Discurso do deputado mauro benevides



Baixar 19.18 Kb.
Encontro19.07.2016
Tamanho19.18 Kb.
DISCURSO DO DEPUTADO MAURO BENEVIDES

PROFERIDO EM 13 DE NOVEMBRO DE 2003

Senhor Presidente,

Senhoras e Senhores Deputados:

No próximo ano, a Universidade Federal do Ceará estará completando o seu cinquentenário em meio a demonstração de reconhecimento à inestimável colaboração emprestada ao desenvolvimento cultural ao País.

O magno evento suscitará o cumprimento de programação específica, quando se realçará a figura inesquecível do fundador da UFC, professor Antônio Martins Filho.

Sobre o extraordinário acontecimento, o Reitor René Barreira empenha-se, desde agora, em projetar a efeméride, enfatizando a respectiva trajetória, desde aquele junho de 1954.



Para tanto, a Universidade divulgou um relato de suas realizações, na forma a seguir discriminada:

UFC: 50 ANOS DE MODERNIDADE

Mensagem à Representação Cearense no Congresso Nacional



A Universidade Federal do Ceará, consciente da função social e do papel estratégico que as Instituições Federais de Ensino Superior desempenham em nosso Pais. reafirma, perante a Representação Cearense no Congresso Nacional, seu propósito de seguir contribuindo para as transformações e o avanço sócio-econômico de nosso Estado e da Região, nos mais diferentes campos. Somos uma instituição cinqüentenária —contemporânea do BNB, Sudene, Petrobrás e Companhia Siderúrgica Nacional — nascida, pois. numa época em que o Brasil despertava para a modernidade. O perfil de entidade acadêmica voltada, ao mesmo tempo, para o regional e o universal, como foi moldada por seus fundadores, lhe empresta, também, algumas características especiais, dentre elas o pluralismo, o suprapartidarismo, a abertura para o diálogo e a receptividade à critica.

Alinhando-se entre as 12 maiores universidades federais do Pais, a UFC tem papel relevante no Sistema Público Federal de Ensino Superior, cuja contribuição se impõe destacar, sobretudo neste momento de agudas restrições orçamentárias, que ameaçam os projetos de expansão de vagas e criação de novos cursos e que, se persistirem, deverão comprometer aquela que é a característica mais marcante do Sistema: a excelência

- acadêmica. Dessa forma, importa, mais do que nunca, relembrar que as IFES brasileiras, por meio da pesquisa e da extensão, desempenham notável papel nas comunidades locais e regionais. Seria impossível calcular o que essas universidades já fizeram pela diminuição das desigualdades sociais e regionais. transferindo tecnologia, apoiando governos, participando da construção de políticas públicas, assessorando projetos desenvolvidos por sindicatos de trabalhadores, associações de moradores e outras entidades. Nos 44 hospitais universitários do Sistema, além da formação de profissionais da saúde, realizam-se anualmente mais de 13 milhões de exames laboratoriais, mais de 8 milhões de consultas médicas, mais de 250 mil cirurgias. Nos centros de atendimento à população, em nossas faculdades de Odontologia, são realizados, a cada ano, mais de 1 milhão de tratamentos. Com isso, estamos formando bons profissionais, capacitados para utilizar as técnicas mais avançadas e também sensíveis aos problemas derivados de nossa realidade social.

No Ceará, a UFC assume e tem cumprido esse formidável compromisso, atenta, porém, ao fato de que sua atuação não deve jamais substituir as iniciativas que correspondem unicamente à esfera governamental. O papel da Universidade guarda especificidades, razão por que insistimos em sublinhar aquilo que constitui nossa missão e objetivos. Entendemos a educação superior pública em sua visão laica, autônoma, gratuita e, de qualidade, comprometida com a mobilidade social e voltada para a formação cidadã. E nossa missão formar profissionais de alta qualificação, gerar e difundir conhecimentos, preservar e divulgar os valores artísticos e culturais. São valores inalienáveis para a UFC: a permanente defesa do status de universidade pública e de sua autonomia; o exercício da convivência democrática e o respeito ao pluralismo das idéias e à liberdade académica; o humanismo, a solidariedade, a defesa dos direitos humanos e o reconhecimento das minorias na construção da cidadania e de uma cultura de paz.

Amadurecida e consolidada em suas bases doutrinárias, em seu perfil acadêmico e em sua posição no meio onde atua, onde se tomou instituição estratégica para o desenvolvimento, a UFC representa um patrimônio que pode ser avaliado a partir de alguns indicadores:

  • 48 cursos de graduação — 21.818 alunos

  • Magister— 1.211 alunos

  • 3 cursos seqüenciais — 239 alunos

  • 38 cursos de especialização — 1.140 alunos

  • 44 cursos de mestrado — 1.932 alunos

  • 18 cursos de doutorado — 722 alunos

  • 136 cursos de extensão — 6.197 alunos

  • Recursos humanos: 1.496 professores e 3.148 servidores técnico-administrativos.

