Com a continuaçÃo do penúltimo capitulo delegado 2 tinha parado todos os suspeitos. Inclusive paulina e donato que estavam fugindo as escondidas. Descobriu quem é o assassino que matou fellipe



Baixar 50.59 Kb.
Encontro02.08.2016
Tamanho50.59 Kb.


COM A CONTINUAÇÃO DO PENÚLTIMO CAPITULO DELEGADO 2 TINHA PARADO TODOS OS SUSPEITOS. INCLUSIVE PAULINA E DONATO QUE ESTAVAM FUGINDO AS ESCONDIDAS. DESCOBRIU QUEM É O ASSASSINO QUE MATOU FELLIPE, ASSASSINOU O DELEGADO ONÓRIO E AINDA POS FOGO NA DELEGACIA? VOCE VAI DESCOBRIR NESSE CAPITULO, SEJAM TODOS BEM VINDOS AO ÚLTIMO EPISÓDIO DA MINISSERIE “MADALENA”...

CENA 1-PORTÃO DA CIDADE-DIA/MANHÃ.

QUASE TODOS DA CIDADE REUNIDOS EM UM SÓ LUGAR. UM TUMULTO. DELEGADO VENDO AQUILO...

(DELEGADO 2)-POR FAVOR, TODOS VOCES AO REDOR SE AFASTEM UM POUCO DOS SUSPEITOS.

TODOS SE AFASTAM.

(DELEGADO)-POIS MUITO BEM, HÁ DOZE ANOS ATRÁS FOI MORTO NESSA CIDADE FELLIPE CALMOM. UM HOMEM AUTORITÁRIO E PODEROSO EM TUDO. HÁ DOIS DIAS ATRÁS MORREU O NOSSO DELEGADO ONÓRIO. O PRIMEIRO DESSA CIDADE E DELEGACIA. O ONÓRIO COMO ERA UM TENENTE DELEGADO BOM EM TUDO. ORDENOU PARA NÓS QUE SE TIVESSEMOS SEGREDO E ORRENDO PERIGO. TINHAMOS UM LUGAR NAQUELA DELEGACIA PARA ESCONDERMOS A PROVA.

MADALENA DIZ A SERAFINA.

(MADALENA)-AONDE ELE QUER CHEGAR COM ESSA HISTÓRIA?

(DELEGADO 2)-DEPOIS DE 10 OU 15 SEGUNDOS DA MORTE DO DELEGADO A DELEGACIA PRIMEIRA DA REGIÃO FOI EXPLODIDA COM UM DINAMITE. CERTAMENTE QUERIA DESTRUIR A PROVA QUE TINHAMOS CONTRA ESSE ASSASSINO. MAS NÃO ADIANTOU. O ASSASSINO VAI SER PEGO HOJE DE QUALQUER MANEIRA.

TODOS OS SUSPEITOS SE OLHAM.

(DELEGADO 2)-ONDE COLOCAVAMOS AS PROVAS QUE SABIANOS ERA FEITO DE FERRO E AÇO. E QUANDO OS BOMBEIROS CHEGARAM ME ENTREGARAM TUDO EM SEUS CONFORMES.

{LEMBRA}

CHEGUEI A MINHA CASA E COM AS CHAVES ABRI AQUELE COFRE E PEGUEI OS PAPEIS. FIQUEI IMPRESSIONADO COM A PESSOA QUE DIZ SER O ASSASSINO. POIS VAMOS JUNTAR OS PEDACINHOS AGORA.

{JUNTO COM TODOS}

A CECIL FOI ESPOSA DO FELLIPE DURANTE TRES MESES. JUNTAMENTE QUANDO FELLIPE A ACHOU NOS BRAÇOS DE OTÁVIO SE SEPAROU DELA... POR CAUSA DE UM DIAMANTE. AÍ PALAMARES SABIA QUE O DIAMANTE CUJO DADO PARA A MOÇA ERA O SEU.

OTÁVIO LEMBRA DO QUE FEZ.

CENA 2-CASA DE PALAMARES-QUARTO-DIA/TARDE.

OTÁVIO ENTRA NO QUARTO DO PAI E PEGA NA GAVETA O SAQUINHO QUE CONTIA O DIAMANTE.

