Divulgadores de Maio



Baixar 102.71 Kb.
Encontro29.07.2016
Tamanho102.71 Kb.
Divulgadores de Maio


exposição
DIVULGADOR

Tel. / E.mail

Os Trópicos

03 de março a 4 de maio

Claudia Noronha


2286-7926 / 3285.8687/ 8175-9714

claudia@cwea.com.br


Nippon

26 de maio a 13 de julho

Raquel Silva




22747924/99653433

raquelsilva@alternex.com.br

O Banco do Brasil e Sua História


4º andar

De terça a domingo, das 12h às 18h


CCBB Rio




Cinema e Vídeo

DIVULGADOR

Tel. / E.mail

Nordeste, Cangaço e Cinema

06 a 25 de maio







Retrospectiva Cine Ceará

06 a 25 de maio







As muitas vidas de Robert Altman

27 de maio a 15 de junho

Andrea Cals




Lilian Hangreaves

82037372

acals@globo.com
2286-6336 / 9136-0941

formigas@uol.com.br




Nippon- Vídeos

28 a 30 de maio


Raquel Silva


22747924/99653433

raquelsilva@alternex.com.br



Que Situação Hein, Debord?

22 a 04 de maio



Ana Lígia Petrone

Meio e Imagem

Telefones: (21) 2533.4748 – 2533.6497- 99857744 meioeimagem@terra.com.br



INFANTO-JUVENIL

DIVULGADOR

TEL. / E.MAIL

Sessão Criança

Sábados e domingos – 14h



Diana Aragão

2537-2050 / 9191- 1280

dianaaragao@gmail.com

MÚSICA

DIVULGADOR

TEL. / E.MAIL

III Festival Internacional de Harpas


Teatro II

03,10 e 11 de maio




Cida Fernandes

cidaclf@gmail.com

25273432


86243980

IDÉIAS

DIVULGADOR

TEL. / E.MAIL

Encontros Nipônicos


24 a 31 de maio

Salas 18 e 26, auditório 4º andar, rotunda e pátio da rua direita.


Raquel Silva


22747924/99653433

raquelsilva@alternex.com.br



TEATRO

DIVULGADOR

TEL. / E.MAIL

O Homem Célebre

Teatro I

09 de abril a 15 de junho

Quarta a domingo - 19h30


Montenegro e Raman

Cacau

25417672

ramal:1
78183420



Não Sobre o Amor

Teatro III

22 de março a 04 de maio


sexta e domingo – 19h


sábado-18h e 20h.

Vanessa Cardoso

Leila

Pedro


vanessaincena@terra.com.br

2249-1598/2259-0408/8235-8685 / 82358998/96518691



Invenção de Morel

28 de maio a 06 de julho



Luciana Medeiros

lumedeiros@gmail.com

lucianamedeiros@globo.com

22944560/81390202





Cinema e Vídeo
Que Situação Hein, Debord?

Cinema


Até 04 de maio

Os filmes de Guy Debord, um dos mentores do chamado Situacionismo, estão entre os trabalhos audiovisuais mais comentados e menos vistos da história. Seus seis filmes são testemunhos em imagem e som sobre o esforço de atenuar o poder de sedução das imagens por meio da crítica do fetichismo visual, um dos temas importantes em livros como "A Sociedade do Espetáculo". A mostra "Que Situação Hein, Debord?", exibe todos os filmes do filósofo e cineasta francês, como ponto de partida para debates com intelectuais e artistas sobre o legado do pensamento situacionista para o urbanismo, a cultura digital e a crítica das mídias. Dentro do evento haverá ainda uma intervenção urbana no entorno do CCBB, com artistas convidados e a participação de inscritos.



Veja a programação completa no folheto do evento.
Nordeste, Cangaço e Cinema

Cinema e Vídeo



06 a 25 de maio

O cangaço foi retratado no cinema brasileiro em várias épocas e de diversas formas. Desde a década de 1920 que esta temática fascina cineastas e espectadores, havendo cerca de 50 filmes sobre o assunto, incluindo curtas, médias e longas-metragens, nas linguagens de ficção e documentário. No ano em que se completa 70 anos da morte de Lampião, Maria Bonita e mais nove cangaceiros na Grota de Angicos, o CCBB apresenta, em parceria com o Cine Ceará, uma grande retrospectiva sobre o tema. A mostra inclui desde “O cangaceiro”, de Lima Barreto, premiado com a Palma de Ouro em Cannes (1953), até o documentário belga “Lampião, Sonhos de Bandido”.



