Conteúdo programático



Baixar 0.96 Mb.
Página5/22
Encontro07.08.2016
Tamanho0.96 Mb.
1   2   3   4   5   6   7   8   9   ...   22

Regressão em crianças


  1. Quais os dois tipos de Regressão em crianças?

  2. Quais algumas das indicações da Regressão em crianças?

  3. Por que a Regressão em Crianças pode seguir com um tratamento para seus pais?

  4. Por que a Regressão em crianças também deve terminar depois que ela recordou ter chegado ao “céu”?


Regressão à distância
Pode-se realizar uma Regressão à distância em uma pessoa que esteja impossibilitada de comparecer ao consultório, que resida em outro país, que não acredite em Reencarnação, que esteja doente, ou hospitalizado, que seja usuário de substâncias e não quer vir a tratamento, que não consiga regredir por inquietude ou impaciência ou não consiga abrir mão do comando, que tenha um medo inconsciente de ver o seu passado, e outros motivos.

A Regressão à distância é feita com o auxílio de um familiar que tenha uma boa afinidade com a pessoa (sua mãe, seu pai, um filho), ou algum amigo(a), ou algum colega, ou alguém de uma de nossas equipes de Regressão à Distância gratuitos. Pede-se autorização aos Mentores Espirituais da pessoa que queremos ajudar, iniciamos a regressão pelo Método ABPR: o relaxamento do corpo físico e a elevação da freqüência, sem conduzirmos a recordação. Quando a pessoa que está realizando a Regressão à Distância começa a relatar o que acessou, o procedimento é similar à regressão direta.

Como sabemos se foi dada autorização para realizarmos a Regressão à distância? A situação acessada não tem nada a ver com a pessoa deitada e sim com a pessoa que queremos ajudar com a regressão. Isso é fácil de saber desde que conheçamos a pessoa-colaboradora; se não, após a regressão (terminando como sempre no Ponto Ótimo), no retorno, falamos com ela sobre o que foi acessado e se ela disser que não tem a ver com ela, com a sua personalidade, com os seus sentimentos, etc., e foi muito nítido que tem a ver com a pessoa que queremos ajudar, fica evidenciado que foi dada autorização pelo Mundo Espiritual.

Mas é importante que fique claro que a Regressão à distância nunca é superior à regressão vivencial no aspecto consciencial, e o seu uso nunca deverá generalizar-se pois o ideal é que a própria pessoa vivencie o seu passado, recorde ela mesmo o que lá aconteceu, a sua chegada ao Plano Astral, o que lá aprendeu, do que lá se arrependeu, o que entendeu, etc. A Regressão à distância é para apenas para casos em que a regressão vivencial não seja possível. Com a banalização da Regressão à distância, corre-se o risco do psicoterapeuta ficar preguiçoso, não esforçar-se devidamente na utilização das Táticas para a regressão, desistir facilmente se a regressão de uma pessoa não avança, intensificar sua ansiedade ou impaciência e, ao menor sinal de que uma regressão vai demorar, ou que a pessoa demonstre uma dificuldade ou bloqueio para regredir, já decida que ela não regride e indique a Regressão à distância. Outro risco da banalização da Regressão à Distância é abusar das pessoas que prestam-se a colaborar com esse procedimento.

Pode-se questionar a utilização da Regressão à Distância, se isso não significaria que o Mundo Espiritual entende que não existe o merecimento, não está na hora, etc, se iIsso não seria uma infração à Lei do Esquecimento? Pelo Método ABPR, se não houver autorização, se não houver merecimento, se não estiver na hora, ela não acontecerá, se acontecer é porque foi autorizado. Por isso é importante sempre seguirmos a Ética como é ensinada no Curso de Formação, ela é a salvaguarda para que o psicoterapeuta não infrinja nenhuma Lei Divina, o que pode acontecer quando a Regressão é comandada pelo próprio terapeuta.

A Regressão à Distância pode ser feita com a pessoa presente ou ausente.




