Departamento administraçÃo geral e recursos humanos (adm) Curso mestrado / DOUTORADO EM administraçÃo disciplina informaçÕes em saúde e epidemiologia gerencial professor Álvaro escrivão junior período manhã Semestre. 1º: /2007 programa



Baixar 24.18 Kb.
Encontro06.08.2016
Tamanho24.18 Kb.
Departamento..: ADMINISTRAÇÃO GERAL E RECURSOS HUMANOS (adm)

Curso.........: MESTRADO / DOUTORADO EM ADMINISTRAÇÃO

Disciplina....: INFORMAÇÕES EM SAÚDE E EPIDEMIOLOGIA GERENCIAL

Professor.....: ÁLVARO ESCRIVÃO JUNIOR

Período.... manhã Semestre.1º: /2007
programa

No contexto atual cresce a exigência para que os serviços de saúde, tanto privados, quanto da área pública, organizem-se de modo a responder às necessidades das pessoas e ofereçam um cuidado efetivo e humanizado. Como decorrência vem se intensificando o interesse pelo uso da metodologia epidemiológica na avaliação de sistemas, serviços, programas e ações de saúde, envolvendo: avaliação da qualidade; avaliação tecnológica  eficácia, segurança e efetividade; e avaliação econômica (eficiência)  custo-efetividade, custo-utilidade, custo-benefício. Os conceitos e as ferramentas da Epidemiologia Gerencial auxiliam os administradores a tomarem decisões baseando-se em informações técnicas e científicas (evidências) que definem as necessidades e avaliam os resultados a partir da perspectiva populacional, possibilitando a eles o equacionamento de questões centrais tais como: definir os serviços que serão oferecidos pela organização e as habilidades requeridas para o staff, organizar os processos, e determinar se a organização é efetiva e produz os resultados desejados. O crescimento do gasto com os cuidados de saúde e o questionamento para o uso racional dos recursos têm estimulado o debate e fornecido condições para o surgimento de propostas de implantação de estratégias para melhorar a qualidade do cuidado em saúde, criando-se, nesse processo, uma demanda sem precedentes para o conhecimento epidemiológico.


objetivos
A partir de uma breve revisão dos princípios e métodos da área de epidemiologia e informação em saúde, o curso pretende apresentar experiências e estimular o debate sobre as possibilidades e os limites da utilização destes conceitos e técnicas para a formulação de políticas e organização, gestão / gerência de serviços de saúde.

O curso pretende identificar as tendências do ambiente do cuidado em saúde e criar condições para que o aluno explore como o enfoque e os métodos da Epidemiologia podem auxiliar os gestores de serviços, planos e sistemas de saúde a identificar problemas e definir prioridades.

A disciplina não oferecerá uma descrição detalhada dos métodos epidemiológicos, mas, os alunos devem adquirir alguns conhecimentos básicos da terminologia usada e da maneira que a lógica da Epidemiologia pode ser integrada no planejamento, gestão e avaliação de serviços e sistemas de saúde. Ênfase será posta no uso da informação epidemiológica para garantir a qualidade dos resultados e orientar a alocação dos recursos.

Espera-se que ao concluir a disciplina os alunos:



  • Tornem-se usuários críticos dos conhecimentos produzidos pelos estudos epidemiológicos e identifiquem a importância dos mesmos para a tomada de decisão em serviços e sistemas de saúde

  • Tenham uma adequada compreensão dos métodos epidemiológicos e das suas aplicações na gestão de serviços e sistemas de saúde.

  • Tenham um bom conhecimento e saibam identificar as principais tendências dos perfis de mortalidade, morbidade e utilização de serviços de saúde em nossa realidade

  • Conheçam os principais indicadores para determinar as prioridades na alocação dos recursos de saúde e avaliar a efetividade / qualidade da atenção à saúde.

  • Tenham habilidades para integrar a informação clinico-epidemiológica no planejamento e na avaliação de serviços de saúde.



conteúdo
Aplicações da epidemiologia e das disciplinas correlatas na área de administração hospitalar, operadoreas de planos de saúde e de outros serviços e sistemas de saúde, privados ou públicos: análise da situação de saúde; vigilância epidemiológica; planejamento e definição de prioridades; avaliação de tecnologias, ações e programas de saúde.

Uso de informações no gerenciamento em saúde. Fontes de dados e indicadores utilizados na área de administração em saúde.

Utilização das bases de dados existentes: possibilidades / dificuldades

Classificações de doenças CID / DRG e de procedimentos.

Indicadores hospitalares: os clássicos, os novos, os úteis, os possíveis.

Critérios de escolha e uso de indicadores na avaliação dos serviços

Epidemiologia e avaliação da qualidade de serviços de saúde. Medicina baseada em evidências científicas.

Acreditação e auditoria de serviços de saúde - as contribuições da Epidemiologia.

Indicadores e Sistemas de Informações em Saúde.
metodologia
Exposição dialogada sobre os princípios e métodos epidemiológicos visando homogeneizar o conhecimento dos alunos sobre os fundamentos básicos da epidemiologia, com vistas à discussão das suas aplicações na Administração Hospitalar e de Sistemas de Saúde.

Seminários, exercícios, apresentação de experiências em serviços de saúde e realização de trabalhos.


CRITÉRIO DE AVALIAÇÃO
Apresentação e participação em seminários........30%

Trabalhos.........................................................…40%



Exame Final..............................................…..….30%
BIBLIOGRAFIA

  1. DOBROW MJ, GOEL V, UPSHUR REG. Evidence-based health policy: context and utilization. Social Science & Medicine 2004; 58: 207–217.

