Conteúdo: Competência cultural: leitura e compreensão dos textos



Baixar 123.02 Kb.
Encontro21.07.2016
Tamanho123.02 Kb.

Katia Guerreiro Fado dos Olhos


Conteúdo:

  • Competência cultural: leitura e compreensão dos textos.

  • Competências semânticas e lexicais, idiomatismos: aquisição de léxico: nomear partes da cara, idiomatismos com partes do corpo, idiomatismos a partir da palavra olho.

  • Competências linguísticas: Pretérito Perfeito Simples do Indicativo - formas regulares e irregulares.

  • Competências pragmático – discursivas e comunicativas: falar sobre o fado como estilo musical; fazer descrições.


Nível QECR: A2

Tempo aproximado: 240 minutos.

O FADO

O fado é um estilo musical português. Geralmente é cantado por uma só pessoa (fadista) e acompanhado por guitarra clássica (nos meios fadistas denominada viola) e guitarra portuguesa. O fado foi elevado à categoria de Património Imaterial da Humanidade pela UNESCO numa declaração aprovada no VI Comité Intergovernamental desta organização internacional, realizado em Bali, na Indonésia, entre 22 e 29 de novembro de 2011.

A palavra fado vem do latim fatum, ou seja, "destino", é a mesma palavra que deu origem às palavras fada, fadário, fadar e "correr o fado".

Uma explicação popular para a origem do fado de Lisboa remete para os cânticos dos Mouros, que permaneceram no bairro da Mouraria, na cidade de Lisboa após a reconquista Cristã. A dolência e a melancolia, tão comuns no Fado, teriam sido herdadas daqueles cantos. No entanto, tal explicação é ingénua de uma perspetiva etnomusicológica. Não existem registos do fado até ao início do século XIX, nem era conhecido no Algarve, último reduto dos árabes em Portugal, nem na Andaluzia onde os árabes permaneceram até aos finais do século XV.

Numa outra teoria, a origem do fado parece despontar da imensa popularidade nos séculos XVIII e XIX da Modinha, e da sua síntese popular com outros géneros afins, como o Lundu ou lundum, no então rico caldo de culturas presentes em Lisboa, tendo como resultado a extraordinária canção urbana conhecida como "fado".



http://pt.wikipedia.org/wiki/Fado#cite_note-2

Procure as palavras a seguir em http://www.priberam.pt/dlpo/

fada:

fadário:



fadar:

dolência:



Veja o sentido da frase "correr o fado em http://www.lendarium.org/tag/271/


E agora vamos comentar:


  • Pensa que o fado é um estilo musical que ainda tem vitalidade?

  • Acha que os fadistas e, portanto, o fado podem ter sucesso no seu país nos dias de hoje?

  • Conhece alguns fadistas?

  • O que lhe sugere este estilo musical?



Para nos inspirar um bocadinho vamos ver antes o vídeo sobre a candidatura do fado a Património Mundial da Humanidade da Unesco.

