Ensino fundamental e médio



Baixar 0.88 Mb.
Página1/8
Encontro01.08.2016
Tamanho0.88 Mb.
  1   2   3   4   5   6   7   8




ENSINO FUNDAMENTAL E MÉDIO



Rua Assis Brasil, s/nº - Abranches

Fone / Fax: (41) 3354-2366

E-mail: santagemmagalgani@yahoo.com.br

PROJETO POLÍTICO PEDAGÓGICO

Este projeto foi elaborado pelo corpo docente, equipe pedagógica e funcionários deste Estabelecimento de Ensino.


CURITIBA
2008

1. Apresentação 05

2. Identificação 07

2.1. Histórico 07

2.2. Espaço Curricular 10

3. Objetivos Gerais 15

4. Marco Situacional 17

5. Marco Conceitual 27

5.1. Fundamentação Teórica 27

5.2. Avaliação 53

6. Marco Operacional 68

6.1. Metas a serem atingidas na Educação Básica 68

6.2. Ensino Fundamental 71

6.2.1. Introdução 71

6.2.2. Fundamentação Teórica 73

6.2.3. Princípios Filosóficos e Educacionais 74

6.2.4. Áreas de Conhecimento 76

6.2.5. Matriz Curricular do Ensino Fundamental 79

6.3. Ensino Médio 80

6.3.1. Introdução 80

6.3.2. Fundamentação Teórica 82

6.3.3. Estrutura do Curso 87

6.3.4. Áreas do Conhecimento 89

6.3.5. Matriz Curricular do Ensino Médio - manhã 97

Matriz Curricular do Ensino Médio – noite 98

6.3.6. Estágio Não Obrigatório 99

7. Avaliação Institucional do Projeto Político Pedagógico 101

8. Conclusão 103

9. Referências Bibliográficas 104

10. Proposta Pedagógica Curricular 106

Escola é

... o lugar onde se faz amigos

não se trata só de prédios, salas, quadros,

programas, horários, conceitos...

Escola é, sobretudo, gente

gente que trabalha, que estuda

que alegra, se conhece, se estima.
O diretor é gente,

o pedagogo é gente,

o professor é gente,

o aluno é gente,

cada funcionário é gente.
E a escola será cada vez melhor

na medida em que cada um se compenetre

como colega, amigo, irmão.
Nada de "ilha cercada de gente por todos os lados"

nada de conviver com as pessoas e depois,

descobrir que não tem amizade a ninguém,

nada de ser como tijolo que forma a parede,

indiferente, fria, só.
Importante na escola não é só estudar,

não é só trabalhar,

é também criar laços de amizade,

é criar ambiente de camaradagem,

é conviver, é se "amarrar nela!"
Ora, é lógico...

numa escola assim vai ser fácil

estudar, trabalhar, crescer,

fazer amigos, educar-se, ser feliz.


Paulo Freire



  1. APRESENTAÇÃO

A Projeto Político Pedagógico aqui apresentado destina-se a definir a concepção filosófica da escola, estabelecendo um paralelo entre a realidade que temos e a realidade desejada, buscando um encaminhamento para as questões relevantes e requeridas pela mesma, possibilitando uma reflexão sobre a escola como uma instituição social, inserida na sociedade capitalista refletindo no seu interior as determinações e contradições dessa sociedade.

Sua finalidade é ajudar o educando a fazer uma leitura crítica da realidade, sempre associada aos conteúdos programáticos; estimular o aluno a pensar, contextualizando os conteúdos, mesmo que estes lhe sejam apresentados de forma tradicional.

Assim, precisamos definir o tipo de sociedade, de homem e de educação almejado, partindo de uma reflexão sobre as funções da escola e da qualidade do ensino ofertado. Reflexão que não se esgota, pois o Projeto Político Pedagógico deve, sempre ser realimentado.

Para tanto, pretende-se contar com a participação de todos os envolvidos no processo ensino-aprendizagem, na tentativa de sensibilizar a comunidade em prol do ensino de qualidade, com efetiva atuação, não simplesmente como observadores. É um assumir o compromisso por parte de todos.

Com base na realidade existente, optou-se pela realização do Projeto Político Pedagógico de forma participativa com sugestões da comunidade

de alunos, de funcionários, de professores, da equipe pedagógica administrativa, tendo como ponto de partida, nas ações educativas o compromisso com a ética no ensino, os princípios políticos dos direitos e deveres de cidadania, do exercício da criticidade e do respeito a ordem democrática


  1. IDENTIFICAÇÃO

O Colégio Estadual Santa Gemma Galgani está situado à Rua Assis Brasil, sem número, no bairro Abranches, CEP 82.220-150 – Fone/Fax: (41) 3354-2366, em Curitiba. É um Estabelecimento de Ensino de propriedade pública, mantido pelo Governo do Estado do Paraná, administrado pela Secretaria de Estado da Educação seguindo as normas de seu Regimento Escolar.


    1. Histórico

O Colégio Estadual Santa Gemma Galgani foi inaugurado no dia 12 de agosto de 1978. Pertencente ao Complexo Escolar Almirante Pedro Alvares Cabral, o novo Estabelecimento Escolar, Colégio Santa Gemma Galgani, recebeu esse nome em alusão à padroeira da Barreirinha.

