Curso de Pós-Graduação Gerir Projectos em Parceria



Baixar 88.9 Kb.
Encontro06.08.2016
Tamanho88.9 Kb.




Curso de Pós-Graduação

Gerir Projectos em Parceria




Este package reune um conjunto de materiais relativos ao Curso de pós-graduação “Gerir Projectos em Parceria”, que podem ser úteis a quem pretenda qualificar gestores e técnicos de projectos para trabalhar em parceria.

Deste package constam 5 documentos:



  1. Ficha Síntese




  1. Grandes Linhas de Orientação para a organização e desenvolvimento deste curso, elaboradas pelo Gabinete de Gestão EQUAL e propostas às Universidades que o implementaram




  1. Modelo de Protocolo subscrito pelas cinco Universidades (que desenvolveram o curso) e o Gabinete de Gestão EQUAL




  1. Folheto de promoção do curso junto das Parcerias de Desenvolvimento e seus colaboradores que foram os grupos-alvo do curso





PORTUGAL

Gabinete de Gestão EQUAL

Dezembro 2007

Curso de Pós-Graduação em “Gerir Projectos em Parceria”


  1. Ficha Síntese


_______________________________________________________________________

Autor:

Gabinete de Gestão EQUAL e 5 Universidades


País:

Portugal
Sumário:

Reconhecendo que Trabalhar em Parceria é uma nova opção que requer uma nova cultura, novas competências e novas práticas de cooperação, a EQUAL portuguesa promoveu o curso de pós-graduação “Gerir Projectos em Parceria” dirigido a gestores e técnicos das Parcerias de Desenvolvimento das duas Fases da EQUAL. Este curso visou desenvolver as competências pessoais, interpessoais e técnicas, para uma gestão eficaz de projectos em Parceria. O curso foi desenvolvido por cinco Universidades em diversas localidades do País que celebraram Protocolos para este efeito com o Gabinete de Gestão EQUAL.
Os módulos do curso foram os seguintes:


  1. Cidadania, multiculturalidade e igualdade

  2. Inserção de públicos desfavorecidos

  3. Inovação organizacional e responsabilidade social das organizações

  4. Parceria, cooperação e comunidades da prática

  5. Planeamento e gestão de projectos

  6. Dimensões de generalização e mainstreaming

Fundamentalmente, a temática do Trabalho em Parceria foi abordada no módulo “Parceria, Cooperação e Comunidades de Prática” e ainda da forma transversal nos outros blocos temáticos, designadamente no de “Planeamento e Gestão de Projectos”. Simultaneamente, o curso facultou aos participantes novos conhecimentos sobre os princípios EQUAL (empowerment, mainstreaming, etc) e em determinados domínios temáticos de intervenção da EQUAL e de acordo com o interesse manifestado pelos participantes. A metodologia seguida assegurou que a aprendizagem se orientasse para as necessidades



Curso de Pós-Graduação em “Gerir Projectos em Parceria”


  1. Ficha Síntese


_______________________________________________________________________
reais dos participantes no contexto da execução do seu projecto EQUAL, sendo que os projectos foram a base prática essencial para a reflexão e aprendizagem.

A duração do curso foi de 140 horas teórico-práticas + 140 horas de auto-formação com acompanhamento. No final do curso foi atribuído um certificado bem como facilidades de acesso a cursos de mestrado, como a obtenção de créditos para a inscrição dos mesmos.

A Comissão Europeia acolheu positivamente este curso considerando-o “um projecto inovador” o FSE financiou a sua realização até 80% do custo total, sendo que 20% foi assumindo pelos participantes. Participaram cerca de 220 pessoas.
Impacto: O curso foi avaliado positivamente pelos vários actores (participantes no curso, Parceria, Universidades e gabinete de Gestão EQUAL) e teve grande impacto na eficácia dos projectos EQUAL. O curso vai agora ser disseminado para outro contexto – o das Associações de Migrantes – através de uma Parceria entre uma Universidade e o Alto Comissariado para a Integração de Migrantes.
Formatos e Línguas:

Documento em Português, sumário em Inglês.

Está disponível online em: www.partnership.esflive.eu e http://innovation.esflive.eu
Dois Testemunhos de Universidades:
“O curso foi uma fonte rica de aprendizagem para os docentes e uma oportunidade de excepção para o ensaio de novas formas de organização da formação (…); a resposta ao desafio EQUAL implicou uma organização por módulos e não por disciplinas e uma abordagem pedagógica assente na investigação-acção através da experiência concreta dos projectos”. (Isabel Duarte, ISCTE)

“Foi uma experiência bem sucedida de formação avançada; foi um espaço de aprendizagem e reflexão que cruza a reflexão teórica com a investigação-acção aplicada e testada em contextos reais”. (Palmira Macedo, Universidade Católica do Porto).


