Coleção ‘Imigrantes no Rio de Janeiro’ destaca chegada de judeus ao Brasil



Baixar 9.47 Kb.
Encontro20.07.2016
Tamanho9.47 Kb.





Coleção ‘Imigrantes no Rio de Janeiro’ destaca chegada de judeus ao Brasil
Judeus Cariocas conta como a imigração contribuiu para a formação cultural e econômica do país

 

O processo migratório dos judeus e a sua integração na sociedade carioca são contados no livro “Judeus Cariocas”, segundo volume da série “Imigrantes no Rio de Janeiro”. No decorrer dos séculos XIX e XX, o Rio de Janeiro recebeu importantes ondas migratórias européias, ocasionadas pelas guerras mundiais, intolerâncias religiosas ou pela busca de novas oportunidades. A contribuição de outros povos foi preponderante para a formação cultural e econômica da então capital nacional e do país.


A obra descreve a história da imigração de povos que se mesclaram na formação do povo judeu e nas suas duas variações de origem: a dos ashkenazim e a dos sefaradim.  O livro narra as trajetórias das primeiras gerações de judeus nascidos e criados no Rio de Janeiro, hoje espalhados em diversos bairros, atuando em vários campos profissionais – nas artes, na medicina, no magistério, no funcionalismo público, na iniciativa privada - com diferentes posturas políticas e situações financeiras.
Os textos também reconhecem a marca profunda deixada pelas ondas de imigrantes que afluíram sucessivamente à cidade, transformando a sociedade que os acolheu. Os capítulos “Deixando a velha Casa” e “Chegando ao Novo Lar” abordam os aspectos da migração: o seu porquê, as estratégias de sobrevivência dos imigrantes, as perdas e ganhos das sociedades de saída e de destino. O episódio seguinte, “Tornando-se Cariocas”, mostra a integração das relações culturais do grupo imigrante com a sociedade brasileira. Por fim, o capítulo “Dez judeus cariocas” traz entrevistas de importantes membros da sociedade judaica do Rio de Janeiro.
Editado pela Editora Cidade Viva, o livro foi organizado por Mozart Vitor Serra e Fernando Portella. Os textos são assinados por Keila Grimberg e Flavio Limoncic, historiadores, doutores em História Social e professores do Departamento de História da Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (UNIRIO). O ex-diretor do grupo Manchete e um dos mais célebres jornalistas da comunidade judaica carioca, Zevi Ghivelder, que vivenciou todo o período da chegada dos judeus no Brasil, também deixa o seu relato. A obra, com capa dura, tem 200 páginas e aproximadamente 100 ilustrações.
“A Light decidiu incentivar a edição de livros, exposições e outros recursos de comunicação que resgatem aspectos importantes, mas ainda pouco divulgados, da história do Rio de Janeiro. Estamos comprometidos com esta iniciativa que mantém a Light alinhada à sua própria trajetória, como empresa que há mais de cem anos vem participando ativamente do desenvolvimento econômico e social desta cidade, antiga capital do Brasil”, afirma o Presidente da Light, Jerson Kelman.
A coleção teve a iniciativa do Instituto Light com a parceria da Secretaria de Cultura do Estado do Rio de Janeiro, por meio da Lei Estadual de Incentivo à Cultura, com produção da Editora Cidade Viva e coordenação do Instituto Cultural Cidade Viva. O lançamento de “Judeus Cariocas” será realizado no dia 21 de outubro, as 18h30, no Palácio da Cidade.
A série “Imigrantes no Rio de Janeiro” aborda questões clássicas ligadas à imigração como: as causas da migração, as estratégias de sobrevivência, as perdas e ganhos na saída e entrada dos imigrantes e as relações culturais com a sociedade que os acolhe. O primeiro livro foi “De Pai para Filho – Imigrantes Portugueses no Rio de Janeiro”, lançado em junho deste ano.  A contribuição dos árabes será mostrada na obra  “Árabes no Rio de Janeiro: uma identidade plural”, a ser lançada nos próximos meses.


Rua São Bento, 9 - 1o and. l Centro l Rio de Janeiro l RJ l CEP 20090-010 l Tel.:(21) 2233-3690 www.institutocidadeviva.org.br




Compartilhe com seus amigos:


©principo.org 2019
enviar mensagem

    Página principal