Curso básico para dirigentes de aventureiros curso de 10 horas



Baixar 0.55 Mb.
Página3/9
Encontro29.07.2016
Tamanho0.55 Mb.
1   2   3   4   5   6   7   8   9

Diretor

O Diretor do Clube de Aventureiros é responsável por oferecer um programa para o Clube que alcance com sucesso os objetivos. Ele preside as reuniões da diretoria. Mantém contato com o Departamento J.A. da Associação e envia relatórios quando solicitado. Deve ser uma pessoa que entenda de crianças, trabalhe bem com um grupo, assuma responsabilidades, possua um desejo intenso de reconhecer novas idéias e demonstre iniciativa em implantar tais idéias. Sobretudo, o diretor é um sincero adventista do sétimo dia, cuja vida demonstra o que Deus pode realizar. O Diretor do Clube de Aventureiros é uma pessoa madura, membro regular da IASD. É líder, ou deve tornar-se tão logo quanto possível, e completar o Curso de Treinamento de Diretoria do Clube de Aventureiros. O sucesso de qualquer clube dependerá muito da liderança do diretor do clube, que é um exemplo de espiritualidade, ordem, prontidão e apreciador de esporte. É amável, tem domínio próprio, e sempre está com o uniforme completo. É interessado em crianças e compreende com simpatia os problemas daquela faixa etária. Sua vida demonstra o que Deus pode operar na vida das crianças. O diretor é pesquisador e entusiasta, assume responsabilidades, possui mente aberta para reconhecer novas idéias, e demonstra iniciativa na aplicação das mesmas. Deve ser capaz de se relacionar bem com a diretoria e ajudar os conselheiros e instrutores em quaisquer problemas que possam surgir em suas unidades e classes.

  • Os deveres do diretor são:





  1. Ser membro da comissão da igreja local.

  2. Manter comunicação com o pastor da igreja, e o ancionato, e convidá-los a participar de programas e eventos.

  3. Manter contato com o Departamento J.A. da Associação local e prestar relatórios, quando solicitado.

  4. Ser presidente da Comissão Executiva dos Aventureiros.

  5. Presidir reuniões de diretoria do clube, a menos que um diretor associado tenha sido designado para tomar a frente.

  6. Supervisionar as atividades do clube e convocar, organizar e preparar cada reunião do clube.

  7. Estar à frente no planejamento do programa anual e na preparação do calendário de eventos, que deve ser comunicado a toda diretoria, aventureiros e pais.

  8. Mostrar confiança diante da Comissão Executiva ao oferecer um programa completo para o Clube, abrangendo as seguintes atividades:

    1. Hora e local das reuniões;

    2. Saídas a cada dois meses;

    3. Passeios ao campo e projetos missionários;

    4. Investidura;

    5. Finanças/orçamentos/taxas de membros/contribuições;

    6. Disciplina;

    7. Notícias para boletins e jornais.

  9. Ser responsável pelas reuniões da diretoria ao planejar as reuniões regulares do Clube, incluindo as seguintes atividades, e determinar as várias comissões e pessoas responsáveis pela realização das mesmas:

    1. Ordem unida, cerimônias de abertura e encerramento;

    2. Cultos;

    3. Jogos/praticar para a feira;

    4. Classes/habilidades criativas;

    5. Distribuição de unidades/conselheiros e instrutores, e seus deveres.
  1. Diretores Associados

Os diretores associados recebem funções do diretor e compartilham das responsabilidades de liderança do clube. Os diretores associados mantêm registros e elaboram relatórios regulares para a Associação. Pode assumir as responsabilidades de tesouraria, secretaria e capelania. Em clubes maiores, um diretor associado pode também assumir a função de planejar atividades de passeios e projetos da Natureza, supervisionar habilidades e planejar eventos especiais. Os diretores associados também podem ser designados pelo diretor para as responsabilidades de liderar o clube. Deve haver dois ou mais diretores associados, de acordo com as necessidades do clube local. Um diretor associado designado pelo diretor pode cuidar das reuniões do clube na ausência do diretor. Ele e/ou ela podem também ser solicitados pelo diretor para presidir reuniões de diretoria. Os diretores associados devem possuir as mesmas qualidades de liderança delineadas para o diretor. Devem tratar o diretor com o maior respeito e consideração, e devem trabalhar juntos.