Um testemunho de uma participante do Gabinete de Gestão EQUAL:
“O curso permitiu perceber melhor as dificuldades que as PD têm na concretização dos objectivos da EQUAL (a inovação nos projectos, trabalhar em parceria, a materialização da inovação em produtos

Curso de Pós-Graduação em “Gerir Projectos em Parceria”


  1. Ficha Síntese


_______________________________________________________________________
tangíveis, a disseminação da inovação para outros contextos...), percepção esta que constituiu um input ao serviço da melhoria das ferramentas que a Gestão EQUAL disponibiliza às PD. “ (Emilia Arroz, Gabinete de Gestão EQUAL)
Um testemunho de um coordenador de projecto:
“A Pós-Graduação “Gerir Projectos em Parceria”, possibilitou-me enquanto coordenador de projecto, e também aos vários parceiros, sistematizar conhecimentos tornando-o mais eficaz e com maiores possibilidades de sustentabilidade. Por outro lado, permitiu obter conhecimentos em áreas que sendo especificas foram aplicadas transversalmente nas várias actividades do projecto, como sejam o Trabalho em Parceria, a Igualdade de Género, e o respeito pela Diversidade” (Isidro de Brito, coordenador do projecto EQUAL “Conciliar é Preciso”)

Aspectos críticos:

  • Negociar com as Universidades a organização e os conteúdos do curso de forma a responder às necessidades reais dos participantes e dos projectos

  • Estabelecer Protocolos/compromissos com as Universidades

  • Proceder à selecção de formandos, envolvendo as entidades a que pertencem de forma a que constitua uma opção estratégica da Parceria

  • Monitorizar o desenvolvimento da formação



Recomendações a potenciais utilizadores:

  • Assegurar articulação entre o calendário do curso e o ciclo de desenvolvimento dos projectos, desde a sua concepção à realização, passando pela avaliação. Um tal alinhamento com o tempo dos projectos é uma condição necessária para garantir a transferência das aprendizagens, em tempo útil, para o contexto da intervenção, garantindo, ao mesmo tempo, um permanente feed-back entre a prática e a reflexão e problematização teóricas;

  • Esta articulação é particularmente pertinente nas componentes operacionais relacionadas com a concepção e gestão de projectos;



Curso de Pós-Graduação em “Gerir Projectos em Parceria”


    1. Ficha Síntese


_______________________________________________________________________


  • A selecção dos formandos deve obedecer a uma opção estratégica do projecto e/ou das organizações para assegurar uma efectiva transferência, das aprendizagens para os projectos e organizações parceiras;

  • Devem criar-se condições que promovam e facilitem a difusão e transferência das aprendizagens para os projectos e organizações parceiras procurando potenciar o seu efeito multiplicador: definição prévia de espaços/tempos de partilha de informação, constituição de grupos de trabalho, seminários internos e sessões específicas de apresentação aos técnicos e aos parceiros, envolver nos cursos técnicos com capacidade influência e/ou poder de decisão interna, etc.;

  • Considerar como critério para a constituição das equipas de formadores a experiência em gestão de projectos e a capacidade de fazer a ponte entre as práticas de intervenção, a reflexão teórico conceptual e a investigação-acção.

O modelo de organização do curso é de fácil transferência para outros países e contextos. Evidentemente, os seus conteúdos devem ser adaptados às necessidades dos Programas, dos Projectos e dos Participantes.




Curso de Pós-Graduação em “Gerir Projectos em Parceria”


  1. Grandes Linhas de Orientação


_______________________________________________________________________

Fundamentação e interesses estratégicos a que se pretende responder
A Iniciativa Comunitária EQUAL, pela própria natureza dos objectivos que se propõe - a melhoria das práticas e dos processos de inserção no mercado de trabalho, o reforço da capacitação das entidades promotoras e da sustentabilidade das políticas de emprego e formação profissional - constitui um programa ambicioso e intencionalmente estruturante, em termos de resultados a atingir. Os critérios de exigência introduzidos, como seja o das entidades promotoras se constituírem em “parcerias de desenvolvimento”, conferem aos projectos seleccionados características inovadoras. Tornam-nos, também, oportunidades, porventura únicas de, em contextos protegidos (como o são sempre todos os projectos), certificar e qualificar os seus agentes, rentabilizando o esforço e investimento que o desenvolvimento de um projecto implica e contribuindo para suprir a carência de profissionais qualificados em gestão de projectos.

