Convênio refeitório divinópolis



Baixar 31.15 Kb.
Encontro23.07.2016
Tamanho31.15 Kb.

Vanda Lúcia da Rocha, Wanderson Gonçalves de Moraes, Yara Quintino Graciano Costa

CONVÊNIO REFEITÓRIO DIVINÓPOLIS: Kênia de Souza Dias, Maria da Conceição Silva, Maria Célia Vieira

CONVÊNIO POSTO ESCOLA CIDADE INDUSTRIAL: Adauto Rodrigues dos Santos, Antônio Ferreira do Vale, Ana Carolina Duarte da Silva, Carlos Alberto Cardoso, Graciela de Souza Silva, Guilhermino Moreira da Silva, Hélio Clara de Oliveira, , Joel Zacarias de Souza, Jorge Bernardo Coimbra Dias, Luciana Luiz da Silva, Maria de Lourdes Araújo, Nilma Rosária da Rocha, Nívia Maria de Araújo, Patrick Wilson dos Reis, Renan Nicodemos Delfino, Ricardo Henriques de Alcantara, Rogério Apolinário de Souza, Ronaldo Geraldo Goulart, Rosely Ribeiro Neves, Wallerson Antônio H. dos Reis, Wilson Antônio da Silva

CONVÊNIO POSTO ESCOLA FLAMINGO: Carlos Leonardo Oliveira Sousa, Cide Rodrigues dos Santos, Claudinei de Oliveira, Danielle dos Santos Rosa, Edina Campolina Assunção, Edson Batista de Souza, Eduardo Moreira Marques, Elicera Luzia Virgínia Viana de Menezes, Elizeu Ferreira da Silva, Élson Martins dos Santos, Evandro Dias Thomaz, Francisco Leonardo Ferreira, João Paulo Oliveira de Paula Mussi, Margareth Marques de Oliveira, Maria Dacy Almeida Roberto, Maurício Alves Temponi, Mozer Leandro Braz, Nivaldo Fernandes Cirqueira Costa, Renato de Oliveira Santos, Ronivan de Oliveira, Rosana Cristiane de Souza Oliveira, Tarcísio Versiane Soares, Wilson da Silva Gomes

ESTAGIÁRIOS:

SECRETARIA LATO SENSU: Cláudio César Ferreira Ale Almeida, Thomaz Smith Reis

CEMIG-ABORDAGEM INTEGRADA: Karina de Fátima Silva

CEMIG – TERMELÉTRICA: Evaldo José da Silva

CENTRO DE COMPUTAÇÃO CIENTÍFICA: Cristiano Dias Lopes Goulart
10. Quais são as fontes de recursos da FCM?
Despesas de custeio lançadas nas planilhas dos projetos em parceria com o CEFET-MG, resultados financeiros de parcerias privadas, participações em projetos com parceiros privados ou públicos externos.
11. Quais são as vantagens e/ou pagamentos para os servidores que dirigem a FCM?
Não há nenhum tipo de remuneração ou outra vantagem financeira para dirigir a FCM. O Diretor Presidente, Professor Juracy Coelho Ventura, está cursando mestrado na FJP, a Diretora Administrativa, Professora Márcia Gorett Ribeiro Grossi, está cursando doutorado na UFMG e ministra aulas na coordenação de informática, e o Diretor Técnico, Professor Esdras Poty de França, continua ministrando aulas no Departamento de Construção Civil, enquanto conduzem a fundação. A experiência é valiosa no aspecto pessoal e profissional na medida em que significa uma excepcional oportunidade de aprendizagem e crescimento no campo da administração pública e privada.
12. A Fundação já financiou alguma obra ou reforma no CEFET-MG?
Na nossa gestão não! (Fim.)
Próxima entrevista: Diretor Geral do CEFET-MG, Professor Dr. Flávio Antônio dos Santos. Envie suas perguntas para: fala_cefet@yahoo.com.br




entrevista

Abaixo, segue entrevista com o Presidente da Fundação Cefetminas (FCM), Professor Juracy Ventura:


Inicialmente gostaríamos de agradecer a oportunidade e registrar nossa admiração e respeito por este espaço de manifestação e debates dos servidores técnico-administrativos do CEFET-MG, exemplo ímpar de democracia, liberdade e consciência no Centro e que comprova todo dia que liberdade traz junto, quase automaticamente o respeito ao conjunto e ao outro, demonstrando a desnecessidade de controle ou censura”.
1. A Fundação Cefetminas tem cumprido sua missão?
A Fundação Cefetminas é uma organização de direito privado, sem fins lucrativos, criada em 1994 por um grupo de 18 empresas, após ser diagnosticada a necessidade de viabilizar as ações de integração do CEFET-MG com o setor produtivo. Visa apoiar atividades de extensão, pesquisa aplicada, desenvolvimento de tecnologia e prestação de serviço, focando suas ações no apoio ao CEFET-MG e sua comunidade de servidores e usuários dos serviços/produtos públicos específicos do Centro. A gestão da diretoria atual começou em maio de 2004 e aquele ano, bem como praticamente todo 2005, foram anos de reorganização e reorientação da FCM e das relações com o CEFET-MG sendo que só agora em 2006 é que estamos desenvolvendo um planejamento efetivamente próprio e com certeza dentro da missão e expectativas da FCM.
2. Foram apuradas irregularidades na administração anterior da Fundação Cefetminas? De que tipos eram e quais os encaminhamentos dados?
Sim. As principais e as soluções adotadas foram: falta ou inadequação de instrumentos contratuais para diversos projetos – solução: construção ou adequação dos existentes e submissão às previsões legais e/ou regulamentares do CEFET-MG; Financiamentos cruzados entre projetos sem uma política clara de aplicação de recursos e/ou igualdade de tratamento, pagamentos diversos sem amparo em previsões de projetos e ou comprovantes de execução – solução: implantação da política de transparência, impessoalidade e legalidade bem como contas específicas e contabilidade independente para cada projeto que têm de seguir contrato e planilha, sem exceções; Falta de prestação de contas em diversos projetos – solução: organização das prestações, reconstituição e reconstrução de projetos e contas e prestações cabíveis ao CEFET-MG; Inexistência ou destino ignorado de inúmeros documentos e registros de grande importância para o CEFET-MG e a FCM – solução: processo em curso de tentativa de reconstrução e/ou recuperação; Privilégios concedidos a grupos de servidores do CEFET-MG – solução: Igualdade no tratamento, negociação e tentativas de explicações sobre as mudanças de políticas adotadas e, nos casos de insistência abusiva na manutenção dos privilégios, a publicização por parte da FCM das pressões efetuadas pelos grupos com os dados de arquivo;

Rejeição pela SEDESE (Secretaria do Estado de Desenvolvimento Social e de Esportes) da prestação de contas do projeto Portal Alvorada gerido pela FCM e encerrado em 2003, no valor aproximado de 5 (cinco) milhões de reais. >>>


6

fala cefet 11 - www.falacefet.cjb.net




3

fala cefet 11 - www.falacefet.cjb.net





Esta notícia chegou em dez/2005 e a FCM, apoiada por uma comissão da SEDESE, e com conhecimento pleno da PROJUR (Procuradoria Jurídica do CEFET-MG) e da Promotoria das Fundações está buscando reconstruir e/ou resgatar os documentos para a solução do problema.

Vale destacar o apoio das diretorias do CEFET-MG em todos os problemas, especialmente o da DRE (Diretoria de Relações Empresariais) nas questões de construção de contratos e prestações de contas/adequações aos parâmetros legais e de atendimento aos órgãos de fiscalização.


3. A diretoria atual do CEFET-MG tomou conhecimento destas irregularidades? Que providências foram tomadas a partir destas constatações? Qual seria o papel do Conselho Diretor ao tomar conhecimento dessas irregularidades? Quem são os responsáveis por estas irregularidades?
A diretoria atual do CEFET-MG (Diretoria Geral, DRE, Diretoria de Administração e DPPG) sempre tiveram ciência de todos os fatos relevantes da FCM, e em especial daqueles de interesse do Centro. Quanto às ditas irregularidades, o Presidente da FCM, pessoalmente, deu ciência da maioria delas (as questões de administração) a todos os conselhos do CEFET-MG à exceção do de Extensão pois ali não teve oportunidade de comparecer apesar de diversos pedidos escritos. Quanto ao Conselho Diretor, em fevereiro de 2005, o Presidente da FCM apresentou em reunião oficial os relatórios físico-financeiros do Portal Alvorada alertando-o sobre a gravidade do assunto, expôs claramente a situação, pedindo apoio e providências (reunião gravada a seu pedido) e, mais que isto, entregou pessoalmente a cada conselheiro um conjunto de cópias de documentos oficiais (JUCEMG e Jero Oliva) que nomeiam pessoa jurídica e pessoas físicas correlacionadas ao projeto, para as providências cabíveis do conselho e da PROJUR. Todos os representantes dos servidores e seus suplentes estavam presentes e detêm em sua posse, desde aquela data, um conjunto completo dos documentos. A FCM não foi notificada das providências e ações tomadas, mas seus três diretores confiam lealmente que não estão sozinhos na defesa do nome e dos interesses das duas instituições, nem abandonados à sua própria sorte e inclusive sujeitos a boatos e dificuldades políticas impostas à sua gestão, injustas e que não deveriam ter guarida no Centro.
4. Quais foram as ações da Fundação Cefetminas enquanto instituição de apoio ao CEFET-MG? A Fundação tem dado apoio e patrocínio aos projetos desenvolvidos pelas coordenações, pelos servidores e pela diretoria do CEFET-MG? Exemplifique.
A própria condição de fundação de apoio do CEFET-MG direciona as ações, pois em todos os projetos e contratos onde o CEFET-MG for o convenente (captados por ele mesmo ou pela FCM), e que estejam previstas bolsas (de ensino, pesquisa e/ou extensão) será necessário a FCM como executora e ou gestora. Os órgãos e instituições de financiamento direto (ex: FAPEMIG), ou financiamento indireto (ex: CEMIG) também costumam exigir uma interveniente e/ou gestora, portanto em praticamente todos os projetos com parceiros externos do CEFET-MG ali também está a FCM. Projetos próprios do CEFET-MG também contam com a FCM (ex: restaurantes escolares e programa Lato sensu). Para fugir ao estigma de discricionalidade antigo, esta > > >




