Estado de mato grosso



Baixar 359.72 Kb.
Página3/6
Encontro18.07.2016
Tamanho359.72 Kb.
1   2   3   4   5   6

Obs. Especificações e detalhamento técnico estão contidos nos Anexos deste Termo de Referência.
6. EXIGÊNCIAS HABILITATÓRIAS MÍNIMAS:

- Apresentar atestado(s) de capacidade técnica emitido por pessoa jurídica de direito público ou privado, comprovando aptidão da licitante para exercer atividades pertinentes ao objeto da licitação.

- Apresentar carta de solidariedade e garantia do fabricante dos equipamentos previstos nos Itens 01 a 03.
7. EXIGÊNCIAS MÍNIMAS EM RELAÇÃO À PROPOSTA:

- Apresentar proposta contendo: descrição dos produtos conforme especificação contida no item 05 do presente Termo de Referencia, bem como o valor unitário e total dos produtos solicitados.

- Declarar expressamente que os preços cotados incluem todos os custos e despesas necessários ao cumprimento integral das obrigações decorrentes da licitação.

- Deverão ser indicadas nas propostas para os itens 01 a 03, as condições do sistema de garantia pelas empresas licitantes, bem como o seu prazo satisfazendo os requisitos mínimos arrolados no item 08 deste Termo.

- Deverão ser indicadas nas propostas para os itens 04 e 05, as condições do sistema de garantia pelas empresas licitante, bem como o seu prazo de no mínimo 01(um) ano.
8. DAS CONDIÇÕES DA GARANTIA PARA OS ITENS 01 A 03.

8.1. O prazo de garantia e manutenção dos equipamentos fornecidos, compreendendo os defeitos decorrentes de projeto, fabricação, construção, montagem, acondicionamento, transporte ou desgaste prematuro, envolvendo, obrigatoriamente, a substituição de peças será estabelecida conforme tabela 1 – Prazos mínimos de Garantia e Modalidade de Atendimento, a contar da data do recebimento definitivo dos equipamentos pelo Departamento de Informática deste Tribunal.

Item

Prazo de garantia

modalidade

1, 2, 3

3 anos

Horário comercial de segunda a sábado (8x6)
Tabela 1 – Prazos mínimos de Garantia e Modalidade de Atendimento.

8.2. A garantia deverá ser prestada no local onde estiverem instalados os equipamentos (on site).
8.3. Os prazos de atendimento e solução deverão respeitar os prazos definidos na Tabela 2 – Prazos Máximos de Atendimento e Solução.
Tabela 2 – Prazos Máximos de Atendimento e Solução


Classe




Servidores

Atendimento

(após a abertura do chamado)



Solução

(após o comparecimento para atendimento)



1

24 horas corridas

48 horas corridas

2

36 horas corridas

96 horas corridas

3

48 horas corridas

24 horas corridas


8.3.1. As horas úteis são contadas segundo o horário de funcionamento das sedes do Poder Judiciário: das 12h às 19h, de segunda a sexta-feira, excluindo feriados.
8.4. A classe do chamado depende das condições geradas por sua ocorrência:

8.4.1 Classe 1 (Criticidade Alta):

8.4.1.1. O problema causa perda ou paralisação total dos serviços e/ou sistemas. O trabalho não pode ter seqüência razoável, a operação passa a ser crítica para o negócio e a situação constitui uma emergência.

8.4.1.2. No caso de equipamentos de uso crítico, ainda em operação, a manutenção poderá ser realizada fora do horário de expediente, a critério do Tribunal de Justiça.

8.4.1.3. Equipamentos atingidos: servidores de arquivos, servidores de correio eletrônico, servidores de banco de dados ou servidores de Internet.
8.4.2. Classe 2 (Criticidade Média):

8.4.2.1. O problema causa uma grave perda da funcionalidade de serviços e sistemas. Não existe nenhuma alternativa aceitável, mas as operações podem continuar ainda que de modo restrito.

8.4.2.2. Equipamentos atingidos: estações de trabalho de usuários prioritários, servidores de arquivos, servidores de correio eletrônico ou servidores de Internet, impressoras em locais críticos.
8.4.3. Classe 3 (Criticidade Baixa):

8.4.3.1. O problema causa perda menor da funcionalidade de serviços e sistemas. O impacto constitui uma inconveniência que exige uma alternativa para restaurar a funcionalidade.

8.4.3.2. Equipamentos atingidos: estações de trabalho, servidores de arquivos, servidores de correio eletrônico ou servidores de Internet e impressoras em geral.
8.5. No caso de não-solução do problema, decorrido o prazo estipulado, a licitante providenciará a instalação provisória de outro equipamento equivalente ou superior ao que estiver sendo consertado, que permita a continuidade dos serviços, com padrão de qualidade similar ou aceitável dentro das possibilidades e necessidades dos usuários.
8.6. Todo equipamento substituído por outro reserva, para conserto em laboratório da licitante, deverá ser devolvido em perfeitas condições de funcionamento no prazo máximo de 30 dias, contados de sua retirada.
8.7. O chamado deverá ser fechado somente após sua efetiva solução.
8.7.1. Para efeito de caracterização de fechamento de chamados, concluídos ou não, será considerada a data/hora da comunicação, realizada a partir do local de atendimento, ao Departamento de Informática – Equipe de Hardware, via telefone, e-mail ou sistema próprio;

8.7.2. Os chamados não concluídos e que necessitarem de substituição de peças ou equipamentos, serão registrados no sistema do Tribunal de Justiça de Mato Grosso, e passarão a obedecer os prazos do item 3 da presente TR (Solução).
8.8. Na hipótese da não-devolução do equipamento, devidamente consertado, poderão ser aplicadas as penalidades previstas em contrato, sem prejuízo da responsabilidade civil e criminal pela apropriação de bem pertencente ao Tribunal de Justiça.
8.9. Em caso da impossibilidade técnica de conserto do equipamento original, a licitante deverá fornecer, em substituição, equipamento equivalente ou superior ao defeituoso.

8.9.1. Não será aceito como substituto o equipamento instalado provisoriamente, sem o expresso consentimento do Tribunal de Justiça.
8.10. As despesas decorrentes da aplicação das garantias aqui especificadas correrão por conta da licitante, inclusive aquelas referentes ao transporte de equipamentos.

9. DA FORMULAÇÃO DA PROPOSTA

As propostas serão elaboradas individualmente para cada item, da seguinte maneira:




Item

Descrição

Quantidade Estimada

Valor Unitário

Valor Total Estimado

















10. DO PRAZO DE ENTREGA.

Os equipamentos deverão ser entregues no Departamento de Material e Patrimônio do Poder Judiciário do Estado de Mato-Grosso, dentro do prazo de 30 dias, a contar da data de recebimento da Nota de Empenho.


