Contexto histórico do pós-modernismo



Baixar 13.86 Kb.
Encontro29.07.2016
Tamanho13.86 Kb.
CONTEXTO HISTÓRICO DO PÓS-MODERNISMO:

A segunda metade do século XX assistiu a um processo sem precedentes de mudanças na história do pensamento e da técnica. Ao lado da aceleração avassaladora nas tecnologias de comunicação, de artes, de materiais e de genética, ocorreram mudanças paradigmáticas no modo de se pensar a sociedade e suas instituições.


De modo geral, as críticas apontam para as raízes da maioria dos conceitos sobre o Homem e seus aspectos, constituídas no século XV e consolidadas no século XVIII. A Modernidade surgida nesse período é criticada em seus pilares fundamentais, como a crença na verdade , alcançável pela razão, e na linearidade histórica rumo ao progresso . Para substituir estes dogmas, são propostos novos valores, menos fechados e categorizantes. Estes serviriam de base para o período que se tenta anunciar - no pensamento, na ciência e na tecnologia - de superação da modernidade. Seria, então, o primeiro período histórico a já nascer batizado: a pós-modernidade.

Se os fatores determinantes forem infra-estruturais, pode-se dizer que a pós-modernidade começa com a passagem das relações de produção industriais para as pós-industriais, baseadas fundamentalmente em serviços e em trocas de bens simbólicos ou abstratos, como a informação e a circulação de "dinheiro" nos caminhos virtuais da especulação financeira. Neste caso, ela seria de distribuição desigual: realidade já presente em algumas regiões e ainda muito distante para outras, pois a organização das relações de produção não se dá de forma homogênea em todas as partes do mundo.



CARACTERÍSTICAS ESPECÍFICAS:

  • A poesia renova-se.

  • Surge a poesia concreta, a poesia social e a poesia praxis.

  • Na prosa temos o romance e o conto em grande desenvolvimento.

  • Estilo mais objetivo e maior densidade.

  • Pesquisas e inovações lingüísticas.

  • Complexidade psicológica.

  • Tensões entre o indivíduo e a sociedade.

  • Realismo fantástico.

  • Regionalismo universal.

POESIA PÓS-MODERNA

 I)   JOÃO CABRAL DE MELO NETO



  • Linguagem objetiva e seca

  • Simplicidade.

  • Temas sociais do Nordeste em algumas obras.

  • Obras: Pedra do Sono (1942); O Engenheiro (1945); Morte e Vida Severina  (1956); etc.

  • Poesia sintética; objetiva; escreve como um engenheiro.

III) FERREIRA GOULART E POESIA SOCIAL

  • Luta social.

  • O meio e o homem.

  • Obras: A Luta Corporal (1954); Quem Matou Aparecida (1962) etc.

IV) POESIA PRAXIS

  • Rompimento com o grupo dos concretistas.

  • Retomada da palavra; do engajamento histórico.

  • Superação da dialética de 22.

  • Pesquisa de uma nova estrutura para o poema.

  • Autor: Mário Chamie - Laura - Laura (1962)

PROSA PÓS-MODERNA

I)  CLARICE LISPECTOR

  • Aproxima-se de James Joyce, Virginia Woolf e Faulkner.

  • Fluxo de consciência compondo com o enredo factual.

  • Momento interior é o tema mais importante.

  • Subjetividade.

  • Amostras do mundo de forma metafísica.

  • A exploração do eu.

  • Um novo sentido de liberdade a partir da sua leitura do mundo.

  • Esquema:
  • *  A personagem está diante de uma situação do cotidiano.


    *  Acontece um evento.
    *  O evento lhe “ilumina” a vida: aprendizado, descoberta.
    *  Ocorre o desfecho: situação da vida do personagem após o evento.

  • Obras:
  • *  Perto do Coração Selvagem (1947) - estréia.


    *  O lustre (1946).
    *  A cidade Sitiada (1949).
    *  A maçã no escuro (1961).
    *  A Paixão Segundo GH (1961).
    *  A Hora da Estrela (1977), entre outras.

 II) GUIMARÃES ROSA

  • Aproveitamento da fala regionalista com seus arcaísmos.

  • Neologismos.

  • Recorrência ao grego e latim.

  • Processo fonético na criação escrita.

  • Além da experimentação formal, temos uma visão profunda do ser humano e suas experiências.

  • Cenário: o sertão brasileiro.

  • Regionalismo universalizante: a problemática atinge o homem em qualquer lugar.

  • Questionamentos sobre Deus e Diabo; significado da vida e da morte; o destino.

  • Obras:
  • *  Sagarana (1948)


    *  Corpo de Baile (1956)
    *  Grande Sertão: Veredas (1956)
    *  Primeiras Estórias (1962) etc.


©principo.org 2016
enviar mensagem

    Página principal