Depois de servir por um período de seis anos (1995-2001) como Provincial da então Província Nordeste do Brasil da Companhia de Jesus do Brasil, voltei como pesquisador histórico na Universidade Católica de Pernambuco



Baixar 8.45 Kb.
Encontro31.07.2016
Tamanho8.45 Kb.
INTRODUÇÃO

Depois de servir por um período de seis anos (1995-2001) como Provincial da então Província Nordeste do Brasil da Companhia de Jesus do Brasil, voltei como pesquisador histórico na Universidade Católica de Pernambuco. Decidi dar continuidade a meu estudo anterior, “A Missão Portuguesa da Companhia de Jesus no Nordeste 1911-1936.” Sustentado pelo Reitor da UNICAP, Pe. Theodoro Peters, e pelo Provincial, Pe. José Paulo Hernandez-Gil Monfort iniciei a colheita de informação nos documentos da Província Nordeste cujo arquivo estava na Casa de Retiro São José em Olinda. Esse arquivo forneceu bastante informação mas tinha lacunas, principalmente da correspondência entre as autoridades jesuítas em Roma e os Vice-Provinciais em Salvador, onde se encontrava a sede da Vice-Província. Fez-se necessário pesquisar no Arquivo Romano da Companhia de Jesus (ARSI). Os anos de meu interesse 1937-1952 não estavam disponíveis ao público e tive de pedir autorização especial para ter acesso. O Pe. Peter-Hans Kolvenbach, Geral da Companhia de Jesus, atendeu ao meu pedido para o trabalho com os documentos referentes Brasil nesse período. Devido a renovação do prédio desse arquivo só pude trabalhar lá no final de 2004. A UNICAP me liberou para que eu pudesse passar o mês de novembro de 2004 em Roma. Foi um trabalho um pouco apertado, mas consegui trazer mais de mil e cem documentos na forma da DVD para o Recife. Também, tive a oportunidade de trabalhar no Arquivo da Província Vêneto-Milanesa, em Milão numa passagem rápida de três dias. O ano de 2005 estava dedicado à organização desse material e à redação de um texto. O resultado é o livro que estamos apresentando ao público.

Tive a ajuda de muitas pessoas na sua elaboração. Minha hospedagem em Roma foi possível devido à bolsa de residência pelo Institutum Historicum Societatis Iesu (IHSI) cujo diretor Pe. Martin Maria Morales me orientou no uso do Arquivo Romano. Recebi a orientação do Diretor do ARSI, Pe. Thomas Reddy e o Editor da Revista do IHSI Pe. Thomas McCoog. O Pe. Urbano Valero compartilhou comigo a história oral referente ao critério usado por Pe. J. B. Janssens na criação e divisões de Províncias e Vice-Províncias. Em Milão, o arquivista, Pe. Diego Brunello facilitou o acesso aos documentos dos anos 1950-1953 sobre o Brasil localizados em Gallarate e fiquei hospedado na residência do Colégio Leão XIII em Milão.

Na redação desse livro tive a colaboração de muitas pessoas. O Pe. Expedito Miguel do Nascimento, S.J. corrigiu o texto. A Diretora da Biblioteca Central da UNICAP, Jaise da Costa Leão, e Ana Beatriz D. A. S. Nascimento, responsável para assistência aos usuários, sempre foram disponíveis. A bibliotecária Simone Rosa de Oliveira ajudou na normalização das notas e referências. O grafista Java Nelton Araújo projetou a capa e Alexandra Rodrigues Pereira da Silva me ajudou na preparação das fotos.



Recebi pareceres do texto de Pe. Paulo Gaspar de Meneses, assim como respondendo às minhas inúmeras perguntas, de Pe. Carlos Bresciani que forneceu, também, rica informação sobre os Jesuítas italianos, de Pe. José Alves Morreira e do Professor Newton Darwin de Andrade Cabral, bem familiarizado com os personagens da fundação da Faculdade Manoel da Nóbrega. Valdice Dantas, também, forneceu para mim muitos detalhes dos anos da época de Pe. Bragança. A contribuição de todas essas pessoas enriquerceram bastante o nosso estudo às quais estou muito grato.


Compartilhe com seus amigos:


©principo.org 2019
enviar mensagem

    Página principal