Conservação do Solo Plano de Lição para Machambas para Instrução de Grupos de Camponeses Módulo Nº 1 Conservação do Solo



Baixar 419.62 Kb.
Página1/8
Encontro21.07.2016
Tamanho419.62 Kb.
  1   2   3   4   5   6   7   8
Conservação do Solo

Plano de Lição para Machambas para Instrução de Grupos de Camponeses

Módulo Nº 1





Conservação do Solo

Índice:



Compreender o Plano de Lição 3

Lição Nº 1: Estrutura e Identificação do Solo 6

Lição Nº 2: Plantar em Curvas de Nível para Reduzir a Erosão 14

Lição Nº 3: Densidade das Plantas para Aumentar a Produtividade 23

Lição Nº 4: Vedação com Arbustos para Evitar o Arrastamento do Solo 29

Lição Nº 5: Culturas de Cobertura para Proteger o Solo 39

Lição Nº 6: Cobertura com Palha para Aumentar a Produtividade das Culturas 48

Pós Teste 74




Compreender o Plano de Lição

Cada lição começa com objectivos. Eles são os objectivos no comportamento, conhecimento e crença. Reforce cada um desses objectivos durante a lição. Existem quatro tipos de objectivos. Cada objectivo vem descrito abaixo.


A nossa principal meta é para que os camponeses adoptem práticas agrícolas que levem ao aumento da produtividade e melhor nutrição para as suas famílias. Por esse motivo, a maior parte dos objectivos são objectivos comportamentais escritos como declarações de acção para cada camponês.
Poucos objectivos são os objectivos no conhecimento. Queremos que os camponeses sejam capazes de mencionar as medidas necessárias para o plantio das sementes assim como que sejam capazes de explicar os benefícios de práticas específicas.
A maior parte das lições contêm o objectivo da crença. Sabemos que as crenças e atitudes afectam as nossas práticas. Miuitas vezes, a crença incorrecta duma pessoa ou de todo mundo impede as pessoas de fazerem uma mudança nas suas práticas de cultivo. Neste módulo, estamos a reforçar o princípio de recompensa. Esta é a crença de que a terra foi projectada para produzir recompensa e abundância. A prática da agricultura não é um sistema fechado onde o ganho duma pessoa provoca a perda do vizinho. As práticas agrícolas podem beneficiar cada camponês e ajudá-lo a alcançar a abundância que a terra e a sua semente foram projectadas para trazer.
A Lição Nº 3 contém os objectivos da determinante comportamental. As determinantes comportamentais são os motivos que fazem com que uma pessoa pratique (ou não pratique) um determinado comportamento. Existem oito determinantes comportamentais tal como foi identificado nos inquéritos de Análise de Barreira1 feitos em cada região. O inquérito para a Lição Nº 3 identificou as determinantes mais importantes para o plantio em linhas. Reforçando os motivos que ajudaram os praticantes (camponeses que já plantam as suas culturas em linhas), estamos em condições de encorajar e mudar o comportamento dos não praticantes (camponeses que ainda não tentaram ou não continuaram a plantar em linhas).
Por baixo dos objectivos, vem alistados os materiais para a lição. O facilitador/moderador deve levar todos esses materiais para a lição.

A primeira actividade em cada lição é a secção de registo de Presenças e Identificação e Resolução de Problemas. Todos facilitadores irão registar as presenças. As perguntas de resolução de problemas aplicam-se apenas para os facilitadores que estiverem a treinar Camponeses Líderes. O facilitador aprofunda quaisquer dificuldades que os Camponeses Líderes tiveram ao ensinar as lições anteriores nas suas Machambas para Instrução de Grupos de Camponeses (MIGCs).