Por outro lado, as Universidades enfrentam hoje o desafio de se adaptarem e adequarem a novas dimensões de mercado e do desenvolvimento societal, diversificando e integrando nos seus currículos ofertas de formação contínua, que os paradigmas da sociedade cognitiva e de aprendizagem ao longo da vida exigem. A produção de conhecimento, sobretudo nas áreas das ciências sociais e humanas, está indissociavelmente ligada à análise e investigação da realidade onde se insere e é nesse exercício de reflexão prática/teoria que deve ser validado e fundamentado. Esta concepção epistemológica do saber, que inclui o saber-fazer e saber-estar como dimensões integrantes da aprendizagem, traduz-se, necessariamente, em modelos formativos que impliquem a conjugação de tempos de formação teórica e de tempos de formação prática, que permitam a experimentação e a distância indispensáveis à consolidação da teoria, reflectida na acção.



A investigação sobre métodos e processos de aprendizagem nos adultos tem demonstrado que a aquisição de novas competências, nos adultos, aponta para modelos de formação reflexivos, que questionem as concepções e perspectivas que enformam atitudes e comportamentos. Aprender é um acto individual que implica “refazer-se”, enriquecendo a singularidade da nossa experiência na interacção com outros. Requer confronto de ideias e diálogo que permita explicitar pressupostos, elucidar modelos e padrões de comportamento. Aprender para os adultos implica assim, sempre, um processo de re-construção identitária que articule dimensões de vida, pessoais e profissionais.

Curso de Pós-Graduação em “Gerir Projectos em Parceria”


  1. Grandes Linhas de Orientação


_______________________________________________________________________
Associar a participação numa pós-graduação a uma situação de trabalho, de desenvolvimento de um projecto, significa para cada um dos formandos o desafio e a oportunidade de, num mesmo projecto de aprendizagem, poder conciliar motivações de valorização pessoal com um investimento de nível profissional, que um trabalho de projecto, em si geralmente, já implica.

Pretende-se ainda que da cooperação e do trabalho conjunto entre participantes, formandos e formadores, possam resultar novas sinergias, que permitam repensar políticas, estratégias de acção e culturas organizacionais com efeitos e reflexos nas áreas de intervenção dos projectos, para além do seu termo.


Formação pós-graduada em “Gerir Projectos em Parceria”

É na rentabilização de esforços individuais e colectivos, na sistematização de “know-how” e de estratégias, na intencionalização do trabalho de equipa e na construção de “comunidades de prática” em torno de objectivos comuns, contribuindo para a apropriação e fixação de resultados nas comunidades onde se inserem os projectos, que encontra justificação a realização duma pós-graduação em “Gestão de Projectos em Parceria”.

Os conteúdos curriculares constituem os eixos de um quadro de referências teórico que possibilita a compreensão e a fundamentação das áreas de intervenção em que se situa o programa EQUAL. As abordagens metodológicas reflectem os pressupostos teóricos enunciados sobre modelos de formação e aprendizagem nos adultos, em consonância com os propósitos e requisitos que determinam a Iniciativa Comunitária EQUAL- a qualificação e a capacitação de pessoas e organizações, cooperação e trabalho em parceria, “empowerment”, inovação, cooperação transnacional e disseminação de resultados.




Em síntese, o curso deverá assentar numa combinação de quatro elementos-chave:


  • uma aprendizagem orientada para as necessidades reais dos participantes no contexto de execução dos projectos EQUAL, sendo que os projectos são a base prática essencial para a reflexão e aprendizagem, e a avaliação final incidirá sobre os resultados e produtos do projecto em que cada participante está envolvido;



Curso de Pós-Graduação em “Gerir Projectos em Parceria”


    1. Grandes Linhas de Orientação


_______________________________________________________________________


  • uma aprendizagem em que os participantes se constituem como “comunidades de prática” onde confrontam ideias, trocam experiências, aprendem uns com os outros e se apoiam mutuamente na resolução de problemas;

  • uma aprendizagem que conte com equipas de especialistas e académicos de reconhecida competência que acompanham o desenvolvimento dos projectos de aprendizagem e de acção dos formandos.

  • uma dimensão forte de auto-formação, enquanto espaço-tempo de trabalho individual de reflexão, sobre a articulação teoria/prática/teoria, de verificação e validação dos pressupostos e perspectivas que enformam as práticas em análise.


