English exercises



Baixar 97.92 Kb.
Encontro27.07.2016
Tamanho97.92 Kb.



Colégio "O BOSQUE"

Ensino Fundamental e Médio


ENGLISH EXERCISES
5º ANO

Orientações:

- O aluno poderá ter o auxílio de um adulto caso necessite;

- Faça tudo com capricho e atenção;

- A verificação do livro será feita assim que retornarem às aulas.




  • Verifique em seu livro o Happy Album (pp 202, 203, 204 e 205), caso não tenha feito alguma pág. indicada, complete-a;



  • Leia as pp. 58, 59 e 60 do livro e faça os exercícios das pp. 61, 62 e 63. Faremos a correção assim que retornarmos.


Kisses ! ! ! (Beijos! ! !)

Teacher Carla




Colégio "O BOSQUE"

Ensino Fundamental e Médio
Nome: __________________________________________________Nº____ 5º ANO A

Profª Nancy



EDUCAÇÃO ARTÍSTICA
Bom dia, amiguinhos!!! Essa é a atividade da 2ª semana!!!
Existe uma técnica de reprodução de desenhos chamada Técnica do Quadriculado. Através dela podemos reproduzir desenhos, ampliá-los e reduzi-los. Tudo dependerá do tamanho do quadriculado.

Imprima essa folha e, contando os quadradinhos, procure reproduzir a figura no quadro abaixo. Preste atenção, porque os quadros não estão na mesma direção. Contorne o seu desenho. Dê um colorido bem bonito nos dois desenhos. Um beijão!!! Prô Nancy





COLÉGIO “O BOSQUE”

Ensino Fundamental e Médio


Nome: __________________________________________________ Nº____ 5º ano __

Profª Rosa Data: __/__/__ NOTA: ______




ATIVIDADE I DE HISTÓRIA

2º TRIMESTRE
O Fim da Escravidão

Após muitas leis e manifestos abolicionistas, foi assinada a lei maior que aboliu a escravidão. Essa lei foi assinada pela princesa Isabel em 13 de maio de 1888, libertando todos os escravos.


As últimas décadas do governo de D. Pedro II foram marcadas pelas campanhas abolicionistas e republicanas. Essas campanhas contribuíram para o fim do regime imperial e sua substituição pela República.

Muitos brasileiros eram contra a escravidão e fizeram campanhas pela libertação dos escravos. Entre os abolicionistas estavam pessoas influentes, como o jornalista negro José do Patrocínio, o poeta Castro Alves, os escritores Luís Gama e Raul Pompéia e os políticos Joaquim Nabuco e Rui Barbosa.

Aos poucos, os abolicionistas forçaram a aprovação de leis para libertar os escravos:


  • Lei Eusébio de Queirós, aprovada em 1850, que proibia o tráfico externo dos escravos, isto é, a vinda de escravos da África.

  • Lei do Ventre Livre ou Lei Visconde do Rio Branco, de 1871, que dava liberdade aos filhos de escravas nascidos a partir de então.

  • Lei dos Sexagenários ou Lei Saraiva-Cotegipe, de 1885, que libertava os escravos com mais de 65 anos de idade. Essa lei não teve muito efeito pois a grande maioria dos escravos dificilmente vivia mais de 50 anos. Mas ela deixava claro que os dias da escravidão estavam contados.

Em 1888, D. Pedro, velho e doente, afastou-se do governo deixando em seu lugar, como regente, sua filha, a princesa Isabel.

Os abolicionistas sentiram que, com a princesa Isabel no governo, era o momento de terminar com a escravidão no Brasil. Afinal por diversas vezes ela já havia demonstrado ser favorável à campanha dos abolicionistas.

Um projeto de lei acabando com a escravidão foi apresentado, discutido e aprovado pelos deputados membros da Assembleia Imperial. Para entrar em vigor, era preciso que a regente a assinasse.

E foi o que ela fez. No dia 13 de maio de 1888, a princesa Isabel assinou a Lei Áurea que declarava extinta a escravidão no Brasil.

Foi um dia de muita alegria para os escravos. Por seu gesto, a princesa recebeu o título de “A Redentora”. Mas os problemas dos negros brasileiros ainda não estavam resolvidos...

Apesar de terem contribuído com o seu trabalho para o crescimento econômico do Brasil, nunca houve uma preocupação em instruí-los, ensinar-lhes uma profissão. Assim, ao serem libertados, eles simplesmente não encontravam emprego. A maioria ficou marginalizada. Muitos se transferiram para as cidades, em busca de trabalho. Sujeitos a toda sorte de preconceito e malsucedidos no mercado de trabalho, começaram a formar favelas nos centros urbanos, permanecendo nas camadas mais pobres da sociedade.