11. MODO DE RECEBIMENTO / ACEITE.

Os objetos entregues ao Poder Judiciário do Estado de Mato Grosso serão avaliados na sua qualidade, conforme especificações do item 5 do presente Termo de Referência e respectivos Anexos.


12. MODO DE PAGAMENTO.

O pagamento deverá ser efetuado pelo Departamento do FUNAJURIS, logo após o atesto da nota fiscal pelo fiscal do contrato, corroborando que os itens registrados foram definitivamente entregues em conformidade com todo exposto neste Termo.


13. OBRIGAÇÕES COMPLEMENTARES DA CONTRATADA.

- Apresentar junto com a nota fiscal, a certidão de recolhimento do FGTS e do INSS da empresa;

- Acatar as determinações do fiscal do contrato, no que tange às especificações deste Termo;

- Trocar os materiais que não estiverem de acordo com o licitado, dentro do prazo de 30 (trinta) dias após o recebimento da notificação pelo Fiscal;

- Cumprir os prazos de entrega, sob pena de aplicação de sanções administrativas;

- Apresentar junto com a nota fiscal, a certidão de recolhimento do FGTS e do INSS da empresa;


14. OBRIGAÇÕES DO TRIBUNAL DE JUSTIÇA

Efetuar o pagamento, após o recebimento, a entrega e atesto das notas fiscais pelo fiscal do contrato;

Fiscalizar a execução do contrato através do respectivo fiscal;
15. FISCALIZAÇÃO.

Será responsável pela fiscalização da execução dos serviços, o Sr. Benedito Pedro da Cunha Alexandre, Diretor de Conectividade – matricula 6509.



16. VIGÊNCIA DA ATA DE REGISTRO DE PREÇOS.

A presente Ata terá validade de 12(doze) meses, podendo ser prorrogada conforme especificação legal.


Cuiabá, 09 de dezembro 2008.
Original assinado

BENEDITO ALEXANDRE

Diretor de Conectividade

Crivo:
Original assinado

THOMÁS AUGUSTO CAETANO

Coordenador de Tecnologia da Informação

Vag


ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS.
ITEM 1 - SERVIDOR “A”
Todos os modelos de equipamentos deste item devem ser de um mesmo fabricante e fornecidos por uma única licitante
1.1. Gabinete:

1.1.1. Tipo Rack 19” com altura máxima de 4 U’s.

1.1.2. Possuir display ou leds acoplados no painel frontal do servidor para alertar e monitorar as condições de funcionamento do equipamento quanto aos seus componentes internos (CPU, memória RAM, discos rígido, ventiladores e temperatura);

1.1.3. Deverão incluir junto ao servidor, kit de trilhos e braço metálico organizador de cabos para fixação dos servidores em racks padrão 19 polegadas. O kit de trilhos para fixação e braço metálico organizador de cabos deve ser retrátil, permitindo o deslizamento do servidor a fim de facilitar a manutenção do equipamento;


1.2. Processamento:

1.2.1. Processador: 04 (quatro) processadores padrão x86, originalmente concebido para servidores. Suporte à operação em 32 bits e 64 bits e memória cachê L2 integrada ao processador;

1.2.2. O modelo de equipamento com os 4 (quatro) processadores ofertados deve possuir índice de performance SPECint_rate_base2006 de, no mínimo, 267 pontos auditado pelo Standard Performance Evaluation Corporation.

1.2.3. Caso o servidor ofertado esteja auditado com mais processadores de tecnologia Quad-Core ao solicitado, será aplicada a fórmula SPECint_rate_base2006 estimado = SPECint_rate_base2006 auditado * (número de processador(es) ofertado / número de processador(es) auditado), sendo que o processador ofertado é idêntico ao processador auditado e o índice resultante do SPECint_rate_base2006 estimado não será inferior ao exigido neste item.

1.2.4. Caso servidor não esteja auditado com o processador ofertado, será aceita índice SPECint_rate_base2006 estimado, desde que, o processador auditado seja superior ao ofertado sendo ambos de mesma marca, família e tecnologia de fabricação mantendo a mesma quantidade de cache e freqüência de barramento, variando apenas em freqüência de clock. Para este caso, deverá ser aplicada a fórmula SPECint_rate_base2006 estimado = SPECint_rate_base2006 auditado * ( freqüência de clock ofertado / freqüência de clock auditado).

1.2.5. Não será aceito para calculo, índice SPECint_rate_base2006 auditado de servidor cuja freqüência de clock seja inferior à freqüência de clock ofertado.

1.2.6. Para fins de calculo, será considerado duas casas decimais após a vírgula.

1.2.7. Os índices SPECint_rate_base2006 utilizados como referências serão validados junto ao site Internet www.spec.org - Standard Performance Evaluation Corporation.

1.2.8. Caso o modelo de servidor ofertado sofra atualização tecnológica de processador e este não esteja auditado com SPECint_rate_base2006, somente será aceito, para fins de comprovação, índices SPEC de processador auditado para o modelo deste servidor, desde que atenda ao índice de performance solicitado, podendo esse servidor ser fornecido com o novo modelo de processador desde que seja de mesma marca, superior em desempenho e superior em tecnologia possuindo, no mínimo, a mesmo freqüência de clock do processador auditado.

1.2.9. Não serão aceitas estimativas para modelos de servidores não auditados pelo Standard Performance Evaluation Corporation – SPEC, resultados obtidos com a utilização de servidores em cluster, bem como estimativas em resultados inferiores ao mínimo solicitado nesta configuração.


1.3. Sistemas Operacionais

1.3.1. Plataforma de virtualização: VMware Infrastructure 3.5 Enterprise composto por: VMware ESX Server, VMware Virtual SMP (Symmetric Multi-Processing), VMware High Availability (HA), VMware Distributed Resource Scheduler (DRS), VMware VMotion, VMware Virtual Machine File System (VMFS) e VMware Consolidated Backup. Licenças para todos os 4 processadores com suporte de 3 anos. A licença poderá ser oferecida na modalidade full ou OEM.

1.3.2. Deverá ser fornecida uma licença do software de gerenciamento VMware Virtual Center Management Server em sua ultima versão.
1.4. Placa Mãe:

1.4.1. BIOS: em Flash ROM, com senhas para Power On e acesso à BIOS, com suporte ao padrão de gerenciamento DMI (Desktop Management Interface) 2.0 ou IPMI (Intelligent Platform Management Interface) e total compatibilidade com a norma ACPI (Advanced Configuration and Power Interface), desenvolvida pelo fabricante da marca do equipamento ofertado ou, que possua direitos ( copyright ) sobre essa BIOS, não sendo aceita em regime de OEM. Deverá ter sido desenvolvida segundo projeto deste para o modelo de equipamento ofertado, com clara identificação do fabricante do equipamento. As atualizações, quando necessárias, devem ser disponibilizadas no site do fabricante.

