Edital 01/2009 para seleçÃo de projetos para participarem do Programa Primeira Empresa Inovadora (Prime)



Baixar 73.94 Kb.
Encontro22.07.2016
Tamanho73.94 Kb.

EDITAL 01/2009 PARA SELEÇÃO DE PROJETOS para participarem do Programa Primeira Empresa Inovadora (Prime).

A Universidade Federal de Ouro Preto, em parceria com a Prefeitura Municipal de Ouro Preto, torna público o presente Edital para seleção de novos empreendimentos e empresas que queiram participar do Programa Primeira Empresa Inovadora (Prime) – lançado pela FINEP no dia 03/03/2009.



  1. objetivo


Selecionar propostas de empreendimentos da área tecnológica, com comprovada viabilidade técnica e mercadológica, para participar do Programa Prime.
Os convênios serão firmados com as 17 incubadoras-âncoras que ficarão responsáveis pela seleção dos empreendimentos nos estados e repasse direto da verba estatal. Em um ano, a Agência do Ministério da Ciência e Tecnologia prevê investir R$ 249 milhões em 2015 empresas com até dois anos de vida. A meta do programa é ajudar na estruturação de planos de negócio e no desenvolvimento de novos produtos e serviços.
A FINEP também divulgará as linhas gerais do edital, que será lançado pelos parceiros nos estados com algumas pequenas adaptações, decorrentes de peculiaridades regionais. Cada incubadora também vai operar com recursos diferenciados, entre R$ 9 milhões e, que já estão sendo liberados pela FINEP. No cálculo, foram levadas em consideração as estimativas de demanda local apresentadas pelas instituições parceiras. A maioria, no entanto, receberá o maior valor.
A FUNDAÇÃO BIOMINAS, instituição mineira dedicada a promover biotecnologia e ciências da vida, gestora da incubadora HABITAT, vai operar com R$14,4 milhões para um universo estimado de 120 empresas. Além dela, incubadora INSOFT (sob gestão da FUMSOFT) e a Incubadora das Empresas e Projetos (sob gestão da INATEL) compõem as três incubadoras-âncoras do Estado.
No primeiro ano de operação do Prime, cada empresa selecionada poderá contar com R$ 120 mil, em recursos não-reembolsáveis do Programa de Subvenção Econômica à Inovação. Essa verba poderá ser utilizada, basicamente, para apoio ao empreendedor e gestor do negócio e, ainda, para contratação de consultorias de mercado em áreas de gestão consideradas relevantes para a empresa, como recursos humanos, propriedade intelectual, formulação estratégica e inovação. No segundo ano do Programa, a empresa também poderá se beneficiar de um crédito adicional de mais R$ 120 mil, do Programa Juro Zero. Nesse caso, o financiamento será devolvido em 100 vezes sem juros.
O Prime prevê, ainda, a capacitação dos empreendedores para atuarem na consolidação das novas empresas. Antes de assinar o contrato, os empresários passarão por um curso de imersão em negócios na modalidade presencial e a distância. Nele, decidirão se, realmente, estão aptos a receber os recursos.
Até 2011, a FINEP planeja apoiar cerca de cinco mil empresas nascentes. Para isso, serão investidos R$ 600 milhões no Programa que, em 2009, também vai selecionar novos parceiros. Queremos fechar o mapa do Brasil com a participação de incubadoras de todos os estados, disse o presidente da FINEP, Luis Fernandes.



  1. NÚMERO DE PROPOSTAS

2.1 Serão selecionadas 08 (oito) propostas para o Programa de Pré-Incubação.


2.2 A critério do Conselho Gestor da Incubadora - CGI, com base nos nas avaliações da equipe de seleção, algumas propostas poderão ser alocadas no Programa de Residência.
2.3 Serão considerados à pré-incubação aqueles projetos que demonstrarem potencial inovador, mas que ainda não possuem estudo de viabilidade ou plano de negócios consistente. Serão considerados para incubação aqueles projetos que demonstrarem potencial inovador e viabilidade necessária ao seu desenvolvimento.
2.4 Os projetos serão analisados por Comissão especialmente formada e os aprovados poderão ser contemplados quando houver disponibilidade de espaço nos Módulos de Incubação, para os selecionados à incubação, ou quando houver disponibilidade de Consultoria Especializada para desenvolvimento do Plano de Negócio, para os selecionados à pré-incubação.



  1. PROPONENTES ELEGÍVEIS

3.1 Quaisquer empresa está apta a participar do Prime, desde que desenvolva atividades com conteúdo tecnológico e disponha de um produto viável economicamente. A meta do Programa é trabalhar para o desenvolvimento regional, a inovação tecnológica e a ascensão das pequenas empresas inovadoras no país.


3.1.1 Idéia de produto/ serviço em caráter de pré-incubação.

3.1.2 Empresa iniciante instituída por pessoa física - empreendedor, pesquisador ou profissional - que queira constituir empresa, com um produto e/ou processo inovador.

3.1.3 Empresa iniciante, instituída por pessoa jurídica, que objetive desenvolver um empreendimento com base tecnológica.