(OTÁVIO)-ENTÃO ERA ISSO! FILHO DA MÃE.

NO PORTÃO...

(PALAMARES)-ENTÃO FOI VOCE QUEM ROUBOU MEU DIAMANTE? E EU QUE PENSEI SER UM DOS MEUS AJUDANTES.

(OTÁVIO)-MAS ESSA HISTÓRIA NÃO TEM NADA A VER COM A MORTE DO FELLIPE.

(DELEGADO 2)-NÃO ATÉ QUE ANTES DA MORTE DE FELLIPE A CECIL E O OTÁVIO ESTARIAM VIAJANDO PARA LONGE. DEPOIS QUE FELLIPE MORREU. OS DOIS APARECERAM NO SEPULTAMENTO... MAS NÃO FORAM ELES. ESTÃO LIVRES PODEM IR. CAMARGO O PAI DE FELLIPE DEU A ELE DE PRESENTE UM ILHA ONDE QUERIA CONSTRUIR OUTRA CIDADE COM DINHEIRO QUE GANHASSE. MAS COMO FELLIPE ACEITOU CAMARGO DESAPARECEU NA HORA DO CRIME NO DIA DA FESTA DE CARAMOÉ. DISSE-ME QUE ESTARIA NA CAMA PENSANDO NA ESPOSA. ENTÃO DA MESMA MANEIRA ELE PODIA TER CONTRATADO SEU FILHO DANILO PARA AJUDA-LO NA HORA QUE AS LUZES APAGARAM. E CAMARGO COMO ESTAVA EM SEU QUARTO NA SUA CASA DE DOIS ANDARES. PODIA TER ATIRADO NA VITIMA E SIDO ELES... MAS NÃO FORAM.

CENA 3-TRIBO ODIRÁ-TARDE.

PAJÉ FIA SEU FACAO E VITÓRIA CHEGA COM LÁGRIMAS NOS OLHOS.

(VITÓRIA)-PAJÉ. POR AQUI TEM ALGUMA CACHOEIRA?

(PAJÉ)-TEM SIM. POR ALI ADENTRO. MAS PARA QUE?

(VITÓRIA)-É QUE EU E O PAULO BRIGAMOS E LÁ NO RIO. PARA QUE O HOMEM VOLTA PRA MULHER TEMOS QUE TOMAR BANHO DEBAIXO DA CACHOEIRA E DEPOIS BEBER RAIZ DE ROSAS VERMELHAS.

(PAJÉ)-ENTÃO VÁ MINHA ILHA. É PELO AMOR. ENTÃO VÁ.

(PAULO)-ATÉ MAIS PAJÉ.

VITÓRIA ENTRA NO MATO. PAULO CHEGA E PERGUNTA PARA O PAJÉ.

(PAULO)-PRA QUE LADO A VITÓRIA FOI?

(PAJÉ)-UÉ VOCE NÃO BRIGOU COM ELA? ELA FOI TOMAR BANHO NA CACHOEIRA.

(PAULO)-ENTÃO. EU QUERO PEDIR DESCULPAS PARA ELA. EU VOU IR BUSCA-LA.

PAULO CORRE EM BUSCA DE VITÓRIA.

CENA 4-PORTÃO DA CIDADE-DIA/TARDE.

DELEGADO CONTINUA FALAR.

(DELEGADO 2)-ENTAO...

(MADALENA)-SENHOR DELEGADO SÓ FALTAM A MINHA MÃE, O SENHOR DONATO E A SENHORA PAULINA. DIGA JÁ QUEM É.

(DELEGADO 2)-BOM A PAULINA NÃO É.

CARMEM INTERROMPE.

(CARMEM)-EU ME ENTREGO. SOU EU A ASSASSINA DE FELLIPE E DO DELEGADO ONÓRIO.

CARMEM= A ASSASSINA.

MADALENA SE APROXIMA DA MÃE.

(MADALENA)-MÃE? VOCE? VOCE MATOU O FELLIPE HÁ DOZE ANOS ATRÁS E AINDA A POUCO MATOU O ONÓRIO?

(CARMEM)-QUE MAL HÁ? HEIN? QUE MAL HÁ?

MADALENA CHORA E DÁ UM TAPA NA CARA DE CARMEM.

(MADALENA)-POR QUE MÃE! EM POR QUE?

