Digitalização: Sandra



Baixar 1.56 Mb.
Página13/33
Encontro29.07.2016
Tamanho1.56 Mb.
1   ...   9   10   11   12   13   14   15   16   ...   33

3) Os Gigantes


Retomando o texto de Gn 6.4, vemos o seguinte: "Ora, naquele tempo havia Gigantes sobre a terra; e também depois, quando os filhos de Deus possuíram as filhas dos homens, as quais lhes deram filhos; estes foram valentes, varões de renome, na Antigüidade".
• Gigante = Nephilim = Referência a pessoas de estatura Gigantesca. Isso certamente é literal, pois a Bíblia relata a existência de homens assim.

Mesmo como nos conta a História, observamos que praticamente todas as culturas estudadas assumiam a existência deste seres. Particularmente na Mitologia Grega um dado a mais é adicionado: os Gigantes eram semideuses; e os semideuses eram filhos dos deuses com mulheres humanas! Muito sugestivo, não?

A Bíblia diz que nasceram filhos das relações dos anjos caídos com as mulheres humanas. Vamos tratar de nomear esses "filhos de Deus" convenientemente - Demônios, é o que são estes ex-filhos. Sabemos, pelos relatos de outras culturas, que existiam Ritos de Fertilidade. Talvez essas relações acontecessem nesses momentos; inclusive nos relatos Bíblicos, quem garante que assim não era???

Os Demônios escolheram mulheres de todas as que mais lhe agradaram, mas isso não podia acontecer no meio da rua, na casa de alguém... pelo menos, não naqueles primórdios, como você virá a entender logo mais.

Como seriam esse filhos?

Parece haver uma relação entre dois textos: depois que Deus se desagrada profundamente com o que estava acontecendo entre a sua Criação e os Demônios, e amaldiçoa o ser humano, segue-se: "Ora, naquele tempo havia Gigantes na Terra; e também depois, quando os filhos de Deus possuíram as filhas dos homens, as quais lhes deram filhos; estes foram valentes, varões de renome, na Antigüidade".

Parece estar claro que desta relação surgiram Gigantes... que pela alteração genética que sofreram no momento da concepção tornaram-se uma espécie de "Hércules" (se me permitem essa comparação meio lúdica), pessoas de extrema força, capazes de realizar coisas que os seres humanos comuns não

poderiam. Daí a denominação "valentes", "varões de renome".

A Bíblia cita Gigantes em outras passagens.


  • Nm. 13.32-33:

Veja, por exemplo, o que aconteceu com os primeiros espias que foram olhar a terra de Jericó:

"(...) infamaram a terra que haviam espiado, dizendo: a terra pelo meio da qual passamos a espiar é terra que devora os seus moradores; e todo o povo que vimos nela são homens de grande estatura. Também vimos ali Gigantes (...). E éramos, aos nossos próprios olhos, como gafanhotos e assim também o éramos aos seus olhos"


A luta constante e violenta pelo controle desta área geográfica de grande importância, como aprendemos antes, tinha já destruídos milhares de vidas, daí o termo "terra que devora os seus moradores". Mas o que importa foi a descrição que os Príncipes de Israel fizeram dos seus moradores: "TODO o Povo é de grande estatura; e também havia ali GIGANTES".

É relativamente fácil entender o que aconteceu; os Gigantes eram a primeira geração dos descendentes de Demônios e mulheres humanas. Mas, depois, nas outras gerações, os Gigantes certamente tornaram a se reproduzir.

Conhecimentos mínimos de Genética nos fazem entender que:

DEMÔNIO (FILHO DE DEUS) + MULHER HUMANA = GIGANTE


GIGANTE + MULHER HUMANA = SER DE GRANDE ESTATURA (não tão grande quanto o Gigante)
A reprodução, a proliferação destes homens grandes e a geração de novos Gigantes aparentemente foi bem grande, pois sua fama correu pela Antigüidade, sua valentia, sua coragem. Imagine, então, como não deviam ser as muralhas da cidade, a fortaleza inexpugnável que ela representava?

Ainda mais, era uma região muito visada, quer dizer, mesmo que os Israelitas conseguissem conquistar a terra... guerras e guerra enfrentariam depois, atraindo povos que haviam de saber que aquele lugar já não era de domínio dos Gigantes e dos homens de grande estatura, mas estava agora ocupada por "homens comuns". Realmente...... era uma tarefa que só poderia ser realizada por meio do Altíssimo.

Aos olhos humanos — e essa foi a conclusão óbvia dos espias - tratava-se da "Missão impossível"!


  • Dt 9.1-2:

A Palavra nos explica que tais Gigantes são descendentes de Enaque. Veja o texto, nas palavras de Moisés:

"Ouve, ó Israel, tu passas hoje o Jordão para entrares a possuir Nações maiores e mais fortes do que tu; cidades grandes e amuralhadas até aos céus; povo grande e alto, filhos do anaquins, que tu conheces e de que já ouvistes: quem poderá resistir aos filhos de Enaque?"