3.1.4 Empresa transferida, i.e. empresa com base tecnológica, já instalada em outro local, que intencione transferir-se integral ou parcialmente para o INCULTEC, a fim de desenvolver outros produtos/serviços.


3.2 São avaliados projetos individuais e/ou de equipes, sem distinção de formação acadêmica, situação profissional e faixa etária.



  1. INSCRIÇÕES E DOCUMENTAÇÃO




    1. As inscrições deverão ser feitas até o dia 01 de Abril de 2009, através de encaminhamento da documentação relacionada no subitem 4.2, no seguinte endereço e horários:

4.1.1 INCULTEC – Rua Hugo Soderi, s/n, Bairro Saramenha. Ouro Preto, Minas Gerais. 09:00 h às 12:00 h e 14:00 h às 17:00.




    1. Documentação necessária:

4.2.1. Formulário de identificação dos candidatos (anexo 1).



4.2.2. Formulário de identificação do projeto/ empresa (anexo 2).

      1. Currículo dos profissionais integrantes do projeto

      2. Cópia do R.G. dos profissionais integrantes do projeto

      3. Cópia do contrato social (quando for pessoa jurídica).



  1. FORMA DE APOIO




    1. Os projetos selecionados poderão usufruir os serviços oferecidos pelo INCULTEC no que concerne à capacitação, à assessoria técnico-administrativa para desenvolvimento/ aperfeiçoamento dos processos de gestão do negócio; do apoio técnico e tecnológico para desenvolvimento de produtos e processos inovadores e da infra-estrutura física composta por:




      1. Área física de 11 m2 para uso compartilhado entre os projetos pré-incubados, com ponto de Internet e estrutura básica de escritório (armário, mesa e cadeira).

      2. Área de uso compartilhado no INCULTEC, constituída em sala de reuniões, secretaria e administração.

      3. Áreas de uso compartilhado, disponibilizadas a critério de instituições parceiras do INCULTEC, como laboratórios, auditório, sala para treinamentos e biblioteca.



  1. SELEÇÃO E JULGAMENTO




    1. Os projetos serão avaliados por uma comissão formada pelos representantes da Comissão Gestora do INCULTEC - CGI, por profissionais ligados à área de gestão empresarial e à área técnica de atuação do projeto.




    1. O processo de seleção de empreendimentos é constituído por três etapas consecutivas:




      1. Avaliação/aprovação do Projeto Resumido do Empreendimento;

      2. Avaliação/aprovação do projeto mediante defesa oral para a comissão de seleção;

      3. Avaliação de Perfil Empreendedor (entrevista)




    1. As propostas serão classificadas mediante o somatório das notas atribuídas pela banca em cada um dos critérios a seguir, na escala de 1 a 10:




      1. Efetiva caracterização da proposta como empreendimento de base tecnológica;

      2. Inovação e valor tecnológico agregado ao produto/ serviço;

      3. Viabilidade técnica do projeto;

      4. Viabilidade mercadológica do projeto;

      5. Capacidade da equipe técnica (capacitação e experiência compatíveis com o projeto);

      6. Perfil e vocação do empreendedor;

      7. Características ambientais e ecológicas do produto/ serviço;

      8. Previsão de interação entre a empresa ou projeto e instituições de ensino e centros de pesquisa;

      9. Cronograma de desenvolvimento do projeto;

      10. Dimensões e impacto do projeto na economia local/regional;

      11. Capacidade econômico-financeira ou viabilidade financeira para desenvolvimento da proposta.



  1. RESULTADO DO PROCESSO SELETIVO




    1. A divulgação do resultado final do processo seletivo estará disponível a partir do dia 14/04/2009 nos seguintes locais:




  • Página do INCULTEC no site da UFOP.




  • INCULTEC - Rua Hugo Soderi, s/n, Bairro Saramenha. Ouro Preto, Minas Gerais.




      1. Não serão fornecidos resultados por telefone




    1. Contra as decisões tomadas acerca das inscrições para o processo seletivo caberá recurso, no prazo de máximo de três dias após a publicação do resultado, ao Conselho Gestor do INCULTEC que decidirá a questão em última instância.




  1. CONTRATO




    1. Após aprovação/classificação do Projeto será firmado um contrato de utilização de sistema compartilhado entre o candidato selecionado e o INCULTEC.




    1. Os responsáveis pelas propostas selecionadas terão um prazo de 5 (cinco) dias úteis, a partir da comunicação do resultado, para iniciar as atividades junto à incubadora, sob pena de serem desclassificados.



  1. DISPOSIÇÕES GERAIS




    1. Todas as informações recebidas dos candidatos serão tratadas como confidenciais.




    1. O Programa de Pré-Incubação será realizado em 2 (duas) etapas, sendo a primeira preparatória para a continuidade dos projetos em uma segunda fase. Apenas os projetos que alcançaremos os resultados estabelecidos na etapa anterior poderão continuar na segunda etapa do programa. (anexo 3)




    1. A critério do INCULTEC, as vagas poderão ser preenchidas de acordo com a avaliação das necessidades de estrutura física e de apoio técnico dos empreendimentos.