(OSCAR)-VAMOS PARA CASA DONA MADALENA.

(SERAFINA)-É MÃE. VAMOS EMBORA.

(MADALENA)-VOCE VAI APODRECER ATRÁS DAS GRADES.

LOLA CHEGA.

(LOLA)-EU ME ARREPENDO DE TER COLOCADO VOCE NA MINHA PENSÃO. VOCE ME FAZ NOJO.

(DELEGADO 2)-VAMOS. SABE QUE VOCE FEZ CERTINHO COMO ESPERAVA? VOCE VAI FICAR UNS 100 ANOS NA CADEIA.

(CARMEM)-NÃO VOU NÃO!

CARMEM VAI LEVADA PELO DELEGADO.

CENA 5-CASA DE MADALENA-QUARTO.

MADALENA ENTRA NO QUARTO CHORANDO.

(MADALENA)-MÃE POR QUE FEZ ISSO? VOCE ME RENEGOU. MAS HOJE SOU EU QUE TE RENEGO. E VOU VIVER POR ESSES ANOS POR PROMESSA DA MINHA FILHA.

CENA 6-MATA NA FLORESTA-DIA/TARDE.

PAULO E VITÓRIA SE ENCONTRA.

(PAULO)-VITÓRIA MEU AMOR. O NOSSO PLANO DEU CERTO.

(VITÓRIA)-VAMOS FUGIR LOGO. OS DEUSES VÃO AVISAR O PAJÉ.

(PAULO)-ESTÁ ESCURECENDO. E A CACHOEIRA ESTÁ PERTO E SE CAIMOS DELA.

(VITÓRIA)-TEM CACHOEIRA AQUI MESMO.É SO TOMARMOS CUIDADO.

PAULO E VITÓRIA ANDAM E DE REPENTE ROLAM UMA PEQUENA MONTANHA DE MATO.

PAJÉ DIZ A TOCUTI:

(PAJÉ)-ESTÁ ESCURECENDO RAPIDO DEMAIS.

(TOCUTI)-ACHO QUE OS DEUSES ESTÃO QUERENDO TE AVISAR ALGO.

PAJÉ LEVANTA E CORTA NO CÉU UM RELAMPAGO. PAJÉ COMEÇA A CANTAR.

(PAJÉ)-TRIBO ODIRÁ. DOIS DE NOSSOS GUERREIROS TRAIRAM A NOSSA TRIBO. E OS DEUSES MANDAM SACRIFICA-LOS.

UMA TURMA DE ODIRÁ SAI EM BUSCA DE PAULO E DE VITÓRIA.

CENA 7-ILHA DE FELLIPE-DIA/TARDE.

SERAFINA E OSCAR NA ILHA ONDE MADALENA ESTAVA.

(OSCAR)-AQUI DE NOVO.

(SERAFINA)-SABE NO QUE EU ESTAVA PENSANDO?

(OSCAR)-EM QUE?

(SERAFINA)-EM FAZER UMA CIDADE AQUI E COLOCAR O NOME DE SANTA MADALENA.

(OSCAR)-É UMA BOA IDEIA MAS, POR QUE SANTA MADALENA.

(SERAFINA)-POR QUE TODOS ACUSARAM MINHA MÃE DE SER PROSTITUTA. E ELA É SANTA. MINHA MÃE LUTOU PRA ME CRIAR. PREFERIU DEIXAREM ME RESGATAREM E ELA FICOU AQU. POR DOZE ANOS. SEM ME VER.

(OSCAR)-MAS AGORA TUDO MUDOU.

OSCAR TIRA UMA ALIANÇA DO DEDO E PEDE PARA SERAFINA:

(OSCAR)-QUER CASAR COMIGO?

(SERAFINA)-CASAR COM VOCE?

(OSCAR)-QUERO VIVER MINHA VIDA AO SEU LADO. PRA SEMPRE.

(SERAFINA)-ACEITO VIVER COM VOCE O RESTO DA MINHA VIDA E PRA SEMPRE TE AMAR.

OS DOIS SE BEIJAM.

ABERTURA DA SÉRIE

CENA 8-ESTAÇÃO DE TREM-DIA/TARDE.

CECIL E DANILO SE DESPEDEM DE CAMARGO.

