Demetrius Cesário Pereira pré-história



Baixar 12.58 Kb.
Encontro29.07.2016
Tamanho12.58 Kb.

Demetrius Cesário Pereira

PRÉ-HISTÓRIA


  1. Conceito e divisões

  • período que vai do aparecimento do homem até escrita

  • Fontes: armas, utensílios, fósseis, gravuras, pinturas e fragmentos de joalheria e ornamentação

  • Duração muito maior que a História (7 dias comparados a uma hora): 6 a 7 milhões de anos

  • Nem todos os povos viveram os mesmos estágios simultaneamente

  • Divisão em períodos (materiais de armas e utensílios):

    • Idade da Pedra

      • Eolítico

      • Paleolítico Inferior (Lascada, selvageria) até 30.000 a.C.

      • Paleolítico Superior (transição mesolítica) – 30.000 a.C. até 10.000 a.C.

      • Neolítico (Polida, barbárie) – 10.000 a 4000 a.C.

    • Idade dos Metais – 4.000 a 3.500 a.C. (praticamente coincide com a história das nações civilizadas)

      • Bronze

      • Ferro




  1. Eolítico

  • homem culturalmente mais atrasado

  • Hominídeos: Sahelanthropus tchadensis (Toumai), Pithecanthopus erectus (homem de Java) e Homo pekinensis (homem de Pequim)

  • não havia Estado, agricultura, propriedade privada, animais domésticos ou religião

  • O fogo era aproveitado – dúvidas em fazer

  • Instrumentos de pedra (possivelmente também osso e madeira) para aumentar a força



  1. Paleolítico Inferior

  • Organização grupal para caça (homem como ser social)

  • Fogueiras em cavernas: sugerem origem da vida grupal cooperativa e, possivelmente, o começo das instituições sociais

  • Raças: Neanderthal e Heidelberg, posição ainda não rigorosamente ereta




  1. Paleolítico Superior

  • Provável glaciação: transformações na fauna e flora

  • Homem toma contato com mamute e rena

  • Cavernas: desenhos e pinturas

  • Raça: Cro-Magnon, estatura elevada, crânio maior

  • Roupas costuradas com pele de animal, cozimento, construção de choupanas

  • Vida não era inteiramente nômade

  • Manifestações religiosas, na forma de magia

  • Pinturas rupestres: animais, cenas de caça (principal atividade econômica)

  • Povos ou tribos ainda não conheciam o controle do Estado, no interior das sociedades não havia “a autoridade da hierarquia, a relação de poder e a dominação dos homens. O chefe não tinha poder de coerção sobre a comunidade. Sua função estava diretamente relacionada aos conflitos que porventura pudessem surgir entre os indivíduos. Nesse caso, ele procurava manter a ordem e a concórdia entre as pessoas que compunham a tribo. E, como prestígio não significava poder, força ou autoridade, sua tarefa de pacificador limitava-se ao uso da palavra, a partir de sua eloqüência e capacidade de persuasão, pois ele não era um juiz nem sua palavra tinha força de lei. (...) Os povos primitivos jamais permitiram que seu chefe se transformasse em um déspota, pois ninguém era melhor que o outro.” (Mota e Braick)




  1. Neolítico (pedra polida)

  • Diminuição do frio: agricultura e domesticação animal

  • Aumento da população, chega à América

  • Instrumentos de pedra polida e cerâmica (cozinha)

  • Invenção da roda, construção de embarcações

  • Propriedade privada: conseqüência da agricultura

  • Produção do fogo por atrito

  • Sedentarismo, criação de instituições sociais duradouras

  • Instituição: combinação de crenças e atividades grupais, organizada de maneira mais ou menos permanente, com vistas à consecução de algum objetivo do grupo (Burns)

  • Família patriarcal, religião (crença e ritos)

  • Estado: “sociedade organizada que ocupa um território específico e que possui um governo efetivo, independente de controle externo” (Burns)

    • Faz e executa leis, preserva ordem social pela punição dos infratores

    • Surgimento das relações internacionais

    • Principal fator: desenvolvimento da agricultura, como no Vale do Nilo (grande população em área fértil limitada) – necessidade de organização social, pois costumes já não eram suficientes

    • Outro fator: atividades militares – conquista, defesa e expulsão de invasores




  1. Idade dos metais

  • Primeiro metal: cobre (4000 a.C., Egito), depois ligado ao estanho – bronze – utensílios e armas

  • Século XII a.C. – surge o ferro, substituindo o bronze

  • Progressos da civilização não se operam ao mesmo tempo em todos os lugares, por isso Pré-história

  • Primeiras civilizações: estágio no desenvolvimento humano em que a escrita é utilizada em grau considerável, progresso nas artes e ciências, com instituições políticas, sociais e econômicas numa sociedade complexa

    • Causas: Geografia (clima), exaustão do solo (teoria conservadora), adversidade (desafio ao homem)






Compartilhe com seus amigos:


©principo.org 2019
enviar mensagem

    Página principal