  1. Regressão à Distância com a pessoa presente

Nesse caso, a pessoa que não conseguiu regredir ou que apresenta alguma contra-indicação física para isso, está presente, sentada em um sofá, há 1 ou 2 metros da pessoa que irá, se for autorizado pelos seus Mentores, a entrar em sua memória e acessar uma ou mais encarnações passadas suas, para o entendimento e o desligamento do que for decidido por Eles. Ela deve ser orientada a ir antes ao banheiro e desligar seu aparelho celular (o mesmo para a pessoa que irá fazer a regressão) e permanecer em absoluto silêncio durante toda a sessão. Se a regressão é feita em nosso consultório com apenas essas 2 pessoas presentes, e a pessoa que está recebendo o benefício der sinais de que está regredindo, devemos ver qual das duas deve interromper a recordação e levar a outra até o final e depois retomar a que foi interrompida. Se a regressão é feita em um Grupo de Regressão à Distância, um psicoterapeuta deve cuidar de uma pessoa e outro cuidar da outra.

Pode acontecer do Inconsciente da pessoa que está recebendo o benefício interferir na recordação da que está deitada regredindo por ela, nesse caso, deve-se agir com mais energia, incentivar mais a recordação, usando as Táticas adequadas para isso.

Ao final da sessão, deve-se proceder a Conversa Pós-Regressão, cuidando para que a pessoa que regrediu não infrinja a Lei do Esquecimento, falando de coisas a mais do que não havia referido durante a regressão, principalmente de identificação de pessoas, e cuidando para que a ansiedade da pessoa beneficiada não atropele a conversa. Devemos manter a calma e o comando para que a conversa flua como deve ser, como um conteúdo psicoterapêutico, evitando falatório inconseqüente entre ambas (principalmente se for um parente ou amigo(a) indicado pela pessoa para fazer a regressão à distância, se for um colega nosso que está colaborando, esse risco está minimizado).




  1. Regressão à Distância com a pessoa ausente

Esse tipo de regressão ocorre quando a pessoa a ser beneficiada reside em um lugar distante ou não tem condições de comparecer à sessão ou não acredita em Reencarnação ou está internada em um hospital, presa em um Presídio ou é alcoolista ou drogadicta e recusa-se a ser ajudada, etc.

O benefício, nesse caso, é principalmente o do desligamento pois o benefício consciencial é prejudicado, mesmo que a pessoa seja informada do que foi acessado, onde ela estava sintonizada, como foram as vidas passadas disponibilizadas pelos seus Mentores, etc. Por isso, esse procedimento deve ficar restrito aos critérios impossibilitadores da regressão presencial, que é imensamente superior a qualquer regressão à distância, sob todos os pontos de vista.

Outra indicação de Regressão à Distância é após uma Regressão presencial, o que chamamos de:


REGRESSÃO À DISTÂNCIA

APÓS REGRESSÃO PRESENCIAL
Nos casos em que a pessoa relata, na vida passada que acessou, uma outra pessoa que lá tinha muita raiva dela, ou ficou só, ou sentindo-se abandonada, ou que essa pessoa morreu e foi para o Umbral, etc., podemos, após a pessoa regredida chegar ao Ponto Ótimo, falar-lhe (sem conduzir a regressão), sem parecer que estamos querendo que nos conte, como se fosse uma “curiosidade” nossa, sem não poderemos estar interferindo na Lei do Esquecimento: “E aquele homem (mulher) que ficou lá na Terra.... muito triste com sua morte (ou sentia raiva de você ou ficou sentindo-se abandono(a) ou foi para o Umbral, etc), como será que ficou... ”. Isso deve ser dito não de maneira questionativa, impositiva, pois a pessoa poderá, sob esse comando, acessar a situação e nos relatar e isso não ser autorizado. Os Seres Espirituais superiores respeitam totalmente o Livre Arbítrio, então se o terapeuta conduzir a regressão para algo, mesmo não sendo autorizado ou desejado pelos Mentores, isso poderá acontecer.)

Deve ser dito como se estivéssemos nos questionando, de maneira aparentemente casual... Perguntar sem perguntar... Se o Mentor daquela outra pessoa autorizar, a pessoa em regressão entrará na memória dela e começará a recordar o que aconteceu com ela depois, e então devemos levar a recordação até o Ponto Ótimo. É uma maneira de beneficiar outra pessoa à distância.

Se após falarmos, a pessoa permanecer em silêncio, ou disser que não sabe, não devemos insistir senão estaremos infringindo a Lei do Esquecimento.