  • Os diretores associados devem cuidar das seguintes tarefas:





  1. Classes dos Aventureiros

  2. Secretaria

  3. Tesouraria

  4. Recreação

  5. Atividades ao ar livre

  6. Habilidades criativas

  7. Música

  8. Natureza

  9. Capelania/cultos

  10. Transporte

  11. Eventos especiais/eventos bimestrais/passeios ao campo

  12. Projetos missionários

  13. Relações públicas



  1. Secretário do Clube

O secretário do clube mantém um registro permanente de todos os eventos do clube: membros, classes completadas, e outras estatísticas importantes. O secretário será responsável por manter todos os registros do clube, além daqueles conservados pelo tesoureiro. Em clubes pequenos, o trabalho de secretaria e tesouraria pode ser acumulado por uma só pessoa. Um secretário vem organizado e eficiente é indispensável ao programa do Clube de Aventureiros.

  • Os deveres do secretário são:





  1. Conferir os registros das unidades e transferi-los para as folhas de registro individual dos aventureiros.

  2. Registrar todos os pontos e deméritos na ficha de registros permanente.

  3. Colocar a lista dos pontos acumulados por unidades no quadro de anúncios pelo menos uma vez por mês.

  4. Preencher o relatório da Associação e remetê-lo ao escritório da mesma até o dia 10 após cada trimestre.

  5. Notificar o diretor caso um aventureiro esteja sempre ausente (especialmente sem justificativa), ou se é negligente no uso do uniforme.

  6. Ser responsável pela manutenção de um quadro de anúncios chamativo, que deve ser mudado constantemente.

  7. Solicitar à Associação, sempre que necessário, os materiais e formulários de relatório do clube.

  8. Cuidar de toda a correspondência e enviar cartas para o diretor, quando necessário.

  9. Ser responsável pela biblioteca do clube e manter controle de todos os livros e revistas emprestados pelos membros da diretoria e pelos aventureiros.



  1. Tesoureiro do Clube

O tesoureiro do Clube de Aventureiros pode ser escolhido entre os membros da diretoria. É importante que o tesoureiro trabalhe junto com o diretor do clube e com o tesoureiro da igreja, mantendo ambos bem informados acerca das despesas do clube e dos fundos em caixa. Em clubes menores, as tarefas de tesoureiro e secretário podem ser acumuladas pela mesma pessoa, embora um programa mais eficiente possa ser realizado se essas funções permanecerem separadas. O tesoureiro deve ser um indivíduo que compreenda o processo de cuidar dos fundos do clube corretamente. Seria ideal se o tesoureiro selecionado fosse alguém com certa experiência em contabilidade. Um tesoureiro consciencioso e confiável pode ajudar o Clube de Aventureiros a empregar seus recursos de maneira sábia. Ele ou ela pode manter a comissão da igreja bem informada sobre as entradas e saídas e também sobre as necessidades do clube, o que por outro lado garantirá uma resposta mais favorável por parte da igreja na hora da necessidade.




  • Os deveres do tesoureiro são:





  1. Transferir o caixa para a tesouraria da igreja para ser mantida a reserva.

  2. Receber e registrar todas as entradas, tais como taxa de membros, ofertas, venda de insígnias, doações, campanhas para levantar fundos, Aventuris, excursões, etc.

  3. Manter um registro preciso de débito e crédito, anotando todas as entradas e saídas, com breve histórico e registro de dados.

  4. Manter em ordem todos os recibos, contas e notas fiscais associados com despesas, arquivando-os mensalmente em pastas ou envelopes.

  5. Conservar em ordem os livros de registro e todos os recibos, notas fiscais e contas pagas, para que, a pedido, possam ser inspecionados e apresentados ao diretor, ao tesoureiro da igreja, à comissão executiva do Clube e à Comissão da Igreja.

  6. Destinar os fundos conforme decidido pela Comissão Executiva através do diretor ou à pessoa designada a autorizar, e verificar se os compromissos estão sendo saldados.

  7. Separar fundos para um caixa de emergência, da reserva de fundos dos aventureiros mantida pelo tesoureiro da igreja.

  8. Estar disponível para coletar fundos em projetos de arrecadação de fundos e manter um registro dos itens entregues aos aventureiros nas campanhas de levantamento de fundos, conferindo-os ao serem devolvidos.