    1. Os casos omissos serão resolvidos pelo Conselho Gestor do INCULTEC.




    1. A qualquer tempo o presente Edital poderá ser prorrogado, revogado ou anulado, por motivo de interesse público ou por ilegalidade, no todo ou em parte, sem que isso implique direito a indenização ou reclamação de qualquer natureza.



  1. INFORMAÇÕES COMPLEMENTARES

Quaisquer outras informações poderão ser obtidas através do e-mail: incultec@ufop.br.





  1. DEFINIÇÕES




    1. Incubadora – instituição que objetiva ampliar a cultura empreendedora através da geração de novos negócios, postos de trabalhos e fluxo contínuo de inovações, possibilitando diversificação e desconcentração industrial, contribuindo com geração de capital intelectual, empregos mais qualificados e, sobretudo, a interação das diversas áreas do conhecimento que constituem Escolas, Universidades e os Centros de Tecnologia, conforme preceitua a Lei da Inovação.




    1. Incubadora de Base Tecnológica: são incubadoras que abrigam empresas cujos produtos, processos e/ou serviços são resultados de pesquisa científica e tecnológica.




    1. Empresa Incubada/residente - organização que está abrigada em uma incubadora de empresas.




    1. Inovação – introdução de novidade ou aperfeiçoamento no ambiente produtivo ou social que resulte em novos produtos, processos ou serviços.




    1. Projeto Pré-incubado - projetos identificados nas universidades, empresas, institutos de pesquisa, em fase de idéia ou desenvolvimento que passarão por um processo de acompanhamento/avaliação para percepção de sua viabilidade.



  1. CRONOGRAMA




ATIVIDADE

DATA

Lançamento do Edital

20/03/2009

Recebimento das propostas

01/04/2009

Divulgação do resultado da 1a etapa

03/04/2009

Apresentação dos trabalhos para a banca avaliadora

09/04/2009

Entrevistas para identificação do perfil empreendedor

13/04/2009

Divulgação do resultado final

14/04/2009

Início das atividades no INCULTEC

22/04/2009



  1. ANEXOS




    1. ANEXO 1 – Formulário de Identificação dos Candidatos.

    2. ANEXO 2 – Formulário de Identificação do Projeto/Empresa.

    3. ANEXO 3 – Etapas de Desenvolvimento do Programa de Pré-Incubação

ANEXO 1

Formulário de Identificação do Candidato (*)


Projeto- Título:




Nome Completo do Candidato:




Idade

Sexo

Ocupação Atual




( )M ( )F




Endereço









Bairro

Cidade

UF










CEP

RG

CPF










Telefone

Celular

E-mail










Formação Acadêmica




Experiência Profissional




Observações




(*) caso o projeto possua mais de 01 (um) integrante, preencher 01 (um) formulário para cada.

ANEXO 2

Formulário de Identificação do Projeto





Título do Projeto




Em caso de empresa

CNPJ

Inscrição Estadual

Inscrição Municipal










Nome do responsável pelo Projeto




Endereço









Bairro

Cidade

UF

CEP













Telefone

Home Page

E-mail












Descrição do Projeto


Descrição do Produto/Processo

Descreva o tipo de produto/processo que deseja desenvolver na Incubadora, suas principais características, a forma como ele vai ser produzido/implantado e o diferencial relativo à inovação.

Viabilidade Técnica

Descreva os aspectos que justificam a viabilidade técnica do Projeto / Empresa. Considere questões como: matéria-prima e insumos necessários, domínio da metodologia (se já está estabelecida) fase de desenvolvimento do protótipo, competência técnica do(s) candidato(s), potencial técnico existente na região para apoio ao desenvolvimento do projeto, resultados de pesquisas já realizadas.

Viabilidade Mercadológica

Descreva os aspectos que justificam a viabilidade mercadológica do Projeto / Empresa. Considere questões como: mercado consumidor, mercado concorrente e mercado fornecedor, estratégias de atuação, resultados de pesquisas já realizadas.

Viabilidade Econômica

Descreva os aspectos que justificam a viabilidade econômica do Projeto / Empresa. Considere questões como: custos, preço final, recursos financeiros para investimentos, fontes de custeio, margem de lucro, tempo de retorno financeiro dos investimentos.

Etapas de Desenvolvimento do Projeto

Deverá ser elaborado um cronograma (em semanas) com a previsão das principais atividades a serem desenvolvidas com o apoio da incubadora. (Vide Anexo 3)

Data

_____/_____/_____



Local:

Assinatura


ANEXO 3

Etapas de Desenvolvimento do Programa de Pré-Incubação

Etapa 1: Desenvolvimento do Plano de Negócios
Principais Atividades


  • Reuniões periódicas com a equipe da Incubadora;

  • Participação nos módulos do curso de capacitação sobre Plano de Negócios;

  • Elaboração do Plano de Negócios;

  • Elaboração do plano de atividades para o projeto;



Etapa 2: Desenvolvimento Técnico
Principais Atividades


  • Reuniões periódicas com a equipe da Incubadora;

  • Reuniões periódicas com o tutor/apoiador técnico do projeto;

  • Desenvolvimento de protótipo/metodologia de implementação.




©principo.org 2016
enviar mensagem

    Página principal