Um exemplo: uma pessoa recordou que morreu e subiu para o Mundo Espiritual, e depois de um tempo lá em cima, quando já estava muito bem, referiu que a sua filha lá na Terra estava com muita raiva dele. Foi “perguntado sem perguntar” a ele: “Como será que ela ficou... lá na Terra... sentindo essa raiva...”. Ele entrou na memória dela e começou a contar com foi o final da vida dela, que ela morreu, foi para o Umbral com muita raiva dele, depois de muito tempo foi resgatada, subiu para o Mundo Espiritual, lá chegou ainda com raiva, queria agredi-lo, mas depois, com o tempo, tratamento e estudo, foi acalmando-se, vendo as coisas de maneira diferente, começando a aproximar-se dele, até que depois de um tempo, estavam se dando muito bem, com bastante carinho entre eles. Como ambos estavam muito bem, a sessão foi sendo encerrada. Após o retorno, ele referiu que aquela filha era hoje a sua ex-esposa, que sente muita raiva dele. Na próxima consulta, questionado como ele estava e se havia encontrado a sua ex-esposa, sua resposta foi que estava sentindo-se muito bem e ela estava muito mais calma e muito melhor com ele... Ou seja, ambos foram beneficiados com aquela Regressão: ele, presencialmente, ela à distância.



Atenção: não provocar Regressão à Distância após Regressão presencial como regra geral, perguntando quem era aquele pai, aquele filho, aquela esposa, etc., pois isso é uma infração à Lei do Esquecimento, uma interferência do terapeuta no comando dos Mentores. Esse procedimento ocorre de vez em quando, e nota-se que os Mentores querem que alguém seja beneficiado à distância, pois a pessoa regredida começa a falar espontaneamente de alguém que ficou lá na Terra, alguém que estava encarnado e foi para o Umbral, etc. É a “dica” para “perguntarmos sem perguntar” sobre aquela pessoa.

Regressão à Distância


  1. Quais as indicações da Regressão à distância?

  2. Por que a Regressão presencial é superior à Regressão à Distância?

  3. Quais os inconvenientes da banalização da Regressão à Distância?

  4. Por que um psicoterapeuta reencarnacionista não deve encaminhar pessoas em tratamento consigo rotineiramente para a Regressão à Distância?

  5. Discorra sobre a Regressão à Distância com a pessoa presente.

  6. Discorra sobre a Regressão à Distância com a pessoa ausente.



Regressão à Distância

após Regressão presencial


  1. Discorra a respeito desse tipo de Regressão.

  2. Quando devemos utilizá-la?

  3. O que significa: “Perguntar sem perguntar...”

  4. Como evitar que esse tipo de Regressão interfira na Lei do Esquecimento?

MANUAL DE CUIDADOS

PARA A REGRESSÃO

O ambiente, o local onde a pessoa vai ficar, a postura do auxiliar do Mentor, a leitura do Manual e a utilização da música exigem algumas técnicas e conhecimentos, entre eles:




  1. O ambiente deve ser o mais silencioso possível

  2. A pessoa deve estar confortavelmente instalada, de preferência deitada em uma cama ou maca grande e larga, para que caibam os seus pés e para que possa soltar os braços relaxadamente. O auxiliar do Mentor também deve estar confortavelmente instalado para não cansar ou sentir dores durante a regressão, que o faça ter necessidade de mover-se, movimentar-se, prejudicando a sua concentração, e atrapalhando a pessoa

  3. O travesseiro da pessoa deve ser confortável (algumas vezes a pessoa prefere um travesseiro mais alto ou dois, mais macio ou mais duro) e um cobertor para dias frios.

  4. Nos dias de verão, o ambiente deve estar agradavelmente resfriado, mas cuidar para que o ar condicionado ou o ventilador não sejam barulhentos

  5. O aparelho de som não deve estar próximo aos ouvidos da pessoa para não correr o risco do som ficar muito alto

  6. A leitura do relaxamento e da elevação da freqüência deve ser realizada em consonância com a música, nem mais rápida nem mais lentamente, pois a pessoa, no momento da regressão, escuta duas coisas: a voz do auxiliar do Mentor e a música e ambas devem estar em sincronia.