Ao longo de toda a lição usa-se o método ASPIRE, um método de ensino participativo. Este é um método desenvolvido para o programa de saúde do MYAP. Cada letra do método ASPIRE significa uma acção diferente que o facilitador deve seguir. As descrições vem alistadas abaixo.
A significa PERGUNTAR. No princípio de cada lição, o facilitador usa uma história ou actividade para perguntar aos camponeses acerca do seu actual comportamento. Por exemplo na Lição Nº 1, pequenos grupos analisam uma amostra do solo e usam o tempo de partilha para fazerem uma avaliação da qualidade do solo. Isso permite ao facilitador ouvir acerca do actual conhecimento e crenças dos camponeses sobre a qualidade do solo. O facilitador deve conhecer as partes da lição que ele deve enfatizar com base nas crenças incorrecas dos camponeses, e que pontos ele pode rever resumidamente por causa do actual conhecimento dos camponeses.
S significa MOSTRAR. No meio da lição, o facilitador partilha informações relacionadas com o tópico da lição. Esta secção contém perguntas de debate, pontos de ensinamento e actividades. As actividades são exercícios “práticos” para ajudar os participantes a entenderem e aplicarem o que eles aprenderam. A maior parte dessas actividades requerem materiais e preparações específicos.
P significa SONDAR. Na secção Sondar, o facilitador pergunta acerca dos obstáculos que impedem os camponeses de tentarem usar novas práticas. Eles debatem esses obstáculos aos pares.
I significa INFORMAR. O facilitador Informa aos camponeses as formas de superar as suas preocupações. Juntos, com a ajuda dos outros camponeses nas MIGCs, o facilitador dá mais informações e diferentes perspectivas para ajudar os camponeses a superarem as suas dúvidas e preocupações.
R significa PEDIR. E significa EXPLICAR. Neste módulo, estas duas secções estão sob o título, “Debater os Compromissos em Pequenos Grupos.” Pequenos grupos de cinco camponeses formam um grupo de responsabilidade. No final de cada lição, o facilitador pede para que cada camponês assuma um compromisso para começar a usar uma das novas práticas agrícolas debatidas na lição. Cada camponês assume o seu próprio compromisso, com base na sua experiência e desejos. Cada camponês vai assumir o seu compromisso verbal diante dos outros no seu grupo de responsabilidade. Os camponeses não devem ser forçados a assumir um determinado compromisso. Se um camponês não estiver convencido com o ensinamento, ele pode não assumir o compromisso.
Depois de cada camponês ter assumido um compromisso, o grupo de responsabilidade vai examinar o compromisso anterior assumido por cada camponês. Cada camponês fala do seu compromisso assumido na lição anterior. Eles conseguiram cumprir com o compromisso? Eles tem praticado os comportamentos que aprenderam na última lição? O grupo de responsabilidade apoia e encoraja para ajudar cada camponês a cumprir com os seus compromissos.
Ao longo de todas as secções a Informação Adicional para o Formador está inclusa em caixas de texto. A informação adicional não precisa de ser debatida durante a lição salvo se ela estiver directamente relacionada com as perguntas feitas pelos participantes. Essa caixa dá informação adicional ao facilitador para ajudá-lo a ensinar a matéria.
A secção de Prática e Acompanhamento é necessária para o treinamento dos Camponeses Líderes. Queremos nos assegurar que eles compreendem a matéria e podem apresentá-la aos outros. Nesta actividade, o facilitador vai observar os Camponeses Líderes a medida que eles vão praticando aos pares. O facilitador vai fazer o acompanhamento dos que estiverem a ter dificuldades e voltar a ensinar qualquer matéria que esteja a causar/provocar dificuldades.
As lições não devem exceder duas horas de duração. Porém, algumas lições podem ser mais longas que as outras. O tempo sugerido para cada secção vem indicado na tabela abaixo.


Nome da Secção

Tempo necessário para esta secção

Presenças e Identificação e Resolução de Problemas

Perguntar

Partilhar

Sondar

Informar

Prática e Acompanhamento



Pedir e Examinar (Grupos de responsabilidade)

5 - 15 minutos
20 minutos

90 minutos

5 minutos

15 minutos

30 minutos

15 minutos






2 – 2¼ horas



Citação Sugerida: Hanold, Mitzi J., Goff, Samuel N. (2010) Conservação do Solo. Washington DC. Food for the Hungry (FH), tornado possível através do apoio prestado pelo Office of Food for Peace, Bureau of Democracy, Conflict, e Humanitarian Assistances, e a Agência Norte Americana para o Desenvolvimento Internacional (USAID) sob os termos FFP-A-00-08-00072. As opiniões aqui expressas pertencem aos autores e não reflectem necessariamente os pontos de vista da USAID. O desenho da capa é da autoria do Octávio Gonzales.



Compartilhe com seus amigos:
  1   2   3   4   5   6   7   8


©principo.org 2019
enviar mensagem

    Página principal