Correção da Prova Bimestra 3º bimestre



Baixar 12.36 Kb.
Encontro02.08.2016
Tamanho12.36 Kb.
Correção da Prova Bimestra 3º bimestre

Alphaville



  1. A

  2. A

  3. D

  4. E

  5. B

  6. E

  7. D

  8. D

  9. A

  10. E

  11. D

  12. B

  13. C

  14. D

  15. E

Segunda Parte: Questões dissertativas


  1. O historiador ateniense Tucídides, que viveu durante a Guerra do Peloponeso, escreveu sobre os gregos:

... antes da Guerra de Tróia, [os habitantes da] Hélade nada [realizaram] em comum. Este nome mesmo não era empregado para designá-la no seu conjunto. [...] O que fica bem comprovado [nos livros de] Homero: ele que viveu numa época bem posterior à Guerra de Tróia, não utilizou a designação [de helenos] para o conjunto [dos gregos]. [...] Não utilizou, também, a expressão “bárbaros” porque, na minha opinião, os gregos não se encontravam ainda reunidos [...] sob um único nome que [lhes] permitisse [diferenciar-se de outros povos]. De qualquer forma, aqueles que receberam [mais tarde] o nome de Helenos [...] nada fizeram conjuntamente antes da Guerra de Tróia. [...] Essa expedição mesma os reuniu apenas num momento, naquele em que a navegação marítima encontrava-se mais desenvolvida.

(Tucídides. A guerra do Peloponeso. Século V a. C.)

Baseando-se no texto, responda.

a) Qual característica política dos gregos na Antigüidade é apresentada por Tucídides? 1,0
O trecho de Tucídides nos remete a uma das principais características da civilização grega: a descentralização política, uma vez que as comunidades espalhadas na Hélade eram autônomas.

Além disso, o texto do historiador ateniense sugere o caráter cívico dado pelos gregos às guerras — sobretudo à Guerra de Tróia, suposto conflito militar com os troianos, citado em duas obras épicas atribuídas a Homero: a Ilíada e a Odisséia.

b) Por que, apesar da situação política expressa por Tucídides, pode-se falar de uma antiga civilização grega? 1,0
Porque, a despeito da ausência de unidade política, havia entre os gregos uma unidade cultural. Ao longo de sua história, eles alcançariam grandes realizações, em vários campos do conhecimento — política, filosofia, artes e ciências —, caracterizando-se assim como criadores de uma das mais importantes civilizações da Antiguidade.


  1. Pregada por Urbano II, a primeira cruzada... [estendeu-se de 1096 a 1099]. O sucesso dos pregadores faz dela uma cruzada popular (aventureiros, peregrinos). É um choque militar, político, mas também cultural e mental, pois a cruzada dilata o espaço e o tempo.

(P. Tétart, Pequena história dos historiadores.)

O que foi escrito sobre a primeira cruzada aplica-se, de maneira geral, às demais.



a) Qual era a finalidade imediata das cruzadas? 1,0
Libertar a Terra Santa (Jerusalém) do domínio muçulmano.
b) Além das alterações culturais e mentais, as cruzadas provocaram modificações de ordem comercial no continente europeu. Discorra sobre essas últimas. 1,0
As Cruzadas proporcionaram a reabertura do Mediterrâneo Ocidental ao comércio europeu, intensificando as relações mercantis da Europa com o Oriente, sobretudo com Constantinopla, Alexandria e Antioquia, criando-se assim, as bases para o Renascimento Comercial e Urbano da Baixa Idade Média.

3. (Unicamp) Em 1348 a peste negra invadiu a França e, dali para a frente, nada mais seria como antes. Uma terrível mortalidade atingiu o reino. A escassez de mão-de-obra desorganizou as relações sociais e de trabalho. Os trabalhadores que restaram aumentaram suas exigências. Um rogo foi dirigido a Deus, e também aos homens incumbidos de preservar Sua ordem na Terra. Mas foi preciso entender que nem a Igreja nem o rei podiam fazer coisa alguma. Não era isso uma prova de que nada valiam? De que o pecado dos governantes recaía sobre a população? Quando o historiador começa a encontrar tantas maldições contra os príncipes, novas formas de devoção e tantos feiticeiros sendo perseguidos, é porque de repente começou a se estender o império da dúvida e do desvio.

(Adaptado de Georges Duby, A Idade Média na França (987-1460): de Hugo Capeto a Joana d’Arc. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Editor, 1992, p. 256-258.)

a) A partir do texto, identifique de que maneira a peste negra repercutiu na sociedade da Europa medieval, em seus aspectos econômico e religioso.1,5


A peste negra ocorreu no quadro mais amplo da crise do século XIV e foi uma das expressões do esgotamento do sistema feudal. A grande mortalidade gerou escassez de mão-de-obra, resultando na própria crise da servidão, expressa através de revoltas como as jacqueries. O encolhimento do mercado e a paralisação das rotas terrestres (intensificada pela Guerra dos Cem Anos, entre França e Inglaterra) estimularam as navegações e a busca de novas rotas.

No aspecto religioso, as interpretações da peste estão conectadas ao cristianismo medieval. A idéia de um castigo divino permite leituras que colocam em questão a validade dos poderes temporal e espiritual. A peste também serviria de argumento para ampliar as perseguições aos grupos considerados heréticos.


©principo.org 2016
enviar mensagem

    Página principal