Escola Secundária de Estarreja Projecto de Recomendação



Baixar 10.48 Kb.
Encontro29.07.2016
Tamanho10.48 Kb.
Escola Secundária de Estarreja

Projecto de Recomendação

A Língua Portuguesa é o símbolo da identidade e da história de toda uma Nação e do seu povo que, ao longo dos séculos se consolidou e projectou como espaço de memória.
Considerando que:


  1. a evolução constante e cada vez mais acelerada da sociedade portuguesa se tem repercutido na mudança da língua, já Luís de Camões, afirmava

“MUDAM -SE OS TEMPOS, MUDAM -SE AS VONTADES ”, e

“ OUTRAS MUDANÇAS FAZ DE MOR ESPANTO:”

“QUE NÃO SE MUDA JÁ COMO SOÍA”


  1. a nossa língua deve ser encarada como um alto valor da nossa sociedade e a ela devemos o maior respeito e honra, pois distingue-nos dos demais e, tal como Bernardo Soares, constatava

“A MINHA PÁTRIA É A LINGUA PORTUGUESA”,


  1. a Língua Portuguesa pode estar a viver um período de certo “abandono” e sabendo como Eduardo Lourenço, que é uma

“LÍNGUA DEIXADA PELO MUNDO (…) UMA LÍNGUA QUE NÃO TEM OUTRO SUJEITO QUE AQUELES QUE A FALAM, NELA SE FALANDO”,


  1. há a necessidade de projectar e de valorizar a nossa língua, tal como a nós próprios, preservando-a, pois, como afirma José Saramago

“HOJE, UMA LÍNGUA QUE NÃO SE DEFENDE, MORRE”,


  1. é uma língua com um vocabulário rico e diversificado, e já Manuel Alegre afirma nos seus versos

“ NA MINHA LÍNGUA…CADA VERSO É UMA OUTRA GEOGRAFIA”,
6) não deixa de ser verdade o que Vergílio Ferreira afirmou:

“ UMA LÍNGUA É O LUGAR DONDE SE VÊ O MUNDO E EM QUE SE TRAÇAM

OS LIMITES DO NOSSO PENSAR E SENTIR”

Face aos considerandos supra numerados, propomos que:


1 – se promova a leitura, atribuindo-se incentivos monetários e económicos para a aquisição de livros, por exemplo, através da atribuição de um desconto jovem.
2 – se promova o “gosto em falar Português” através de trabalhos desenvolvidos na comunidade escolar, que deve fomentar igualmente o carinho pela língua, emendando sem castigar.
3 – se realizem programas televisivos, que incluam jogos didácticos em que a Língua Portuguesa seja a protagonista, atribuindo-se prémios apelativos que despertem o interesse para a participação das camadas mais jovens da sociedade.
4 – os órgãos de direcção dos meios de comunicação sejam mais exigentes e rigorosos quanto à competência linguística dos apresentadores dos programas e à formação dos repórteres e jornalistas.
5 – se incentivem as autarquias locais, através de subsídios atribuídos pelo poder central, ou da criação de condições que favoreçam o aparecimento de espaços apelativos à leitura e à cultura, por exemplo, criação de centros cívicos apetrechados com livros, computadores, revistas, jogos, exposições, representações e demais espectáculos.
6 – se projecte a Língua Portuguesa a nível internacional:

a) promovendo inicialmente concursos (teatro, poesia, música, etc.) inter escolas portuguesas com o fim de levar o grupo premiado na final, a mostrar os seus trabalhos às comunidades portuguesas no estrangeiro;



b) através do efectivo e continuado apoio do poder central à criação e acompanhamento de cátedras de Língua Portuguesa em universidades estrangeiras.


©principo.org 2016
enviar mensagem

    Página principal