Educação de Jovens e Adultos Comissão Permanente de Avaliação – cpa exames supletivos de ensino médio



Baixar 60.08 Kb.
Encontro29.07.2016
Tamanho60.08 Kb.

Educação de Jovens e Adultos

Comissão Permanente de Avaliação – CPA
EXAMES SUPLETIVOS DE ENSINO MÉDIO


HISTÓRIA




Caro(a) Candidato(a),
Estudar História é perceber que o processo histórico é resultado da ação coletiva de homens e mulheres que viveram em determinado tempo e espaço e dos fatores sociais, políticos, econômicos e culturais, lançando um olhar atento sobre o presente.
É também procurar entender a riqueza de poucos, as dificuldades de muitos e o esforço para eleger valores e princípios a serem preservados (a democracia, por exemplo) e modificar o que deve ser transformado (a gritante desigualdade social existente).
Desse modo, não podemos nos colocar apenas como espectadores da História, mas co-participantes no exercício efetivo da cidadania, já que somos seres históricos.
Enfim, interpretar e criticar os fatos e situações reais da nossa região, do país e do mundo, compreendendo a si mesmo como ser histórico integrado à sociedade global.
Este Programa o(a) ajudará nos estudos preparatórios aos seus Exames. Os exemplos são algumas pistas para orientá-lo(a) nos seus estudos. A bibliografia é referência mínima que deve ser ampliada com outros portadores de texto a exemplo de jornal, revistas...
Com dedicação e esforço você conseguirá, com certeza, o melhor nos Exames.

Boa Sorte!




OBJETIVOS

CONTEÚDOS



    1. Identificar e interpretar os aspectos sócio-econômico-político-culturais ocorridos no processo de desagregação do sistema feudal e o progressivo desenvolvimento do sistema capitalista.







  1. A TRANSIÇÃO DA IDADE MÉDIA PARA A IDADE MODERNA.

1.1. A Europa e as Cruzadas

2.1. Conhecer os principais fatores que motivaram a expansão marítimo-comercial da Europa.



  • Caracterizar a Revolução Comercial.




    1. Relacionar as navegações inglesas, francesas e holandesas com a dos países ibéricos.

  • Identificar as características e comparar as diferentes formas de colonização na América e em particular no Brasil, relacionando-as com a estrutura fundiária atual.







  1. A EXPANSÃO MARÍTIMO-COMERCIAL EUROPÉIA

2.1. Mercantilismo



    1. Colonização ibérica, inglesa, francesa e holandesa.

  • A colonização portuguesa no Brasil: latifúndio, monocultura e escravismo.




3. Compreender os processos porque passaram as atividades de produção, da forma artesanal até a industrialização moderna, analisando as implicações sociais de cada período.



  • Caracterizar a Revolução Industrial na Inglaterra.




  1. REVOLUÇÃO INDUSTRIAL NA INGLATERRA

  • Inovações técnico-científicas

  • Divisão social do trabalho

  • Relação Capital x Trabalho

  • Conflitos Burguesia x Operariado

  • Urbanização desordenada

  • Desemprego






OBJETIVOS

CONTEÚDOS


4.1. Analisar os fatores de ordem sócio-econômico e política que desencadearam a crise do sistema colonial.


- Caracterizar o Iluminismo como movimento ideológico associando-o às contestações ao Estado Absolutista.


    1. Compreender as transformações sócio-econômicas e políticas que desencadearam o processo da independência das colônias inglesas na América do Norte e da revolução conduzida pela burguesia na França do século XVIII.

    2. Avaliar o legado cultural da Revolução Francesa para o mundo atual.
  • Identificar os principais expoentes do pensamento econômico liberal, relacionando-os com as características do neo-liberalismo atual.


    1. Identificar as idéias que influenciaram os movimentos anti-colonialistas, suas propostas e conseqüências sobre a vida sócio-política brasileira.







  1. A CRISE DO SISTEMA COLONIAL

    1. Iluminismo – Liberalismo Econômico




    1. Independência dos Estados Unidos da América




    1. A Revolução Francesa

- A França pré-revolucionária

- Igualidade, Liberdade, Fraternidade.



  • A Declaração dos Direitos do Homem e do Cidadão.

4.4. Movimentos anti-coloniais no Brasil:



  • Inconfidência Mineira

  • Conjuração Baiana (dos Alfaiates)


    1. Analisar a situação da Europa no início do século XIX, relacionando os efeitos da expansão napoleônica com o processo de separação política do Brasil de Portugal.

