Disciplina: História Série: G7 ficha 3: introduçÃo ao tema: "o império bizantino"



Baixar 21.98 Kb.
Encontro29.07.2016
Tamanho21.98 Kb.



Nome:

Data: / /




Disciplina: História

Série: G7


FICHA 3: INTRODUÇÃO AO TEMA: “O IMPÉRIO BIZANTINO”


Objetivos:

- Investigar a formação política do Império Bizantino (séculos VI ao XV) enquanto um Estado teocrático.

- Relacionar a crise do fim do Império Romano à formação do Império Bizantino.

- Relacionar as estruturas políticas do Império Bizantino e Carolíngio.

- Desenvolver técnica de leitura.

- Ampliar vocabulário.

- Estabelecer relações de causa e conseqüência.

- Aprofundar a compreensão dos conceitos históricos:

- Transição, Poder, Aliança Política, Império.

- Iniciar a compreensão do conceito: Teocracia







Instruções:

- Para compreender as características do Império Bizantino leia com atenção as páginas 20 a 23 do seu livro didático e siga os procedimentos de leitura para uma boa compreensão dos textos:

- Preste atenção na aula expositiva! Ela é fundamental para a compreensão do tema e para a realização desta tarefa!

- Siga todas as orientações da professora.

- Participe oralmente quando solicitado.

- Grife as passagens que considerar mais relevantes para o entendimento do texto.

- Ao longo da leitura, determine palavras ou ideias-chave que sintetizem o sentido de cada parágrafo do texto. Depois, relacione-as ao título de cada subtítulo do capítulo.

- Amplie seu vocabulário: pesquise o sentido das palavras que não conhece em um dicionário. Registre-as em seu caderno.

- Encare o desafio de construir as respostas com suas próprias palavras! Você verá como será mais fácil apreender cada conceito novo! Além disso, essa é uma boa maneira de se preparar para as provas. Mas, atenção: Escreva com uma linguagem própria e adequada.

- Capriche na letra e na escrita, pois seu aprimoramento é garantia de bom desempenho em todas as disciplinas da área de português.

Bom Trabalho!

1) De acordo com o que foi explicado e discutido durante a aula expositiva inicial do tema, de que maneira os conceitos abaixo resumiriam a história do Império Bizantino?


Transição – Poder - Aliança Política – Império - Teocracia

___________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________

____________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________

2) Leia o item “O império de Justiniano” para responder as questões que seguem:



  1. Relacione os fatores que levaram ao fim do Império Romano - discutidos em sala de aula - à origem do Império Bizantino.


RESPOSTA: Para tentar superar as dificuldades econômicas e defender as fronteiras do leste, Constantino, imperador romano que governou durante o século IV, construiu uma nova capital para o Império Romano no Oriente, o lado mais rico e menos tumultuado do Império. Erguida às margens do mar Negro, onde se localizava a antiga Bizâncio, a cidade recebeu o nome de Constantinopla. Diante do agravamento das crises econômica, política e social que atingiu o Império Romano, o imperador Teodósio (379-395) tentou promover uma reforma administrativa dividindo o Império em duas partes: o Império Romano do Ocidente e o Império Romano do Oriente. Este último, livre do ataque dos povos germânicos, deu origem ao Império Bizantino, um Estado que se manteve centralizado por mais de mil anos.


  1. De que maneira o Império Bizantino se diferenciou da parte ocidental do Império Romano?


RESPOSTA: Enquanto o Império Romano do Ocidente não conseguiu resistir às invasões germânicas que levaram à sua fragmentação territorial e política, os governantes do Império Bizantino (a antiga parte oriental do Império Romano), não apenas resistiram às invasões, mas também conseguiram ampliar suas fronteiras após vencer diversas guerras contra povos vizinhos.


  1. Como o Império Bizantino se expandiu?

RESPOSTA: A aliança construída com os camponeses, transformando-os em soldados do exército, juntamente com a prática do poder teocrático, deram ao imperador Justiniano a força e o poder necessários para promover campanhas militares contra povos vizinhos, e garantiram a expansão do Império Bizantino.


  1. Relacione o papel político assumido por Justiniano no Império Bizantino à importância de Carlos Magno para o Império Carolíngio. É possível afirmar algum tipo de semelhança entre eles? Explique.

RESPOSTA: Tanto Justiniano quanto Carlos Magno conseguiram construir alianças políticas com grupos que deram apoio militar e trouxeram segurança para o território. O papel centralizador do poder que ambos tiveram a partir disso, foi fundamental para a expansão de seus respectivos impérios.


  1. Faça uma lista das palavras-chave que sintetizam a leitura deste item.

____________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________

3) A partir da leitura do item “Poder e religião” responda:




  1. Explique a relação do poder político dos governantes do Império Bizantino com a religião.

RESPOSTA: No Império Bizantino o poder político era teocrático. Isso significa dizer que os imperadores eram ao mesmo tempo governantes e líderes religiosos.


  1. Compare a relação entre Estado e Igreja no Império Bizantino e no Carolíngio.

RESPOSTA: No Império Carolíngio a Igreja constituía um poder paralelo, participando da vida religiosa e da administração da sociedade. Esta instituição conseguiu obter este tipo de poder devido a aliança política que construiu com Carlos Magno. Em troca de terras, prestígio, poder e riquezas a Igreja aceitou em promover acordos diplomáticos com outros povos germânicos para garantir a segurança do Império Carolíngio. Devido ao grande envolvimento da Igreja Católica com este Império, Justiniano procurou construir outros tipos de alianças políticas para garantir a segurança, a manutenção e a expansão do Império Bizantino. Assim, para evitar qualquer tipo de interferência da Igreja em seu território, Justiniano instituiu o poder teocrático, selando, a partir disso, uma série de conflitos do Império Bizantino com a Igreja Católica Romana.



  1. Faça uma lista das palavras-chave que sintetizam a leitura deste item.

____________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________

6) Agora, utilize a sua lista de palavras-chave (construída para cada item) e elabore um mapa conceitual que aponte as principais características DA ESTRUTURA POLÍTICA do Império Bizantino. Você pode realizar algumas ilustrações para melhor exemplificar cada conceito apresentado.



ESTRUTURA POLÍTICA

DO

IMPÉRIO BIZANTINO







©principo.org 2016
enviar mensagem

    Página principal