1.4.2. Interface serial: padrão RS-232, mínimo uma (1), com conector DB9.

1.4.3. Interface USB: integrada à placa principal (on board), com, no mínimo, 4 (quatro) portas, sendo 2 (duas) delas na parte frontal do gabinete.


1.5. Memória:

1.5.1. Memória RAM: mínima 32 GB instalada tipo Fully Buffered Dimm (FBD) SDRAM com ECC de 667 MHz ou superior, com 8 (oito) módulos de 4 GB. O equipamento deve suportar expansão até 256 GB.

1.5.2. Suportar tecnologias de proteção da memória RAM por módulos de espera (Memory Sparing ou Online Spare);
1.6. Expansibilidade:

1.6.1. Expansão: mínimo 7 slots PCI Express, havendo pelo menos 3 (três) slots PCI Express livres.

1.6.2. Baias de disco rígido: espaço para, no mínimo, 4 discos rígidos SAS (Serial Attached SCSI), hot pluggable e/ou hot swappable. Todas as baias devem possuir gavetas e acessórios para expansão de discos.
1.7. Interfaces disponíveis:

1.7.1. Controladora RAID: controladora RAID SAS 3.0 Gb/s ou superior, com canais suficientes para o controle dos discos rígidos solicitados, memória cache mínima de 256 MB com bateria, que permita implementar RAID níveis 0, 1, 5, 6 e 10 por hardware.

1.7.2. 2 (duas) HBA : Fibre Channel 4Gbps Dual Port padrão PCI-Express, com suporte às Classes de serviços: Class 2 e 3 e suporte aos protocolos FCP (SCSI-FCP), IP (FC-IP) e FC-TAPE (FCP-2).
1.8. Dispositivos de armazenamento de dados:

1.8.1. Unidades de disco rígido: no mínimo, 4 (quatro) unidades formando uma capacidade de armazenamento total mínimo de 1.15 TB bruto (raw), padrão SAS, com velocidade de rotação mínima de 15.000 RPM, hot-pluggable e/ou hot swappable.

1.8.2. Unidade CD-RW / DVD-ROM (combo): 1 (uma) unidade.
1.9. Interface de rede:

1.9.1. Adaptadores de rede: pelo menos 4 (quatro) interfaces de rede Gigabit Ethernet com suporte à tecnologia TOE (TCP/IP Offload Engine), compatível com as normas IEEE 802.3i, IEEE 802.3u e IEEE 802.3ab, gerenciável por software, com conector RJ45, manuais e drivers para Windows 2003/2008 server (ou posterior) e Red Hat Enterprise Linux 4.x (ou superiores), velocidade 10, 100 e 1000 Mb/s (ou superior), suportar boot através de PXE, suportar a tecnologia de Receive Side Scaling (RSS), suportar Virtual LANs, Jumbo Frames e Link aggregation.


1.10. Fonte:

1.10.1. Fontes de energia redundantes: fontes de energia redundantes, operando simultaneamente, e, em caso de falha, apenas uma sendo capaz de suportar toda a configuração proposta, hot swappable ou hot-pluggable, tensões de entrada de 110V e 220V a 50/60 Hz.


1.11. Subsistema de ventilação:

1.11.1. Ventiladores redundantes: no mínimo, 6 (seis), hot-pluggable ou hot swappable.


1.12. Subsistema de vídeo:

1.12.1. Controladora de vídeo: padrão onboard ou off-board, memória mínima de 16 MB.

1.12.2. Monitor de vídeo: LCD, TFT, tela mínima de 17”, pixel pitch máximo de 0,264mm, tempo de resposta máximo de 5ms; contraste mínimo de 800:1; resolução de 1280 x 1024, plug and play, tela anti-brilho e anti-estática, tensões de entrada de 110V a 220V, automaticamente detectável, cabos para ligação elétrica e cabo VGA. Em conformidade com a norma TCO'99 e registrado no EPEAT (Eletronic Product Environmental Assessment Tool) como categoria Silver ou Gold no site http://www.epeat.net, comprovando que o monitor atinge as exigências para controle do impacto ambiental em seu processo de fabricação. O monitor deverá ser da mesma marca do fabricante do equipamento ofertado.

1.12.3. Teclado: padrão brasileiro (ABNT-2), interface tipo mini-DIN ou USB, sem a utilização de adaptador.


1.13. Mouse:

1.13.1. Mouse: óptico, com scroll (que possibilite a rolagem de telas), resolução mínima de 400 DPI, interface tipo mini-DIN ou USB, sem a utilização de adaptador, com mouse pad.


1.14. Padronização:

1.14.1. Padronização: monitor, teclado e mouse devem ser obrigatoriamente da mesma marca do fabricante do equipamento ou fabricado em regime de OEM especificamente para o fabricante do computador.

1.14.1.1. Todo o conjunto deverá possuir clara identificação da marca do fabricante do computador e mesmo padrão estético.

1.14.1.2. Os componentes internos deverão ser homologados e testados pelo fabricante, ou seja, não será aceita a adição ou subtração de qualquer elemento do equipamento pelo licitante.


1.15. Gerenciamento:

1.15.1. Placa de gerenciamento remoto: do próprio fabricante do equipamento, com capacidade para gerenciá-lo independentemente do sistema operacional.

1.15.1.1. Interface dedicada padrão Ethernet 10/100 Mbits, suportando DHCP/DNS ou alocação fixa de IP.

1.15.1.2. Interface gráfica com capacidade de acesso à console do servidor gerenciado, para usuários autorizados, permitindo a utilização de mouse, teclado, assim como a visualização da console através de navegador Internet Explorer 6 (ou superior), utilizando encriptação SSL.

1.15.1.3. Suporte a autenticação de usuários, integrada ao AD (Active Directory) Windows, via login e senha para acesso e operação.

1.15.1.4. Suporte a boot remoto para usuários autenticados, através de drive de disquete ou óptico ligado à estação remota de gerenciamento.

1.15.1.5. Suporte a utilização de drives de disquete e óptico da estação de gerenciamento no servidor.

1.15.1.6. Suporte a ligar e desligar o servidor remotamente via navegador Internet para usuários autenticados.

1.15.2. Software de configuração, gerenciamento e monitoração: deverá vir acompanhado de software de configuração, gerenciamento e monitoração do servidor contra falhas e componentes de hardware e software, devendo ser, obrigatoriamente, do mesmo fabricante do computador servidor. O software deve apresentar as seguintes características mínimas:

1.15.2.1. Permitir o monitoramento do estado de funcionamento do servidor.

1.15.2.2. Permitir o envio, por e-mail, de mensagens de alerta em caso de falha.

1.15.2.3. Possuir suporte SNMP (Simple Network Management Protocol).

1.15.2.4. Possuir suporte DMI (Desktop Management Interface) ou IPMI (Intelligent Platform Management Interface).

1.15.2.6. Permitir o monitoramento de performance e consumo de energia dos servidores.

1.15.2.7. Descoberta e monitoração de WMware ESX e descoberta de máquinas virtuais Windows e Linux.
1.16. Compatibilidade:

1.16.1. Deverá ser comprovado que o modelo do equipamento ofertado é certificado no HCL (Hardware Compatibility List) da Microsoft para o sistema operacional Windows 2008 Server a ser comprovado através do link http://www.windowsservercatalog.com/.

