tanta bondade acumulada; princípios religiosamente mantidos;

tanto amor

e afecto verdadeiro naquela criança entornados -
e agora isto, a onda de choque

de uma guerra à distância

caminhando altiva por dentro

de cada coração.


10.11.03

Celan
o menino que anteviu a cena

Balbuceia.


o homem que viu cedo demais

não voltará a ver.


inicia cada palavra

e antes que acabe, principia.


começa e recomeça.

nunca acaba.


a prisão é o seu método.

recomeçar, sua prisão.


9.2.05

só aos lugares cercados cai bem

o nome de pátria - uma cabine telefónica,

um jardim calcinado de pombas,

a duna a levante.

se ainda a pátria é aquilo que se cola

à própria constituição do corpo,

as arcadas permanentes do encontro,

então é um sítio secreto

por todos partilhado.


19.8.03
algumas previsões para o terceiro milénio
a história continuará a dormitar

sobre o dia raso mas ali não fará ninho.


outros enigmas permanecerão intactos:

de que lado da cama se levantarão os homens;



o que pensam as mulheres; o que as demora.
Inverno, 2003

Celso Martins

nasceu em 1971 em Loureço Marques, Moçambique. É professor na Escola Superior de Artes e Design de Caldas da Raínha e encontra-se a fazer o doutoramento na Universidade Politécnica de Valência. Faz regularmente crítica de Arte no semanário português Expresso, desde 1996. Publicou poemas na revista luso-espanhola Canal e na luso-brasileira Construções Portuárias. O seu volume de poesia O Estado da Crença encontra-se em fase de pré-publicação.


Compartilhe com seus amigos:


©principo.org 2019
enviar mensagem

    Página principal