Cresce a reciclagem de latas de alumínio no mundo



Baixar 8.41 Kb.
Encontro30.07.2016
Tamanho8.41 Kb.

Cresce a reciclagem de latas de alumínio no mundo



Publicado em: Agosto/2006
Fonte: ABAL - Associação Brasileira do Alumínio - http://www.abal.org.br/



A divulgação dos índices de reciclagem de latas de alumínio para bebidas em 2005 do Japão (91,7%), Estados Unidos (52%) e Europa (52%) mostra que os principais consumidores do planeta estão aprimorando seu desempenho e alcançam, ano após ano, números cada vez melhores nesta atividade. O Brasil se confirma como líder mundial do ranking da atividade, com uma taxa de 96,2% no ano passado. O forte crescimento japonês desafia o Brasil a manter ou superar seu desempenho para continuar a frente dos outros países.

Liderança assegurada
O Brasil se mantém há cinco anos como líder absoluto na reciclagem de latas de alumínio no mundo. Segundo dados divulgados pela Associação Brasileira do Alumínio - ABAL e pela Associação Brasileira dos Fabricantes de Latas de Alta Reciclabilidade - ABRALATAS, o Brasil atingiu a marca de 127,6 mil toneladas de latas de alumínio recicladas em 2005. São aproximadamente 9,4 bilhões de latas no ano ou 26 milhões de latas recicladas diariamente.

Com um mercado já estabelecido, o Brasil vem registrando o maior índice de reciclagem de latas de alumínio para bebidas no mundo desde 2001. Esta marca tem sido sustentada por um conjunto de fatores: a adesão da classe média, a formação de cooperativas com boa gestão, o alto valor do material como sucata, a busca da sociedade por modelos de preservação e a educação ambiental. Levantamento realizado pelo setor mostra que, entre 2000 e 2005, a participação de condomínios e clubes na coleta de latas usadas passou de 10% para 24%. As latas de alumínio se tornaram o carro-chefe da reciclagem no país.



Japão avança
Os japoneses, entre os paises em que a reciclagem não é obrigatória, são os que mais se aproximam da performance brasileira, além de possuir um sistema de coleta bastante semelhante ao nosso. Segundo os dados divulgados pela Japan Aluminium Can Recycling Association - JACRA. O Japão melhorou em 5,6% o seu índice de reciclagem de latas de alumínio para bebidas, passando de 86,1% em 2004 para 91,7%, em 2005. De acordo com fontes do mercado local, a valorização do alumínio no mercado internacional foi o principal fator deste crescimento - a elevação dos preços de matéria prima aumentou a procura por sucata de latas, principalmente pelas indústrias automotiva e siderúrgica.

Americanos e europeus comemoram
Pela primeira vez na história, a Europa ultrapassou a marca de 50% no índice de reciclagem de latas de alumínio para bebidas. Em 2005, a taxa média foi de 52% no Velho Continente, contra 48% em 2004. O índice apurado pela European Aluminium Association - EAA mostra que Noruega (93%), Suíça e Finlândia (88%), Suécia (86%) e Dinamarca (84%) apresentaram os melhores resultados. É importante lembrar que na União Européia a reciclagem de materiais é obrigatória por lei. Já os americanos melhoraram em 1% seu desempenho em relação a 2004, passando de 51% para 52%, segundo dados da The Aluminum Association. A lata de alumínio é a embalagem para bebidas mais reciclada nos EUA. Em 2005, o índice ultrapassou em quase duas vezes o atingido por embalagens de outros materiais.
Índice de Reciclagem de Latas de Alumínio


_



_

 

Fontes: ABAL; ABRALATAS; The Aluminum Association; EAA - European Aluminium Association; The Japan Aluminum Can Recycling Association e Cámara Argentina de la Industria del Aluminio y Metales Afines.









Compartilhe com seus amigos:


©principo.org 2019
enviar mensagem

    Página principal