Finalidade

Qualificar e certificar pessoas que participam em “parcerias de desenvolvimento” no âmbito da Iniciativa Comunitária EQUAL.


Objectivos


  • Apropriação de uma visão compreensiva e prospectiva das principais problemáticas e dimensões estruturantes do desenvolvimento;

  • Aquisição de um quadro de referências fundamentado para a intervenção nos domínios temáticos do Programa EQUAL, nomeadamente nas áreas da inserção social e profissional de públicos desfavorecidos, do desenvolvimento organizacional e da igualdade de oportunidades;

  • Aquisição de competências técnicas em gestão, desenvolvimento e avaliação de projectos e de competências pessoais e interpessoais requeridas para uma gestão efectiva e eficaz de projectos em parceria;

  • Compreensão e apropriação de técnicas e ferramentas de apoio a processos de trabalho em parceria;

  • Reflexão sobre políticas de “mainstreaminge desenvolvimento da capacidade de construir metodologias e práticas de disseminação bem sucedidas;

  • Construção de comunidades de aprendizagem em equipas de projecto;

  • Beneficiar dos ganhos resultantes do contacto e experiência dum perfil diversificado de parceiros públicos, privados e ONG’s, com valores e recursos distintos;



Curso de Pós-Graduação em “Gerir Projectos em Parceria”


    1. Grandes Linhas de Orientação


_______________________________________________________________________


  • Contribuir para a promoção de novas estratégias e dinâmicas de trabalho em parceria;

  • Contribuir para a continuidade e autosustentação das intervenções iniciadas no Programa EQUAL.


Destinatários

Técnicos das parcerias de desenvolvimento que integram equipas de projectos EQUAL e técnicos do Gabinete de Gestão EQUAL, habilitados com licenciatura.

Pretende-se que, de cada projecto estejam em cada curso, pelo menos, 2 técnicos de entidades distintas.
Duração

De Setembro 2003 a Junho 2004 e de Setembro 2005 a Junho 2006

140h - cinco módulos teórico-práticos (em sala)

140h - auto-formação com acompanhamento


Horário de funcionamento

Horário pós-laboral, que não deverá exceder 4h/dia


Metodologia
A formação deverá ter como “material” de base o projecto de intervenção dos formandos e baseia-se numa metodologia indutiva de “teorização das práticas” profissionais com base num:

  • Processo de investigação-acção do qual decorrerá, como produto final, a avaliação do projecto EQUAL no qual trabalham os formandos;

  • Reflexão crítica sobre os projectos em curso com o apoio de formadores/acompanhantes;

  • Partilha de experiências e de práticas e apoio mútuo entre participantes na resolução de problemas do projecto de cada um;

  • Organização modular (momentos de formação intensiva alternando com períodos de auto-formação) proporcionando o “vai-vem” teoria/prática/teoria indispensável à interiorização e consolidação das aprendizagens;

  • Criação de situações que permitam uma aprendizagem teórica sustentada na observação/acompanhamento da execução dos projectos EQUAL;

  • Estudo de casos.



Curso de Pós-Graduação em “Gerir Projectos em Parceria”


    1. Grandes Linhas de Orientação


_______________________________________________________________________

Blocos Temáticos e duração indicativa


  1. Cidadania, Multiculturalidade e Igualdade (32h)

2A Inserção de públicos desfavorecidos (32h)

2B Inovação Organizacional e Responsabilidade Social das Organizações (32h)



  1. Parceria, Cooperação e Comunidades de Prática (24h)

  2. Planeamento e Gestão de projectos (36h)

  3. Dimensões de generalização e mainstreaming (16h)

Os participantes devem optar entre os módulos 2A e 2B, consoante a área de intervenção do seu projecto EQUAL.
Certificação de adquiridos

No final da formação deverá ser atribuído um certificado das qualificações adquiridas.

O diploma de pós-graduação deverá implicar a avaliação da capacidade do participante utilizar no seu próprio trabalho as competências adquiridas, tendo por base a sua participação no projecto e na elaboração dos produtos do projecto.

Este diploma deverá permitir facilidades de acesso a cursos de mestrado.



Equipa de Coordenação e Acompanhamento

Deverá competir à equipa de coordenação geral a concepção de base do curso bem como todos os contactos necessários para a sua concretização.

