Discurso proferido pelo Deputado colbert martins (pps/BA), em sessão no dia 14/08/2003



Baixar 10.54 Kb.
Encontro29.07.2016
Tamanho10.54 Kb.

Discurso proferido pelo Deputado COLBERT MARTINS (PPS/BA), em sessão no dia 14/08/2003.

SESSÃO SOLENE – HOMENAGEM A ROBERTO MARINHO


Senhor Presidente,

Senhoras e Senhores Deputados,

O Brasil vem de perder um magnífico homem de imprensa. Nossos meios de comunicação, o jornais, o rádio e, sobretudo, a televisão, sentem que sua história pode perfeitamente ser dividida em duas grandes épocas, antes e depois de Roberto Marinho, o Doutor Roberto.

Está claro que muito se tem falado sobre as relações, nem sempre bem definidas, entre poder e imprensa. É que os debates, nesse campo específico, terão de ser forçosamente mais ardentes e passionais, porque a questão do poder, no mais das vezes, traz implícito um viés ideológico, o que não deve, em princípio, ser considerado maléfico, mas, convenhamos, a razão, aí, nem sempre pode prevalecer.

Queríamos, no entanto, tecer considerações de ordem diversa. Porque, ao que temos visto, poucos se preocupam com o relacionamento entre imprensa e povo. Não que os meios de comunicação sejam apenas um bem de utilidade pública. Não que o povo seja apenas massa de manobra para que se possam vender mais e mais jornais e revistas, mais e mais tempo na televisão.

Pensamos diferente. E pensamos porque sabemos ou, melhor dizemos, sentimos que entre imprensa e povo existe um relacionamento que nada tem a ver com o poder constituído, mas, sim, com aquele poder que, brotando nas ruas, faz história, a história que o jornalista escreve – ou narra – cotidianamente. A história que deixa de ser a análise de coisas passadas e passa a ser a análise de nosso dia-a-dia. Exageramos? Não.

Tanto que, nos livros de história, de hoje, fica impossível a seu autor descrever o que quer que seja sem buscar, como sua mais importante fonte de pesquisa, a imprensa, digamos assim, daquela época. E nós, o tempo passado, pertenceremos, um dia, também, àquela época.

O Doutor Roberto, ao que entendemos, assenhourou-se dessa transcendência, que, em muitos casos, tem sido desdenhada, desdenhada quando não se queira admitir – e erroneamente, é bom que se diga – que o jornalista, o historiador do cotidiano, está escrevendo aquela história que no futuro será destrinchada em seus mínimos detalhes, os detalhes mínimos e ao mesmo tempo relevantes que a imprensa, hoje, nos oferece.

A Rede Globo é o protótipo não dessa modernidade, o que entendemos seja pouco, mas, sim, o protótipo dessa nova compreensão da história e da presença do povo nessa história, uma presença que, fixada no noticiário impresso, no noticiário radiofônico, no noticiário da televisão, vai começando a destacar, para os historiadores de amanhã, os heróis do cotidiano que, agora, estamos vivendo.

Para isso – e tecemos tantas considerações para chegar a esta conclusão relevante – para conseguir esse objetivo, o compromisso tinha que ser não com esta ou aquela verdade – a ideologia contempla muitas verdades – mas com a realidade, porque esta, a rigor, é o juiz da verdade.

Já tivemos a oportunidade, nós da bancada do Partido Popular Socialista, o PPS, já tivemos a oportunidade de levar aos familiares do Doutor Roberto a expressão de nosso pesar. Fomos uma voz a mais a se juntar ao coro de tantos os que queriam dizer da importância de veículos de comunicação que se comprometam com a vontade popular, vontade que, em última instância, é o caudal por onde escorre a história de uma nação. E quando se escreve a história da nação brasileira neste final de século XX e início do século XXI, ali se encontrará em marcas definitivas e indeléveis, a presença das Organizações Globo e, desnecessário dizer, do Doutor Roberto Marinho.



Grato pela atenção.

Deputado COLBERT MARTINS

PPS/BA


Página de


Catálogo: sileg -> integras
integras -> Pronunciamento do Deputado Edinho Bez (pmdb-sc), em de abril de 2011 na Câmara dos Deputados sobre Reforma Tributária dando ênfase, nesta oportunidade, sobre a desoneração da folha de pagamentos
integras -> O sr. José pimentel – pt-ce (Pronuncia o seguinte discurso)
integras -> CÂmara dos deputados projeto de lei n.º 502, de 2003
integras -> Pronunciamento do deputado luiz moreira na sessão ordinária da câmara, em 24 de abril de 2002
integras -> A diversidade cultural brasileira sob o olhar de um deputado federal
integras -> Discurso proferido pelo deputado Sérgio Caiado
integras -> SR. carlos de souza
integras -> SR. giacobo (bloco pl/ pr) pronuncia o seguinte discurso Sr. Presidente, Sras e Srs. Deputados
integras -> Pronunciamento do deputado manato, pdt/ES, na tribuna da câmara, em sessão do dia 22 de outubro de 2003
integras -> Deputado vitor penido


Compartilhe com seus amigos:


©principo.org 2019
enviar mensagem

    Página principal