Curadoria: Marcelo Dídimo
Terça – 06

17h30 – A morte comanda o Cangaço / 19h30 – A vingança dos doze / 16h – Os três cangaceiros / 18h – O último dia de Lampião


Quarta – 07

17h30 – A mulher no Cangaço + Memória do Cangaço /19h30 – O último dia de Lampião + O velho guerreiro não morrerá – O cangaceiro de Lima Barreto 50 anos depois /16h – A vingança dos doze / 18h – O cangaceiro (1997)


Quinta – 08

17h30 – Cangaceiros de Lampião / 19h30 – Corisco e Dadá /16h – Meu nome é Lampião

18h – O cangaceiro trapalhão
Sexta – 09

15h30 – Os três cangaceiros / 17h30 – Faustão / 19h30 – As cangaceiras eróticas/ 16h – Memória do Cangaço + A mulher no cangaço /18h – Lampião, o rei do Cangaço


Sábado – 10

17h30 - Baile Perfumado / 19h30 – Corisco, o diabo loiro / 14h - A morte comanda o Cangaço / 16h – A vingança dos doze / 18h – O cangaceiro (1997) / 20h – O último dia de Lampião


Domingo – 11

17h30 – Deus e o Diabo na Terra do Sol / 19h30 - Kung Fu contra as bonecas / 14h – Faustão / 16h – Os três cangaceiros / 18h – Jesuíno Bruilhante, o cangaceiro / 20h – Lampião: sonho de bandido


Terça – 13

17h 30 – Jesuíno Brilhante, o cangaceiro / 19h30 – Lampião, sonho de bandido / 15h – Cangaceiros de Lampião / 17h - Corisco e Dadá /19h – Meu nome é Lampião


Quarta – 14

17h30 – O cangaceiro (1997) / 19h45 – O cangaceiro (1953) / 16h – Baile perfumado

18h – Deus e o Diabo na terra do sol
Quinta – 15

15h – O último dia de Lampião / 17h - O cangaceiro trapalhão /19h – Faustão


Sexta – 16

15h - Os três cangaceiros / 17h – O cangaceiro (1997) /19h - Deus e o Diabo na terra do sol


Sábado – 17

14h – O cangaceiro trapalhão / 16h - Lampião, o rei do Cangaço / 18h – A morte comanda o Cangaço /20h- O último dia de Lampião



Domingo – 18

14h – Corisco e Dadá / 16h - Corisco, o diabo loiro /18h – O velho guerreiro não morrerá – O cangaceiro de Lima Barreto 50 anos depois + O cangaceiro (1997) /20h – Meu nome é Lampião


Terça - 20

15h – A morte comanda o Cangaço /17h - Lampião, o rei do Cangaço /19h – Lampião, sonho de bandido


Quarta - 21

15h – Corisco e Dadá / 17h - A vingança dos doze /19h –Deus e o diabo na terra do sol


Quinta – 22

15h – Os três cangaceiros / 17h - Cangaceiros de Lampião /19h – Corisco, o diabo loiro


Sexta – 23

15h – A mulher no Cangaço + Memórias do cangaço / 17h – O último dia de Lampião

19h – Meu nome é Lampião /

Sábado – 24

14h – O cangaceiro trapalhão / 16h - Jesuíno Brilhante, o cangaceiro /18h – O cangaceiro (1997) /20h – Lampião, sonho de bandido


Domingo – 25

14h – Faustão / 16h - Lampião, o rei do Cangaço / 18h – A morte comanda o Cangaço

20h- O último dia de Lampião

Ceará: Cinema e Luz

Cinema


15 a 25 de maio

O Ceará, a partir da década de 90, viveu um processo intenso de criação e de produção cinematográfica que o coloca hoje como importante centro de produção audiovisual do país. O estado deixou de ser apenas cenário para cineastas exógenos e os seus realizadores passaram a ser protagonistas das suas próprias histórias e imagens. Este novo cinema teve uma ampla repercussão nacional e internacional, ocupando lugar de destaque no chamado Renascimento do Cinema Brasileiro. No início do século XXI, surge um cinema mais contemporâneo feito por jovens cineastas que experimentam novas estéticas e trazem um outro sopro de renovação. A Mostra Ceará: Cinema & Luz, se não abrange toda a produção histórica do cinema cearense, traça um painel significativo da produção recente e, pela primeira vez, possibilita um olhar de conjunto sobre a sua pluralidade cultural e estética.