1.16.2. Deverá ser comprovado que o modelo do equipamento ofertado é certificado no HCL (Hardware Compatibility List) da Red Hat para o sistema operacional Red Hat Enterprise Linux 5 à ser comprovado através do link https://hardware.redhat.com

1.16.3. O equipamento ofertado deve apresentar compatibilidade com sistema operacional de virtualização VMware ESX comprovado através de guia de compatibilidade de sistema obtido no site da Vmware, no link http://www.vmware.com/pdf/vi35_systems_guide.pdf


1.17. Documentação e drivers:

1.17.1. Deverá vir acompanhado de todos os drivers necessários à instalação correta dos dispositivos, com suporte para os sistemas operacionais Windows 2003 Server (ou posterior) e Red Hat Enterprise Linux 4.x (ou posterior).

1.17.2. O fabricante deve disponibilizar no seu respectivo web site, download gratuito de Drivers de dispositivos, BIOS e Firmwares para o equipamento ofertado.

1.17.3. Deverá vir acompanhado de manual do usuário, em português ou inglês, contendo todas as informações do produto, instruções para instalação, configuração e operação.

1.17.3.1. Os manuais poderão ser apresentados em forma eletrônica.

1.17.3.2. Não serão aceitos fotocópias, resumos ou adaptações de qualquer natureza.


1.18. Entrega dos equipamentos:

1.18.1. Os equipamentos deverão ser entregues no Departamento de Material e Patrimônio do Tribunal de Justiça de Mato Grosso.

1.18.2. O número de serie do equipamento e o número de patrimônio deverão constar na BIOS de cada equipamento, permitindo o seu acesso por intermédio do software de gerenciamento exigido.

1.18.3. Para a gravação do número de patrimônio nos equipamento, este poderá ser gravado no ato da entrega ou na data determinada pela Coordenadoria de Informática.


1.19. Responsabilidade Social:

1.19.1. Deve ser entregue certificação comprovando que o equipamento está em conformidade com a norma IEC 60950 (Safety of Information Technology Equipment Including Eletrical Business Equipment), para segurança do usuário contra incidentes elétricos e combustão dos materiais elétricos.

1.19.2. O equipamento deve estar em conformidade com o padrão RoHS (Restriction of Hazardous Substances), isto é, ser construído com materiais que não agridem o meio ambiente;




ITEM 2 - SERVIDOR “B”

Todos os modelos de equipamentos deste item devem ser de um mesmo fabricante e fornecidos por uma única licitante
2.1. Gabinete:

2.1.1. Tipo Rack 19” com altura de no mínimo 2 U’s.

2.1.2. Possuir display ou leds acoplados no painel frontal do servidor para alertar e monitorar as condições de funcionamento do equipamento quanto aos seus componentes internos (CPU, memória RAM, discos rígido, ventiladores e temperatura);

2.1.3. Deverão incluir junto ao servidor, kit de trilhos e braço metálico organizador de cabos para fixação dos servidores em racks padrão 19 polegadas. O kit de trilhos para fixação e braço metálico organizador de cabos deve ser retrátil, permitindo o deslizamento do servidor a fim de facilitar a manutenção do equipamento;


2.2. Processamento: 02 (dois) processadores Quad-Core padrão x86, originalmente concebido para servidores. Suporte à operação em 32 bits e 64 bits e memória cachê L2 integrada ao processador;

2.2.1. O modelo de equipamento com os 2 (dois) processadores ofertados deve possuir índice de performance SPECint_rate_base2006 de, no mínimo, 111 pontos auditado pelo Standard Performance Evaluation Corporation.

2.2.2. Caso o servidor ofertado esteja auditado com mais processadores de tecnologia Quad-Core ao solicitado, será aplicada a fórmula SPECint_rate_base2006 estimado = SPECint_rate_base2006 auditado * (número de processador(es) ofertado / número de processador(es) auditado), sendo que o processador ofertado é idêntico ao processador auditado e o índice resultante do SPECint_rate_base2006 estimado não será inferior ao exigido neste item.

2.2.3. Caso servidor não esteja auditado com o processador ofertado, será aceita índice SPECint_rate_base2006 estimado, desde que, o processador auditado seja superior ao ofertado sendo ambos de mesma marca, família e tecnologia de fabricação mantendo a mesma quantidade de cache e freqüência de barramento, variando apenas em freqüência de clock. Para este caso, deverá ser aplicada a fórmula SPECint_rate_base2006 estimado = SPECint_rate_base2006 auditado * ( freqüência de clock ofertado / freqüência de clock auditado).

2.2.4. Não será aceito para calculo, índice SPECint_rate_base2006 auditado de servidor cuja freqüência de clock seja inferior à freqüência de clock ofertado.

2.2.5. Para fins de calculo, será considerado duas casas decimais após a vírgula.

2.2.6. Os índices SPECint_rate_base2006 utilizados como referências serão validados junto ao site Internet www.spec.org - Standard Performance Evaluation Corporation.

2.2.7. Caso o modelo de servidor ofertado sofra atualização tecnológica de processador e este não esteja auditado com SPECint_rate_base2006, somente será aceito, para fins de comprovação, índices SPEC de processador auditado para o modelo deste servidor, desde que atenda ao índice de performance solicitado, podendo esse servidor ser fornecido com o novo modelo de processador desde que seja de mesma marca, superior em desempenho e superior em tecnologia possuindo, no mínimo, a mesmo freqüência de clock do processador auditado.

2.2.8. Não serão aceitas estimativas para modelos de servidores não auditados pelo Standard Performance Evaluation Corporation – SPEC, resultados obtidos com a utilização de servidores em cluster, bem como estimativas em resultados inferiores ao mínimo solicitado nesta configuração.
2.3. Sistema Operacional

2.3.1. O equipamento deve acompanhar licença perpétua de sistema operacional Microsoft Windows Server 2008 Enterprise, no idioma Inglês, incluso com 25 CALs e mídia de instalação.

2.3.2. A licença poderá ser oferecida na modalidade full ou OEM.

2.4. Placa Mãe:

2.4.1. BIOS: em Flash ROM, com senhas para Power On e acesso à BIOS, com suporte ao padrão de gerenciamento DMI (Desktop Management Interface) 2.0 ou IPMI (Intelligent Platform Management Interface) e total compatibilidade com a norma ACPI (Advanced Configuration and Power Interface),desenvolvida pelo fabricante da marca do equipamento ofertado ou, que possua direitos ( copyright ) sobre essa BIOS, não sendo aceita em regime de OEM. Deverá ter sido desenvolvida segundo projeto deste para o modelo de equipamento ofertado, com clara identificação do fabricante do equipamento. As atualizações, quando necessárias, devem ser disponibilizadas no site do fabricante.