Atendendo a uma antiga necessidade da região, o benefício da nova escola foi canalizado diretamente aos alunos de 5ª à 8ª séries do Ensino Fundamental, bem como aos matriculados no Ensino Médio, que até esta data permaneciam na Escola Estadual Gelvira Corrêa Pacheco, obrigando aquele Estabelecimento a funcionar em regime extraordinário de quatro turnos.

O referido Estabelecimento de Ensino conta com 1.896m2 de área total. Sua primeira Diretora foi Lademira Conrado Dilay e na seqüência José Paschoal Paulo, Vilma Cléa Marques, Luiz Roberto Gomes, Maria Auxiliadora Lugnani Gomes, Afrânio Nunes dos Reis, novamente Maria Auxiliadora Lugnani Gomes, Marinês de Oliveira Gort, Maria Goreti Arantes Reis, Luiz Felipe Nunes de Alves e, atualmente Johnnes Mateus Dias.

No início de sua implantação o atendimento servia a uma clientela, em sua maioria, dos bairros Abranches e Barreirinha. Na medida em que a população urbana cresceu o Colégio passou a atender alunos, não só dos dois bairros citados, como também de outros bairros e municípios. A comunidade é de classe média e baixa, segundo dados coletados através de cadastro realizado com os responsáveis pelo aluno.

O Decreto n.º 920/79, de julho de 1979, publicado no DOG de 30/07/79, o Governo do Estado do Paraná autorizou o funcionamento do Colégio Estadual Santa Gemma Galgani. O Curso de 1.º Grau Regular foi reconhecido pela Resolução n.º 231/82, de 28 de Janeiro de 1982, juntamente com as habilitações plenas de Assistente de Administração, Contabilidade e Secretariado, ensino de 2.º Grau, constando no Diário Oficial do Estado, de 10 de fevereiro de 1982, página 11.

O Curso de Secretariado foi extinto pela Resolução n.º 2749/86, de 17/06/1986 e o Curso de Assistente de Administração foi extinto em 1992 pela Resolução n.º 715/92, de 13/03/1992, ambos por falta de clientela.

O Plano de Implantação dos referidos cursos, o Parecer n.º 164/73, Decreto de Funcionamento, Parecer n.º 920, de 26/07/1979, que constam no Diário Oficial do Estado n.º 600, de 30/07/1979. Os cursos foram reconhecidos pela Resolução n.º 231, de 28/01/1982. Em 1989 entrou em funcionamento o Curso de Educação Geral, autorizado pela Resolução n.º 765/89, de 19/04/1989.

O Curso de Educação Geral, em nível de 2º Grau, funcionou no período matutino e no período noturno, com um total de 86 alunos, tendo sido extinta a turma da manhã por falta de alunos.

Por solicitação da comunidade e frente a crescente demanda de alunos, o curso Educação Geral, foi reativado no período da manhã, e hoje preenche todas as vagas disponíveis para o período.

Em 1996, por força da Lei n.º 9394/96, o Curso de Contabilidade foi extinto gradativamente, tendo sua extinção definitiva em 1999.

A partir de 1998, por exigências da nova Lei de Diretrizes e Bases da Educação, Del. 003/98 - CEE e Resolução Secretarial n.º 3120/90 - SEED, o Curso Educação Geral passa a ser chamado de Ensino Médio, e o Colégio passa a ter uma nova denominação: Colégio Estadual Santa Gemma Galgani – Ensino Fundamental e Médio.

A filosofia de educação, ou de ensino-aprendizagem do Colégio está fundamentada na concepção da pedagogia progressista, no sentido de se levar em consideração a natureza do aluno para o qual o currículo está sendo planejado e fazer uma análise crítica das realidades sociais. Consistindo na conscientização do educando quanto às contradições da sociedade, procurando levá-lo à participação ativa na sua transformação, e considera o educando passível de modificação e transformador da sociedade.

Com base em tal filosofia, procura-se proporcionar ao aluno, condições favoráveis de aprendizagem, adequadamente organizada, resultando em “desenvolvimento mental e pondo em movimento vários processos de desenvolvimento que de outra forma, seriam impossíveis de acontecer”, conforme afirma Vygotsky.

Há uma preocupação no sentido de desenvolver a integridade do “eu” no adolescente, o que ele deseja ser, qual a sua importância na sociedade e a contribuição educativa na formação da personalidade.

O processo educativo deve ser desenvolvido para o nosso contexto social. Considerando o pensamento de Saviani sobre o saber sistematizado, isso implica em:


  • respeito à cultura do educando, dando-lhe condições para que ele passe do simples ao complexo, recebendo os conteúdos de forma seqüencial;

  • um compromisso pedagógico político por parte dos educadores, para que haja transformações, e que esse compromisso seja transmitido ao aluno para que ele seja capaz de relativizar sua condição social, ou modo de vida, e o da sociedade;

  • que a escola deve formar o indivíduo, não apenas informar, porque ao repassar os conteúdos do livro didático o professor deve ter consciência da ideologia implícita, para não cair na pedagogia da “neutralidade ingênua”.

Portanto, o ideal educativo do Colégio Estadual Santa Gemma Galgani consiste na formação do homem consciente, crítico e atuante na sociedade.


    1. Espaço Curricular

A proposta está organizada por séries e disciplinas e, para que o aluno se aproprie do conhecimento para compreender, prever, extrapolar, agir e mudar a realidade. Pretende-se integrar as disciplinas num conhecimento contextualizado e interdisciplinar.


  1   2   3   4   5   6   7   8


©principo.org 2016
enviar mensagem

    Página principal