Departamento administraçÃo geral e recursos humanos (adm) curso mestrado-doutorado em administraçÃo de empresas (cm-cdae) disciplina teoria das organizaçÕes professor carlos osmar bertero período sextafeira – 09



Baixar 23.18 Kb.
Encontro25.07.2016
Tamanho23.18 Kb.




DEPARTAMENTO......: ADMINISTRAÇÃO GERAL E RECURSOS HUMANOS (ADM)

CURSO ......: MESTRADO-DOUTORADO EM ADMINISTRAÇÃO DE EMPRESAS (CM-CDAE)
DISCIPLINA................: TEORIA DAS ORGANIZAÇÕES

PROFESSOR ......: CARLOS OSMAR BERTERO
PERÍODO......... ...........: SEXTAFEIRA – 09.00/11.50 HORAS

SEMESTRE/ANO: /1º/ 2016

PROGRAMA

OBJETIVO

O curso apresenta o desenvolvimento dos Estudos Organizacionais a partir de algumas das perspectivas possíveis para o entendimento do que sejam organizações. É uma abordagem parcialmente metafórica, mas dela se fará uso a fim de que se apresentem os principais desenvolvimentos teóricos da área de estudos organizacionais. Esta abordagem se justifica devido à diversidade teórica encontrada. Na verdade os Estudos Organizacionais têm utilizado referenciais teóricos de diversas ciências sociais e de diversas perspectivas no interior de cada uma das ciências socais. Portanto a probidade intelectual demanda que se apresentem aos iniciantes o leque de abordagens possíveis. A importância de organizações na sociedade contemporânea dispensa que se justifique a necessidade de conhecê-las bem como a criação de uma área específica de conhecimento a elas dedicado. Isto é particularmente verdadeiro para administradores, independentemente de suas áreas funcionais de interesse, devido ao fato de que gerir sempre ocorre, para os profissionais de administração, no contexto de organizações, sejam empresas, agências públicas, sistemas de administração pública ou organizações ligadas ao terceiro setor.


METODOLOGIA

O curso se apoiará na leitura de textos escolhidos e que podem ser encontrados na bibliografia. Espera-se que estes textos sejam lidos previamente a fim de conferir ao curso um caráter dinâmico de seminário. A forma de seminário é altamente participativa se as pessoas se prepararem adequada e previamente. Os participantes serão convidados a fazer apresentações e ao final do curso deverão apresentar um trabalho de final de curso.

O trabalho é livre em sua forma. Poderá basear-se em pesquisa de campo ou em revisão de tópicos específicos cobertos durante o curso. O limite para tais trabalhos será de 10 páginas digitadas em espaço de 1.5 e em tamanho 12 e deverá ser apresentado no dia do exame final.

CRITÉRIO DE AVALIAÇÃO
A avaliação será feita a partir de um trabalho, com um limite de 12 páginas em times new roman e tamanho 12, a ser entregue na data estabelecida pelo calendário escolar para o Exame Final.

O tema do trabalho pode ser escolhido livremente dentre os tópicos coberttos pelo programa da disciplina. Aconselha-se que se tente estruturar o trabalho logo no início do curso.


CONTEÚDO PROGRAMÁTICO
1. Teoria das Organizações Delimitação do Campo Organizacional

1.1. Organizações – Níveis de análise e dimensões de estudo

1.2. As principais tradições de pesquisa em Teoria Organizacional

1.3. Teoria organizacional – esquemas seriais (por escolas) e não seriais (paradigmas e metáforas)


2. Organizações enquanto Estruturas
2.1. Organizações burocráticas e suas transformações. O modelo ideal weberiano e a estrutura funcional burocrática no setor público e sua extensão ao setor empresarial com a Empresa em forma M (Multidivisional company).

2.2. As variantes estruturais: a organização matricial e a crescente importância de processos organizacionais.

2.3. A questão das organizações pós burocráticas.

Teorias Sistêmicas de Organização – Neocontingencialismo (Donalson; Danny Miller [T da Configuração], etc.)