Curadoria: Rosemberg Cariry

Veja a programação completa no folheto do evento.
As Muitas Vidas de Robert Altman

Cinema e Vídeo



27 de maio a 15 de junho

Retrospectiva completa do sabotador elegante da imagem da sociedade americana Robert Altman, com a exibição de inúmeros títulos inéditos no Brasil. Sua vasta obra de 37 filmes abriga um ecletismo quase único na história do cinema, indo dos filmes de guerra ao faroeste, da comédia ao neorealismo, do melodrama às ficções científicas, das fantasias aos filmes de gângster, passando por musicais, biografias, suspenses e até monólogos. Também será mostrado o trabalho de Altman feito para TV.



Veja a programação completa no folheto do evento.

Exposições
Os Trópicos - Visões a partir do Centro do Globo

1º andar e Rotunda



Até 04 de maio

A mostra ressalta temas que atravessam os tempos misturando trabalhos de artistas contemporâneos e peças antigas de regiões tropicais da Ásia, Oceania, África e América Latina, oriundas do Museu Etnológico de Berlim, considerado um dos mais importantes do mundo. É um rico e inédito diálogo entre a produção de arte antiga e a atual através de pinturas, desenhos, fotografias, esculturas, vídeos e instalações. A exposição evidencia que quando a arte é verdadeira ela permanece, não importando se foi produzida hoje ou há 200 anos. Curadoria de Alfons Hug, Viola König, e Peter Junge.



NIPPON – Cem anos de integração Brasil Japão

1º, 2º andares e Rotunda

26 de maio a 13 de julho

Mostra em comemoração ao centenário da imigração japonesa para o Brasil, apresentando a cultura nipônica em quase todas as suas manifestações artísticas e culturais, desde os seus aspectos tradicionais até nossos dias. Será composta de cerca de 300 peças entre cerâmicas, pipas, vestuário, telas, ikebanas, cartazes de animês, armaduras de samurai, espadas e outros objetos. Curadoria: Denise Mattar

Patrocínio: Banco do Brasil e Vale

Veja a programação completa no folheto do evento.

O Banco do Brasil e Sua História


4º andar

De terça a domingo, das 10h às 18h

A exposição composta com peças do acervo do Museu e do Arquivo Histórico, conta a História do Banco do Brasil, que em 2008 completa 200 anos, de forma cronológica, traçando um paralelo com a história econômico-financeira do país. Os quatro últimos módulos recriam, com mobiliário de época, o ambiente que abrigou a Presidência do Banco do Brasil no período de 1937 a 1960.



Idéias
NIPPON

Workshops

Foyer – 31 de maio


Origami e Ikebana
O público poderá aprender nas oficinas a delicadeza do manuseio artístico oriental com mestres especializados.
Senhas distribuídas 1 hora antes do evento.

Veja a programação completa no folheto do evento.

Música
III Festival Internacional de Harpas
Teatro II

03 a 18 de maio

Criado dentro da série Música no Museu, o RioHarp Festival vem crescendo a cada ano e chega à sua terceira edição com 53 apresentações em de 30 endereços, selecionados entre museus, centros culturais e igrejas, além de espaços pouco usuais como estações do metrô e pontos turísticos, contribuindo para a formação de platéias, e divulgação da música de concerto.