  9. Coletar fundos para uniformes e equipamentos e pagar as contas, ou solicitar ao tesoureiro da igreja que o faça.

  10. Estar certo de que todos os que solicitam retirada de dinheiro apresentem um recibo ou nota correspondente, que deve ser conservada em registro.



  1. Capelão do Clube

O capelão desempenha um papel muito importante no clube ao dirigir e proporcionar oportunidades para o desenvolvimento espiritual entre os aventureiros e diretoria. O capelão deve ser um membro batizado da IASD em situação regular diante da mesma, onde o clube é organizado. Ele ou ela pode ser um dos diretores associados, um membro da diretoria, o pastor da igreja, o pastor dos jovens ou um ancião. O capelão deve organizar, bem como liderar efetivamente as atividades espirituais do clube.

  • Os deveres do capelão são:





  1. Usar o uniforme.

  2. Aconselhar e trabalhar em conjunto com o diretor do clube na preparação das atividades espirituais.

  3. Programar períodos devocionais.

  4. Organizar e liderar as atividades missionárias.

  5. Ser o responsável pela devoção, pelas atividades da Escola Sabatina, culto do sábado, programas da tarde durante acampamentos e outras atividades ao ar livre.

  6. Trabalhar em conjunto com o diretor e o pastor da igreja na programação do Dia Mundial dos Aventureiros, serviço de culto das investiduras e cerimônia de admissão.

  7. Atuar como um conselheiro espiritual também ao lado dos conselheiros das unidades.

  8. Conhecer pessoalmente cada membro da Diretoria e do Clube, e encorajá-los em seu relacionamento com Deus.

  9. Mostrar uma experiência cristã equilibrada ao participar das atividades seculares do clube.



  1. Conselheiro de Unidade

O conselheiro é o líder de uma unidade de aventureiros. Ocupam uma posição no Clube, pois são os que estão mais próximos dos aventureiros e respectivas famílias. O conselheiro das unidades é um membro importante da diretoria. É escolhido para uma unidade de 4 a 8 membros, um conselheiro para os meninos, e uma conselheira para as meninas. Torna-se familiar para cada membro. Conhece os pais e as condições do lar de cada membro da unidade e conversa sobre problemas sociais, emocionais e espirituais. A amizade do conselheiro pode significar muito aos aventureiros durante esta fase de suas vidas. O conselheiro está presente a cada reunião e atividade do clube e planeja todo evento da unidade que a diretoria autorizar. Os conselheiros são escolhidos entre membros batizados da IASD, onde o clube é organizado. Devem ser cristãos dedicados. Estar prontos a aprender e crescer, e devem ampliar seu conhecimento de artes, trabalhos manuais, e natureza, para que possam contribuir para expandir o conhecimento dos membros de sua unidade. Devem dar um bom exemplo em atitude e comportamento. Os conselheiros devem sempre acompanhar os aventureiros quando esses se reúnem em unidades. Durante as classes ou aulas de especialidades, talvez as unidades se dispersem entre vários grupos, e, nessas horas, os membros ficam sob a supervisão do instrutor. Os conselheiros devem se relacionar bem com os seus familiares. Os conselheiros defendem os padrões e princípios do clube, em quaisquer ocasiões. Trabalham juntos com os oficiais do clube e estão prontos a colaborar sempre que solicitados.

  • Os deveres de um conselheiro são:





  1. Tomar conta e dirigir/ensinar uma unidade ou classe, trabalhando e acompanhando os aventureiros durante todas as programações.