2.4.2. Interface serial: padrão RS-232, mínimo uma (1), com conector DB9.

2.4.3. Interface USB: integrada à placa principal (on board), com, no mínimo, 4 (quatro) portas, sendo 2 (duas) delas na parte frontal ao gabinete.


2.5. Memória:

2.5.1. Memória RAM: mínima 16 GB instalada na própria placa principal, tipo Fully Buffered Dimm (FBD) ou DDR2 SDRAM ECC de 667 MHz ou superior, com 8 (oito) módulos de 2 GB. O equipamento deve suportar expansão até 64 GB.

2.5.2. Suportar tecnologias de proteção da memória RAM por modulos de espera (Memory Spare);
2.6. Expansibilidade:

2.6.1. Expansão: mínimo 3 (três) slots PCI Express, havendo pelo menos 2 (dois) slots PCI Express livres.

2.6.2. Baias de disco rígido: espaço para, no mínimo, 6 discos rígidos. Todas as baias devem possuir gavetas e acessórios para expansão de discos.
2.7. Dispositivos de armazenamento de dados:

2.7.1. Controladora RAID: controladora RAID SAS 3.0 Gb/s ou superior, com canais suficientes para o controle dos discos rígidos solicitados, memória cache mínima de 256 MB com bateria, que permita implementar RAID níveis 0, 1, 5, 6 e 10 por hardware.

2.7.2. Unidades de disco rígido: no mínimo, 4 (quatro) unidades formando uma capacidade de armazenamento total mínimo de 3 TB bruto (raw), padrão SAS, com velocidade de rotação mínima de 7.200 RPM, hot-pluggable e/ou hot swappable.

2.7.3. Unidade CD-RW / DVD-ROM (combo): 1 (uma) unidade interna ao gabinete.


2.8. Interface de rede:

2.8.1. Adaptador de rede: 2 (duas) interfaces de rede Gigabit Ethernet com suporte à tecnologia TOE (TCP/IP Offload Engine), compatível com as normas IEEE 802.3i, IEEE 802.3u e IEEE 802.3ab, totalmente gerenciável por software, com conector RJ45, manuais e drivers para Windows 2003/2008 server e superiores e Red Hat Enterprise Linux 4.x ou posterior, velocidade 10, 100 e 1000 Mb/s (ou superior), suportar boot através de PXE, suportar a tecnologia de Receive Side Scaling (RSS), suportar Virtual LANs, Jumbo Frames e Link aggregation.


2.9. Fonte:

2.9.1. Fontes de energia redundantes: fontes de energia redundantes, operando simultaneamente, e, em caso de falha, apenas uma sendo capaz de suportar toda a configuração proposta, hot swappable, tensões de entrada de 110V e 220V a 50/60 Hz.


2.10. Subsistema de ventilação:

2.10.1. Ventiladores redundantes: no mínimo, 4 (quatro) hot-pluggable ou hot swappable.


2.11. Subsistema de vídeo:

2.11.1. Controladora de vídeo: padrão onboard ou off-board, memória mínima de 16 MB.

2.11.2. Monitor de vídeo: flat panel, LCD, TFT, tela mínima de 17”, pixel pitch máximo de 0,264mm, tempo de resposta máximo de 5ms; contraste mínimo de 800:1; resolução de 1280 x 1024, plug and play, tela anti-brilho e anti-estática, tensões de entrada de 110V a 220V, automaticamente detectável, cabos para ligação elétrica e cabo VGA. Em conformidade com a norma TCO'99 e registrado no EPEAT (Eletronic Product Environmental Assessment Tool) como categoria Silver ou Gold no site http://www.epeat.net, comprovando que o monitor atinge as exigências para controle do impacto ambiental em seu processo de fabricação. O monitor deverá ser da mesma marca do fabricante do equipamento ofertado.
2.12. Teclado:

2.12.1. Teclado: padrão brasileiro (lABNT-2), interface tipo mini-DIN ou USB, sem a utilização de adaptador.


2.13. Mouse:

2.13.1. Mouse: óptico, com scroll (que possibilite a rolagem de telas), resolução mínima de 400 DPI, interface tipo mini-DIN ou USB, sem a utilização de adaptador, com mouse pad.


2.14. Padronização:

2.14.1. Padronização: monitor, teclado e mouse devem ser obrigatoriamente da mesma marca do fabricante do equipamento ou fabricado em regime de OEM especificamente para o fabricante do computador.

2.14.1.1. Todo o conjunto deverá possuir clara identificação da marca do fabricante do computador e mesmo padrão estético.

2.14.1.2. Os componentes internos deverão ser homologados e testados pelo fabricante, ou seja, não será aceita a adição ou subtração de qualquer elemento do equipamento pelo licitante.


2.15. Gerenciamento:

2.15.1. Placa de gerenciamento remoto: do próprio fabricante do equipamento, com capacidade para gerenciá-lo independentemente do sistema operacional.

2.15.1.1. Interface dedicada padrão Ethernet 10/100 Mbits, suportando DHCP/DNS ou alocação fixa de IP.

2.15.1.2. Interface gráfica com capacidade de acesso à console do servidor gerenciado, para usuários autorizados, permitindo a utilização de mouse, teclado, assim como a visualização da console através de navegador Internet Explorer 6 (ou superior), utilizando encriptação SSL.

2.15.1.3. Suporte a autenticação de usuários, integrada ao AD (Active Directory) Windows, via login e senha para acesso e operação.

2.15.1.4. Suporte a boot remoto para usuários autenticados, através de drive de disquete ou óptico ligado à estação remota de gerenciamento.

2.15.1.5. Suporte a utilização de drives de disquete e óptico da estação de gerenciamento no servidor.

2.15.1.6. Suporte a ligar e desligar o servidor remotamente via navegador Internet para usuários autenticados.



2.15.2. Software de configuração, gerenciamento e monitoração: deverá vir acompanhado de software de configuração, gerenciamento e monitoração do servidor contra falhas e componentes de hardware e software, devendo ser, obrigatoriamente, do mesmo fabricante do computador servidor. O software deve apresentar as seguintes características mínimas:

2.15.2.1. Permitir o monitoramento do estado de funcionamento do servidor.

2.15.2.2. Permitir o envio, por e-mail, de mensagens de alerta em caso de falha.

2.15.2.3. Possuir suporte SNMP (Simple Network Management Protocol).

2.15.2.4. Possuir suporte DMI (Desktop Management Interface) ou IPMI (Intelligent Platform Management Interface).

1.15.2.6. Permitir o monitoramento de performance e consumo de energia dos servidores.

2.15.2.7. Descoberta e monitoração de WMware ESX e descoberta de máquinas virtuais Windows e Linux.
2.16. Compatibilidade:

2.16.1. Deverá ser comprovado que o modelo do equipamento ofertado é certificado no HCL (Hardware Compatibility List) da Microsoft para o sistema operacional Windows 2008 Server a ser comprovado através do link http://www.windowsservercatalog.com/.