Ainda hoje, os negros sofrem um forte preconceito social. Mas há um grande esforço do governo e de boa parte da sociedade em fazer com que seus direitos sejam rejeitados.
1. Responda:

a) Que campanhas provocaram o fim do regime imperial?

____________________________________________________________________________________________________________________________________________________________
b) Quais brasileiros se destacaram nas campanhas abolicionistas?

________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________


c) O que significa “abolicionista”?

________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________

d) Qual foi o primeiro passo dado em favor dos escravos?

__________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________


2. Faça a correspondência:

a) Lei Eusébio de Queirós ( ) Deu liberdade aos filhos de escravas, a partir de sua

b) Lei do Ventre Livre promulgação

c) Lei do Sexagenário ( ) Terminou com o tráfico externo de escravos.

d) Lei Áurea ( ) Aboliu a escravidão no Brasil.

( ) Deu liberdade aos escravos que tivessem mais de 65

anos.
3. Escreva o ano em que foram assinadas as leis:

a) Eusébio de Queirós ____________________

b) Ventre Livre __________________________

c) Sexagenários _________________________

d) Áurea _______________________________

4. Complete:

A escravidão no Brasil foi extinta no dia ____________________________ pela ___________________ que assinou a ______________________.

5. O que você acha do preconceito racial no Brasil? Dê sua opinião. Escreva um texto.

________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________

________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________

____________________________________________________________________________________________________________________________________________________________
Curiosidade

Você já ouviu falar do “Poeta dos Escravos”?

Castro Alves (1847-1871), baiano, era conhecido como o “poeta dos escravos”, pois ele defendia os cativos e o fim da escravidão.

Um dos poemas que Castro Alves escreveu sobre os escravos chama-se “Navio Negreiro”.



COLÉGIO “O BOSQUE”

Ensino Fundamental e Médio



Nome: _________________________________________________ Nº____ 5º ano __

Profª Rosa Data: __/__/__
ATIVIDADE II DE HISTÓRIA

2º TRIMESTRE

A Proclamação da República

O imperador D. Pedro II governou o Brasil por quase cinquenta anos. Na opinião de muitas pessoas, D. Pedro II, foi um bom administrador, querido pelos brasileiros. Porém, ao final de seu governo ele sofreu muitas críticas de padres, militares e, principalmente, de fazendeiros insatisfeitos com a libertação dos escravos. Muitos queriam ver o fim da Monarquia.

Os fazendeiros reclamavam dos prejuízos causados pelo fim da escravidão. Eles argumentavam que haviam gasto muito dinheiro na compra dos escravos. Queriam ser indenizados, mas o governo não concordava com isso. Além disso, muitos fazendeiros da região oeste da então província de São Paulo – que já utilizavam trabalhadores imigrantes nas plantações de café, principalmente italianos – queriam ter maior influência no governo. Por isso, preferiam um governo republicano, já que o governo imperial era dominado pelos fazendeiros do Nordeste e do Vale do Paraíba.

Muitos militares, que tinham lutado na guerra do Paraguai, também desejavam o fim da Monarquia e a proclamação da República. A maioria influenciada pelos oficiais uruguaios e argentinos, que viviam sob o governo republicano.

E a Igreja criticava o imperador por ele ter determinado a prisão dos bispos de Olinda e de Belém pelo crime de insubordinação, o que muito chocou os membros da Igreja católica.


Durante o período imperial, pela Constituição de 1824, o catolicismo era a religião oficial do Brasil. Assim, havia uma união entre a Igreja católica e o governo imperial. Em consequência, nenhuma ordem papal podia ser aplicada no Brasil sem a autorização do imperador. Isso era chamado de beneplácito”. Pelo regime do “padroado”, os bispos eram nomeados pelo imperador.


Em 1870, um jornal do Rio de Janeiro publicou o “Manifesto Republicano”, que apoiava a implantação do regime republicano no Brasil.

Em 1873 ocorreu em Itu, na província de São Paulo, uma convenção republicana, a chamada Convenção de Itu, da qual participaram muitos cafeicultores paulistas. Dessa convenção foi originado o Partido Republicano Paulista.

Nos anos seguintes, foram fundados partidos republicanos em várias províncias, apoiados por Quintino Bocaiúva, Benjamim

Constant, Silva Jardim e Rui Barbosa. Crescia a campanha republicana, cujo objetivo maior era acabar com a Monarquia.

