Dieta Tao: Um breve resumo J. B. Faria a dieta Tao



Baixar 18.44 Kb.
Encontro05.08.2016
Tamanho18.44 Kb.
Dieta Tao: Um breve resumo

J.B. Faria
A Dieta Tao, é baseada em um conceito que envolve as forças yin e yang que, de acordo com princípios milenares chineses, regem todo o universo e inclusive o nosso corpo. As refeições yin estão associadas às proteínas (carnes, leites, ovos e seus derivados) e as yang à carboidratos e gorduras (massas, pães, doces, frutas).

A lógica da dieta consiste em intercalar refeições yin e yang como uma maneira de deslocar o equilíbrio corporal para onde se deseja: assim uma pessoa com excesso de peso está em estado yang (por isso para emagrecer, deve consumir mais alimentos yin) e as muito magras, em estado yin (e para engordar, vai precisar de mais alimentos yang).

Uma vez entendido o mecanismo da combinação desses alimentos na dieta, é possível alterar e controlar o peso naturalmente.
O princípio da Dieta Tao é nunca misturar alimentos yin (proteínas) e yang (carboidratos e gorduras) na mesma refeição.
A ingestão de refeições, onde predominam proteínas, intercaladas com outras onde predominam carboidratos e gorduras, obrigarão nosso organismo a guardar o excesso de proteínas da refeição yin, assim como o excesso de carboidratos e gorduras das refeições yang. Da mesma forma, ao utilizar os nutrientes presentes nas refeições para produzir energia e sintetizar as moléculas necessárias para o funcionamento do nosso organismo, será necessário buscar nas células, os nutrientes armazenados que faltaram nas refeições yin e yang. Cabe destacar que esse tipo de situação raramente acontece no nosso dia a dia, já que nossas refeições são geralmente balanceadas, portanto o único trabalho que nosso organismo tem após as refeições, consiste somente em armazenar o excesso de nutrientes ingeridos na dieta e muito raramente desdobrar os nutrientes já armazenados nas células.

Portanto, como se pode perceber, a adoção da Dieta Tão, implicará em um gasto energético extra a ser dispendido pelo nosso organismo, ora armazenando e ora desdobrando os nutrientes armazenados, gasto que pode chegar até a 1000 Kcal por dia, o que explica por que, mesmo comendo quantidades equivalentes de alimentos, é possível emagrecer, sem a restrição quantitativa, geralmente imposta pela maioria das dietas de emagrecimento.



A seguir, estão resumidos os principais fundamentos da dieta Tao:



  1. FAÇA QUATRO REFEIÇÕES DIÁRIAS, duas principais (almoço e jantar) e duas complementares (desjejum e lanche). Atenção: Você não pode suprimir nenhuma delas, nem fazer uma a mais.




  1. NÃO PULE O CAFÉ DA MANHÃ E O LANCHE, que pode ser feito à tarde (entre o almoço e o jantar) ou à noite (ceia). Eles são importantes para que o intervalo entre as refeições principais não seja tão longo.



  1. CONSUMA SUAS REFEIÇÕES EM ATÉ 30 MINUTOS. Apos excedido esse tempo, ela será considerada uma nova refeição.




  1. RESPEITE O INTERVALO ENTRE AS REFEIÇÕES, que deve ser de, no mínimo, três horas. As refeições são classificadas em: Yin, Yang e Neutras.




  1. AS REFEIÇÕES YIN SÃO CONTITUIDAS: pelas carnes (sem gordura!), por vegetais neutros (com exceção da batata, da beterraba, da mandioca, da mandioquinha, do cará e do Inhame) e, por até 100g de frutas (com exceção da banana, do abacate, do caqui, do figo, da manga e da uva).




  1. AS REFEIÇÕES YANG INCLUEM as massas, as frutas e os vegetais sem exceção. No preparo dos alimentos yang, não há restrição de gorduras (tais como manteiga, maionese) e são permitidos também frituras e doces (chocolates, bolos, pudins, tortas e sorvetes) sem limite de quantidade, sendo somente recomendada restrição moderada de doces que contenham queijo, ovos e grãos.




  1. AS REFEIÇÕES NEUTRAS SÃO CONSTITUIDAS por todas as frutas e vegetais não classificados como yang (ver exceções do item 5).




  1. NUNCA REPITA DUAS REFEIÇÕES YANG. Esta regra deve ser observada não apenas entre as principais refeições do dia, mas também entre dias seguidos. Por exemplo: se você jantou yang, não pode ingerir yang de novo no almoço do dia seguinte. A ingestão de dietas yin seguidas é permitida, porém pelo menos uma refeição diária deve ser Yang.




  1. INGERIR PELO MENOS 2 LITROS DE LÍQUIDOS POR DIA. 

 

  1. NÃO TOME BEBIDAS ALCOÓLICAS E NEM UTILIZE VINAGRE (POIS ESSES COMPOSTOS PODEM INTERFERIR NO METABOLISMO), NÂO COMA GRÃOS, SOPAS PRONTAS E EMBUTIDOS (POIS GERALMENTE CONTEM MISTURAS DE ALIMENTOS YIN E YANG).


OBS.: O consumo de bebidas gasosas também não é recomendado.
A dieta deve ser sempre mantida mesmo considerando-se eventuais compromissos sociais, que possam representar forte motivo para se interromper a dieta. Para tanto foi estabelecida uma metodologia de manutenção da dieta-

A REFEIÇÃO LIVRE

Nessa refeição é permitida a ingestão de todo tipo de alimentos, inclusive de bebidas alcoólicas e cereais, porém antes e após uma refeição livre, deve-se intercalar refeições neutras - constituídas somente de alimentos neutros (ou seja, sem proteínas, carboidratos e gorduras).

No quadro abaixo está apresentado um resumo dos alimentos YIN e YANG e de seu preparo.





REFEIÇÕES YIN

REFEIÇÕES YANG

Alimentos

Carnes bovinas, aves, peixes, ovos e derivados do leite
Neutros: vegetais, com exceção de batata, beterraba, mandioca, mandioquinha, cará e inhame.


Feitos com farinha de trigo (pão, macarrão, tortas), arroz, frutas, doces, biscoitos, chocolates, sorvetes
Neutros: todos, inclusive os vetados na refeição yin.


Preparo

Esses alimentos não podem ser preparados com gordura. Faça grelhado, cozido ou assado, temperado com sal, limão, salsa, salsinha, orégano, alho, cebola, cebolinha, coentro e pimenta. Nada de óleos, vinagres ou temperos prontos.

Não há restrição do uso de óleos e gordura
Ex: batata frita, macarrão na manteiga (mas lembre-se: sem queijo ralado, que é proteína).


Permitido

100g de frutas ou de sucos, como sobremesa
frutas proibidas: abacate, banana, caqui, figo e uva.


Todas as frutas ou sucos como sobremesa, sem limite de quantidade.


Bibliografia Recomendada:
- Kao T.C. Dieta Tao. São Paulo. Pancast: Máster Book, 1999. 167p.


©principo.org 2016
enviar mensagem

    Página principal