2.16.2. Deverá ser comprovado que o modelo do equipamento ofertado é certificado no HCL (Hardware Compatibility List) da Red Hat para o sistema operacional Red Hat Enterprise Linux 5 à ser comprovado através do link https://hardware.redhat.com

2.16.3. O equipamento ofertado deve apresentar compatibilidade com sistema operacional de virtualização VMware ESX comprovado através de guia de compatibilidade de sistema obtido no site da Vmware, no link http://www.vmware.com/pdf/vi35_systems_guide.pdf


2.17. Documentação e drivers:

2.17.1. Deverá vir acompanhado de todos os drivers, necessários à instalação correta dos dispositivos, com suporte para os sistemas operacionais Windows 2003 Server (ou posterior) e Red Hat Enterprise Linux 4.x (ou posterior).

2.17.2. Deverá vir acompanhado de manual do usuário, em português ou inglês, contendo todas as informações do produto, instruções para instalação, configuração e operação.

2.17.2.1. Os manuais poderão ser apresentados em forma eletrônica.

2.17.2.2. Não serão aceitos fotocópias, resumos ou adaptações de qualquer natureza.
2.18. Entrega dos equipamentos:

2.18.1. Os equipamentos deverão ser entregues no Departamento de Material e Patrimônio do Tribunal de Justiça de Mato Grosso.

2.18.2. O número de serie do equipamento e o número de patrimônio deverão constar na BIOS de cada equipamento, permitindo o seu acesso por intermédio do software de gerenciamento exigido.

2.18.3. Para a gravação do número de patrimônio nos equipamento, este poderá ser gravado no ato da entrega ou na data determinada pela Coordenadoria de Informática.


2.19.Responsabilidade Social:

2.19.1. Deve ser entregue certificação comprovando que o equipamento está em conformidade com a norma IEC 60950 (Safety of Information Technology Equipment Including Eletrical Business Equipment), para segurança do usuário contra incidentes elétricos e combustão dos materiais elétricos.

2.19.2. O equipamento deve estar em conformidade com o padrão RoHS (Restriction of Hazardous Substances), isto é, ser construído com materiais que não
ITEM 3 - SERVIDOR “C”

Todos os modelos de equipamentos deste item devem ser de um mesmo fabricante e fornecidos por uma única licitante
3.1. Gabinete:

3.1.1. Tipo Rack 19” com altura de no mínimo 2 U’s.

3.1.2. Possuir display ou leds acoplados no painel frontal do servidor para alertar e monitorar as condições de funcionamento do equipamento quanto aos seus componentes internos (CPU, memória RAM, discos rígido, ventiladores e temperatura);

3.1.3. Deverão incluir junto ao servidor, kit de trilhos e braço metálico organizador de cabos para fixação dos servidores em racks padrão 19 polegadas. O kit de trilhos para fixação e braço metálico organizador de cabos deve ser retrátil, permitindo o deslizamento do servidor a fim de facilitar a manutenção do equipamento;


3.2. Processamento: 02 (dois) processadores Quad-Core padrão x86, originalmente concebido para servidores. Suporte à operação em 32 bits e 64 bits e memória cachê L2 integrada ao processador;

3.2.1. O modelo de equipamento com os 2 (dois) processadores ofertados deve possuir índice de performance SPECint_rate_base2006 de, no mínimo, 111 pontos auditado pelo Standard Performance Evaluation Corporation.

3.2.2. Caso o servidor ofertado esteja auditado com mais processadores de tecnologia Quad-Core ao solicitado, será aplicada a fórmula SPECint_rate_base2006 estimado = SPECint_rate_base2006 auditado * (número de processador(es) ofertado / número de processador(es) auditado), sendo que o processador ofertado é idêntico ao processador auditado e o índice resultante do SPECint_rate_base2006 estimado não será inferior ao exigido neste item.

3.2.3. Caso servidor não esteja auditado com o processador ofertado, será aceita índice SPECint_rate_base2006 estimado, desde que, o processador auditado seja superior ao ofertado sendo ambos de mesma marca, família e tecnologia de fabricação mantendo a mesma quantidade de cache e freqüência de barramento, variando apenas em freqüência de clock. Para este caso, deverá ser aplicada a fórmula SPECint_rate_base2006 estimado = SPECint_rate_base2006 auditado * (freqüência de clock ofertado / freqüência de clock auditado).

3.2.4. Não será aceito para calculo, índice SPECint_rate_base2006 auditado de servidor cuja freqüência de clock seja inferior à freqüência de clock ofertado.

3.2.5. Para fins de calculo, será considerado duas casas decimais após a vírgula.

3.2.6. Os índices SPECint_rate_base2006 utilizados como referências serão validados junto ao site Internet www.spec.org - Standard Performance Evaluation Corporation.

3.2.7. Caso o modelo de servidor ofertado sofra atualização tecnológica de processador e este não esteja auditado com SPECint_rate_base2006, somente será aceito, para fins de comprovação, índices SPEC de processador auditado para o modelo deste servidor, desde que atenda ao índice de performance solicitado, podendo esse servidor ser fornecido com o novo modelo de processador desde que seja de mesma marca, superior em desempenho e superior em tecnologia possuindo, no mínimo, a mesmo freqüência de clock do processador auditado.

3.2.8. Não serão aceitas estimativas para modelos de servidores não auditados pelo Standard Performance Evaluation Corporation – SPEC, resultados obtidos com a utilização de servidores em cluster, bem como estimativas em resultados inferiores ao mínimo solicitado nesta configuração.
3.3. Sistema Operacional

3.3.1. O equipamento deve acompanhar licença perpétua de sistema operacional Microsoft Windows Server 2008 Enterprise, no idioma Inglês, incluso com 25 CALs e mídia de instalação.

3.3.2. A licença poderá ser oferecida na modalidade full ou OEM.
3.4. Placa Mãe:

3.4.1. BIOS: em Flash ROM, com senhas para Power On e acesso à BIOS, com suporte ao padrão de gerenciamento DMI (Desktop Management Interface) 2.0 ou IPMI (Intelligent Platform Management Interface) e total compatibilidade com a norma ACPI (Advanced Configuration and Power Interface), ), desenvolvida pelo fabricante da marca do equipamento ofertado ou, que possua direitos ( copyright ) sobre essa BIOS, não sendo aceita em regime de OEM. Deverá ter sido desenvolvida segundo projeto deste para o modelo de equipamento ofertado, com clara identificação do fabricante do equipamento. As atualizações, quando necessárias, devem ser disponibilizadas no site do fabricante.