O Brasil era, então, o único país da América governado por um monarca. Todos os demais eram republicanos.

Muitos brasileiros não queriam mais viver sob a forma imperial de governo. Acreditavam que, com a instituição da República, a população participaria mais da política do país. Numa Monarquia, o governo é chefiado por um rei ou por um imperador e o poder passa de pai para filho. Numa República, os eleitores escolhem o presidente, que governa por um determinado tempo.

Nos primeiros dias de novembro de 1889, os militares que apoiavam a instalação do regime republicano receberam o apoio de civis como Quintino Bocaiúva, Aristides Lobo, Rui Barbosa e Francisco Glicério, os chamados “republicanos históricos”.

No dia 11 de novembro, o marechal Deodoro da Fonseca, que tinha sido ministro do Império e era o oficial militar de mais alta patente, aceitou a chefia do movimento republicano. No dia 14 de novembro, surgiu o boato de que Deodoro da Fonseca e Benjamim Constant, que também era oficial do Exército, seriam presos. Os militares republicanos resolveram agir. Organizaram-se e, na madrugada do dia seguinte, Deodoro da Fonseca assumiu o controle das tropas no Rio de Janeiro. Dirigiu-se à Praça da Aclamação, que hoje se chama Praça da República, e cercou o quartel-general. Os soldados o receberam com vivas. Solenemente, o marechal Deodoro da Fonseca proclamou a República.



No dia 15 de novembro de 1889, o Brasil se tornou uma República. Nesse mesmo dia, foi organizado um governo provisório, sendo seu chefe o próprio Deodoro da Fonseca, comandante da revolta, que se tornou, assim, o primeiro presidente do Brasil.


O imperador D. Pedro II estava com sua família em Petrópolis. Lá foi comunicado por um militar de que não governava mais o Brasil e teria de deixar o país. Dois dias depois, D. Pedro II e sua família viajaram para a Europa a bordo de um navio. Após breve permanência em Portugal, D. Pedro II acabou por se mudar para Paris, capital da França,

onde faleceu em 5 de dezembro de 1891.

Petrópolis é uma cidade localizada na região serrana do atual estado do Rio de Janeiro. Seu clima é bastante agradável no verão. Por isso, o imperador D. Pedro II tinha ali sua residência de veraneio. O antigo Palácio Imperial hoje é o Museu Imperial. Observe o nome desta cidade: Petrópolis. O que significa?

Petrópolis foi fundada por D. Pedro II em 1843 e significa cidade de Pedro.
No dia 19 de novembro, o chefe do governo provisório escolheu uma nova bandeira nacional, usada até hoje. Pouco mais de um ano depois da proclamação da República, em 1891, o novo Congresso aprovou uma nova Constituição, a primeira do período republicano.
1. Responda:

a) Por quanto tempo D. Pedro II governou o Brasil?

______________________________________________________________________________
b) Quem mais criticava o governo de D. Pedro II?

____________________________________________________________________________________________________________________________________________________________


c) Que pessoas formavam o movimento republicano e o que desejavam?

________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________


d) O que aconteceu de importante nos primeiros dias de novembro de 1889?

________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________


e) O que houve no dia 11 de novembro de 1889?

__________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________
f) Descreva o que aconteceu na madrugada do dia 15 de novembro de 1889?

____________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________


g) Qual o dia, mês e ano da proclamação da República?

______________________________________________________________________________


h) Quem foi o primeiro presidente do Brasil?

______________________________________________________________________________


2. Complete:

a) Na Monarquia brasileira, quem governava era o _________________________. Na Monarquia o poder passa de ____________________________.
b) Na República, geralmente é o povo quem escolhe o seu ________________________.
c) O nome do atual presidente da República é: _________________________________________ _______________
3. Atualidades:

a) Você sabe qual é a forma de governo no Brasil atualmente?

______________________________________________________________________________
b) Qual é o nome oficial do Brasil?

______________________________________________________________________________


c) Quem é o governador de seu estado?

______________________________________________________________________________


d) Quem é o prefeito de sua cidade?

______________________________________________________________________________




COLÉGIO “O BOSQUE”

Ensino Fundamental e Médio



Nome: _________________________________________ Nº____ 5º ano __

Profª Suza Data: __/__/__ Nota:_______
ATIVIDADES DE PORTUGUÊS

Orientações:



  • As atividades poderão ser realizadas em folhas impressas, se não for possível, copiar as questões e respondê-las no caderno.

  • Faça a lápis, com atenção e capricho!

  • Recolherei as atividades ao retornarmos!

Beijos!!!!!