Deverá ser possibilitada interlocução entre o Gabinete EQUAL e representantes das Escolas/universidades onde a Pós-graduação decorra.
Comissão Cientifica
Deverá ser composta por especialistas das diferentes áreas de incidência da Pós-graduação.

Deverá integrar pelo menos 4 professores designados pelo Conselho Científico, bem como o conjunto de formadores que asseguram a componente de formação em exercício na pós-graduação. Deverá competir à Comissão Cientifica a responsabilização pela qualidade científica do curso e dos formadores, bem como a sua homogeneidade, metodologias e formas de avaliação.



Curso de Pós-Graduação em “Gerir Projectos em Parceria”


  1. Grandes Linhas de Orientação


_______________________________________________________________________

Secretariado Executivo

Deverá competir ao Secretariado Executivo o apoio à concretização do curso, nomeadamente a estruturação do apoio logístico, organização e suporte administrativo ao curso.


Custos
O custo do curso de pós-graduação não deverá exceder os 2.000 Euros por participante.

Curso de Pós-Graduação em “Gerir Projectos em Parceria”


  1. Grandes Linhas de Orientação


_______________________________________________________________________


BLOCO TEMÁTICO

Sub-Temas


1. - Cidadania

Multiculturalidade

e

Igualdade



Impactos da globalização nos processos de desenvolvimento

Cidadania e participação

Movimentos Migratórios e Desenvolvimento

Processos de Construção Identitária e estigmas sociais

Dimensões e Gestão da Diversidade Étnico-cultural

Empowerment: filosofia, objectivos e práticas

Igualdade de oportunidades e a dimensão do género



2.A - Inserção

de

públicos desfavorecidos



Economia e Desenvolvimento Local

Risco Social e Estado Providência

Dinâmicas integradas de desenvolvimento local e inclusão

Empregabilidade, Modernização e Equidade

Economia Social e Mercado de Emprego

Aprendizagem ao Longo da Vida

Competências para a Criação de micro-empresas



2. B - Inovação organizacional

e

responsabilidade social



das

organizações



Competitividade empresarial, empregabilidade e coesão social

Organizações qualificantes

Responsabilidade social das organizações, cultura de responsabilidade

Processos e instrumentos de gestão e organização do trabalho e de gestão de

recursos humanos

Participação dos trabalhadores e processos de mudança nas organizações



3. - Parceria, Cooperação e Comunidades de Prática

Comunidades de Prática: Fundamentos, Elementos Estruturantes, Processos e Etapas de Desenvolvimento

Cooperação e Desenvolvimento de Parcerias

Gestão de projectos em parceria: da constituição da parceria ao seu desenvolvimento; modelos de funcionamento e de tomada de decisão

Processos de inovação e de aprendizagem colectiva

Redes de conhecimento

Gestão do conhecimento e criação de valor

Cooperação transnacional


4. –Planeamento e Gestão de projectos

Planeamento, desenvolvimento e avaliação de projectos

Metodologia participada de projecto

Etapas do processo de planeamento: diagnóstico, definição de prioridades e objectivos, selecção de estratégias, elaboração de programas de acção, etc.

Liderança de equipas e gestão de conflitos

Gestão administrativa e financeira de projectos co-financiados pelo FSE

A procura de fontes alternativas de financiamento

A utilização das TIC’s na gestão de projectos


5. - Dimensões de Generalização e Mainstreaming

Inovação e qualidade

Processos de transferibilidade e incorporação de práticas

Dimensões de disseminação de práticas e produtos

O papel das TIC’s na gestão do conhecimento



Curso de Pós-Graduação em “Gerir Projectos em Parceria”


  1. Modelo de Protocolo


_______________________________________________________________________
Protocolo



  1. Entidades subscritoras




    • Faculdade de Economia da Universidade de Coimbra




    • Instituto Superior de Ciências do Trabalho e da Empresa










    • Universidade Católica do Porto




    • Gestora da Iniciativa Comunitária EQUAL



  1. Objectivos

O presente protocolo tem por objectivo aprofundar e projectar para o futuro a parceria que esteve na génese da criação do curso de pós-graduação “Gerir projectos em parceria” e que envolveu as entidades acima identificadas, através quer da continuidade do curso, quer do seu alargamento a outras Universidades, designadamente as do interior do País, quer, ainda, da melhoria do seu conteúdo e organização.