A harpa, ao lado da flauta, é um dos mais antigos instrumentos musicais. Sua origem remonta a séculos antes de Cristo, sendo cultivada entre caldeus, egípcios gregos e romanos. No Ocidente desenvolveu-se tecnicamente e desempenhou importante papel na música medieval e renascentista, ocupando lugar de destaque no Barroco. Na música contemporânea, a harpa vem despertando um número crescente de adeptos entre compositores e instrumentistas, como se pode constatar pela ampla adesão a esse Festival Internacional que, tendo a harpa como instrumento central, contará com dezenas de músicos brasileiros e convidados especiais de 24 países.
A Harpa na Música de Câmara - Vanja Ferreira (harpa). Convidados: Sonia Nogueira (violino), Daniel Andrade (violino), Tina Werneck (viola), Gabriela Sepúlveda (Violoncelo), Helder Teixeira (flauta) e Marcio Costa (clarineta) - Brasil (artistas integrantes da Orquestra Sinfônica Nacional) - No programa, peças de Marcel Grandjany, Jean-Baptiste Krumpholtz, Murillo Santos, Jacques Ibert, Claude Debussy e Maurice Ravel. Dia 03 às 15h.


Murielle Schreder - harpista - França. No programa, composições de J. S. Bach e B. Britten. Dia 03 às 17h30.
Quatour de Harpes de Paris: Agnès Kammerer, Caroline Rempp, Marie Saint-Bonnet e Sabine Chefson - França. No programa, peças de Edward Grieg, Mendelssohn, Claude Debussy, Antonio Vivaldi, Alphonse Hasselmans, Maurice Ravel e Modest Mussorgsky. Dia 10 às 15h.

Lês Alizès: Yves Desmons (violão), Jan Barthe (violoncelo) e Claire Le Fur (harpa) – França. No programa A. Vivaldi, Haendelhalvorsen, N. Pagani, P. Mascangni, F. Bellini, C. Salzedo, Michel Glonka e V. Montei. Dia 10 às 17h30.

Florence Sitruk (harpa) – Alemanha. No programa, peças de Elias Parish Alvars, François-Joseph Dizi, György Kurtág, Felix Mendelssohn-Bartholdy e Felix-Dieudonne Godefroid. Dia 11 às 15h.
Mariana Tudor (harpa) – Romênia. No programa, peças de Bach-Grandjany, Franz Anton Rossler, Giovanni Battista Pescetti, Arturo Marquez e Ion Câian. Dia 17 às 15h.
Carrol Mc Lauglin (harpista e compositora) - USA. No programa, composições de Ernesto Halffter, Augusto Durand, Felix Godefroid, Harpo Marx, Euday Brown e Mikhail MchDelov. Dia 17 às 17h30.
Gilda Delttori (harpa) - Itália. No programa, Ottorino Respighi, Gerg Friderich Haendel, François Couperin, Pietro Domenico Paradisi, C.L. Salzedo, Alphonsus Hasselmans, Gabriel Fauré e Gerardo Gombau. Dia 18 às 17h30.

Acompanhe a programação completa do Festival, que contará ainda com palestras e master class, no site www.rioharpfestival.com.br




Senhas distribuídas 1 hora antes do início de cada concerto.

Programa Educativo


CCBB Educativo

1º andar


10h às 21h - terça a domingo
O CCBB Educativo apresenta Ambientes da Arte, um plano de ações educativas que entremeiam as artes com as questões ambientais e as relações destas com o processo de criação dos artistas em cartaz no CCBB. A cada período, as ações educativas são renovadas, a fim da experimentação de novas idéias e fazeres estéticos. Famílias, grupos escolares, educadores, terceira idade, ONG e pessoas com necessidades especiais são convidadas a participar das nossas atividades.

Horários para público espontâneo com senhas distribuídas 30 minutos antes de cada atividade. Agendamento de grupos, de segunda a sexta, das 10h às 18h, pelo telefone ou na sala do CCBB Educativo - 1º andar.



Acervos e Memórias - Exposição O Rio de Machado

O CCBB possui um acervo de treze exposições, disponíveis para itinerâncias em outras instituições por meio de empréstimo. Em homenagem ao centenário da morte do escritor Machado de Assis, confira algumas fotografias da exposição “O Rio de Machado”, nas dependências do CCBB Educativo - 1º andar.
Bisbilhoteca

Atividade que busca a aproximação do público e o acervo da Biblioteca, humanizando as suas relações com a Literatura. Horários exclusivos para escolas e grupos através de agendamento prévio.



