Deus dá-nos Profetas!



Baixar 6.82 Kb.
Encontro29.07.2016
Tamanho6.82 Kb.
Deus dá-nos Profetas!

Não é um Dom qualquer!!! As Respostas de Deus à nossa História são sempre PESSOAS. E há pessoas e pessoas… Um Profeta é um Ser Humano que tomou muito a sério a causa de Deus e deu lugar ao Espírito do Deus Vivo no mais íntimo e concreto da sua existência.

Por isso, é sempre uma Pessoa Grande, não segundo as nossas tão variadas medidas de “grandezas”, mas Grande porque “alargado” a partir de dentro, expandido pelo Espírito de Deus que nos quer Livres, Felizes e Realizados na construção da Irmandade.

Os Profetas da nossas História são os maiores Sinais do Carinho de Deus pelo Seu Povo, são presenças pessoais do Cuidado de Deus pelos Seus Filhos. As Leis Religiosas costumam mostrar o que há de menos bonito em nós… os Profetas do Espírito costumam mostrar o que há de mais bonito em Deus.

Os Profetas aparecem-nos na vida de tenda na mão, como se fosse a coisa mais natural do mundo percebermos que ainda há Caminho a fazer e temos que nos desinstalar para mudar! E Deus que os enviou – diz quem viu – ri, feliz, com a beleza tão simples dos Seus Profetas e com a cara de espanto de quase todos os Seus Filhos diante deles… Os Profetas aparecem-nos assim, como se ainda não tivéssemos chegado à tal “Terra Prometida” que Deus nos fez desejar…

Então, o que são as nossas seguranças?! Como se chama este conforto que conseguimos conquistar para nós mesmos?! Que nome damos a todas as certezas que fomos gravando em pedra com juras de nunca mais se poderem pôr em causa?! Não é tudo isto a “Terra Prometida” por Deus em que seríamos Felizes e viveríamos em Paz?!

E os Profetas respondem-nos apontando-nos as fomes que fazemos de conta que não sentimos e tocando nas feridas que disfarçamos não ter, soprando uma Palavra modelada a Vento e Brisa dirigida mesmo à base dos nossos tão bem amanhados castelos de cartas e falando-nos de uma Esperança Maior que tudo.

Diz-se que Jesus, o de Nazaré, era um destes! “O maior”, há quem diga… Nos sonhos dos Profetas que o precederam, aparecia um Homem assim, daquele jeito… Por onde Jesus passava, comentava-se a passagem do Profeta, há relatos. E onde mais se assemelhou a todos eles, sem dúvida, foi nas inimizades que arranjou. Todos os dados se juntam para podermos afirmar, com segurança, que uma das maneiras mais fiáveis de reconhecer um Profeta é pelo tipo das suas inimizades…

Os Homens habitados pelo Espírito desta maneira não se costumam dar bem com aqueles que abdicaram da carne tão humana, tocante e sensível, que Deus nos deu para nos fazermos à Sua Imagem e Semelhança… esses, que abdicam da própria pele vestirem a da letra da lei, depois se cobrem com a fatiota da norma e depois, quase infalivelmente, se enfeitam com os adereços do poder…

O Espírito e a Lei têm códigos genéticos diferentes… e dão raças de gente diferente!

“Deus é Espírito”, dizia aquele Jesus da Galileia que de Deus mostrava coisas tão novas e espantosas… aquele Jesus da Galileia de quem o Espírito, pelos vistos, também mostrava e continua a mostrar coisas tão novas e espantosas…



Mas são assim mesmo os Profetas! O Espírito de Deus faz com eles o que quer.


©principo.org 2016
enviar mensagem

    Página principal