  7. A voz não deve ser muito alta (para não atrapalhar o relaxamento da pessoa) nem muito baixa (para não provocar uma necessidade dela de esforçar-se para ouvir)

  8. Deve-se ter calma e dar um tempo entre uma frase e outra (pontinhos) e sempre elevar a entonação ao final de cada frase, para auxiliar na elevação da freqüência da pessoa. Dar uma “puxadinha” na palavra ao final de cada frase, ou mesmo em algumas palavras durante a frase. Nunca baixar a entonação ao final de uma frase. Deve-se acentuar a sílaba tônica da palavra final (por exemplo: para o mundo espirituaaal, como se fosse dormiiir, o teu rooosto, subiiindo, podes ultrapassar essa peeeça, para o infiniiito, etc.

  9. Não se deve ler uma frase pela metade, por exemplo: relaxa bem .................. o teu rosto............. ou: e podes ultrapassar .............. essa peça ................... Deve-se dizer a frase inteira: relaxa bem o teu rooosto.......... E podes ultrapassar essa peeeça........ Se falar uma frase pelo meio, a pessoa pode ficar esperando o que vem a seguir, e isso atrapalhar seu relaxamento.

  10. O auxiliar do Mentor não deve ficar muito longe da pessoa (para não provocar uma sensação de desamparo nela) nem próxima demais (para não provocar um certo constrangimento)

  11. O auxiliar do Mentor deve ter cuidado com seu hálito para evitar que um possível mau odor atrapalhe a regressão. Lembrar de escovar os dentes após a refeição café da manhã ou almoço), principalmente se comeu cebola, alho ou outros alimentos que afetem o seu hálito. Se tem algum problema dentário ou gástrico que afeta o seu hálito, deve tomar as providências necessárias para sanar esse problema. Muitas vezes, a pessoa com mau hálito não sabe que apresenta esse desconforto, alguém deve alertá-lo quanto a isso. Se o psicoterapeuta reencarnacionista ainda fuma, ter o cuidado para que sua roupa, cabelo ou dedos não estejam impregnados do cheiro de cigarro e procurar livrar-se desse vício o mais rápido possível

  12. O auxiliar do Mentor não deve fazer nenhum ruído, como fungar, pigarrear, tossir, espirrar, cruzar e descruzar as pernas no caso da sua roupa fazer barulho, e aprender a manusear o Manual sem fazer ruído ao virar as páginas.

  13. O auxiliar do Mentor e a pessoa devem ir ao banheiro antes da sessão

  14. O celular de ambos deve estar desligado ou no modo silencioso

  15. Deve-se ter cuidado com a campainha da porta para não ser muito alta

  16. Deve-se ter cuidado com o barulho das pessoas na sala de espera, solicitando e colocando avisos de que desliguem os seus celulares e evitem conversar em voz alta

  17. A música não é um fundo musical, ela é um elemento importante durante a regressão. Pode-se usar o Cd oficial de Regressão da ABPR ou cada psicoterapeuta reencarnacionista confeccionar ou adquirir o seu próprio Cd, mas deve-se ter em mente que a 1ª faixa é uma música que serve para relaxamento, a 2ª é uma música para a elevação da freqüência, a 3ª é para quando a regressão já começou, etc. Deve-se conhecer bem o Cd para saber utilizar uma música para quando a pessoa está em uma situação difícil e traumática, uma música para quando está recordando que a situação está melhorando, uma música para quando chega alguma ajuda para ela, uma música para quando recorda que chegou ao Mundo Espiritual, etc.

  18. Nas fases iniciais da Regressão (relaxamento e elevação da freqüência), o auxiliar do Mentor deve praticar o que está falando para a pessoa, ou seja, durante a sintonia com os Mentores, deve sintonizar-se também, durante o relaxamento, deve relaxar também, durante a elevação da freqüência, deve elevar a sua também, para evitar que a sua fala diga uma coisa e a entonação da voz transmita outra.

  19. A maneira de falar deve ser um pouco “hipnótica”, para que a pessoa “vá indo” pela leitura e não de uma maneira dura, fria e impessoal, mas também não “religiosa” demais, muito afetada.

  20. Durante a regressão propriamente dita, lembrar que cada interferência verbal, trás a pessoa de volta para cá, prejudicando a regressão. Por isso, deve-se evitar falar “Sim”, “Continua”, “E depois?” desnecessariamente, e sim apenas quando é necessário.