    1. Reconhecer a importância da abertura dos portos brasileiros e o significado da elevação do Brasil a Reino Unido.

    2. Identificar os motivos que levaram D. João VI a retornar para Portugal.




    1. Conhecer as lutas populares pela consolidação da Independência do Brasil na Bahia.







  1. A EXPANSÃO NAPOLEÔNICA NA EUROPA E SEUS REFLEXOS NO BRASIL.

    1. A família real portuguesa no Brasil e o fim do pacto colonial.



    1. A dependência econômica do Brasil em relação à Inglaterra.




    1. A Revolução do Porto e a tentativa de recolonização

- “Independência” – um acordo entre as elites brasileiras e a corte portuguesa.

    1. A Independência na Bahia: 2 de julho de 1823.



    1. Identificar a importância da Assembléia Constituinte e as principais características da Constituição outorgada em 1824.




    1. Conhecer os fatores que conduziram aos movimentos político-sociais durante o I e II Reinado; analisando os seus significados e suas influências no processo de participação política.




    1. Reconhecer a importância do negro na formação econômica e os processos de discriminação e exclusão em que viveram/vivem, da colonização até os dias atuais.




    1. Identificar as formas de organização e de resistência do negro no Brasil.

6. A FORMAÇÃO DO ESTADO MONÁRQUICO



    1. A Constituição de 1824 e a Confederação do Equador


    1. As revoltas sociais do século XIX



    1. Fim do tráfico negreiro



    1. A campanha abolicionista

  • A lavoura cafeeira, a imigração estrangeira e a situação dos negros no pós-abolição.






OBJETIVOS

CONTEÚDOS


7.1. Relacionar a necessidade de conquista de novas fontes de matérias-primas e de novos mercados consumidores com a expansão imperialista dos

países industrializados (Europa, EUA e Japão) no século XIX.





  1. O IMPERIALISMO E O NEO-COLONIALISMO

    1. As razões e necessidades da expansão: Inglaterra, França, Estados Unidos, Japão.

- A partilha da África e da Ásia

- Os efeitos do Imperialismo





    1. Caracterizar a Primeira Constituição Republicana

    1. Compreender a estrutura oligárquica de poder e o coronelismo como elementos fundamentais na política e nas características econômicas da República Velha.

    2. Caracterizar os movimentos operários no Brasil dessa época, distinguindo os movimentos anarquistas dos comunistas, identificando suas propostas e reivindicações.

    3. Associar os movimentos sociais e de caráter messiânico a contestação da ordem sócio-político-econômica vigente.







  1. REPÚBLICA VELHA (1889-1930)

    1. Primeira Constituição Republicana

    2. Coronelismo; política dos governadores; política do café-com-leite

  • Economia e sociedade na República Velha




    1. Os movimentos sociais urbanos e rurais

- Canudos e Contestado; Jagunços e cangaçeiros

- A Revolta da Chibata e a Revolta da Vacina

Ex. Oswaldo Cruz


    1. Tenentismo/Coluna Prestes

- A Revolução de 1930



    1. Compreender a Primeira Guerra Mundial como resultado de um conjunto de fatores tais como: rivalidades econômicas, política armamentista e expansão territorial.

    2. Identificar as principais fases e consequências da Primeira Guerra Mundial.







  1. A PRIMEIRA GUERRA MUNDIAL (1914-1918)

9.1 A política das alianças

9.2. As principais fases e seus efeitos



10.1. Analisar os fatores que contribuíram para a desagregação do regime czarista na Rússia e conseqüente implantação do sistema socialista.



  • Reconhecer as doutrinas sócio-econômicas socialistas e seus representantes.





10. A REVOLUÇÃO SOCIALISTA DE 1917

10.1. Fases da implantação do socialismo e sua propagação em outras áreas.



11.1. Identificar os motivos geradores da crise do capitalismo internacional na primeira metade do século XX e suas conseqüências para o mundo.

11.2. Relacionar o panorama sócio-econômico europeu com a queda das democracias parlamentares e a ascensão do fascismo e nazismo.



11. O PERÍODO ENTRE GUERRAS

11.1. A crise do Capitalismo

- A queda da bolsa de Nova York em 1929
11.2. Ascensão dos regimes totalitários e queda das democracias parlamentares: Nazismo/Fascismo

- Brasil: Integralismo (AIB) x Comunismo (ANL)



12.1. Conhecer e analisar as realizações do período getulista e suas contradições nos campos sócio-político-econômico da época.



  • Compreender a ditadura do Estado Novo como um regime de inspiração fascista e corporativista.




