Disciplina: Ex. Hst 2351



Baixar 25.68 Kb.
Encontro01.08.2016
Tamanho25.68 Kb.



PLANO DE ENSINO

Disciplina:

Ex. HST 2351

Semestre:

Ex. 2013/1

Turma:

Ex. 08326

Nome da disciplina:




Professor:




Monitores/estagiários:



Horário:

Ex. 508204

Local:

Número da sala ou Laboratório

Horários de atendimento do professor:

Ex. quartas feiras das 14h as 16h e sextas das 09h as 11h

Local de atendimento:

Número da sala ou Laboratório

Email do professor:




Email do monitor/estagiário:




Website/blog/moodle:




Ementa:



Objetivos:




Metodologia:




Prática como Componente Curricular (PCC)


Atenção:

Disciplinas com Prática como Componente Curricular (PCC) deverão explicitar o seu desenvolvimento.
As atividades devem abarcar práticas de ensino de História.

Ex:

Oficinas de ensino, elaboração de material paradidático, aulas-ensaio.

Conteúdo programático com cronograma:

O cronograma pode ser por meses:

Ex.:

Março. ‘O populismo’

GOMES, Angela de Castro. O Populismo e as Ciências Sociais no Brasil: Notas sobre a trajetória de um conceito. In: FERREIRA, Jorge (org.). O populismo e sua história. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2000, pp.17-57.

FILHO, Daniel Aarão Reis. O colapso do populismo ou a propósito de uma herança maldita. In: FERREIRA, Jorge (org.). O populismo e sua história. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2000, pp.319-377.

NEGRO, Antonio Luigi. Paternalismo, populismo e história social. Cadernos Ael. vol 11 n.20/21. Dossiê Populismo e trabalhismo. 2004, pp. 13-36.



Ou por data (recomendado):

27 a 30 Mar • O populismo

27/03 GOMES, Angela de Castro. O Populismo e as Ciências Sociais no Brasil: Notas sobre a trajetória de um conceito. In: FERREIRA, Jorge (org.). O populismo e sua história. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2000, pp.17-57.

FILHO, Daniel Aarão Reis. O colapso do populismo ou a propósito de uma herança maldita. In: FERREIRA, Jorge (org.). O populismo e sua história. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2000, pp.319-377.

30/03 NEGRO, Antonio Luigi. Paternalismo, populismo e história social. Cadernos Ael. vol 11 n.20/21. Dossiê Populismo e trabalhismo. 2004, pp. 13-36.


Avaliação:

Formas de avaliação e peso de cada atividade


Recuperação:

Forma da recuperação


Observações:

A) Discentes que faltarem em quaisquer das avaliações terão somente direito à segunda chamada mediante requerimento circunstanciado, pessoalmente encaminhado e protocolado na Secretaria do Departamento de História da UFSC no prazo máximo de 72 horas a partir da data de avaliação.

B) Discentes com nota final menor que 3,0 (três) ou com frequência inferior a 75%, serão reprovados na disciplina.

C) Plágio. Plagiar é a apresentar ideias, expressões ou trabalhos de outros como se fossem os seus, de forma intencional ou não. Serão caracterizadas como plágio a compra ou apresentação de trabalhos elaborados por terceiros e a reprodução ou paráfrase de material, publicado ou não, de outras pessoas, como se fosse de sua própria autoria, e sem a devida citação da fonte original. Os casos relacionados à compra, reprodução, citação, apresentação etc, de trabalhos, ideias ou expressões serão encaminhados pelo professor da disciplina ao Colegiado do Curso e rigorosamente examinados.

D) É importante que o discente informe-se sobre o Regulamento dos Cursos de Graduação da UFSC, para tanto, acesse a resolução 17/CUN/1997: http://antiga.ufsc.br/paginas/downloads/UFSC_Resolucao_N17_CUn97.pdf.

E) Gestante, informe-se sobre seus direitos assegurados na lei 6.201 de 17 de abril de 1972 e procure a coordenação do curso.






Bibliografia Básica:




Bibliografia complementar






Anexos/itens específicos:









Página de



©principo.org 2016
enviar mensagem

    Página principal