(CAMARGO)-AI MEU FILHO. AGORA É VOCE QUE VAI ME LARGAR.

(DANILO)-PAI EU VOU PARA SÃO PAULO. É ALI ATRÁS. E EU VOU VIM TE VISITAR E VOCE VAI ME VISITAR.

(CECIL)-TE DEIXO UM BEIJO SENHOR CAMARGO. ESPERO QUE VOCE VÁ VER NÓS TRES.

(CAMARGO)-NÓS TRES? QUEM?

(DANILO)-NÃO ME DIGA QUE VOCE...

(CECIL)-SIM MEU AMOR, VAMOS TER UM BEBE.

OS TRES SE ABRAÇAM; CECIL E DANILO ENTRAM NO TREM E PARTEM.

(CAMARGO)-AGORA SÓ EU! E A RECORDAÇÃO DA MINHA SERAFINA.

CAMARGO CHEGA EM CASA E PEGA OS RETRATOS DE FAMILIA E SENTA NO SOFÁ. E OLHA DEPOIS AS LÁGRIMAS VEM AOS SEUS OLHOS.

CENA 9-MATA NA CACHOEIRA-NOITE.

PAULO E VITÓRIA DESCANSA E FAZ UMA FOGUEIRA.

(PAULO)-CONSEGUIMOS. ESTAMOS DO OUTRO LADO DA TRIBO.

DIAS DEPOIS...

CENA 10-RIO DE JANEIRO-PRAIA.NOITE.

PAULO E VTÓRIA ANDAM DE MÃOS DADAS NA PRAIA DE NOITE E DIZEM.

(PAULO)-UM DIA EU FUI UM ODIRÁ E NO MEU CORAÇÃO SEMPRE VOU VIVER NA CIDADE.

(VICK)-E NOSSO FILHO?VAI SER UM INDIO OU DA CIDADE?

(PAULO)-VAI FAZER PARTE DA NOSSA FAMILIA.

PAULO E VITÓRIA CORREM NA PRAIA E BATE UMA FOTO DELES. GUARDADA NO ALBUM DELES.

AMANHECE NA CIDADE DE CARAMOÉ

ANOITECE E AMANHECE.

CENA 11-DELEGACIA-DIA/MANHÃ.

CARMEM PRESA NA CADEIA E DELEGADO CHEGA COM MADALENA.

(DELEGADO)-CARMEM. VISITA PARA VOCE.

(MADALENA)-MÃE. SOU EU.

(CARMEM)-EU NÃO SOU A TUA MÃE.

(MADALENA)-NÃO É MINHA MÃE. É UMA ASSASSINA IMPIEDOSA QUE ASSASSINA AS PESSOAS A SANGUE FRIO.POR QUE ATOU O FELLIPE? ME EXPLIQUE.

(CARMEM)-EU QUANDO CHEGUEI AQUI. CONTEI TUDO O QUE ME ACONTECEU DEPOIS QUE TE LARGUEI. COM MEDO DELE CONTAR ALGUMA COISA EU POW. MATEI ELE.

(MADALENA)-MAS VOCE NÃO FEZ AQUELE TRABALHO SOZINHO NÃO. TEM MAIS ALGUEM METIDO NO MEIO DESSA HISTÓRIA?

(CARMEM)-NÃO TEM NÃO.

CENA 12-DELEGACIA-NOITE.

UM HOMEM DE PRETO ENTRA NA DELEGACIA E TIRA CARMEM DA CELA.

(CARMEM)-VOCE? O QUE VOCE FEZ?

(PALAMARES)-CALA A BOCA, COLOQUEI SONIFERO PARA OS SOLDADOS. AFINAL VOCE É MINHA IRMÃ.VAMOS.

(CARMEM)-ESPERAÍ. PALAMARES. EU TE AMO VIU.

COM UMA CENA RÁPIDA CARMEM E PALAMARES APARECEM NUM CARRO SUBINDO UM MORRO E LÁ NO ALTO.

(PALAMARES)-EU NÃO QUERO MAIS VIVER. MINHA MINA DE DIAMANTE JÁ TERMINOU.

(CARMEM)-ENTÃO VAMOS. VAMOS VIVER NO INFERNO.