http://www.youtube.com/watch?v=5JJktDWWOLs



A CANTORA

Katia Guerreiro – Biografia
Nascida a 23 de fevereiro de 1976, na África do Sul, Katia Guerreiro vai, ainda criança, para a ilha de S. Miguel, nos Açores. É com a idade de 15 anos, a tocar a “Viola da Terra” - um instrumento tradicional desse arquipélago – no Rancho Folclórico de Santa Cecília, que dá início ao seu percurso musical.  Lisboa é o seu próximo destino, onde frequenta o curso de Medicina, que termina em 2000. Mas mantém sempre uma intensa ligação à música durante estes anos académicos, como vocalista na banda rock “Os Charruas”.
É em outubro desse mesmo ano, num concerto de homenagem a Amália Rodrigues, realizado no Coliseu de Lisboa, que Katia abraça o Fado pela primeira vez e encanta a assistência com a sua interpretação, sendo unanimemente considerada a melhor atuação da noite. Começa assim, nesse dia, a sua carreira como cantora de Fado.
A crítica internacional tem-lhe tecido os maiores elogios, e Katia conta hoje com entrevistas feitas por conceituados meios de comunicação: RTP, TVI, TVE, TV5, NHK, LE MONDE, BBC, entre outros.
Ao longo de 2004, por diversas vezes é convidada pelo Governo Português para representar a canção portuguesa, não só em receções oferecidas a Presidentes e Ministros de outros países, de visita a Portugal, mas também fazendo parte da comitiva oficial portuguesa em visitas oficiais por todo o mundo.
Nas comemorações do 30º aniversário da Revolução de Abril, Katia Guerreiro é uma das 30 personalidades distinguidas entre as que se notabilizaram, nas mais diversas atividades, nestas primeiras décadas da democracia portuguesa. A par consigo estão cientistas, escritores, maestros, etc.
Participa ainda, a convite do Ministro da Cultura e Comunicação de França, Mr. Donedieu de Vabres, nos RENCONTRES POUR L’EUROPE DE LA CULTURE, realizados na Comédie Française, em Paris, a par com grandes nomes da cultura europeia e mundial, tais como Teresa Berganza, Jeanne Moreau, Costa Gavras, Barbara Hendricks. Katia termina a sua intervenção – que inclui um discurso na sua própria língua – com um aplaudidíssimo fado cantado «a capella», como ilustração deste género musical. A sua eloquente defesa da identidade cultural de cada estado membro da União Europeia vale-lhe a nomeação, no ano seguinte, de Membro do Parlamento Europeu da Cultura.
A convite do Diretor do Centro Cultural Fundação Calouste Gulbenkian, em Paris, Katia apresenta nesta instituição uma Conferência/Concerto denominada O FADO (o primeiro evento do género, para este tipo de música), com o musicólogo e Professor da Universidade de Évora, Ruy Vieira Nery.
Katia Guerreiro é, hoje, uma intérprete consagrada e reconhecida como uma notável embaixadora da música portuguesa.

Desde o início da sua carreira, Katia tem apresentado o Fado um pouco por todo o mundo: França, Marrocos, Bélgica, Inglaterra, País de Gales, Egito, Suíça, Espanha, Noruega, Polónia, Suécia, Grécia, Canadá, Coreia do Sul, Japão, Itália, África do Sul, Tunísia, Nova Caledónia, Turquia e Índia, para além de Portugal, são países que já aplaudiram as suas atuações nos mais belos palcos e nos mais importantes festivais de música.

Em maio de 2010 - ano em que celebra os seus dez anos de carreira artística - Katia recebe o prémio de "Melhor Intérprete" da Fundação Amália Rodrigues, que atribui anualmente os Prémios Amália.

http://katiaguerreiro_pt.blogs.sapo.pt/
Diga se as afirmações que se seguem são verdadeiras (V) ou falsas (F):


  • A cantora Katia Guerreiro descobre a música na África do Sul.

  • Katia Guerreiro representa a canção portuguesa, a convite do Governo Português, a partir de 2000.

  • Nas comemorações do 30º aniversário da Revolução de Abril, Katia Guerreiro é a única personalidade distinguida.

  • A cantora Katia Guerreiro acredita na identidade cultural de cada estado membro da União Europeia.

  • Com o musicólogo Ruy Vieira Nery, Katia Guerreiro oferece, pela primeira vez, um concerto em Paris.


A POETISA

Florbela Espanca – Biografia
Poetisa portuguesa, natural de Vila Viçosa (Alentejo). Nasceu filha ilegítima de João Maria Espanca e de Antónia da Conceição Lobo, criada de servir (como se dizia na época), que morreu com apenas 36 anos, «de uma doença que ninguém entendeu», mas que veio designada na certidão de óbito como nevrose. Registada como filha de pai incógnito, foi todavia educada pelo pai e pela madrasta, Mariana Espanca, em Vila Viçosa, tal como seu irmão de sangue, Apeles Espanca, nascido em 1897 e registado da mesma maneira.

Estudou no liceu de Évora, mas só depois do seu casamento (1913) com Alberto Moutinho concluiu, em 1917, a secção de Letras do Curso dos Liceus. Em outubro desse mesmo ano matriculou-se na Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa, que passou a frequentar. Na capital, contactou com outros poetas da época e com o grupo de mulheres escritoras que então procurava impor-se. Colaborou em jornais e revistas, entre os quais o Portugal Feminino. Em 1919, quando frequentava o terceiro ano de Direito, publicou a sua primeira obra poética, Livro de Mágoas. Em 1921, divorciou-se de Alberto Moutinho, de quem vivia separada havia alguns anos, e voltou a casar, no Porto, com o oficial de artilharia António Guimarães. Nesse ano também o seu pai se divorciou, para casar, no ano seguinte, com Henriqueta Almeida. Em 1923, publicou o Livro de Sóror Saudade. Em 1925, Florbela casou-se, pela terceira vez, com o médico Mário Laje, em Matosinhos.