3.4.2. Interface serial: padrão RS-232, mínimo uma (1), com conector DB9.

3.4.3. Interface USB: integrada à placa principal (on board), com, no mínimo, 4 (quatro) portas, sendo 2 (duas) delas na parte frontal ao gabinete.


3.5. Memória:

3.5.1. Memória RAM: mínima 8 GB instalada, na própria placa principal, tipo Fully Buffered Dimm (FBD) ou DDR2 SDRAM ECC de 667 MHz ou superior, com 2 (dois) módulos de 4 GB. O equipamento deve ser expansível até 64 GB.

3.5.2. Suportar tecnologias de proteção da memória RAM por módulos de espera (Memory Spare);
3.6. Expansibilidade:

3.6.1. Expansão: mínimo e 3 (três) slots PCI Express, havendo pelo menos 2 (dois) slots, PCI Express livres.

3.6.2. Baias de disco rígido: espaço para, no mínimo, 6 discos rígidos. Todas as baias devem possuir gavetas e acessórios para expansão de discos.
3.7. Dispositivos de armazenamento de dados:

3.7.1. Controladora RAID: controladora RAID SAS 3.0 Gb/s ou superior, com canais suficientes para o controle dos discos rígidos solicitados, memória cache mínima de 256 MB com bateria, que permita implementar RAID níveis 0, 1, 5, 6 e 10 por hardware.

3.7.2. Unidades de disco rígido: no mínimo, 4 (quatro) unidades formando uma capacidade de armazenamento total mínimo de 2 TB bruto (raw), padrão SAS, com velocidade de rotação mínima de 7.200 RPM , hot-pluggable e/ou hot swappable.

3.7.3. Unidade CD-RW / DVD-ROM (combo): 1 (uma) unidade interna ao gabinete.


3.8. Interface de rede:

3.8.1. Adaptador de rede: 2 (duas) interfaces de rede Gigabit Ethernet com suporte à tecnologia TOE (TCP/IP Offload Engine), compatível com as normas IEEE 802.3i, IEEE 802.3u e IEEE 802.3ab, totalmente gerenciável por software, com conector RJ45, manuais e drivers para Windows 2003/2008 server e superiores e Red Hat Enterprise Linux 4.x ou posterior, velocidade 10, 100 e 1000 Mb/s (ou superior), suportar boot através de PXE, suportar a tecnologia de Receive Side Scaling (RSS), suportar Virtual LANs, Jumbo Frames e Link aggregation.


3.9. Fonte:

3.9.1. Fontes de energia redundantes: fontes de energia redundantes, operando simultaneamente, e, em caso de falha, apenas uma sendo capaz de suportar toda a configuração proposta, hot swappable, tensões de entrada de 110V e 220V a 50/60 Hz.


3.10. Subsistema de ventilação:

3.10.1. Ventiladores redundantes: no mínimo, 4 (quatro), hot-pluggable ou hot swappable.


3.11. Subsistema de vídeo:

3.11.1. Controladora de vídeo: padrão onboard ou offboard, memória mínima de 16 MB.

3.11.2. Monitor de vídeo: LCD, TFT, tela mínima de 17”, pixel pitch máximo de 0,264mm, tempo de resposta máximo de 5ms; contraste mínimo de 800:1; resolução de vídeo nativa máxima de 1280 x 1024, plug and play, tela anti-brilho e anti-estática, tensões de entrada de 110V a 220V, automaticamente detectável, cabos para ligação elétrica e cabo VGA. Em conformidade com a norma TCO'99 e registrado no EPEAT (Eletronic Product Environmental Assessment Tool) como categoria Silver ou Gold no site http://www.epeat.net, comprovando que o monitor atinge as exigências para controle do impacto ambiental em seu processo de fabricação. O monitor deverá ser da mesma marca do fabricante do equipamento ofertado.
3.12. Teclado:

3.12.1. Teclado: padrão brasileiro (ABNT-2), interface tipo mini-DIN ou USB, sem a utilização de adaptador.


3.13. Mouse:

3.13.1. Mouse: óptico, com scroll (que possibilite a rolagem de telas), resolução mínima de 400 DPI, interface tipo mini-DIN ou USB, sem a utilização de adaptador, com mouse pad.


3.14. Padronização:

3.14.1. Padronização: monitor, teclado e mouse devem ser obrigatoriamente da mesma marca do fabricante do equipamento ou fabricado em regime de OEM especificamente para o fabricante do computador.

3.14.1.1. Todo o conjunto deverá possuir clara identificação da marca do fabricante do computador e mesmo padrão estético.

3.14.1.2. Os componentes internos deverão ser homologados e testados pelo fabricante, ou seja, não será aceita a adição ou subtração de qualquer elemento do equipamento pelo licitante.


3.15. Gerenciamento:

3.15.1. Placa de gerenciamento remoto: do próprio fabricante do equipamento, com capacidade para gerenciá-lo independentemente do sistema operacional.

3.15.1.1. Interface dedicada padrão Ethernet 10/100 Mbits, suportando DHCP/DNS ou alocação fixa de IP.

3.15.1.2. Interface gráfica com capacidade de acesso à console do servidor gerenciado, para usuários autorizados, permitindo a utilização de mouse, teclado, assim como a visualização da console através de navegador Internet Explorer 6 (ou superior), utilizando encriptação SSL.

3.15.1.3. Suporte a autenticação de usuários, integrada ao AD (Active Directory) Windows, via login e senha para acesso e operação.

3.15.1.4. Suporte a boot remoto para usuários autenticados, através de drive de disquete ou óptico ligado à estação remota de gerenciamento.

3.15.1.5. Suporte a utilização de drives de disquete e óptico da estação de gerenciamento no servidor.

3.15.1.6. Suporte a ligar e desligar o servidor remotamente via navegador Internet para usuários autenticados.



3.15.2. Software de configuração, gerenciamento e monitoração: deverá vir acompanhado de software de configuração, gerenciamento e monitoração do servidor contra falhas e componentes de hardware e software, devendo ser, obrigatoriamente, do mesmo fabricante do computador servidor. O software deve apresentar as seguintes características mínimas:

3.15.2.1. Permitir o monitoramento do estado de funcionamento do servidor.

3.15.2.2. Permitir o envio, por e-mail, de mensagens de alerta em caso de falha.

3.15.2.3. Possuir suporte SNMP (Simple Network Management Protocol).

3.15.2.4. Possuir suporte DMI (Desktop Management Interface) ou IPMI (Intelligent Platform Management Interface).

3.15.2.6. Permitir o monitoramento de performance e consumo de energia dos servidores.

3.15.2.7. Descoberta e monitoração de WMware ESX e descoberta de máquinas virtuais Windows e Linux.
3.16. Compatibilidade:

3.16.1. Deverá ser comprovado que o modelo do equipamento ofertado é certificado no HCL (Hardware Compatibility List) da Microsoft para o sistema operacional Windows 2008 Server a ser comprovado através do link http://www.windowsservercatalog.com/.