PALAMARES SOLTA O FREIO DO CARRO QUE CAI DO PRECIPICIO EXPLODINDO NAS PEDRAS PERTO DO MAR.

COMERCIAL

CENAS DE ILHA...

CIDADE DE CARAMOÉ

Um ano depois...

CENA 13-RIO DE JANEIRO PARQUE. TARDE.

CECIL E DANILO ANDAM COM SEU FILHO E DEPOIS CHEGA CAMARGO GRITANDO.

(CAMARGO)-FILHO!

(DANILO)-PAI.

OS DOIS CORREM EM DIREÇÃO UM AO OUTRO, CECIL CARREGA O FILHO E DEPOIS CHEGA PERTO DO PAI E DO FILHO:

(CECIL)-OLÁ SEU CAMARGO.COMO PASSOU DURANTE ESSE ANO?

(CAMARGO)-MUITO BEM GRAÇAS A DEUS. E VOCES.

(DANILO)-GRAÇAS A DEUS MEU PAI TUDO ESTÁ SE RESOLVENDO. JÁ SOU EMPRESÁRIO.

JÁ NA CASA DE CECIL E DANILO.

(DANILO)-COMO ESTÃO AS COISAS LÁ EM CARAMOÉ?

(CAMARGO)-TUDO MUDOU. {ENQUANTO CAMARGO VAI DIALOGANDO APARECE OS PERSONAGENS FELIZES.} O PALAMARES E A CARMEM MORREU NAQUELE MORRO DO PINTO MOLHADO. DIZEM QUE PALAMARES ERA O CAPACHO DELA.

(CECIL)-E O DONATO MAIS A PAULINA?

(CAMARGO)-A PAULINA MORREU. E O DONATO CASOU COM A DONA LOLA SOFRE QUE NEM COISA BRAVA. E SERAFINA E OSCAR CASARAM E TIVERAM UMA CRIANÇA.

(CECIL)- E A MADALENA?

(CAMARGO)-ESTÁ DE CAMA A TRES MESES. SERAFIANA E OSCAR COMEÇARAM A DISCUTIR SOBRE A CIDADE QUE DEVEM FAZER NA ILHA QUE SERIA DO FELLIPE E DEI A MINHA NETA.

CENA 14-CASA DE MADALENA-QUARTO-NOITE.

MADALENA NA CAMA PENSA NAS COISAS QUE FEZ ANTES DE ESTAR ALI:MADALENA ANDANDO DE CAVALO COM SERAFINA, TOMANDO SORVETES NA FESTA. FAZENDO ARTE NA MASSA DE BOLO, VISITANDO FELLIPE NO CEMITERIO.

SERAFINA E OSCAR ENTRAM NO QUARTO.

(SERAFINA)-MAMÃE COMO ESTÁ?

(MADALENA)-SINTOUMA LUZ AO LONGE MINHA FILHA. MAS VOCE PROMETE. ME ENTERRAR DO LADO DE SEU PAI.QUERO VIVER COM ELE PRO RESTO DA MINHA VIDA.

SERAFINA QUE CHORA.

(SERAFINA)-PROMETO MÃE. EU PROMETO. MAS VOCE NÃO VAI MORRER AGORA. AINDA VAI VER SEU NETO QUE ESTOU ESPERANDO NASCER E CRESCER.

(OSCAR)-VAI MORRER QUANDO ESTIVER BEM VELHINHA VOCE VERÁ.

(MADALENA)-NÃO É BEM ASSIM SERAFINA. É O MEU FIM. E JURA QUE NUNCA VAI TER MEDO DE NADA, QUE VAI ENFRENTAR AS UNHAS DE CARNE E UNHA. VAI SER CORAJOSA E LUTARÁ NO FINAL? PROMETE FILHA? PROMETE.

(SERAFINA)-PROMETO QUE VOU VENCER.

MADALENA DÁ UM ÚLTIMO SUSPIRO E MORRE NO COLO DE SERAFINA.

(SERAFINA)-MÃE? MÃE? NÃO MÃE NÃO MORRE NÃO ME DEIXE MÃE!

CENA 15-CEMITERIO.DIA.

SERAFINA PASSA A MÃO NO CAIXÃO DA MÃE E OSCAR A CONSOLA DEPOIS CHEGA UM OPERÁRIO.