Prô Suza



Leitura

Cuidado! Elas vivem nos mares, nas florestas

e em casarões assombrados
Em agosto, as criaturas mais assustadoras, bizarras e horrendas estão soltas por aí. Calma, não fique apavorado. Na verdade, elas vivem nas histórias, nas cantigas e nos jogos que o povo inventa.

O Dia do Folclore é comemorado em 22 de agosto. Mas suas histórias, originárias de diversas regiões do país, não precisam de dia certo para ser lembradas.

O folclore está nas brincadeiras de roda, nas adivinhas, nos versos, no tacacá (mingau do Norte), na superstição – que faz alguns evitar passar debaixo de escada -, nos mitos e em tudo mais que a imaginação criar. E está bem vivo nas histórias dos seres fabulosos apresentados aqui.

(...)


Boiúna

É também conhecida como Cobra-Grande, bastante conhecida pelos ribeirinhos dos rios, igarapés e igapós da Amazônia. Às vezes, surge como uma cobra preta, gigantesca, com olhos luminosos como dois faróis. Mas há também relatos em que a Boiuna tem a forma de uma embarcação a vapor. Ela é tão gigantesca que, por onde passa, marca sulcos na terra, formando igarapés (rios pequenos). Habita as profundezas das águas. Há diversas outras histórias de “cobras” que assustam gente por aí: a Cobra-Encantada (uma princesa foi condenada a viver no corpo de uma serpente) e a Cobra-Norato (que é o menino Honorato, irmão da Maria Caninana.)



Outras criaturas com “b”

São muitos os seres com “b” no dicionário do folclore: o Boto, que vira rapaz vestido de branco nas noites de lua cheia para dançar com as moças bonitas nos igarapés; o Boitatá, que é uma alma penada ou uma serpente de fogo (dependendo da região do país) e o Bumba-meu-Boi, que dá nome a uma brincadeira bastante famosa na festa junina do Maranhão (há uma variação para a festa no Pará e no Amazonas).



Curupira

Criatura das matas que tem estatura de anão, cabelos bem vermelhos e pés virados para trás. Quando caçador ouve algum barulho na mata, já fica com medo de encontrar o Curupira. Se alguém desaparece na floresta, é bem provável que a culpa seja do Curupira. Quem esquece o caminho de volta para casa também deve estar no rastro do Curupira – eta criatura danada! Geralmente os caçadores deixam na mata fumo e pinga – coisas que o Curupira adora – para agradar ou distrair o anão. Ele vive nos fundões da mata e atrai as pessoas com assobios.



Dama de branco

Uma dama vestida de branco é um fantasma que aparece para garimpeiros. Ela caminha suavemente, surge em velhos casarões e passeia pelas estradas. Contam que ela guarda tesouros escondidos e, por isso, encontrá-la por aí é sinal de sorte – ainda bem... No Piauí, os mais antigos contam que uma mulher horrenda, toda vestida de branco, aparece durante a madrugada na porta das igrejas. Ela é chamada de Num-Si-Pode.



Fada

Essa criatura veio na bagagem dos portugueses que viajaram para terras hoje chamadas Brasil. Boas ou más, as fadas são famosas nos contos de fadas que surgiram nas aldeias de camponeses europeus. Mas aqui nem sempre as fadas fizeram às vezes de madrinha. No conto Maria Borralheira, que é uma Cinderela brasileira, existe uma “vaca madrinha” como protetora.

(...)
Pé-de-garrafa

É outro ser que vive nas matas, assim como o Caapora. Ele grita por onde passa, é cabeludo e deixa rastros circulares, que mais parecem a marca do fundo da garrafa. Misterioso, ele foi visto pouquíssimas vezes. É parecido com o Mapinguari e o Capelobo, outras criaturas bem medonhas.


Onça-boi

Essa onça-pintada tem enormes patas de boi, segundo histórias contadas por caçadores no Acre e no Amazonas, no norte do país. Ela deixa rastro por onde passa. Elas, na verdade, pois andam sempre em dupla. Assim, é mais fácil perseguir uma vítima na floresta.



Onça com três patas

Outra criatura fabulosa na forma desse felino é a Onça-Maneta, que tem só três patas; perdeu uma das dianteiras. Dizem que já foi vista em Minas Gerais e em São Paulo.






Queixada

É um porco-do-mato, também chamado de caititu, cateto ou queixada. Nas histórias do folclore, esse animal é a montada preferida da Caapora:

“Montado numa queixada,

Rompe do bosque a espessura;

Da onça não teme as garras,

Tendo três palmos de altura!