Os casamentos falhados, assim como as desilusões amorosas, em geral, e a morte do irmão, Apeles Espanca (a quem Florbela estava ligada por fortes laços afetivos), num acidente com o avião que tripulava sobre o rio Tejo, em 1927, marcaram profundamente a sua vida e obra. Em dezembro de 1930, agravados os problemas de saúde, sobretudo de ordem psicológica, Florbela morreu em Matosinhos, tendo sido apresentada como causa da morte, oficialmente, um «edema pulmonar».
Postumamente foram publicadas as obras Charneca em Flor (1930), Cartas de Florbela Espanca, por Guido Battelli (1930), Juvenília (1930), As Marcas do Destino (1931, contos), Cartas de Florbela Espanca, por Azinhal Botelho e José Emídio Amaro (1949) e Diário do Último Ano Seguido De Um Poema Sem Título, com prefácio de Natália Correia (1981). O livro de contos Dominó Preto ou Dominó Negro, várias vezes anunciado (1931, 1967), seria publicado em 1982.

A poesia de Florbela carateriza-se pela recorrência dos temas do sofrimento, da solidão, do desencanto, aliados a uma imensa ternura e a um desejo de felicidade e plenitude que só poderão ser alcançados no absoluto, no infinito. A veemência passional da sua linguagem, marcadamente pessoal, centrada nas suas próprias frustrações e anseios, é de um sensualismo muitas vezes erótico. Simultaneamente, a paisagem da charneca alentejana está presente em muitas das suas imagens e poemas, transbordando a convulsão interior da poetisa para a natureza.

Florbela Espanca não se ligou claramente a qualquer movimento literário.

É tida como a grande figura feminina das primeiras décadas da literatura portuguesa do século XX.



http://www.astormentas.com/biografia.aspx?t=autor&id=Florbela+Espanca

No site a seguir, encontrará diversas informações sobre o filme baseado na vida desta poetisa http://www.florbela.pt/


Responda se as afirmações que se seguem são verdadeiras (V) ou falsas (F):

  • Florbela Espanca nunca conheceu o seu pai biológico.

  • Florbela Espanca concluiu o curso de Direito em 1919.

  • A obra desta poetisa está marcada pela mágoa e pelo desejo.

  • Na obra da Florbela não podemos descobrir paisagens concretas.

  • Florbela Espanca não se ligou a nenhuma tendência literária.


E agora, ouça o Fado dos Olhos em:

http://www.youtube.com/watch?v=lSIfrjzETTQ&feature=related

e só depois de ouvir, pelo menos uma vez, preencha a letra a seguir:





Fado dos Olhos: Poema de Florbela Espanca, Música de Carlos Ramos (Fado das Horas), canta Katia Guerreiro, incluído no CD Fado

Os olhos são ­­­­­­­­­­­­­­­­­­­_________________


revelam tudo o que _______________
podem mentir os teus lábios
os olhos, esses, não ________________
podem mentir os teus lábios
os olhos, esses, não ________________

______________ no meu peito


essa _____________ tão louca
que é ______________ nos teus olhos
e _____________ na tua boca
que é ______________ nos teus olhos
e _____________ na tua boca

Eu ______________ cantar o teu olhar que me _______________


e nele ____________ como não sei inspiração
_____________ o calor de um olhar teu que me ______________ e desde então
o teu olhar é a razão desta paixão

Eu sei que me tens amor


_____________ leio em teu olhar
o amor quando é sentido não se pode ______________
o amor quando é sentido não se pode ______________

Enquanto os teus lábios cantam canções feitas do ______________


soluça cheio de _______________ , o teu misterioso olhar
soluça cheio de ________________ , o teu misterioso olhar

Eu ______________ cantar o teu olhar que me _______________


e nele ____________ como não sei inspiração
______________ o calor de um olhar teu que me ______________ e desde então
o teu olhar é a razão desta paixão


Lembrete Gramatical

Pretérito Perfeito Simples do Indicativo - Expressa um facto ocorrido num momento anterior ao atual e que foi totalmente terminado.

