Esboço de psicanálise



Baixar 13.7 Kb.
Encontro02.08.2016
Tamanho13.7 Kb.
Professor Responsável: Mohamad A. A. Rahim

Quadro sinóptico baseado na bibliografia sugerida em cada aula



ESBOÇO DE PSICANÁLISE
Qualidades Psíquicas


  • O psíquico é inconsciente em si mesmo







  • A consciência é um estado fugaz




  • Tudo o que for inconsciente e que facilmente troca seu estado ( de inconsciente para consciente), é descrito como pré-consciente




  • Há outros processos psíquicos que não têm um acesso tão fácil à consciência, e que têm de ser traduzidos, os quais são denominados inconscientes




  • Atribuem-se três qualidades aos processos psíquicos: conscientes, pré-conscientes ou inconscientes










  • Inversamente, o material pré-consciente pode ser bloqueado por resistências(esquecimentos temporários)




  • A volta de material pré-consciente ao estado inconsciente desempenha grande papel na causa dos distúrbios neuróticos







  • A únicas qualidade predominante no id é a de ser inconsciente







  • Id e inconsciente acham-se tão intimamente ligados quanto ego e pré-consciente




  • Os processos no inconsciente ou no id obedecem ao processo primário




  • As ocorrência no pré-consciente, no ego, obedecem ao processo secundário


A Interpretação de Sonho com Ilustração





  • Conteúdos manifestos de um sonho e pensamentos oníricos latentes




  • O processo que produz o conteúdo manifesto a partir dos pensamentos oníricos latentes é descrito como elaboração onírica




  • O material inconsciente oriundo do id força seu caminho até o ego




  • Torna-se pré-consciente




  • Em consequência da oposição do ego, experimenta as modificações que conhecemos como deformação onírica




  • A formação de um sonho pode ser provocada de duas maneiras diferentes




  1. Um impulso instintivo que é suprimido(um desejo inconsciente) no sono faz-se sentir pelo ego




  1. Um impulso que sobrou da vida desperta(uma sequência pré-consciente de pensamento) recebe reforços durante o sono







  • Durante o sono, a retirada das anticatexias dá ao id uma liberdade inofensiva




  • Papel desempenha pelo id inconsciente nos sonhos:




  1. A memória é muito mais ampla nos sonhos

  2. Os sonhos fazem uso de símbolos desconhecidos da pessoa que sonha

  3. A memória reproduz impressões da tenra infância

  4. Os sonhos trazem material da herança arcaica(fonte da pré-história humana)




  • O resultado da elaboração onírica é uma conciliação




  • Há uma tendência impressionante à condensação, uma inclinação para formar novas unidades a partir de elementos separados




  • Intensidades psíquicas(catexias) são facilmente deslocadas







  • As regras que regem a lógica não tem peso no inconsciente







  • O ego satisfaz a exigência por considerá-la inofensiva




  • Os sonhos de ansiedade são, muitas vezes, aqueles cujo conteúdo experimentou a menor deformação




  • Se a exigência feita pelo inconsciente é grande demais e o ego não consegue desviá-la, ele abandona o desejo de dormir e volta à vida desperta




  • Os mecanismos inconscientes presentes na elaboração onírica são da mesma natureza dos presentes na formação de sintomas nas neuroses e psicoses.


©principo.org 2016
enviar mensagem

    Página principal