3. Organizações enquanto Culturas

3.1. As diversas perspectivas culturais: cultural enquanto agregação e cultura enquanto fragmentação.

3.2. Origens da abordagem cultural

3.3. O entendimento da cultura enquanto processo de construção: artefatos, valores, crenças e a questão dos pressupostos culturais.

3.4 A questão da gestão cultural de organizações e a mudança cultural. (Pondy, Frost, Geertz, Weick etc.)
4. Organizações enquanto Sistemas Políticos

4.1. A problemática da política e do governo da sociedade.

4.2. A política no contexto organizacional: fontes do poder

4.3. A dinâmica do poder nas organizações

4.4. A Governança Organizacional com ênfase na Governança Corporativa.


    1. Teoria Anti-Organizações (Burrell & Morgan Cap. 09 – Anti-Organization Theory)


5. Organizações enquanto comunidade de pessoas-perspectiva humanista

5.1. Seres humanos enquanto recursos versus seres humanos enquanto pessoas

5.2. Os pressupostos da perspectiva humanista/pessoas e as principais doutrinas. (Teoria X e Teoria Y)

5.3. A importância dos grupos e equipes de trabalho na gestão contemporânea.

5.4. A questão da liderança organizacional

5.5. Tópicos relacionados com a perspectiva humanista: responsabilidade social e ética.


6. Perspectivas diversas na teorização sobre organizações

6.1. Estudos Organizacionais enquanto ciência positiva.

6.2. Estudos Organizacionais enquanto ciência interpretativa.

6.3. Estudos Organizacionais enquanto ciência crítica

6.4. Estudos Organizacionais enquanto ciência pós moderna.

BIBLIOGRAFIA – dE LEITURA OBRIGATÓRIA
TÓPICO 1

BOLMAN LEE G e TERRENCE E. DEAL, Reframing Organizations: Artistry, Choice and Leadership. San Francisco, CA, Jossey-Bass, 2003. Third Edition. Há uma quarta edição no Mercado. Capítulos, 1 e 2.

BURREL, Gibson, “Ciência Normal, Paradigmas, metáforas, discursos e genealogia da análise” in Handbook de Estudos Organizacionais. São Paulo, Atlas, 1999, Capítulo 17.

HATCH, Mary Jo, Organization Theory: Modern, Symbolic and Post Modern Perspectives. New York, Oxford University Press, 1997. Capítulos 1 e 2.

MARCH, JAMES, G., “The study of Organizations and Organizing since 1945” in Organization Studies, 28 (1), pp.9-19, 2007.

REED, Michael , “Teorização Organizacional: Um campo historicamente contestado” in Clegg, Hardy e Nord, Handbook de Estudos Organizacionais. São Paulo, Atlas, 1999. Capítulo 1.

STARBUCK, William H, “The Origins of Organization Theory” in Tsoukas, Haridimos e Christian Knudsen (orgs.), The Oxford Handbook of Organization Theory. New York, The Oxford University Press, 2003. Capítulo 5.

TÓPICO 2

Notes on Max Weber 1, Notes on Max Weber 2 e Notes on Max Weber 3. (Estas três leituras estão no e class).

DONALDSON, Lex, “Teoria da Contingência Estrutural” in Handbook de Estudos Organizacionais, São Paulo, Atlas, 1999, vol. 1, Capítulo 3..

DURKHEIM on The Division of Labor. Material no e class.



TÓPICO 3

OUCHI, William G e Alan L. Wilkins, “Organizational Culture” in Annual Review of Sociology, Volume 11 , 1985, pp.457-483.

SMIRCICH, LINDA, “Concepts of Culture and Organizational Analysis”, in Administrative Science Quarterly, Volume 28 (1983) pp. 339-358.

PETTIGREW, ANDREW M., “ On Studying Organizational Cultures” in Administrative Science Quarterly, 24, 1979, pp. 570-581.

MARTIN, JOANNE E PETER FROST, “Jogos de Guerra da Cultura Organizacional”, in Clegg, Hardy and Nord, Handbook de Estudos Organizacionais, São Paulo, Editora Atlas, 2001, Volume 2, capítulo 11.