(OPERARIO)-VAMOS DONA SERAFINA. ESTÁ NA HORA DE CREMAR A DONA MADALENA.

(OSCAR)-TEM CERTEZA DE QUER MESMO IR?

(SERAFINA)-EU PROMETI A MINHA MÃE IR COM ELA ATÉ O FINAL E VOU.

NO CREMATÓRIO SERAFINA DESTAMPA O ROSTO DE SUA MÃE QUE ESTAVA TAPADO E O BEIJA.

(SERAFINA)-ESTAREMOS JUNTAS. PARA SEMPRE.

O CORPO DE MADALENA É COLOCADO DENTRO DA MAQUINA E O HOMEM LIGA A MAQUINA E O FOGO TOMA CONTA DO CORPO DE MADALENA.

PASSA NA MEMORIA DE SERAFINA A MÃE NASCENDO, CRESCENDO E VIVENDO COM AS PESSOAS SO BEM. SERAFINA CHORA.

DIAS DEPOIS...

(OPERARIO)-AQUI ESTÁ AS CINZAS DE SUA MÃE.

(SERAFINA)-OBRIGADA.

SERAFINA CHEGA AO CEMITERIOE JOGA AS CINZAS SOBRE O TUMULO DE FELLIPE. EM UM LUGAR TODO BRANCO MADALENA E FELLIPE SE REENCONTRAM:

(MADALENA)-VAMOS ESTAR JUNTOS PARA SEMPRE.

(FELLIPE)-ETERNAMENTE. JUNTOS E FELIZES

OS DOIS ENTRAM EM UM BURACO COM LUZ E SOMEM.

6 ANOS

DEPOIS...

CIDADE SANTA MADALENA. ILHA

SERAFIANA COM SEU FILHO DIZ A ELA:

(SERAFINA)-FOI AQUI QUE A SUA AVÓ MINHA MÃE TEVE A MIM.

(FILHO)-TE AMO MAMÃE.

OSCAR CHEGA E O MENINO VAI BRINCAR NA AREIA. SERFINA DIZ A OSCAR.

(SERAFINA)-MINHA MÃE, ESTÁ AQUI NOS PROTEJENDO. ESTÁ ALEM DO HORIZONTE.

SERAFINA E OSCAR SE BEIJAM e OLHAM O LINDO POR DO SOL...



AGRADECIMENTOS:

PRIMEIRO A DEUS E AQUELES QUE ME APOIARAM. TAMBÉM AQUELES QUE TIVERAM O PRIVILEGIO DE LEREM A HISTÓRIA.

CAPITULOS ESCRITOS POR:

1-GILBERTO NASCIMENTO E SANDRA NASCIMENTO.

2-GILBERTO NASCIMENTO.

3-GILBERTO NASCIMENTO.

4-GILBERTO NASCIMENTO.

5-SANDRA NASCIMENTO E GILBERTO NASCIMENTO.

6-SANDRA NASCIMENTO.

7-GILBERTO NASCIMENTO.

8-GILBERTO NASCIMENTO.

9-SANDRA NASCIMENTO E GILBERTO NASCIMENTO.

10-GILBERTO NASCIMENTO.

HISTÓRIA DE:

GILBERTO NASCIMENTO.

PARTICIPAÇÕES NA HISTÓRIA.

DONA LOLA

HOMENS 1,2,3 E 4

OSCAR

PATRICK E

MARIA CHICA.

PERSONAGENS PRINCIPAIS:

MADALENA

SERAFINA (FASE 1)

FELLIPE

DANILO

CAMARGO

PAULINA

DANILO

CECIL

PALAMARES

OTÁVIO

PAULO

SERAFINA

VITÓRIA.

TRIBO ODIRÁ:

PAJÉ TUCUTO

HIDRIA

TOCUTI

MAND

PARTICIPAÇÃO ESPECIAL:

CARMEM

ESCRITO POR:

GILBERTO NASCIMENTO E

SANDRA NASCIMENTO

APOIO:

RECANTO DAS LETRAS.

FIM

DEDICO ESSA HISTÓRIA A MINHA FAMILIA E A TODOS MEUS LEITORES.



MUITO OBRIGADO.


©principo.org 2016
enviar mensagem

    Página principal