  2. Encorajar, ensinar e aplicar os testes necessários nas aulas, preparando os aventureiros para a investidura.

  3. Dar um bom exemplo em ordem, freqüência, pontualidade e uniforme. Ser um modelo de comportamento cristão.

  4. Marchar e fazer exercícios com sua unidade.

  5. Desenvolver a amizade dentro da unidade.

  6. Ajudar os membros da unidade nos seus problemas e manter os líderes informados.

  7. Estimular a unidade a participar de todas as atividades.

  8. Participar de acampamento, arranjando todos os detalhes, juntamente com os diretores associados e os membros.

  9. Participar das reuniões da comissão da diretoria.

  10. Avisar antecipadamente o diretor se impossibilitado de participar de uma reunião.



  1. Instrutor

A responsabilidade do instrutor é ensinar uma classe específica e refletir os ideais cristãos adventistas do sétimo dia, ao desempenhar tal tarefa. Os instrutores ensinam áreas específicas ou assuntos tais como a Bíblia, Crescimento pessoal, habilidades ao ar livre, especialidades, ou artes manuais. Podem ser escolhidos entre a diretoria regular do Clube dos Aventureiros, ou entre especialistas na igreja ou comunidade, os que forem melhor qualificados para ensinar assuntos específicos. Esses instrutores podem ou não ser membros da igreja. Devem ser considerados como membros adjuntos da diretoria e não precisam participar de todas as reuniões do clube. Os instrutores devem preparar cuidadosamente o currículo das aulas e requisitos sobre o assunto, especialidades ou artes a serem ensinados, antes de apresentá-las às crianças. Um instrutor deve trabalhar em cooperação com o coordenador das Classes dos Aventureiros, assegurando assim que todos os requisitos são abrangidos, para que os aventureiros possam ser investidos.




  1. Comissão Executiva

Desenvolve os planos a longo prazo do clube. É composta por: Diretor do clube (presidente); Diretores associados; Secretário; Tesoureiro; Capelão; Pais (mãe/pai); Pastor.




  1. Comissão de Diretoria

Trata das atividades diárias e planeja eventos específicos tais como acampamentos ou outra atividade. É composta por: Membros da Comissão Executiva; Conselheiros; Conselheiros em treinamento; Instrutores; Ancião (convidado).

Fixar metas, perguntas e considerações:


O que se deve conseguir?

Como conseguir?

Quando conseguir?

Quem deve conseguir?

Medidas para o controle.

Passos na comunicação.


Visão Geral dos Cargos e Funções


Cargo ou função

Área de atuação

Público - alvo

Diretor

Representação do clube


Coordenadores da Associação/ Missão

Comissão da igreja local

Diretoria e conselheiros

Funções


Pais crianças

Diretor associado


Formação e representação dos conselheiros.

Avaliação dos requisitos das classes e especialidades

Diretoria

Conselheiros

Instrutores e candidatos (avaliação)


Secretário


Administração e organização



Organizações superiores

Comissão da igreja local

Cargos e funções


Conselheiro

Formação dos aventureiros



Crianças de uma determinada faixa etária.

Pais dos aventureiros





Instrutor geral



Instrução dos demais instrutores.

Suporte aos conselheiros nas classes e especialidades.



Conselheiros

Instrutores fixos

Instrutores ocasionais


Tesoureiro

Administração financeira

Tesouraria local da igreja

Pais e outros doadores de fundos


Capelão

Desenvolvimento da espiritualidade


Diretoria do clube

Conselheiros

Crianças


Pais

Instrutores fixos



Ensino em grupo, com vinculação ao clube.

Classes e especialidades

Unidades de aventureiros



Instrutores ocasionais

Ensino em grupo, sem vinculação ao clube.

Classes e especialidades





  1. O que é Comunicação?


Comunicar

Tornar comum, informar, participar, unir, etc.

No latim “Comunicare” que significa “por em comum”.
Comunicação

Ato ou efeito de emitir e receber mensagens...

O mundo é comunicação: cada atitude, cada comportamento,nossa personalidade, os hábitos, o sucesso ou fracasso no trabalho, tudo é comunicação ou esforço para atingi-la.
Comunicação Perfeita
“Haja luz.” Deus (Gên. 1:3)

Primeiras palavras ditas ao homem: “De toda árvore do jardim comerás livremente, mas da árvore do conhecimento do bem e do mal não comerás, porque ... “ Deus (Gên. 2:16,17) - Ordem explícita.


A comunicação para Deus
“Escreve isto para memória num livro.” Êx. 17:14

Interferiu Deus... Gên. 11:7-9



O teor da comunicação


  • De nada adianta sermos simpáticos, educados, possuirmos um excelente vocabulário, se o conteúdo de nossa comunicação não for convincente.

  • O conteúdo é a base do processo da comunicação para ser eficaz. Se ele não estiver adequado, dificilmente se completará. É preciso consistência do conteúdo, conhecimento e habilidade para correlacionar informações, bem como sintonia de interesse entre as partes.