  21. A maneira do auxiliar falar durante as situações da regressão devem ser compatíveis com o momento, ou seja, mais tensa quando é uma situação de tensão, mais baixa quando é uma situação, por exemplo, de tristeza, abandono, solidão, mais alegre e entusiasmada (sem exagero) quando é uma situação de melhoria do que está acontecendo ou subindo para o Mundo Espiritual ou encontrando algum parente desencarnado ou um Mentor Espiritual, etc

  22. Ao final da regressão (após todos os cuidados referidos mais adiante), devemos ser calmos, gentis, delicados, lembrando que ela está retornando de recordação de vivências traumáticas e voltando da recordação de quando estava no Mundo Espiritual, ou seja, “mexida” e tranqüilizada. Evitar manifestações de alegria excessiva, muitos sorrisos e abraços afetuosos demais, respeitar a individualidade da pessoa, respeitar o seu momento.

  23. Todos os demais cuidados, atenções e maneira de portar-se e lidar com as diversas situações, desde o relaxamento até o retorno da pessoa, está no Manual e nas Táticas para a Regressão.

Manual de cuidados

para a Regressão


  1. Quais os cuidados com o ambiente onde vai realizar-se uma sessão de Regressão?

  2. Quais os cuidados que o psicoterapeuta deve ter consigo durante a leitura do Manual?

  3. Fale sobre a acentuação da sílaba tônica na leitura do Manual.

  4. Para que serve a música durante a sessão de Regressão?

  5. O que significa: “A voz e a música devem ir juntas...”?

  6. Por que o Cd utilizado deve ter músicas para vários momentos/situações?

  7. O que significa: “O psicoterapeuta deve sentir em si o que está falando para a pessoa”?

  8. Como não entrarmos em Regressão quando estivermos auxiliando os Mentores durante uma Regressão?

  9. Como devemos lidar com a pessoa ao final da sessão de Regressão?


MANUAL DE ORIENTAÇÃO

PARA AS REGRESSÕES
Método ABPR de Regressão
A leitura do Manual para a Regressão é uma leitura fiel do mesmo pois, além dele ser um Mantra recebido para preparar a pessoa para o acesso de seus Mentores, é um exercício para nos ajudar a desenvolver a humildade, a obediência e a submissão ao Mundo Espiritual. Por isso, o Ministrante deve exigir de seus alunos e dos monitores que a leitura seja absolutamente fiel, não sendo permitido improvisões ou personalismos em sua leitura.
O Manual apresenta as seguintes fases:
1º. Sintonia com os nossos Mentores e os Mentores da pessoa

2º. Relaxamento do seu corpo físico

3º. Elevação de sua freqüência

4º. Encontro da situação do passado na qual está sintonizado: recordação de uma encarnação passada ou de uma situação pós-morte

5º. Lembrança do desencarne naquela ocasião, a subida para o Mundo Espiritual e a sua estadia lá

6º. Recordação das lições, ensinamentos e orientações que tenha recebido quando da volta para o Mundo Espiritual


Muitas são as finalidades da fidelidade na leitura deste Manual, entre elas:


      1. Aprender a obedecer ao Mundo Espiritual (Obediência)

      2. Aprender a abrir mão do comando diante de Seres Superiores (Submissão)

      3. Aprender a ser igual (Humildade)

      4. Aprender a ter mais disciplina

      5. Aprender a ter mais paciência

1ª FASE
RELAXAMENTO E ELEVAÇÃO DA FREQÜÊNCIA

Então........................nós vamos elevando os nossos pensamentos............................para o Mundo Espiritual...........................entrando em sintonia................................com os nossos Amigos Espirituais......................... os teus (seus) Amigos Espirituais...............................pedindo a eles que estejam conosco................................nos orientando................................nos intuindo.......................................e que te (lhe) ajudem........................a encontrar no teu passado................................numa outra vida............................numa outra época.............................numa época antiga........................... fatos..............................situações................................que tu (você) ainda esteja sintonizado.................................que ainda estejam te afetando............................................................................................................

E larga teu (seu) corpo...................................te solta................................relaxa....................................amolece.............................