Tutu

É um bicho-papão que vive para o Brasil nas histórias dos negros africanos trazidos na época da escravidão. Também chamado de bicho-tutu, ele morava nas cantigas de ninar que as amas cantavam para as crianças à noite. Há vários tipos de Tutu: o Tutu-Moringa, que tem esse nome porque sua barriga se parece com o bojo de uma moringa, rouba criancinhas porque pensa que elas são seus filhinhos perdidos. Tem ainda o Tutu-Zumbê, o Tutu-Zerê e o Tutu-Marambá. Alguns pais cantam a seguinte cantiga para espantar Tutu:

“Tutu-Marambá,

Não venhas mais cá,

Que o pai do menino

“Te manda matar.”

Vaqueiro Misterioso

Em várias regiões onde há fazendas de gado, o povo fala da figura do Vaqueiro Misterioso. Ele é um habilidoso cavaleiro, o mais ágil de todos, que surge sempre em dia de vaquejada. Vence todos os vaqueiros, ganha o prêmio e desaparece. Ninguém sabe onde ele mora e de onde vem. Será que ele é um vaqueiro do além?


Gabriela Romeu. Disponível em: www1.folha.uol.com.br/folhinha/dicas/di19080605.htm e www1.folha.uol.com.br/folhinha/dicas/di19080606.htm. Acessado em: 08 jun. 2007.
Interpretação do texto:
1. O texto que você leu foi retirado de:

( ) livro de história.

( ) revista em quadrinhos.

( ) livro de receita culinária.

( ) jornal impresso.

( ) jornal eletrônico.


2. Como você sabe?

________________________________________________________________________________________________________________________________________________


3. De que trata o texto?

________________________________________________________________________


4. Leia as pistas e complete.

a) Seu nome lembra queixos batendo um no outro:

________________________________________________________________________
b) Tem o boi no nome, mas é cobra:

________________________________________________________________________

c) O nome lembra comida mineira feita de feijão.

________________________________________________________________________


5. De qual ou de quais seres apresentados no texto você já ouviu falar?

________________________________________________________________________________________________________________________________________________


6. Caso você já tenha conhecimento sobre algum desses seres, as informações coincidem? O que mudou?

________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________



COLÉGIO “O BOSQUE”

Ensino Fundamental e Médio




Nome: ___________________________________________________ Nº____ 5º ano A


Profª Andréa Data: ___/___/___
Ciências

Na semana passada a turma fez uma análise da energia presente na cena das pp. 92 e 93. Para esta semana vamos relembrar nossos estudos sobre uma alimentação saudável, já que é ela que fornece energia ao nosso organismo e relacionar os sistemas digestório, circulatório e respiratório na produção dessa energia. Vamos lá!

Faça a leitura atenciosa e a resolução dos exercícios no livro da p. 136 a 145.

As seções Converse com seus colegas (p. 141) e Trabalhando em grupo (p. 145) são discutidas em classe, posteriormente.


-Essa tarefa é para a primeira aula de Ciências da semana do dia 17 de agosto.

-Qualquer dúvida, entre em contato pelo e-mail prof.andrea@obosque.com.br



COLÉGIO “O BOSQUE”

Ensino Fundamental e Médio



Nome: ___________________________________________________ Nº____ 5º ano __

Profª Sandra Data: ___/___/___ NOTA: ______
ATIVIDADE DE MATEMÁTICA

2º TRIMESTRE
Para se somar frações com denominadores diferentes, reduzimos as frações ao mesmo denominador.
1. Observe os exemplos e efetue as operações:

M.M.C. → Mínimo Múltiplo Comum

M (2) = { 0, 2, 4, 6, 8 ... }

M (3) = { 0, 3, 6, 9 ... }

M.M.C. ( 2, 3 ) = { 6 }

6 ÷ 2 x 1 + 6 ÷ 3 x 2 = 3 + 4 = 7

6 6 6 6 6


a) 2 + 1 =

5 6

b) 3 + 1 =

4 3


c) 2 + 1 =

7 3

d) 1 + 3 =

5 7

e) 4 + 1 =

5 3


COLÉGIO “O BOSQUE”

Ensino Fundamental e Médio


Nome: ___________________________________________________ Nº____ 5º ano __

Profª Silvania Data: ___/___/___ NOTA: ______



ATIVIDADE DE GEOGRAFIA



  • LER OS TEXTOS E FAZER AS QUESTÕES DO LIVRO DE GEOGRAFIA - PÁGINAS 88 A 91 ("RELEVO E RIOS DO BRASIL").



Compartilhe com seus amigos:


©principo.org 2019
enviar mensagem

    Página principal