Documentário sobre a marca Alba vai ser apresentado ao público



Baixar 5.97 Kb.
Encontro31.07.2016
Tamanho5.97 Kb.




Gabinete de Comunicação

comunicacao@cm-albergaria.pt

Documentário sobre a marca Alba vai ser apresentado ao público

Alba, uma marca ao serviço da comunidade é o nome do documentário que o Cineteatro Alba vai exibir na noite de 29 de abril, pelas 21h00, e que constitui uma obra imprescindível para conhecer um período importante da História recente de Albergaria-a-Velha.

Este documentário retrata a história fascinante da empresa e da marca Alba, um caso exemplar e pioneiro no panorama da indústria portuguesa. É um percurso centenário, norteado por um espírito empresarial inovador, aventureiro, solidário e humanista, colocando o sucesso ao serviço da comunidade, tornando-se assim fator de agregação de uma região e evitando a exclusão social.

A Fábrica Metalúrgica Alba está intimamente ligada à vida dos concelhos de Albergaria-a-Velha e de Sever do Vouga – desde o princípio do século XX – pela sua notável ação económica, social, cultural e desportiva. Relaciona-se também com a identidade coletiva nacional, através das peças domésticas e do mobiliário urbano que inundaram o nosso quotidiano a partir dos anos 20 e que também se projetaram além-fronteiras.

A conceção e construção integral – motor incluído – de um automóvel de competição genuinamente português é um feito histórico que tem sido pouco divulgado e que aqui merece o devido realce. As gravações que foram efetuadas com o carro Alba marcam, também, a última vez em que nele andou António Augusto Martins Pereira, o seu inventor.



Alba, uma marca ao serviço da comunidade constitui uma justa homenagem ao verdadeiro mentor do projeto Alba – Comendador Augusto Martins Pereira – e às várias gerações da família que lhe deram sequência, nomeadamente António Augusto Martins Pereira, seu neto, que faleceu em Janeiro de 2013 e cujo depoimento foi gravado poucos meses antes da sua morte.

A entrada é gratuita, mas sujeita ao levantamento de ingresso e à lotação da sala.





pág.|



©principo.org 2016
enviar mensagem

    Página principal