Data / Edição Revista Museu



Baixar 17.73 Kb.
Encontro29.07.2016
Tamanho17.73 Kb.


Veículo

Editoria / Coluna

Página(s)

Data / Edição

Revista Museu







14/12/2009
Livro apresenta biografia da Lagoa Rodrigo de Freitas

RIO DE JANEIRO, Rio de Janeiro - Um dos cartões-postais da cidade do Rio de Janeiro, a Lagoa Rodrigo de Freitas ganha sua “biografia” em livro organizado por Augusto Ivan de Freitas Pinheiro e Eliane Canedo de Freitas Pinheiro, arquitetos-urbanistas que, há anos, vêm se dedicando a produzir e a escrever textos sobre a evolução histórica do Rio de Janeiro.

Ilustrado com uma ampla iconografia de época, documentos nunca publicados e belas imagens contemporâneas do fotógrafo Marco Terranova, Lagoa Rodrigo de Freitas - 288 páginas, Andrea Jakobsson Estúdio - tem por objetivo contar a história deste bairro que surgiu das águas, consolidou-se sobre terras criadas pelas mãos do homem e, superando graves problemas ambientais, acabou por tornar-se uma das maiores atrações turísticas da cidade.

Patrocinada pelo Grupo EBX, a edição é dividida em três partes e apresenta os diferentes aspectos que envolveram a construção deste bairro num sítio que, apesar de sua belíssima paisagem, apresentava características físicas adversas à ocupação urbana.

Na primeira parte do livro, o jornalista Marcos Sá Corrêa apresenta um tema polêmico: as possibilidades de convivência entre cidade e os recursos naturais. Em seu texto, o autor questiona desde a escolha do local feita pelos portugueses para a implantação do núcleo urbano que daria origem ao Rio de Janeiro e as intervenções que foram obrigados a realizar (tais como desmontes e aterros de brejos e lagoas) para possibilitar a expansão da cidade e as que chegaram a ser pensadas – como o projeto de Lucio Costa para implantar a Cidade Universitária no interior da Lagoa Rodrigo de Freitas –, consolidando a idéia que prevaleceu até o final do século XX de que era natural ao processo civilizatório o total domínio da Natureza.

A segunda parte, assinada por Eliane Canedo de Freitas Pinheiro, apresenta o histórico da Lagoa Rodrigo de Freitas sob a ótica ambiental, começando na gênese do processo de formação da região que teve início em tempos pré-históricos, até chegar aos tempos atuais, quando a Lagoa deixou de ser o “quintal” dos valorizados bairros de Ipanema e Leblon, passando a ter brilho próprio, ultrapassando em prestígio e beleza suas vizinhas ricas. O texto apresenta as inúmeras tentativas de decifrar a origem das mortandades de peixe que assolavam a Lagoa mesmo antes de a cidade atingir suas margens. Um enigma que prevaleceu até muito recentemente, só começando a ser desvelado depois que os temas ambientais tornaram-se uma prioridade para governantes e pesquisadores.

A terceira parte, assinada por Augusto Ivan de Freitas Pinheiro e Nina Maria de Carvalho Elias Rabha, trata do surgimento do bairro da Lagoa sob o ponto de vista do desenvolvimento urbano da Cidade do Rio de Janeiro.

A história do surgimento de bairros vizinhos e sua influência sobre os destinos da Lagoa também é retratada no livro, como o Leblon, por exemplo, mostrado em seu ambiental intocado, com vista da Pedra do Baiano, hoje ainda parcialmente visível sob as fundações do Shopping Leblon. Moldada pelo homem desde a chegada dos portugueses, a Lagoa teve seu contorno alterado em inúmeras ocasiões, sempre de maneira a adequar seu uso às necessidades de uma metrópole que demorou alguns séculos para entender a importância do seu patrimônio ambiental. Hoje um local de inúmeras possibilidades de lazer, e mesmo debilitada pelas graves agressões sofridas ao longo do tempo, a Lagoa Rodrigo de Freitas, é o coração da Zona Sul da Cidade Maravilhosa e objeto de paixão de milhares de pessoas, que se mobilizam de maneira cada vez mais acentuada, em prol de sua conservação e bem estar.

Esta edição, composta por textos em linguagem acessível, apresenta a Lagoa e seu entorno sob diferentes aspectos, única forma de entender um lugar que chegou a ser considerado irrecuperável devido a seus problemas ambientais, sobreviveu às ameaças de aterramento e, depois de muitas tentativas e erros, teve suas águas saneadas. A forma com que ela acolhe hoje tanto visitante quanto moradores é prova de que valeu à pena. LAGOA, portanto, é um livro produzido por cariocas apaixonados pela sua cidade, que desejam partilhar com os leitores esta experiência de sucesso. Um surpreendente exemplo de que é possível a convivência harmônica entre cidade e natureza.