12. A ERA VARGAS (1930-1945)

12.1. O Governo Provisório: (1930-1934)

- O Governo Constitucional (1934-1937)

- O Estado Novo (1937-1945)

- Política Nacionalista e Intervencionista


  • Populismo e Trabalhismo: CLT, Salário Mínimo, Voto feminino




OBJETIVOS

CONTEÚDOS

12.2. Analisar a postura adotada pelo governo brasileiro com relação a sua participação na Segunda Guerra Mundial.



12.2. A participação do Brasil na Segunda Guerra Mundial




13.1. Compreender os motivos que levaram à Segunda Guerra Mundial, identificando os blocos formados pelos países participantes e os fatores de ordem político-econômico que a transformaram em mundial.


13.2. Analisar a participação dos Estados Unidos e o antagonismo com o avanço japonês.

13.3. Caracterizar os acordos de paz, identificando os efeitos e percebendo as consequências para o mundo pós-guerra.





13. A SEGUNDA GUERRA MUNDIAL (1939-1945)

13.1. Imperialismo e a indústria bélica


13.2. A participação dos EUA na Guerra

- Fim da Alemanha: a derrota nazista

13.3. Acordos de Paz: O mundo pós-guerra



14.1. Identificar as principais características da Guerra Fria que dividiram o mundo em dois blocos antagônicos após a Segunda Guerra Mundial.

- Analisar os principais acontecimentos ocorridos durante a segunda metade do século XX que alteraram o panorama político-econômico e ideológico mundial.

14.2. Explicar os principais fatos e situações vivenciados pela sociedade brasileira no período de 1945 a 1964.




14. A GUERRA FRIA

14.1. EUA (Capitalismo) X URSS (Socialismo)



  • A nova Ordem Mundial: o colapso do socialismo; a queda do muro de Berlim; redemocratização na América Latina; Neo-liberalismo; globalização da economia; blocos regionais e internacionais.

14.2. A volta de Getúlio Vargas

- A “americanização do Brasil”


  • Os governos de Juscelino Kubitschek, Jânio Quadros e João Goulart.




15.1. Caracterizar o Estado Autoritário brasileiro de 1964 a 1985.

- Analisar as políticas econômicas adotadas pelos governos militares.

15.2. Mostrar a importância da resistência da sociedade civil, reconhecendo a organização dos movimentos populares nos mais diversos aspectos sócio-culturais.





15. OS GOVERNOS MILITARES NO BRASIL(1964-1985)

15.1. Autoritarismo e Repressão: Atos Institucionais



  • “ O Milagre Brasileiro”

15.2. Movimentos da sociedade civil

- A abertura política/redemocratização: de Geisel a Figueiredo

- Diretas Já



16.1. Analisar os governos brasileiros a partir de 1985 até os dias atuais, identificando suas políticas nos campos social e econômico.

16.2. Caracterizar a atual Constituição Brasileira.

16.3. Relacionar os problemas vivenciados pela sociedade brasileira atual, percebendo as suas raízes históricas e a exclusão social




16. A NOVA REPÚBLICA (de 1985 até os Dias Atuais)

16.1. De Sarney a FHC

16.2. A Constituição de 1988

16.3. A política neo-liberal brasileira

- Problemas enfrentados pela sociedade brasileira: concentração da terra e da riqueza: a questão agrária; movimentos sociais urbanos e rurais; desemprego; violência; narcotráfico/drogas; habitação; saúde; educação, entre outros




ENSINO MÉDIO - HISTÓRIA
INDICAÇÕES BIBLIOGRÁFICAS

ARAÚJO, José Góes de. Velha Cidade da Bahia historia & estórias (2 volumes). Fundação Cultura, 2001.



COTRIM, Gilberto. História e Consciência do Brasil. 2º. Grau, 3ª ed. São Paulo: Saraiva, 1996
_____. História Geral e História do Brasil para um geração consciente. 7ª ed. São Paulo: Saraiva, 1981.
NADAI, Elza e NEVES, Joana. História do Brasil. 18ª ed. São Paulo : Saraiva, 1996
ORDONEZ, Marlene e QUEVEDO, Júlio. História. São Paulo : IBEP, 1999.
PEDRO, Antonio. História Geral: compacto, 2º. Grau, Ed. Atual, São Paulo: FTD, 1995.
SCHMITD, Mario Furley. Nova história crítica do Brasil: 500 anos de história mal contada. São Paulo: Nova Geração, 1997.
TAVARES, Luiz Henrique Dias. História da Bahia, UNESP/UFBA, 2001
REVISTAS: ISTO É, VEJA, ÉPOCA, CAROS AMIGOS, entre outras.
JORNAIS DE CIRCULAÇÃO LOCAL E NACIONAL


©principo.org 2016
enviar mensagem

    Página principal