  1. Acompanhamento

É criada um Grupo de Acompanhamento, constituído por representantes das Universidades envolvidas e do Gabinete de Gestão EQUAL, com os seguintes objectivos:


    • acompanhar o desenrolar do curso nas diferentes Escolas, identificando pontos fortes e eventuais problemas, fazendo sugestões no sentido de os ultrapassar;




    • reflectir sobre os conteúdos do curso à luz das experiências em desenvolvimento e propor eventuais melhorias para o futuro;




    • contribuir para a identificação de novas necessidades de formação;



Curso de Pós-Graduação em “Gerir Projectos em Parceria”


  1. Modelo de Protocolo


_______________________________________________________________________


    • confrontar as diferentes experiências em matéria de articulação entre a formação teórica e a formação prática, tirando as ilações pertinentes, quer para os cursos em desenvolvimento, quer para os futuros, de modo a garantir que a dimensão teórica se articula com as práticas dos projectos de desenvolvimento em que participantes dos cursos se integram;




    • fazer o balanço da forma como a formação foi organizada e fazer propostas que visem a sua melhor adequação às necessidades dos participantes, se for caso disso;




    • confrontar entre si os modelos adoptados para a avaliação dos cursos e dos seus participantes, tentando retirar lições para o futuro, no que se refere à estrutura e organização do curso;




    • participar na selecção final do conjunto dos melhores trabalhos de fim de curso a partir da selecção efectuada por cada uma das escolas, para publicação a assegurar pelo Gabinete de Gestão EQUAL;




    • analisar formas de articulação entre o trabalho desenvolvido pelas redes temáticas dinamizadas pelo Gabinete de Gestão EQUAL e os cursos de pós-graduação no sentido de explorar sinergias e capitalizar o trabalho desenvolvido no contexto das redes e dos cursos;




    • identificar formadores e outras pessoas-recurso que possam apoiar os operadores no desenvolvimento dos projectos EQUAL e o Gabinete de Gestão no âmbito das suas responsabilidades de gestão do Programa.



  1. Materiais de suporte e informação bibliográfica

As Universidades subscritoras do presente protocolo comprometem-se a partilhar as informações bibliográficas e materiais de suporte utilizados nos diversos cursos.


O Gabinete de Gestão EQUAL compromete-se, ainda, a analisar com as Universidades a possibilidade de publicar manuais e textos de apoio elaborados para os cursos, desde que haja manifesto interesse na sua divulgação, seja para os participantes dos cursos, seja mais em geral para os projectos do PIC EQUAL.


Curso de Pós-Graduação em “Gerir Projectos em Parceria”


    1. Modelo de Protocolo


_______________________________________________________________________



  1. Cooperação transnacional

Tendo em consideração o carácter transnacional do PIC EQUAL há um reconhecido interesse em integrar no curso de pós-graduação o tema da cooperação transnacional, a desenvolver em cooperação com outros Estados Membros.


Neste sentido, os subscritores do presente protocolo, manifestam, desde já, o seu interesse e disponibilidade em analisar possibilidades concretas de cooperação com outras Universidades ou entidades de outros Estados Membros da União Europeia com vista ou a participar em cursos de natureza idêntica ao curso de pós-graduação objecto do presente protocolo, ou a integrar docentes de outras instituições nos cursos a desenvolver em Portugal.


  1. Divulgação da iniciativa

Os subscritores do presente protocolo comprometem-se a divulgar as diferentes iniciativas nele previstas, designadamente através de:




    • páginas da Internet das organizações subscritoras;




    • outros meios próprios das organizações subscritoras;




    • participação na sessão pública conjunta de subscrição do presente protocolo;




    • organização de uma sessão pública final, conjunta ou por cada uma das Universidades envolvidas, para a atribuição dos diplomas aos participantes dos cursos.

Curso de Pós-Graduação em “Gerir Projectos em Parceria”


      1. Modelo de Protocolo


_______________________________________________________________________



  1. Alargamento do âmbito da pós-graduação

Efectuada a avaliação dos resultados obtidos com a primeira versão do curso de pós-graduação “Gerir projectos em parceria”, o Gabinete de Gestão EQUAL assume o compromisso de divulgar esses resultados, junto das entidades pertinentes, no sentido de dele poderem vir a beneficiar outros operadores que recebem financiamento do Fundo Social Europeu.




Lisboa, _________

Faculdade de Economia da Universidade de Coimbra

Instituto Superior de Ciências do Trabalho e da Empresa

Universidade do Algarve

Universidade Autónoma de Lisboa

Universidade Católica do Porto



Gestora da Iniciativa Comunitária EQUAL



      1. FOLHETO DE PROMOÇÃO DO CURSO







©principo.org 2016
enviar mensagem

    Página principal