Educação ambiental

O lançamento do livro Lagoa Rodrigo de Freitas será acompanhado de um projeto educativo, voltado para escolas públicas localizadas no entorno da Lagoa. A editora Andrea Jakobsson Estúdio produzirá, com patrocínio do Grupo EBX, DVDs educativos para professores e estudantes do ensino médio. O objetivo da iniciativa é auxiliar na conscientização dos adolescentes sobre a importância ambiental e urbana da Lagoa Rodrigo de Freitas, e a importância de preservá-la. Além dos DVDs, cada escola ganhará 10 livros para sua biblioteca.

Os autores

Augusto Ivan de Freitas Pinheiro é graduado em arquitetura e urbanismo pela Universidade Federal do Rio de Janeiro e pós-graduado em Planejamento Urbano e Regional pelo Institute for Housing Studies, Rotterdam, Holanda e pelo Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano e Regional da Universidade Federal do Rio de Janeiro – UFRJ. Na Prefeitura do Rio de Janeiro foi coordenador do Projeto Corredor Cultural, subprefeito do Centro, diretor de urbanismo do Instituto Municipal de Urbanismo Pereira Passos, subsecretário e secretário de urbanismo. É professor de urbanismo da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro e autor de artigos e livros sobre urbanismo, patrimônio cultural e a cidade do Rio de Janeiro.

Eliane Canedo de Freitas Pinheiro é graduada em arquitetura e urbanismo pela Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Unversidade Federal do Rio de Janeiro e pós-graduada em Planejamento Urbano e Regional pelo Institute for Housing Studies, Rotterdam, Holanda e pelo Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano e Regional da UFRJ. Trabalhou na Prefeitura da Cidade do Rio de Janeiro em programas de reurbanização de favelas, foi analista ambiental na Fundação Estadual de Engenharia de Meio Ambiente, coordenadora do Programa de Despoluição da Baía de Guanabara e subsecretária de Estado de Meio Ambiente do Rio de Janeiro. Nos últimos anos tem se dedicado a pesquisar e escrever livros sobre o Rio de Janeiro.

Nina Maria de Carvalho Elias Rabha é graduada em arquitetura e urbanismo pela Faculdade Santa Úrsula e é Mestre e Doutora em Geografia pelo Centro de Ciências Matemáticas e da Natureza da Universidade Federal do Rio de Janeiro. Na Prefeitura do Rio, foi administradora regional da I Região Administrativa – Zona Portuária, coordenadora do Projeto Reestruturação do Porto do Rio no Instituto Municipal de Urbanismo Pereira Passos e diretora do Centro de Arquitetura e Urbanismo da Secretaria Municipal de Urbanismo. Foi professora de urbanismo em faculdades de arquitetura e urbanismo do Rio de Janeiro e tem pesquisado e publicado artigos e livros sobre urbanismo e sobre a cidade do Rio de Janeiro.

Marcos Sá Correa é jornalista e fotógrafo. Formou-se em História e escreve na revista Piauí e no jornal O Estado de S. Paulo. Foi editor de Veja e de Época, diretor do Jornal do Brasil, de O Dia e do site NO. Publicou, entre outros livros, a biografia de Oscar Niemeyer (Relume Dumará), O Burocrossauro (Círculo do Livro), Salada verde (Universidade) e Itatiaia – o caminho das pedras (Metalivros). Atualmente, escreve para o portal Terra e para o site O Eco.

Marco Terranova, fotógrafo, ganhou o Prêmio Esso de Fotografia em 1999 com a foto “Domingo de Pavor”, publicada no Jornal do Brasil. É também de sua autoria a foto “Coração da Lagoa”. Atua como repórter fotográfico desde 1980.

Apaixonado pelo Rio, Terranova é alpinista, e especializou-se em fotografia de natureza e aventura. Em 2003, publicou o livro Montanhas do Rio, sucesso de vendas editado pela Sextante. Vários outros projetos são marcantes na vida deste profissional, como os ensaios “Subúrbios”, “Santa Marta dos Anjos” e “Maiores de 40” entre outros.

Livro: Lagoa Rodrigo de Freitas

288 páginas, R$ 95,00

Formato 23 x 28 cm

Organização: Augusto Ivan de Freitas Pinheiro e Eliane Canedo de Freitas Pinheiro

Textos: Marcos Sá Corrêa, Eliane Canedo de Freitas Pinheiro, Augusto Ivan de Freitas Pinheiro e Nina Maria de Carvalho Elias Rabha

Fotografia: Marco Terranova.

Pesquisa: Carlos Eduardo Barata

Projeto Gráfico: Vinte Zero Um

Patrocínio: EBX

Lançamento: dezembro de 2009



©principo.org 2016
enviar mensagem

    Página principal