Sábados e domingos - 12h
Em Cantos e Contos

Contações de histórias extraídas dos universos da Literatura e da tradição oral, com performances musicais e teatrais. Horários diferenciados para famílias e adultos.



Sábados e domingos - 16h (famílias)

Sábados e domingos - 17h30 (adultos)
Laboratório de Ações Criativas

Espaço de experimentação e construção que promove novas leituras do mundo e das diferentes formas de sentir, através das artes visuais, música e teatro e outras possibilidades estéticas, propostas a partir da programação em cartaz.



Quartas-feiras - 17h30

Sábados e domingos - 11h, 15h e 18h
Musicando

Atividade que explora as possibilidades sonoras de uma ou mais canções a partir da utilização da voz, do corpo e de instrumentos.



Sextas-feiras - 17h30

Sábados e domingos - 13h
O Banco do Brasil e Sua História

Visita ao museu, localizado no quarto andar do prédio, onde o público conhecerá um pouco da história do Banco do Brasil (que completa 200 anos em 2008) e as relações desta com a história de nosso país.



Quintas-feiras - 17h30
Práticas e Reflexões com Educadores

Encontros periódicos com o público multiplicador (educadores, gestores de projetos sociais e afins), buscando relacionar as práticas da educação formal (sala de aula) e a não-formal, com propostas desenvolvidas a partir da programação em cartaz no CCBB. Informações e inscrições pelo telefone.



Dia 31 - 10h
Reconhecendo o CCBB

6 a 25 de maio

Percurso que instiga a percepção do público acerca das transformações ocorridas ao longo do tempo no prédio do CCBB e em seu entorno, relacionando-as a temas atuais, como o impacto ambiental e a vida nas cidades. Horários exclusivos para escolas e grupos, através de agendamento prévio.



Terça-feira - 11h, 16h e 18h

Quarta a sexta-feira - 11h, 13h, 16h e 18h

Sábados e domingos - 11h, 14h e 17h
Videoclube

Atividade que propõe experiências com a linguagem e sua relação com outras linguagens criativas, através da seleção e recorte de filmes.



Terças-feiras - 17h30

Sábados e domingos - 17h
Visita Mediada à Exposição

Até dia 3 e após dia 28

Mediação entre as obras de arte das exposições e o público visitante, com distribuição de material didático. Horários exclusivos para escolas e grupos, através de agendamento prévio.



Terça-feira - 11h, 16h, 18h e 19h

Quarta a sexta-feira - 11h, 13h, 16h, 18h e 19h

Sábados e domingos - 11h, 14h e 19h
Sessão Criança

Exibição de filmes para o público infanto-juvenil, falados ou dublados em português, com sorteio de brindes pedagógicos.


Entrada franca. Senhas distribuídas 1 hora antes da sessão exclusivamente para crianças acompanhadas de seus responsáveis.
Sábados e domingos - 14h


O Rio de Memórias, de José Ignácio Parente. Brasil, 1987. Documentário que utiliza fotos e pinturas para contar as mudanças que aconteceram na cidade do Rio de Janeiro através dos séculos. Complemento: Avenida Rio Branco Quadro a Quadro, de Marcelo Ribeiro. Brasil, 2006. Animação sobre os acontecimentos históricos que tiveram a famosa avenida como palco. Com a presença do diretor. Dias 3 e 4. Livre
A Ratinha Valente (The Secret of Nimh), de Don Bluth. EUA, 1982. Animação. A Sra. Brisby, uma gentil mamãe rata, tem que mudar de casa para salvar a sua família e vai enfrentar muitos perigos até descobrir um amuleto mágico. Dias 10 e 11. Livre
Curtas Nordeste . Série de curtas de animações brasileiras tendo o Nordeste como tema, entre eles Espantalho, de Alê Abreu e O Nordestino e o Toque de sua Lamparina, de Ítalo Maia. Dias 17 e 18. Livre
A Viagem de Chihiro (Sen to Chihiro No Kamikakushi), de Hayao Miyazaki. Japão, 2003. Em uma viagem de mudança, a jovem Chihiro e seus pais acabam descobrindo uma passagem que os leva até uma cidade misteriosa. Chihiro precisará enfrentar uma jornada por um mundo povoado por seres fantásticos. Vencedor do Urso de Ouro no Festival de Berlim e do Oscar de Melhor Filme de Animação. Dias 24 e 25. Livre
O Reino dos Gatos (Neko no Ongaeshi), de Hiroyuki Morita. Japão, 2002. Animação. A caminho da escola, Haru salva um gato. Acontece que este não é um animal qualquer. Ao lado de seu novo amigo, a menina aprende grandes lições sobre um fabuloso mundo cheio de segredos. Dias 31. Livre