TÓPICO 4

BOLMAN, LEE G. e TERRENCE E. DEAL, Reframing Organizations: Artistry, Choice and Leadership. San Francisco, CA. Jossey-Bass, 2003, capítulos, 9,10 e 11.

HARDY, CYNTHIA e STEWART CLEGG, “Alguns Ousam Chamá-lo de Poder” In Clegg, Hardy e Nord, Handbook de Estudos Organizacionais. São Paulo, Editoria tlas, 2001, Volume 1, capítulo, 13.

TÓPICO 5

BOLMAN, LEE G., e TERRENCE E. DEAL, Reframing Organization: Artistry, Choice and Leadership. San Francisco/CA, Jossey-Bass, 2003, Capítulos 6,7,e 8.

BARLEY, STEPHEN R e GIDEON KUNDA, “Design and Devotion: Surges of Rational and Normative Ideologies of Control in Managerial Discourse” in Administrative Science Quarterly, Vol. 37, 1992, pp. 363-399.

NORD, WALTER R., e SUZY FOX, “O Indivíduo nos Estudos Organizacionais: O Grande Ato de Desaparecimento” in Clegg, Nord and Hardy, Handbook de Estudos Organizacionais, Saio Paulo, , 2004, 4m vol. 3, capítulo 7.

BRYMAN, ALAN, “Liderança nas Organizações” in Clegg. Nord and Hardy Handbook de Estudos Organizacionais. São Paulo Atlas, 2004. Volume 3, capítulo 10.

TÓPICO 6

DONALDSON, LEX, ¨Organization Theory as a Positive Science” in Christian Knudsen e Haridimos Tsoukas, Oxford Handbook of Organization Theory. Oxford University Press, 2009.

HATCH M. J. e DVORA YANOW, “Organization Theory as an Interpretive Science” in C,. Knudsen e H. Tsoukas, Oxford Handbook of Organization Theory. Oxford University Press, 2009.

WILLMOTT, HUGH, “Organization Theory as a Critical Science” in C. Knudsen e H. Tsoukas, Oxford Handbook of Organization Theory. Oxford University Press, 2009.

CHIA, ROBERT, “Organization Theory as a Postmodern Science” in C. Knudsen e H. Tsoukas, Handbook of Organization Theory, Oxford University Press, 2009.

BIBIOGRAFIA - ADICIONAL SUGERIDA

CLEGG, S.R., MARTIN KORNBERGER & TYRONE PITSIS, Managing and Organizations: An Introduction to Theory and Practice. London, Sage Publications, 2005.

MORGAN, G. (1980) “Paradigms, Metaphors, and Puzzle Solving in Organization Theory.” Administrative Science Quarterly 25, 605-622.

WOOD Jr, T. (2001) “Organizações Espetaculares”. Rio de Janeiro: Editora FGV.

WOOD Jr., T. & CALDAS, M. P. “Adopting Imported Managerial Expertise in Developing Countries: The Brazilian Experience.” Academy of Management Executive, 16(2): 18-32.





Catálogo: sites -> cmcd.fgv.br -> files
files -> Departamento : Gestão Pública (gep) Curso
files -> Cursos : mestrado e doutorado em administraçÃo de empresas (cmcd)
files -> Professora : marta ferreira santos farah
files -> Professora : marta ferreira santos farah
files -> Cursos: cma / cda
files -> Cursos : mestrado e doutorado em administraçÃo de empresas (cmcd-cdae)
files -> Cursos: mestrado e doutorado em administraçÃo de empresas
files -> Cursos : mestrado e doutorado em administraçÃo de empresas (cmcd)
files -> 1° Semestre de 2013 Horário: quartas-feiras, das 16 às 18: 50 horas. Ementa
files -> Linha de pesquisa: administraçÃo geral e recursos humanos (adm) CURSO MESTRADO-DOUTORADO EM administraçÃo de empresas (cm-cdae) disciplina teoria das organizaçÕes professor carlos osmar bertero semestre/ano: 2º/2008 objetivo


Compartilhe com seus amigos:


©principo.org 2019
enviar mensagem

    Página principal