Em Dt 1.28 é também feita referência aos Enaquins. Os Israelitas estavam convictos, bem como todos os povos da região, que os Enaquins descendiam de uma raça de Gigantes (Nephilim).


  • Dt 3.11

Mais tarde, depois de os Israelitas terem perdido a chance de entrar em Canaã permanecendo no deserto, enfrentaram algumas batalhas. Vemos descritas as dimensões de um leito, o leito de Ogue, rei de Basã: "Porque só Ogue, rei de Basã, restou dos Refains; eis que o seu leito, leito de ferro, não está, porventura, em Rabá dos filhos de Amon, sendo de nove côvados o seu comprimento, e de quatro, a sua largura, pelo côvado comum?".

Caso se trate realmente de uma cama, era sem dúvida uma cama de tamanho majestoso - cerca de 2,7 x 1,0 metros -, e ainda era de ferro (algumas traduções podem significar basalto). Mesmo assim, era de material bastante resistente e de tamanho desproporcional.

Até para aqueles que supõem que se tratasse de um sarcófago, fica mais difícil ainda explicar estas dimensões porque os sarcófagos da época tinham cerca de dois quintos do tamanho deste. Como se vê, a Bíblia fala dos Gigantes em diversas passagens, e em algumas delas até dá nome aos tais, como nesta.


  • 1 Cr 20. 4-8

Esta é uma passagem interessante porque é bem posterior ao tempo que tratávamos até então, já na época em que Davi era Rei de Israel. O texto fala que houve guerra (para variar) contra os Filisteus, e diz que "foi ferido Sipal, que era descendente dos Gigantes; e os Filisteus foram subjugados".

Noutra guerra: "foi ferido Lami, irmão de Golias (...)". Nota: o próprio Golias era um Gigante, ou, pelo menos, alguém de uma segunda ou terceira geração, que tinha grande estatura.

Não sabemos a diferença de tamanho entre os primeiros Gigantes, gerados diretamente das relações com Demônios e os homens que foram gerados depois, e que, carregando genes anormais, tinham grande estatura.

Aliás, pelo que parece, surgiram outras deformidades genéticas. Observe:

"Houve ainda outra guerra em Gate; havia ali um homem de grande estatura, que tinha 24 dedos, seis em cada mão e seis em cada pé. Também este descendia dos gigantes. (...). Estes nasceram dos Gigantes em Gate; e caíram pela mão de Davi e pela mão de seus homens" (v. 6, 8)


  • 2 Sm 21.16-17

"Isbi-Benobe descendia dos Gigantes; o peso do bronze de sua lança era de 300 siclos, e estava cingido de uma armadura nova; este intentou matar Davi. Porém Abisai, filho de Zeruia, socorreu-o, feriu o Filisteu e o matou".

Não sabemos qual a capacidade reprodutiva destas novas Gerações, pois, biologicamente falando, uma espécie só consegue se perpetuar se os indivíduos dela forem férteis. Senão, a raça está fadada à extinção. Fica claro que os Gigantes tinham sofrido uma Mutação Genética, mas essa Mutação só é viável se produz seres capazes de se reproduzir.

Talvez os genes responsáveis pelo grande crescimento também viessem acompanhados por outros que levassem a alguns defeitos, como o caso do homem com 24 dedos. Talvez a infertilidade fosse um defeito pois, ao que parece, a população deles começou a diminuir ao longo dos séculos.

Talvez a mutação causasse algum problema com a multiplicação das novas gerações de homens grandes.

Mas está claro que havia Enaquins em Gaza, Gate e Asdode nos dias de Josué, e também nos dias de Davi, mas a população destes seres parecia estar em declínio. Seria um problema de infertilidade mesmo... ou será que Satanás aprimorava suas técnicas?!?

Segundo a Irmandade, estes Gigantes de fato existiram, e foram fruto de experiências que ainda estavam em seus primórdios. Não pense, contudo, que eles deixaram de existir. Hoje, o fruto dos Demônio com as mulheres ainda geram "Gigantes".

As alterações genéticas existem de fato, mas são inaparentes"; o Diabo deu polimento aos seus experimentos ao longo das gerações, e hoje os seus Gigantes são pessoas de aparência comum, mas cujo metabolismo metabólico, cerebral e a inclinação das emoções propiciam a instalação não só dos conceitos da Irmandade, mas também facilidade para grandes "canalizações" de Entidades.

Tendências de comportamento das mais diversas são geradas por alterações do DNA. Por exemplo: excesso de violência, grande atração pelo sexo oposto (Pela produção de fero-hormônio); pontos de contato para Demônios específicos.

É como se esse gigante fosse aquele tipo de ferramenta que só serve para um determinado tipo de parafuso de um determinado aparelho eletrônico de uma determinada empresa. Sabe... a ferramenta da Bosch só serve para a furadeira da Bosch.

É como se fosse criado Um ser com características específicas e únicas que, encaminhado para uma situação específica na vida (destino espiritual dado pela Irmandade), somente este poderá desempenhá-la com o máximo de chance de sucesso e bom desempenho!


1   ...   9   10   11   12   13   14   15   16   ...   33


©principo.org 2016
enviar mensagem

    Página principal