Teatro
Um Homem Célebre

Teatro I


Até 22 de junho

Quarta a domingo - 19h30

Espetáculo musical a partir de um conto de Machado de Assis. No final do século XIX, um compositor de polcas enfrenta dificuldades para trabalhar, por conta da clandestinidade e perseguição da polícia e da igreja às obras com abordagem sensual e política. O texto traça um paralelo entre o Brasil e o contexto sócio-cultural do país com a chegada de Dom João VI. Retrata também o início da música popular brasileira urbana através da visão crítica do maior contista brasileiro, que anteviu a transformação da arte em indústria de entretenimento. Direção: Pedro Paulo Rangel. Texto e Músicas: Wladimir Pinheiro. Elenco: Suely Franco, Júlia Rabello, Laura Castro, Erom Cordeiro, Aldri Anunciação, Marcello Sader e Rodrigo Lima. Filipe Bernardo. Duração: 90 min. Indicação Etária: livre.


A Invenção de Morel

Teatro II



29 de maio a 06 de julho

Terça a domingo - 19h30

Escrito pelo argentino Adolfo Bioy Casares, em 1940, o texto é uma espécie de diário de um fugitivo, condenado injustamente que vive numa ilha deserta. A estranha aparição de um grupo liderado por Morel, altera sua vida. Amor, solidão, justiça, mistério e tecnologia são elementos presentes no texto considerado visionário e engenhoso pois, àquela época demonstrava a visão peculiar do autor sobre estes temas. Adaptação e direção: Moacyr Chaves. No elenco: Ana Velloso, Vera Novello, Josie Antello, Cândido Damm, Ísio Guelman e Cláudio Gabriel. Duração: 90 min. Indicação Etária: 10 anos



Não Sobre o Amor

Teatro III



Até 04 de maio

Quarta a sexta - 19h

Sábado e domingo - 18h e 20h
Um espetáculo inédito da Sutil Companhia de Teatro, roteirizado por Felipe Hirsch e Murilo Hauser, sobre exílio, relações epistolares, fragmentos da obra e reflexões sobre o amor de Paulo Leminski, Viktor Shklovsky, Vladimir Maiakovsky, Elsa Triolet, Lilja Brik, Aleksandr Solzhenitsyn, Velimir Khlebnikov, Mikhail Lermontov, Laurence Sterne, Marcos Prado, Roberto Prado, Antonio Thadeu Wojciechowski, entre outros. O espetáculo reúne duas biografias e será interpretado por dois jovens atores: Leonardo Medeiros e Arieta Correa, com participação de Jorge Emil. Direção geral: Felipe Hirsch. Cenografia: Daniela Thomas. Figurinos: Veronica Julian. Iluminação: Beto Bruel. Duração: 90 min. Indicação Etária: 16 anos.






COLEÇÕES CCBB


  • Arquivo Histórico e Memória CCBB

Fechado para obras

Informações através do telefone (21) 3808-2353 ou pelo email ccbbrio@bb.com.br




  • Biblioteca

Aberto de terça a domingo, das 10h às 21h – 5o andar. Informações: (21) 3808-2030, de segunda a sexta, das 13h às 18h. Empréstimo de livros por meio de rede de bibliotecas conveniadas. Sala de Edições Especiais e Obras Raras; Sala Mozart Araújo; Sala José Guilherme Merquior; Sala de Periódicos; Sala de Literatura Infanto-juvenil; Salão de Leitura; Sala Multimídia e terminais de computador para consulta do público.


  • Museu

Visitas à exposição O Banco do Brasil e sua História e ao conjunto de salas da antiga presidência. Horários e agendamento de visitas no Programa Educativo: (21) 3808-2070 / 3808-2254, de segunda a sexta, das 10h às 18h. Consulta à bibliografia especializada (numismática), na Biblioteca. Informações sobre o acervo: Tel. (21) 3808-2353, de terça a sexta, das 13h às 18h.