Relaxa bem o teu (seu) rosto..............................a testa...................................... os olhos..........................................relaxa a boca........................................o queixo..........................................todo o teu rosto......................................o teu corpo......................................como se fosse dormir............................................como se teu (seu) corpo fosse desaparecendo................................................e vai indo.............................................pela música.........................entrando na música....................................te soltando..................................... relaxando........................

E não pensa em nada.........................................não queira nada...................................apenas te solta..............................................relaxa................................................ amolece.........................................e vai indo..............................pela música................................te sentindo leve........................................ leve.........................................te soltando.............................................. relaxando............................................

Como se tu (você) fosse dormir....................................como se teu corpo fosse desaparecendo......................................e vai te sentindo leve........................................... leve.......................................................

E vai te sentindo tão leve............................ que tu (você) pode até flutuar............................................ subir.................................................. pela música................................

Então te sente subindo.................................................. pela música.............................................. leve........................................como um balão que vai inchando................................................ que vai inflando......................................... crescendo........................................... subindo................................................. ocupando essa peça (quarto/sala)toda..............................................

E pode ultrapassar essa peça (quarto/sala)................................................................................ ir para o céu..................................... para o infinito....................................... subindo................................................... crescendo....................................................... te expandindo.................................... pela música.......................................

Para encontrarmos o teu passado.......................... uma outra vida.................................................... uma outra época.......................................... como se tu (você) estivesse imaginando....................................... como se estivesse inventando........................

Como se fosse uma idéia.................................uma história.................................................. uma situação......................... de uma pessoa.................................... ou mais pessoas..................................................

Num lugar antigo......................... uma outra época.............................uma época antiga..................... um outro lugar .................................mesmo que não tenha certeza............................................. mesmo que não esteja vendo......................................

E vai indo......................................... pela música................................................. subindo............................................... crescendo.................................................... te expandindo....................................................

E a qualquer momento............................................. o que for vindo à tua mente............................................. tu (você) me vai me contando.................................. o que tu (você) vê................................ o que tu (você) sente.......................................... como te sente................................


Obs.- Se notarmos, durante essa 1ª fase, que a pessoa já acessou o passado (movimentações dos olhos, do rosto, expressão de tristeza, de dor, de medo, movimento com as mãos, encolher-se, etc.) não precisamos ir até o fim desse roteiro, interrompemos a leitura e falamos: E o que for vindo a tua mente, me diz............................. como se fosse uma idéia..................................... uma imaginação.............................................. mesmo que não tenha certeza........................................o que for vendo............................................... sentindo................................
Se a pessoa não fala nada é porque ela ainda não acessou ou a situação é de difícil visualização (um lugar escuro, está flutuando após o desencarne, etc.). Então, continuamos a leitura do roteiro mas se notarmos que realmente ela acessou, paramos de novo e incentivamos a nos contar o que está vendo ou sentindo, o que está acontecendo........... Como se fosse uma idéia................... uma história................... Esse sentimento.............................

Se ela não fala nada, provavelmente teremos de usar as Táticas para essa dificuldade (veja adiante).



Catálogo: groups -> 18480979
groups -> 14-1 Ciclo de conversão de caixa
groups -> Gerência 5 recursos humanos 7 comercial 9 contábil/fiscal/financeira 20 tele(marketing) 27 atendente 29 design/publicidade/comunicaçÃO 30 informática 31 comércio exterior 36 logística / almoxarifado / expediçÃO 36 engenharia 41 projetos
groups -> Formado ou cursando Contábeis, Administração, Economia, Direito. Rotinas e experiência de constituição de Empresas, conhecimento de órgãos públicos. Salário à combinar + vr +VT, horário comercial. Bairro São Francisco
groups -> 1 Para o trabalhador avulso, pode ser considerado como salário de contribuição: a as gorjetas
groups -> Logo correta é a letra "C"
groups -> Pedagogia waldorf (Diversos textos retirados de sites diferentes) Introdução V. W. Setzer
groups -> Introdução
groups -> O conceito, a doutrina e as origens do cooperativismo
groups -> Marshall berman tudo que é SÓlido desmancha no ar a aventura da modernidade
18480979 -> Módulo 1 a psicoterapia Reencarnacionista Uma proposta de expansão para a Psicologia e a Psiquiatria


Compartilhe com seus amigos:
1   2   3   4   5   6   7   8   9   ...   22


©principo.org 2019
enviar mensagem

    Página principal