Elos Internacional



Baixar 12.4 Kb.
Encontro08.08.2016
Tamanho12.4 Kb.
PROJETO DE LEI Nº. 661, DE 2002

Institui o Dia Estadual do "Elos Internacional", na forma que especifica.

A Assembléia Legislativa do Estado de São Paulo decreta:

Artigo 1º. - Fica instituído o Dia Estadual do "Elos Internacional", a ser comemorado, anualmente, no dia 08 de agosto.


Artigo 2º. - Esta lei entrará em vigor na data de sua publicação.

JUSTIFICATIVA

O Elos Clube foi fundado em Santos no dia 08 de agosto de 1959, quando 13 amigos se reuniram na Prainha, em São Vicente, na residência do Dr. Eduardo Dias Coelho - o idealizador - e fundaram um clube, que a princípio foi chamado de Clube das Oliveiras. Mais tarde passou a se chamar Elos Clube de Santos. Seus fundadores, além do Dr. Eduardo foram os seguintes companheiros: Aires Pedro dos Santos, Adelino Miguéis Picato, Arimondi Falconi, Hermes Barsotti, Henriques Martins, Joaquim da Rocha Brites, José de Souza, Luiz Espinha, Manuel Antonio Marçal, Manuel Antonio Gomes, Mário de Almeida Nunes e Waldemar da Cruz.

A denominação correta do Elos é Elos Internacional da Comunidade Lusíada ou simplesmente Elos Internacional. (Art. 1º. da Constituição do Elos).

Seus objetivos principais são: cultuar e defender a Língua Pátria, preservar a nossa Cultura e propagar o Humanismo Lusíada.

Esta é a base fundamental do Elismo, que está espalhado pelo mundo.

Dentro de suas atividades as unidades elistas na Comunidade Lusíada são norteadas pelos elevados ideais comunitários consubstanciados nos seguintes princípios gerais: O Elismo é um movimento de congregação de valores humanos dispostos ou, pelos menos, predispostos a defenderem a aliança e a promoverem a boa compreensão dos povos de língua portuguesa. Veículo de propagação e de defesa dos ideais que formam a comunidade lusíada é também o Elismo, por decorrência e paralelamente, fonte de alta confraternização de quantos nele se integram. Tendo por trilha o idioma português, pois, fadado a se expandir por lugares os mais diversos e distantes, sejam quais forem as suas peculiaridades locais próprias e típicas, o Elismo é um símbolo de manutenção e de garantia da sobrevivência, em qualquer lugar do mundo, de princípios e ideais que a língua mater conferiu e consolidou nos homens de todos os tempos.

Um Elos Clube jamais poderá ser entendido como unidade isolada. Cada ELOS é simples fração de um todo; é mera parte de um conjunto; é uma peça de engrenagem; é um elemento que se prende a outros tantos que hão de formar poderosa corrente de pensamento e de ação, em função de idéias e fins comuns. Situado acima das contingências de formulações políticas internas de cada país, o ELOS respeita o sentir e as convicções de cada elista como cidadão, alheio a sistemas de governos e a doutrina de governantes, desde que não subversivos. Também os não distingue por sua condição social, econômica ou religiosa, já que os equaciona na linha de rígida conduta moral e de adesão aos fins da entidade. Reclama o ELOS, a par da união das pessoas que falam e dignificam a nossa língua, a sua identificação na soma de suas forças e esforços para, no campo espiritual, darem vivência e relevância a valores éticos e históricos e, no terreno material, postularem para que tornem práticas e objetivas as recomendações que, no interesse da família lusíada, venham a ser ditados por tratados, convenções e protocolos oficiais.

Todo elista nivela-se por um mesmo conteúdo moral e por uma mesma dose de idealismo na luta pela congregação das pessoas que, onde estiverem, falem adaptem ou cultivem a língua portuguesa. Este, seu denominador comum. Pouco importam as suas desigualdades econômico-financeiras ou a diversidade sua cultura, cor, religião ou convicções políticas. O culto ao lar, o respeito à família, a veneração à pátria, o amor ao próximo; a honradez no trabalho, irrevogável idoneidade moral e inconsútil determinação de fazer vingar os objetivos sociais, tais os pressupostos de sua vocação elista que lhes cumpre procurar transferir às gerações mais moças, como reservas indispensável ao futuro do elismo e à sustentação da comunidade que o Elos simboliza.

O Elista é, precisa e deve ser a expressão dinâmica de uma comunidade, a lusíada.

"A língua nos aproxima e nos une, independentemente dos dialetos locais em que é falada. E também com a língua estamos unidos na forma de pensar e na maneira de sentir".

Sala das Sessões em,...



Rosmary Corrêa (Delegada ROSE)

Deputada Estadual

APX/apx


Sistema SPL - Originalidade: 30782 -2910202 4:5:3.691


©principo.org 2016
enviar mensagem

    Página principal