  • Videoteca – Cabines de Vídeo

Sessões às 11h, 13h, 15h, 17h e 19h.

As reservas podem ser feitas pessoalmente ou pelo tel.: (21) 3808-2050, de terça a domingo, das 10h às 21h, e com um dia de antecedência. Quatro cabines, cada uma para até três pessoas, e acervo com mais de 3.000 títulos para livre escolha.



SERVIÇOS ESPECIALIZADOS


  • Programa Educativo

Agendamento de grupos, de segunda a sexta , das 10h às 18h – tels.: (21) 3808-2070 e 3808-2254.


  • Visitas Mediadas

Visita ao prédio do CCBB. Para grupos em geral – português e inglês.

Solicitação prévia, de segunda a sexta , das 10h às 18h – tel.: (21) 3808-2070 e 3808-2254.



Informações Gerais
Entrada

Exposições, Biblioteca, Museu e Arquivo Histórico e Memória CCBB – entrada gratuita

Cinema: Ingressos por sessão - R$ 6,00 e R$ 3,00 (meia-entrada)

Sala e Cabines de Vídeo: VIDEOPASSE – válido por 30 dias - R$ 8,00 e R$ 4,00 (meia-entrada).

Música: 3ª-feiras - R$ 6,00 e R$ 3,00 (meia-entrada) e 4ª-feira a domingo - R$ 10,00 e R$ 5,00

Teatro e Dança: R$ 10,00 e R$ 5,00 (meia-entrada)

A venda antecipada de ingressos para Teatro, Música e Dança inicia-se na terça-feira da semana anterior à do espetáculo, restrita a dois ingressos por pessoa.

A venda de ingressos para o cinema somente para o dia, a partir das 10h, restrita a dois ingressos por pessoa.

Palestras, Debates, Mesas-redondas, Sessão Criança e Cinema Nacional Legendado com retirada de senhas ( uma por pessoa) uma hora antes do evento.

Atividades do CCBB Educativo com retirada de senhas (uma por pessoa) 30 minutos antes do evento.

Sessões de Vídeo com apresentação do Videopasse.

Reservas: Só para Teatro e válidas somente até 30 minutos antes do espetáculo. Tel.: (21) 3808-2007.

O CCBB doa 20% da arrecadação da bilheteria para o programa Arca das Letras do Governo Federal.


Facilidades para Pessoas com Deficiência

Rampa – Av. Pres. Vargas; Sanitários – Térreo e 2o andar; Boxes para cadeiras de rodas – Teatros I, II e III e Cinema; Elevadores especiais – Videoteca e Restaurante (Mezanino); Terminal de Auto-Atendimento BB – Térreo; Telefone público – Térreo e 5o andar e telefone para portadores de deficiência auditiva.


Banheiro Familiar e Fraldário

Localizado no Térreo, ao lado do banheiro feminino.


Fotografias e Gravações em Vídeo

Não é permitido fotografar ou filmar nas Salas de Exposição, nos shows musicais, espetáculos de dança e de teatro, sem autorização prévia do CCBB.


Guarda-volumes

Disponíveis no Térreo, 1º e 5º andar.


Telefones Públicos

No hall do cinema, no térreo, e no hall dos elevadores sociais do 5o andar.


Sugestões

Formulário à disposição do público no Balcão de Informações. Ouvidoria BB – diariamente – 24 horas – tel.: 0800-7295678. Ou pelo site bb.com.br/cultura.


Banco do Brasil

Agência Primeiro de Março – segunda a sexta-feira, das 10h às 16h – Térreo.

Auto-Atendimento BB – terça a domingo, das 10h às 21h – Térreo.
Bonbonnière

Fechado para obras.


Restaurante

Fechado para obras.


Salão de Chá

• Terça a domingo, das 15h às 21h – 2o andar – tel.: (21) 3808-2090.


Loja

• Terça a domingo, das 10h às 21h – Térreo – tel.: (21) 3808-2066.






Compartilhe com seus amigos:


©principo.org 2019
enviar mensagem

    Página principal