Por exemplo:

Ele ouviu fado desde que era menino.
O Pretérito Perfeito Simples do Indicativo forma-se a partir do radical do infinitivo do verbo + terminações.
Pretérito Perfeito Simples do Indicativo:


1ª conjugação

2ª conjugação

3ª conjugação

Desinência pessoal

CANTAR

VENDER

PARTIR




canteI

vendI

partI

I

cantaSTE

vendeSTE

partISTE

STE

cantoU

vendeU

partiU

U

cantaMOS1

vendeMOS


partiMOS

MOS




cantaRAM

vendeRAM

partiRAM

RAM






Pretérito Perfeito Simples do Indicativo dos verbos irregulares:


SER-IR

TER

ESTAR

FAZER

PÔR

QUERER

DAR

Eu fui

Eu tive

Eu estive

Eu fiz

Eu pus

Eu quis

Eu dei

Tu foste

Tu tiveste

Tu estiveste

Tu fizeste

Tu puseste

Tu quiseste

Tu deste

Ele foi

Ele teve

Ele esteve

Ele fez

Ele pôs

Ele quis

Ela deu

Nós fomos

Nós tivemos

Nós estivemos

Nós

fizemos


Nós pusemos

Nós quisemos

Nós lemos

Vocês foram

Vocês tiveram

Vocês estiveram

Vocês

fizeram


Vocês puseram

Vocês quiseram

Vocês deram

Eles foram

Eles tiveram

Eles estiveram

Eles

fizeram


Eles puseram

Eles quiseram

Eles deram





DIZER

TRAZER

VIR

SABER

VER

SAIR

Eu disse

Eu trouxe

Eu vim

Eu soube

Eu vi

Eu sai

Tu disseste

Tu trouxeste

Tu vieste

Tu soubeste

Tu viste

Tu saiste

Ele disse

Ele trouxe

Ele veio

Ele soube

Ele viu

Ele saiu

Nós dissemos

Nós trouxemos

Nós viemos

Nós soubemos

Nós vimos

Nós saímos

Vocês disseram

Vocês trouxeram

Vocês vieram

Vocês souberam

Vocês viram

Vocês saíram

Eles disseram

Eles trouxeram

Eles vieram

Eles souberam

Eles viram

Eles saíram





E agora preencha as frases que se seguem com os verbos dados:


DIZER

TRAZER

VIR

SABER

VER

SAIR

Eu disse

Eu trouxe

Eu vim

Eu soube

Eu vi

Eu saí

Tu disseste

Tu trouxeste

Tu vieste

Tu soubeste

Tu viste

Tu saíste

Ele disse

Ele trouxe

Ele veio

Ele soube

Ele viu

Ele saiu

Nós dissemos

Nós trouxemos

Nós viemos

Nós soubemos

Nós vimos

Nós saímos

Vocês disseram

Vocês trouxeram

Vocês vieram

Vocês souberam

Vocês viram

Vocês saíram

Eles disseram

Eles trouxeram

Eles vieram

Eles souberam

Eles viram

Eles saíram



E agora preencha os espaços com a forma correta do PPS:


  1. Ontem à noite os meus vizinhos ________________ (fazer) muito barulho.

  2. A Maria não _________________ (ver) o acidente de ontem no telejornal?

  3. Vasco, ________________ (trazer) os livros de que falámos ontem?

  4. Acho que tu ontem _________________ (dar) claramente a tua opinião.

  5. De manhã ________________ (vir) muito cedo ontem, Nuno.

  6. A mãe já ______________ (pôr) o sal na sopa?

  7. A Mafalda não _______________ (poder) chegar a horas ontem.

  8. Segundo me contaram tu ______________ (ser) o melhor.

  9. O Rui _______________ (dizer) tudo tintim por tintim.

  10. O Sr. Faria já ______________(estar) cá hoje de manhã.


Frases idiomáticas a partir da palavra: olho
Com ajuda de http://www.priberam.pt/dlpo/default.aspx?pal=olho

una a definição ao idiomatismo:


1.abrir os olhos a:
2. a olho:
3. a olho nu:
4. a olhos vistos:
5. até aos olhos:
6. num abrir e fechar de olhos:
7. chorar por um olho azeite por outro vinagre:

8. chupar os olhos a alguém:


9. custar os olhos da cara:
10. deitar poeira nos olhos:
11.devorar com os olhos:
12. encher o olho:
13. falar com os olhos:
14. fechar os olhos:
15. fechar os olhos a alguém:
16. lançar os olhos para:
17. lance de olhos:
18. levantar os olhos para:
19. luzir o olho a alguém:
20. não pregar olho:
21. olho da rua:
22. olho de lince:
23. olho vivo:
24. os olhos são o espelho da alma:
25. pelos olhos:
26. pôr alguém no olho da rua:
27. pôr os olhos em alguém:
28. pôr os olhos no chão:
29. querer a alguém como às meninas dos seus olhos:

30. saltar aos olhos:


31.ser todo olhos:
32. ter olho:
33. ter olhos na ponta dos dedos:
34. trazer alguém debaixo de olho:
35. um pau por um olho:
36. ver com os olhos da fé:
37. olhar como boi para palácio:
38. olhar contra o governo:
39. arregalar os olhos:

a) dar a perceber com o olhar o que se quer dizer.

b) visivelmente, patentemente.


c) finura, inteligência, perceção fácil.
d) mostrar desejo ou prazer.
e) olhar com avidez.
f) ser muitíssimo caro.
g) satisfazer, contentar.
h) não dormir.
i) assistir-lhe nos últimos momentos.
j) a mais não poder ser.
k) custar muito caro.
l) calculando só pela vista.
m) olhar com muita atenção.
n) pretender iludir.
o) fora de casa.
p) pelos belos olhos de alguém, só por causa desse alguém.

q) os olhos exprimem o que se passa no íntimo.

r) vista excelente.
s) olhar rápido.
t) examinar.
u) mostrar desejo ou prazer.
v) rapidamente.
w) com a vista desarmada.
x) baixá-los por humildade ou vergonha.

y) seguir o seu exemplo, imitar o seu proceder.

z) grande vantagem, pechincha.
aa) ser estrábico.
ab) crer sem compreender, sem ver.
ac) não dar apreço, não ligar importância.

ad) tirar alguém da ignorância ou ilusão em que estava.

ae) fingir que não vê, dormir.
af) ter o tato muito apurado, ser destro da mão.

ag) expulsá-lo.


ah) mostrar (no semblante) grande desejo.

ai) ser esperto, vivo, perspicaz.


aj) aspirar.
ak) ser evidente; saltar à vista.
al) ter-lhe grande afeição.
am) vigiá-lo.



Expressões idiomáticas com partes do corpo humano.





Complete cada frase com o nome de uma parte do corpo humano das que se encontram na caixa:
cotovelos garganta costas mãos nariz rabo olhos coração boca estômago pés calcanhares dentes ombros língua



1. Falava pelos _______________, criticava um e outro, falava mal dos amigos e até daqueles que lhe deram a mão.

2. Dois estabelecimentos, de saúde e beleza, foram alvo de assaltos à mão armada anteontem mas os assaltantes fugiram de ________________ quase a abanar.
3. Talvez na tentativa de querer acertar, o jogador meteu os _________________ pelas __________________.

4. Ele não chega aos _______________ dos outros quando fala com essa leviandade das dificuldades da vida de pessoas que nunca conheceu.


5. Toda a gente pensa que o Rui vai ser despedido da empresa. Mas ele não se importa porque tem as ___________________ largas.
6. O Paulo sempre está a meter o __________________ onde não é chamado. Gosta imenso da vida dos outros!

7. A Inês gosta de todos os pratos da ementa deste restaurante. Se calha, tem mais __________________ que _____________________ .


8. Adorava fazer aquele trabalho, mas não tenho disponibilidade para meter ______________________ a uma tarefa tão complicada.
9. Não acredites no que o Pedro diz. Ele mente com quantos ____________________ tem.
10. A Mafalda está preparada para o teste. Sabe a matéria toda na ponta da _______________________.
11. Não inventes desculpas. Estás sempre a fugir com o ____________________ à seringa. Já sabes que tens de participar naquele projeto!
12. O Gonçalo tem muito bom ________________. Ajuda sempre os que precisam e participa habitualmente nas atividades sociais do bairro.
13. Foi uma cena muito violenta. Realmente não tive _____________________ para aquilo.
14. Os políticos prometem mundos e fundos mas depois não fazem nada. Só têm ____________________.

15. Aquela pastelaria tem uns pastéis de nata que sempre me fazem crescer água na ___________________.






Nomeie as partes da cara que estão marcadas no desenho:


http://www.dibujosparapintar.com/plantilla.html?doc=imagenes/partes_cara.png?439x520

Agora imagine a cara de alguém a quem considere realmente bonito/a e descreva-o/a. Pode também indicar alguns dados sobre a sua maneira de ser:

































E já para concluir vamos cantar todos o lindo Fado dos olhos!
http://youtu.be/paeff-G5xFk



1 Com o Novo Acordo Ortográfico o acento gráfico nesta pessoa (cantámos) é opcional.

Languages & Integration through Singing; http://www.languagesbysongs.eu


©principo.org 2016
enviar mensagem

    Página principal