  • II Sam. 18:19-33

  • As palavras possuem significações diferentes para indivíduos diversos. A significação não compartilhada pode gerar problemas no processo de comunicação.

A INCOMUNICAÇÃO

A incomunicação é tida como um dos grandes males desse nosso tempo.

Bloqueadores da Comunicação

Competição - Sarcasmo - Desconsideração - Distração - Conselhos - Sonhos
A verdadeira comunicação transcende as palavras. Está exatamente na maneira como é vivenciada a relação de importância que cada componente recebe da outra parte. O ouvinte percebe se é especial ou não e, a partir desta percepção, manterá ou não o relacionamento.”
SETE Cs DA COMUNICAÇÃO

Clara - Correta - Coerente - Confiável - Criativa - Convincente - Comunicativa

QUARTA SEÇÃO - ORGANIZAÇÃO DO CLUBE (75 MIN.)
Propósito: Apresentar as normas e requisitos da organização do Clube dos Aventureiros.
Objetivo: Explicar os procedimentos básicos e os procedimentos apropriados para a fundação e manutenção do Clube dos Aventureiros.
Explicação: Os participantes estudarão três áreas principais:


  1. Organização do Clube

Compromisso da Igreja

Preparação do pessoal

Carta de fluxo

Carta de fluxo denominacional

Carta de fluxo de organização do Clube

Financiamento

Relações Públicas


  1. Regulamentos para funcionar

Membros da Comissão Diretiva da Igreja

Participação dos pais

Membros do Clube

Uniforme


Calendário e opções de atividades

Formulário de inscrição

Formulário médico


  1. Começo e estrutura




  1. FINANÇAS

A Diretoria do Clube prepara e adota um orçamento balanceado, projetando as entradas e saídas do programa do Clube de Aventureiros, antes do início de um novo ano de atividades. Esse orçamento deve ser aprovado pela Comissão da Igreja Local.

São meios possíveis de arrecadação de fundos:

Taxas: Cada membro paga uma importância pequena que poderá ser mensal ou trimestral como parte das obrigações de membro do clube. A diretoria deverá estudar casos especiais, quando estiverem envolvidas dificuldades financeiras dos pais.

Contribuições: Amigos e patrocinadores podem ser convidados a contribuir para as necessidades específicas do programa do Clube dos Aventureiros. Podem ser confeccionados cartões de membros honorários para cada contribuinte.

Ofertas e Verbas: Uma oferta especial ou uma verba anual da igreja em favor do clube pode ser planejada pelo diretor em conjunto com o pastor e a comissão da igreja, e deve ser votada pela comissão da igreja. Todas as verbas devem ser contabilizadas pelo tesoureiro da igreja.


  1. RELAÇÕES PÚBLICAS

Os membros da igreja local devem estar informados acerca das atividades realizadas por seu Clube de Aventureiros. Estas informações podem chegar a eles de diversas maneiras:

Publicação de eventos nos jornais locais; Divulgação em rádio e televisão; Publicações nos boletins da igreja; Utilização do mural de avisos da igreja; Adotar um mural de avisos durante as reuniões do clube; Criação de um boletim do Clube de Aventureiros.


Notícias sempre causam interesse, os pais gostam de ver seus filhos serem promovidos, fotos aumentam o interesse pelas notícias, a comunidade e a igreja se comovem e se envolvem com as necessidades do clube e as informações provavelmente despertarão os interesses de novos candidatos a membro. Portanto, divulgando suas atividades realizadas e agenda de eventos, o clube só tem vantagens com esta promoção.


  1. REQUISITOS PARA SER MEMBRO DO CLUBE

  1. Ter entre 6 e 9 anos;

  2. Concordar em participar e cooperar em todas as atividades do clube;

  3. Ser assíduo e participante, cumprindo os regulamentos do clube;

  4. Contar com pais prontos a cooperar com os regulamentos e atividades do clube;

  5. Possuir e usar com regularidade o uniforme completo dos aventureiros;

  6. Obedecer aos regulamentos e instruções da diretoria do clube;

  7. Participar dos projetos de serviço comunitário e programas missionários;

  8. Viver de acordo com os princípios do Voto e da Lei dos Aventureiros.



1   2   3   4   5   6   7   8   9


©principo.org 2016
enviar mensagem

    Página principal