D27032002 o senhor luiz piauhylino psdb-pe, pronuncia o seguinte discurso no pequeno Expediente : Goiana, situada na Zona da Mata Norte de Pernanbuco, é elevada pelo iphan, à categoria de Sítio Histórico



Baixar 7.4 Kb.
Encontro01.08.2016
Tamanho7.4 Kb.
d27032002 O SENHOR LUIZ PIAUHYLINO PSDB-PE, pronuncia o seguinte discurso no pequeno Expediente):

Goiana, situada na Zona da Mata Norte de Pernanbuco, é elevada pelo IPHAN, à categoria de Sítio Histórico.

Senhor Presidente,

Senhoras e Senhores Deputados,

No próximo mês de junho, a cidade de Goiana, Zona da Mata Norte de Pernambuco, será elevada à categoria de Sitio Histórico, pelo IPHAN, decisão esta, decorrente do requerimento feito, no ano de 2001, neste sentido, pelo Sr. Prefeito de Goiana, Dr. EDVAL FÉLIX SOARES, que tem se mostrado sempre atento, na defesa dos direitos do município e preservação do seu patrimônio.


Será 4ª cidade pernambucana tombada pelo Patrimônio Histórico Nacional, acompanhando agora, Olinda, Recife, Igarassu. Em sua área urbana encontram-se já, oito igrejas, anteriormente tombadas.
Sua história começa como Distrito, em 1568 e, em 1685 é elevada à condição de Vila e, à condição de cidade no ano de 1840. Por seu crescente progresso foi por várias vezes sede da Capitania de Itamaracá.
Cidade marcada por lutas históricas, a exemplo do episódio de Tejucupapo, em que suas mulheres se destacaram na luta contra os holandeses. Tendo sido também, o 1º lugar no Brasil, a declarar extinta a escravidão.
De muitas formas a cidade de Goiana e seus filhos participaram dos movimentos libertários; de maneira expressiva, como na Revolução de 1817, na Confederação do Equador em 1824 e, em 1824 na Revolução Praieira.
Goiana sempre teve importância na Agricultura, no Comércio e na Industria, sendo mesmo considerada, no final do século XIX, a 2ª cidade do Estado – tendo apenas Recife à sua frente – com seus 47 Engenhos, uma usina e uma Fábrica de Tecidos. Era tida como a Cidade mais importante de Pernambuco em função, não somente, do seu desenvolvimento e progresso como também, por apresentar alto nível cultural. Nesta época existiam e funcionavam em Goiana: um jornal diário; a maior biblioteca pública do interior de Pernambuco; o Instituto Histórico com um programa - de acordo com Pereira da Costa – mais desenvolvido do que o do Recife, que havia sido criado pouco antes; uma sociedade Beneficente – Monte Socorro – com a finalidade de auxiliar famílias carentes; duas Bandas Musicais – a Curica e a Saboeira – que existem até hoje, sendo o orgulho da cidade.

Preservar como Sítio Histórico a Cidade de Goiana, é preservar essa História, sumariamente relatada aqui, que começa ainda nos primeiros anos da cidade.


Portanto, esta é mais uma importante iniciativa do Prefeito de Goiana, Dr. EDVAL FÉLIX SOARES, ao solicitar o tombamento dessa cidade, demonstrando uma ação pública louvável de grande relevância para a preservação de nossa

História e identidade Cultural, valendo lembrar que no mês de fevereiro, ocupei esta Tribuna para saudá-lo pela criação da Escola de Formação de Servidores Municipais, com isto o Prefeito de Goiana, vem marcando sua administração com obras e ações marcantes retornando Goiana à posição de destaque que teve anteriormente. Parabéns Prefeito EDVAL FÉLIX SOARES.


Era o que tinha a dizer. Muito obrigado.


©principo.org 2016
enviar mensagem

    Página principal