  • Democratização do acesso: ampliação do número de vagas no vestibular; isenção no pagamento de taxas; instalação de seis cursos pré-vestibulares para alunos da escola pública.

  • Diferencial qualitativo: 655 doutores e 524 mestres no quadro docente; 223 grupos de pesquisa; 948 pesquisadores cadastrados; 85% da produção total apresentada por instituições de pesquisa/ensino doCeará_ única universidade -cearense a oferecer cursos de doutorado; única das grandes universidades brasileiras que tem a totalidade dos seus cursos de mestrado e doutorado avaliados positivamente pela Capes; presença, no campus, de uru amplo complexo hospitalar, com setores altamente sofisticados.

  • Equipamentos científicos: Labomar, Unidade de Farmacologia Clínica, Farmácia-Escola, Laboratório de Produtos Naturais, Seara da Ciência, Fazendas experimentais, dentre outros.

  • Equipamentos culturais: Museu de Arte — MAUC, Teatro Universitário, Casa Amarela, Rádio Universitária FM, Casa de José de Alencar, Edições UFC, dentre outros.

  • Assistência médico-hospitalar: 194 mil consultas, 645 mil exames e 20 mil internações anuais. (Em 2002, tiveram inicio os transplantes hepáticos no novo Centro Cirúrgico do Hospital Universitário Walter Cantidio).

  • Apoio ao estudante: 240 vagas nas residências universitárias; de 1.600 a 2.000 refeições servidas, diariamente, nos restaurantes universitários; concessão de 1.474 bolsas (de trabalho, monitoria, pesquisa, artes e informática); assistência médica, odontológica e psicológica.

  • Interação com o setor público, mundo do trabalho e o setor empresarial: Parcerias com o Governo do Estado, Prefeitura de Fortaleza, Prefeituras do Interior cearense, Banco do Nordeste, DNOCS, INCRA, Sebrae/CE, FIEC, CUT, MST, entre outras.

  • Interiorização: Incubação do Curso de Direito na UVA (Sobral); extensão do Curso de Medicina a Sobral e Barbalha; presença do CRUTAC em 15 municípios; Alfabetização Solidária em 17 municípios.

  • Repasse dos resultados de algumas pesquisas: Produção de medicamentos para o SUS; desenvolvimento de ambiente virtual para a Ericsson University e de novas tecnologias de telefonia móvel para a Ericsson do Brasil; apoio ao desenvolvimento de novos produtos através do Padetec, entre outras ações.

  • Aquisição de novos equipamentos: 2.475 itens diferentes, no total de US$ 10 milhões, beneficiando laboratórios de ensino e complexo hospitalar.

  • Promoção das artes: Criação do Instituto de Cultura e Arte — ICA.

  • Democracia, cidadania, transparência: Criação da Ouvidoria e da Auditoria.

  • Esforço de captação de recursos (2002): R$ 38 milhões através de convênios; R$ 17,2 milhões dos fundos setoriais.

  • Carências: Autonomia, Recursos Humanos, Financiamento.


Assim caminha a Universidade Federal do Ceará, que, na véspera de completar 50 anos de sua criação, se apresenta perante a sociedade como uma instituição moderna e atuante, comprometida com os interesses da comunidade e empenhada em avançar qualitativamente, para assim alimentar de forma contínua sua credibilidade. Igual esforço é desprendido no sentido de acompanhar as mudanças históricas, o que a leva a se lançar em diferentes iniciativas que patenteiam sua sincronia com as transformações nas áreas científica, tecnológica, econômica e social, agindo sempre no sentido de não comprometer os valores humanísticos que a norteiam. Por outro lado, o potencial humano que detém, integrado por uni contingente significativo de mestres e doutores, representa sua mais forte credencial para colaborar na superação dos desafios que se colocam, atualmente, por uma sociedade em rápida transformação.

No próximo ano, a UFC comemora seu cinqüentenário, bem assim o 1000 aniversário de nascimento do seu inesquecível fundador, o Prof. Antônio Martins Filho. O momento de se comemorarem as duas importantes efemérides será também ocasião ímpar a fim de se repensar a trajetória da Instituição, no sentido de se redirecionarem algumas ações e projetos, caso seja assim deliberado. A Reitoria da UFC tem a honra de convidar a Representação Cearense no Congresso Nacional a se incorporar a essas comemorações, ao tempo em que agradece seu continuado empenho no sentido de prestigiar a Universidade-mãe de todas as universidades do nosso Estado e berço acadêmico de grande maioria dos homens e mulheres que, hoje, em funções públicas ou no setor privado, através de sua ação política ou da atividade econômica, numa ampla gama de profissões liberais, oferecem valiosa contribuição para o engrandecimento do Ceará e a redenção do seu povo.

Fortaleza, 10 de outubro de 2002.

René Teixeira Barreira

Reitor




MAURO BENEVIDES


Deputado Federal





©principo.org 2016
enviar mensagem

    Página principal