gestão só apóia e/ou patrocina pedidos encaminhados pelas diretorias do CEFET-MG, e com justificativas do interesse do Centro, mas à medida que o orçamento da FCM permitir iremos ampliando o leque. A exemplo podemos citar os cursos preparatórios para o mestrado da FJP (aprovados Rita Andrade e Luiz Alberto) e do CEFET-MG (4 aprovados) financiados pela FCM e coordenados pelo Recursos Humanos (em planejamento nova turma), apoio a atletas, equipes de alunos da engenharia, etc.
5. A Fundação Cefetminas tem feito pagamentos a pessoas que não fazem parte dos projetos gerenciados por ela. Houve migração de valores de um projeto para outro?
Não. Nesta direção não!
6. A Fundação Cefetminas tem alguma coisa a ver com os pagamentos executados nos vestibulares e concursos realizados pelo ou no CEFET-MG?
Na nossa gestão a FCM só administrou/gerenciou os processos seletivos do CEFET-MG (2º e 3º graus). E mesmo assim não este último, inclusive sem explicações ou aviso apesar de que havia permissão do TCU (Tribunal de Contas da União) para participarmos.
7. Em que a Fundação Cefetminas pode contribuir para a melhoria das condições de trabalho dos servidores do CEFET-MG?
A FCM pode analisar a participação e/ou financiamento de projetos fundamentados, de interesse dos servidores e do Centro, sujeitos aos critérios da impessoalidade e da universalidade, e preferencialmente de caráter inclusivo e multiplicador. Estamos abertos a receber projetos e propostas e analisá-los.
8. A Fundação Cefetminas tem previsão de fazer o Centro de Idiomas funcionar novamente?
O Centro de Idiomas é um projeto da coordenação de línguas do CEFET-MG, e caso seja reapresentado pelo CEFET-MG será implantado nos moldes e parâmetros definidos pelo plano de trabalho e planilha como todos os outros projetos de interesse do Centro.
9. Quantos estagiários, ou terceirizados trabalham no CEFET-MG e são pagos através da Fundação Cefetminas? Onde eles estão?
Relação em março de 2006: EMPREGADOS:

CORPO ADMINISTRATIVO DA FCM: Adelaide Ribeiro Ferreira (afastada por saúde), Ana Carolina Lopes Brasil, Cássio Aníbal Fernandes, Cláudio Lopes da Silva, Iraci Alves de Rezende, Jerry Oliveira de Carvalho, Renata Figueiredo Batista, Rosângela Alves dos Santos, Sabrina Ferreira de Aguiar, Simone Aparecida Papini Batista.

SECRETARIA LATO SENSU: Carla Oliveira de Araújo, Karina Barbosa S. do Prado.

CONVÊNIO METROCOM QUÍMICA: Cristiane de Melo Lacerda (rescisão em 08/04/06)

CONVÊNIO REFEITÓRIO BELO HORIZONTE: Cláudia Josefina dos Santos, Jaime Adriano da Silva, Jeliel Diniz Bahia, Luiz Sadi Pereira, Maria Madalena Magalhães, Maria Stela Alves Costa, Marinete Severiano, Paulo Henrique Campos Fonseca, Rosa Cristina Souza Franco, Terezinha de Jesus Ribeiro,

4

fala cefet 11 - www.falacefet.cjb.net




5

fala cefet 11 - www.falacefet.cjb.net






©principo.org 2016
enviar mensagem

    Página principal