Ecclesia de eucharistia



Baixar 254.45 Kb.
Página4/4
Encontro29.07.2016
Tamanho254.45 Kb.
1   2   3   4

IOANNES PAULUS II



Notas  

(1)Const. dogm. sobre a Igreja Lumen gentium, 11.

(2)Conc. Ecum. Vat. II, Decr. sobre o ministério e a vida dos sacerdotes Presbyterorum ordinis, 5.

(3)Cf. João Paulo II, Carta ap. Rosarium Virginis Mariæ (16 de Outubro de 2002), 21: AAS 95 (2003), 19.

(4)Assim quis intitular um testemunho autobiográfico que escrevi por ocasião das Bodas de Ouro do meu sacerdócio.

(5)Leonis XIII Acta, XXII (1903), 115-136.

(6)AAS 39 (1947), 521-595.

(7)AAS 57 (1965), 753-774.

(8)AAS 72 (1980), 113-148.

(9)Cf. Conc. Ecum. Vat. II, Const. sobre a sagrada Liturgia Sacrosanctum Concilium, 47: « O nosso Salvador instituiu [...] o sacrifício eucarístico do seu Corpo e do seu Sangue para perpetuar pelo decorrer dos séculos, até Ele voltar, o sacrifício da cruz ».

(10)Catecismo da Igreja Católica, 1085.

(11)Conc. Ecum. Vat. II, Const. dogm. sobre a Igreja Lumen gentium, 3.

(12)Cf. Paulo VI, Solene profissão de fé (30 de Junho de 1968), 24: AAS 60 (1968), 442; João Paulo II, Carta ap. Dominicæ Cenæ (24 de Fevereiro de 1980), 12: AAS 72 (1980), 142.

(13)Catecismo da Igreja Católica, 1382.

(14)Ibid., 1367.

(15)Homilias sobre a Carta aos Hebreus, 17, 3: PG 63, 131.

(16)« Trata-se realmente de uma única e mesma vítima, que o próprio Jesus oferece pelo ministério dos sacerdotes, Ele que um dia Se ofereceu a Si mesmo na cruz; somente o modo de oferecer-Se é que é diverso »: Conc. Ecum. de Trento, Sess. XXII, Doctrina de ss. Missæ sacrificio, cap. 2: DS 1743.

(17)Pio XII, Carta enc. Mediator Dei (20 de Novembro de 1947): AAS 39 (1947), 548.

(18)João Paulo II, Carta enc. Redemptor hominis (15 de Março de 1979), 20: AAS 71 (1979), 310.

(19)Const. dogm. sobre a Igreja Lumen gentium, 11.

(20)De Sacramentis, V, 4, 26: CSEL 73, 70.

(21)Comentário ao Evangelho de João, XII, 20: PG 74, 726.

(22)Carta enc. Mysterium fidei (3 de Setembro de 1965): AAS 57 (1965), 764.

(23)Sess. XIII, Decretum de ss. Eucharistia, cap. 4: DS 1642.

(24)Catequeses mistagógicas, IV, 6: SCh 126, 138.

(25)Conc. Ecum. Vat. II, Const. dogm. sobre a divina Revelação Dei Verbum, 8.

(26)Solene profissão de fé (30 de Junho de 1968), 25: AAS 60 (1968), 442-443.

(27)Homilia IV para a Semana Santa: CSCO 413 / Syr. 182, 55.

(28)Anáfora.

(29)Oração Eucarística III.

(30)Antífona do Magnificat nas II Vésperas da Solenidade do SS. Corpo e Sangue de Cristo.

(31)Missal Romano, Embolismo depois do Pai Nosso.

(32)Carta aos Efésios, 20: PG 5, 661.

(33)Cf. Conc. Ecum. Vat. II, Const. past. sobre a Igreja no mundo contemporâneo Gaudium et spes, 39.

(34)« Queres honrar o Corpo de Cristo? Não permitas que seja desprezado nos seus membros, isto é, nos pobres que não têm que vestir, nem O honres aqui no templo com vestes de seda, enquanto lá fora o abandonas ao frio e à nudez. Aquele que disse: « Isto é o meu Corpo », [...] também afirmou: « Vistes-Me com fome e não me destes de comer », e ainda: « Na medida em que o recusastes a um destes meus irmãos mais pequeninos, a Mim o recusastes. [...] De que serviria, afinal, adornar a mesa de Cristo com vasos de ouro, se Ele morre de fome na pessoa dos pobres? Primeiro dá de comer a quem tem fome, e depois ornamenta a sua mesa com o que sobra »: S. João Crisóstomo, Homilias sobre o Evangelho de Mateus, 50, 3-4: PG 58, 508-509; cf. João Paulo II, Carta enc. Sollicitudo rei socialis (30 de Dezembro de 1987), 31: AAS 80 (1988), 553-556.