  2. ESCRIVÃO JUNIOR, A. Análise de Situação de Saúde: estudo numa área restrita da Região Metropolitana de São Paulo. São Paulo, Faculdade de Medicina da USP, 1998. (Tese de Doutorado)

  3. ESCRIVÃO JUNIOR. Uso de indicadores de saúde na gestão de hospitais públicos da Região Metropolitana de São Paulo. São Paulo: FGV/NPP, 2003

  4. FLEMING, S.T.; SCUTCHFIELD, F.D.; TUCKER, T.C. Managerial epidemiology. Chicago / Washington: AUPHA / HAP, 2000.

  5. FOS, P.J.; FINE, D.J. Managerial Epidemiology for Health Care Organizations, San Francisco- USA, Jossey-Bass, 2005 (2nd ed.)

  6. FOX, D. M. Epidemiology and the new political economy of medicine. American Journal of Public Health, vol 89, apr 1999.

  7. HARTZ, Z.M.A. & SILVA, L.M.V.(org.) Avaliação em Saúde: dos modelos teóricos à prática na avaliação. Rio de Janeiro: FIOCRUZ, 2006.

  8. LEMIEUX-CHARLES L, CHAMPAGNE F. Using knowledge and evidence in health care: multidisciplinary perspectives. Toronto: University of Toronto Press, 2004

  9. MURRAY, C.J L. & LOPEZ, A. D. - The Global Burden of Disease (vol I e II). USA, WHO/Harvard University Press, 1996.

  10. NOVAES, H.M.D. Pesquisa em, sobre e para os serviços de saúde: panorama internacional e questões para a pesquisa em saúde no Brasil. Cad. Saúde Pública 2004; 20(Sup 2):S147-S173

  11. OLESKE, D. Epidemiology and the Delivery of Health Care Services. New York: Plenum Press,. 1995

  12. PALMER, R. H. Using clinical performance to drive quality improvement. Total Quality Management, vol 8, 305-311, oct 1997.

  13. VEILLARD, J et al. A performance assessment framework for hospitals: the WHO regional office for Europe PATH project International Journal for Quality in Health Care 2005; (17)6: 487–496

  14. YAP, C.; SIU, E.; BAKER G.R.; BROWN, A.D. A comparison of systemwide and hospital-specific performance measurement tools. J Healthc Manag 2005;50(4):251-62

  15. NORONHA, M.F. Classificação de hospitalizações em Ribeirão Preto: os Diagnosis Related Groups. São Paulo: FSP – USP, 2001 [Tese de Doutorado]

BIBLIOGRAFIA COMPLEMENTAR

  1. ALMEIDA FILHO, N. & ROUQUAYROL, M. Z Introdução à Epidemiologia. Rio de Janeiro, MEDSI, 2002.

  2. BARATA, R.B. (org.) Eqüidade e saúde: contribuição da epidemiologia. R.J., FIOCRUZ/ABRASCO, 1997.

  3. BEAGLEHOLE, R. BONITA, R.; KJELLSTRÖM, T. Basic Epidemiology. Geneva, Word Health Organization, 1993.

  4. BREILH, J. e GRANDA, E. - Investigação da Saúde na Sociedade: guia pedagógico sobre um novo enfoque do método epidemiológico. São Paulo/Rio de Janeiro, Cortez/ABRASCO, 1989.

  5. DEVER, G.E.A. A epidemiologia na administração dos serviços de saúde. São Paulo: Pioneira, 1988.

  6. DONABEDIAN, A. - The Epidemiology of Quality. Inquiry, 22:282-292 Fall, 1985.

  7. FLETCHER, R. H. - Epidemiologia Clínica; trad. de Maria Inês Schmidt. Porto Alegre, Artes Médicas, 1989.

  8. MEDRONHO, R. A. (org.) Epidemiologia. São Paulo, ATHENEU, 2002.

informações complementares

Revistas e trabalhos acadêmicos relacionados à disciplina serão indicados pelo professor durante o curso.

Internet:

www.health.gov.ab.ca

www.cdc.gov/ncidod/diseases/hip

www.datasus.gov.br - Indicadores e Dados Básicos para a Saúde

www.ibge.gov.br

www.oecd.org/dac/

www.ohppr.state.or.us ; -

www.prefeitura.sp.gov.br/secretarias/saude - Painel de Monitoramento das condições de vida e saúde da população e da situação dos serviços de saúde.

www.proadess.cict.fiocruz.br

www.who.int/whr/1999/en/pdf/StatisticalAnnex.pdf

www.who.org - The World Health Repor

www.worldbank.org

http://www.ahrq.gov/clinic
Catálogo: sites -> cmcd.fgv.br -> files -> file
file -> Departamento : Gestão Pública (gep) Curso
file -> Professora : marta ferreira santos farah
file -> Cursos: cma / cda
file -> Cursos : mestrado e doutorado em administraçÃo de empresas (cmcd-cdae)
file -> 1° Semestre de 2013 Horário: quartas-feiras, das 16 às 18: 50 horas. Ementa
file -> Linha de pesquisa: administraçÃo geral e recursos humanos (adm) CURSO MESTRADO-DOUTORADO EM administraçÃo de empresas (cm-cdae) disciplina teoria das organizaçÕes professor carlos osmar bertero semestre/ano: 2º/2008 objetivo
file -> Curso: cda / cma disciplina: organizaçÕes pós-industriais: uma abordagem cinematográfica professor
file -> Cursos: mestrado e doutorado em administraçÃo de empresas
file -> Curso: Mestrado e Doutorado em Administração Pública e Governo Disciplina: o conceito de Burocracia: Teorias e História Professor: Fernando Luiz Abrucio Ementa
file -> Cursos : mestrado e doutorado em administraçÃo de empresas (cmcd-ae)


Compartilhe com seus amigos:


©principo.org 2019
enviar mensagem

    Página principal