(35)Const. dogm. sobre a Igreja Lumen gentium, 3.

(36)Ibid., 3.

(37)Conc. Ecum. Vat. II, Decr. sobre a actividade missionária da Igreja Ad gentes, 5.

(38)« Moisés tomou o sangue e aspergiu com ele o povo, dizendo: “Este é o sangue da aliança que o Senhor concluiu convosco mediante todas estas palavras” » (Ex 24, 8).

(39)Conc. Ecum. Vat. II, Const. dogm. sobre a Igreja Lumen gentium, 1.

(40)Cf. ibid., 9.

(41)Cf. Conc. Ecum. Vat. II, Decr. sobre o ministério e a vida dos sacerdotes Presbyterorum ordinis, 5. No n. 6 do mesmo decreto, lê-se: « Nenhuma comunidade cristã se edifica sem ter a sua raiz e o seu centro na celebração da santíssima Eucaristia ».

(42)Homilias sobre a I Carta aos Coríntios, 24, 2: PG 61, 200; cf. Didaké, IX, 4: F. X. Funk, I, 22; S. Cipriano, Epistula LXIII, 13: PL 4, 384.

(43)Patrologia Orientalis, 26, 206.

(44)Conc. Ecum. Vat. II, Const. dogm. sobre a Igreja Lumen gentium, 1.

(45)Cf. Conc. Ecum. de Trento, Sess. XIII, Decretum de ss. Eucharistia, cân. 4: DS 1654.

(46)Cf. Ritual Romano: Sagrada Comunhão e Culto do Mistério Eucarístico fora da Missa, n. 80.

(47)Cf. ibid., nn. 86-90.

(48)João Paulo II, Carta ap. Novo millennio ineunte (6 de Janeiro de 2001), 32: AAS 93 (2001), 288.

(49)« Durante o dia, os fiéis não deixem de visitar o Santíssimo Sacramento, que se deve conservar nas igrejas, no lugar mais digno e com as honras devidas segundo as leis litúrgicas; cada visita é prova de gratidão, sinal de amor e dever de adoração a Cristo ali presente »: Paulo VI, Carta enc. Mysterium fidei (3 de Setembro de 1965): AAS 57 (1965), 771.

(50)Visitas ao Santíssimo Sacramento e a Maria Santíssima, Introdução: Obras Ascéticas (Avelino 2000), 295.

(51)N. 857.

(52)2Ibid., 857.

(53)Ibid., 857.

(54)Cf. Congr. para a Doutrina da Fé, Carta sobre algumas questões concernentes ao ministro da Eucaristia Sacerdotium ministeriale (6 de Agosto de 1983), III, 2: AAS 75 (1983), 1005.

(55)Const. dogm. sobre a Igreja Lumen gentium, 10.

(56)Ibid., 10.

(57)Cf. Institutio generalis (editio typica tertia), n. 147.

(58)Cf. Const. dogm. sobre a Igreja Lumen gentium, 10 e 28; Decr. sobre o ministério e a vida dos sacerdotes Presbyterorum ordinis, 2.

(59)« O ministro do altar age personificando Cristo cabeça, que oferece em nome de todos os membros »: Pio XII, Carta enc. Mediator Dei (20 de Novembro de 1947): AAS 39 (1947), 556; cf. Pio X, Exort. ap. Hærent animo (4 de Agosto de 1908): Pii X Acta, IV, 16; Pio XI, Carta enc. Ad catholici sacerdotii (20 de Dezembro de 1935): AAS 28 (1936), 20.

(60)Carta ap. Dominicæ Cenæ (24 de Fevereiro de 1980), 8: AAS 72 (1980), 128-129.

(61)Congr. para a Doutrina da Fé, Carta sobre algumas questões concernentes ao ministro da Eucaristia Sacerdotium ministeriale (6 de Agosto de 1983), III, 4: AAS 75 (1983), 1006; cf. IV Conc. Ecum. de Latrão, Const. sobre a fé católica Firmiter credimus, cap. 1: DS 802.

(62)Decr. sobre o ecumenismo Unitatis redintegratio, 22.

(63)Carta ap. Dominicæ Cenæ (24 de Fevereiro de 1980), 2: AAS 72 (1980), 115.

(64)Decr. sobre o ministério e a vida dos sacerdotes Presbyterorum ordinis, 14.

(65)Ibid., 13; Código de Direito Canónico, cân. 904; Código dos Cânones das Igrejas Orientais, cân. 378.

(66)Decr. sobre o ministério e a vida dos sacerdotes Presbyterorum ordinis, 6.

(67)Cf. Relação final, II-C.1: L'Osservatore Romano (ed. port. de 22/XII/1985), 651.

(68)Conc. Ecum. Vat. II, Const. dogm. sobre a Igreja Lumen gentium, 26.

(69)Nicolau Cabasilas, A vida em Cristo, IV, 10: SCh 355, 270.

(70)Caminho de perfeição, c. 35.

(71)Cf. Congr. da Doutrina da Fé, Carta sobre alguns aspectos da Igreja entendida como comunhão Communionis notio (28 de Maio de 1992), 4: AAS 85 (1993), 839-840.

(72)Cf. Conc. Ecum. Vat. II, Const. dogm. sobre a Igreja Lumen gentium, 14.

(73)Homilias sobre Isaías, 6, 3: PG 56, 139.

(74)N. 1385; cf. Código de Direito Canónico, cân. 916; Código dos Cânones das Igrejas Orientais, cân. 711.

(75)Discurso aos membros da Sagrada Penitenciaria Apostólica e aos padres penitenciários das Basílicas Patriarcais de Roma (30 de Janeiro de 1981): AAS 73 (1981), 203; cf. Conc. Ecum. de Trento, Sess. XIII, Decretum de ss. Eucharistia, cap. 7 e can 11: DS 1647, 1661.

(76)Cân. 915; cf. Código dos Cânones das Igrejas Orientais, cân. 712.

(77)Const. dogm. sobre a Igreja Lumen gentium, 14.

(78)S. Tomás de Aquino, Summa theologiæ, III, q. 73, a. 3c.

(79)Congr. para a Doutrina da Fé, Carta sobre alguns aspectos da Igreja entendida como comunhão Communionis notio (28 de Maio de 1992), 11: AAS 85 (1993), 844.

(80)Cf. Conc. Ecum. Vat. II, Const. dogm. sobre a Igreja Lumen gentium, 23.

(81)Carta aos cristãos de Esmirna, 8: PG 5, 713.

(82)Conc. Ecum. Vat. II, Const. dogm. sobre a Igreja Lumen gentium, 23.

(83)Congr. para a Doutrina da Fé, Carta sobre alguns aspectos da Igreja entendida como comunhão Communionis notio (28 de Maio de 1992), 14: AAS 85 (1993), 847.

(84)Sermo 272: PL 38, 1247.

(85)Ibid.: o.c., 1248.

(86)Cf. nn. 31-51: AAS 90 (1998), 731-746.

(87)Cf. ibid., 48-49: o.c., 744.

(88)N. 36: AAS 93 (2001), 291-292.

(89)Cf. Decr. sobre o ecumenismo Unitatis redintegratio, 1.

(90)Cf. Const. dogm. sobre a Igreja Lumen gentium, 11.

(91)« Fazei que, participando do único pão e do único cálice, permaneçamos unidos uns aos outros na comunhão do único Espírito Santo »: Anáfora da Liturgia de S. Basílio.

(92)Cf. Código de Direito Canónico, cân. 908; Código dos Cânones das Igrejas Orientais, cân. 702; Pont. Cons. para a Promoção da Unidade dos Cristãos, Directório para a aplicação dos princípios e das normas sobre o ecumenismo (25 de Março de 1993), 122-125.129-131: AAS 85 (1993), 1086-1089; Congr. da Doutrina da Fé, Carta Ad exsequendam (18 de Maio de 2001): AAS 93 (2001), 786.

(93)« A comunicação nas coisas sagradas que ofende a unidade da Igreja ou inclui adesão formal ao erro ou perigo de aberração na fé, de escândalo e de indiferentismo, é proibida por lei divina »: Decr. sobre as Igrejas católicas orientais Orientalium Ecclesiarum, 26.

(94)N. 45: AAS 87 (1995), 948.

(95)Decr. sobre as Igrejas católicas orientais Orientalium Ecclesiarum, 27.

(96)Cf. Código de Direito Canónico, cân. 844-§§ 3 e 4; Código dos Cânones das Igrejas Orientais, cân. 671-§§ 3 e 4.

(97)N. 46: AAS 87 (1995), 948.

(98)Cf. Conc. Ecum. Vat. II, Decr. sobre o ecumenismo Unitatis redintegratio, 22.

(99)Cf. Código de Direito Canónico, cân. 844; Código dos Cânones das Igrejas Orientais, cân. 671.

(100)Cf. AAS 91 (1999), 1155-1172.

(101)N. 22: AAS 92 (2000), 485.

(102)Cf. n. 21: AAS 95 (2003), 20.

(103)N. 29: AAS 93 (2001), 285.



(104)S. Tomás de Aquino, Summa theologiae, III, q. 83, a. 4c.


Compartilhe com seus amigos:
1   2   3   4


©principo.org 2019
enviar mensagem

    Página principal