3.16.2. Deverá ser comprovado que o modelo do equipamento ofertado é certificado no HCL (Hardware Compatibility List) da Red Hat para o sistema operacional Red Hat Enterprise Linux 5 à ser comprovado através do link https://hardware.redhat.com

3.16.3. O equipamento ofertado deve apresentar compatibilidade com sistema operacional de virtualização VMware ESX comprovado através de guia de compatibilidade de sistema obtido no site da Vmware, no link http://www.vmware.com/pdf/vi35_systems_guide.pdf


3.17. Documentação e drivers:

3.17.1. Deverá vir acompanhado de todos os drivers, necessários à instalação correta dos dispositivos, com suporte para os sistemas operacionais Windows 2003 Server (ou posterior) e Red Hat Enterprise Linux 4.x (ou posterior).

3.17.2. Deverá vir acompanhado de manual do usuário, em português ou inglês, contendo todas as informações do produto, instruções para instalação, configuração e operação.

3.17.2.1. Os manuais poderão ser apresentados em forma eletrônica.

3.17.2.2. Não serão aceitos fotocópias, resumos ou adaptações de qualquer natureza.
3.18.Entrega dos equipamentos:

3.18.1. Os equipamentos deverão ser entregues no Departamento de Material e Patrimônio do Tribunal de Justiça de Mato Grosso.

3.18.2. O número de serie do equipamento e o número de patrimônio deverão constar na BIOS de cada equipamento, permitindo o seu acesso por intermédio do software de gerenciamento exigido.

3.18.3. Para a gravação do número de patrimônio nos equipamento, este poderá ser gravado no ato da entrega ou na data determinada pela Coordenadoria de Informática.


3.19.Responsabilidade Social:

3.19.1. Deve ser entregue certificação comprovando que o equipamento está em conformidade com a norma IEC 60950 (Safety of Information Technology Equipment Including Eletrical Business Equipment), para segurança do usuário contra incidentes elétricos e combustão dos materiais elétricos.

3.19.2. O equipamento deve estar em conformidade com o padrão RoHS (Restriction of Hazardous Substances), isto é, ser construído com materiais que não agridem o meio ambiente;
ITEM 4. HD SATA II 1TB 7200RPM 32MB
4.1 - Desempenho:

Latência média (nominal): 5,6ms

Tempo de busca de leitura: 8,9ms

Taxa de transferência externa: 300MB/s


4.2. - Configuração:

Capacidade: 1.000GB

Tamanho do buffer: 32MB

Velocidade de rotação: 5.400 ~ 7.200rpm

Número de discos/cabeças: 4 / Não especificado
4.3. - Resistência:

Em operação: 65G / 2ms

Não operante: 250G / 2ms
4.4. - Energia:

Idle: 4W


Sleep: 0,3W

Standby: 0,3W

Escrita/Leitura: 7,5W
4.5. - Temperaturas:

Operação: 0 ~ 60º C

Não operante: -40 ~ 65º C
4.6. - Conectores:

1 x Serial ATA (dados - 7 pinos)

1 x Serial ATA (energia - 15 pinos)
4.7. - Dimensões:

L x A x P: 10,1 x 2,61 x 14,7cm


4.8. - Peso:

±720g
ITEM 5. GAVETA EXTERNA USB SATA II


Descrição :

5.1. - Interface:


1 x USB 2.0
1 x e-SATA 3Gb/s

5.2. - Periféricos suportados: 1 x Disco rígido de 3,5"

5.3. - Padrões suportados:
SATA: 3Gb/s
USB: 1.1 e 2.0

5.4. - Conectores (para o disco rígido):


1 x Dados (7 pinos)
1 x Energia (15 pinos)

5.5. - Refrigeração:


Passiva (através do chassi)
Ativa (através de microventilador)

5.6. - Dimensões: L x A x P: 3,4 x 12,5 x 21,3cm

5.7. - Adaptador de energia:
Entrada: 100 ~ 240V / 50-60Hz

5.8. - Peso: ±400g

5.9. - Compatibilidade:
Mac OS 10.2 ou mais atual
Microsoft Windows XP / 2003 / 2008


ANEXO II
PREGÃO ELETRÔNICO Nº. xx/2009

PROPOSTA DE PREÇOS ESCRITA (MODELO)
Sessão Pública: ..../.../2009, às ............(...................) horas. Horário de BRASÍLIA-DF

Local: No site do Banco do Brasil www.licitacoes-e.com.br.


IDENTIFICAÇÃO DA PROPONENTE

Razão Social:

CNPJ:

I. E.:

INSC. EST.:

Optante pelo SIMPLES? Sim( ) Não( )

Endereço:

Bairro:

Cidade:

CEP:

E-mail:

Telefone:

Fax:

Banco da licitante:

Conta Bancária da licitante:

Nº da Agência:




Representante:

Telefone:

E-mail:




DISCRIMINAÇÃO

Unid.

Qtde.

Valor Unitário

Valor total



















TOTAL UNITÁRIO DO ITEM (por extenso).

TOTAL DO ITEM (por extenso).

A empresa .................................................. declara que estão inclusas no valor cotado todas as despesas com mão-de-obra e, bem como, todos os tributos e encargos fiscais, sociais, trabalhistas, previdenciários e comerciais e, ainda, os gastos com transporte e acondicionamento dos materiais em embalagens adequadas.
Validade da Proposta: 60 (sessenta) dias.
Obs.: Na vigência da proposta a empresa deverá declarar a marca do produto cotado, caso não o faça, a mesma será instada pelo Pregoeiro a apresentar a marca do produto sob pena de desclassificação.
Local e data

_____________________________________

Carimbo da empresa/Assinatura do responsável

Obs. Serão desclassificadas as propostas que apresentarem cotações contendo preços excessivos, simbólicos, de valor zero ou inexeqüíveis, na forma da legislação em vigor, ou ainda, que ofereçam preços ou vantagens baseadas nas ofertas dos demais licitantes.



ANEXO III

PREGÃO ELETRÔNICO Nº. xx/2009



MODELO DE DECLARAÇÃO DE INEXISTÊNCIA DE FATOS SUPERVENIENTES

(MODELO) - (papel timbrado da empresa)

A..............................................................................................(razão social da empresa), CGC nº..................................................., localizada à .............................................................................., declara, em conformidade com o art. 32, parágrafo 2º da Lei n.º 8.666/93, que não existem fatos supervenientes ao seu cadastramento na Secretaria de Administração - SAD que sejam impeditivos de sua habilitação para este certame licitatório no Tribunal de Justiça de Mato Grosso – Pregão Eletrônico N.º 00X/2009.
(PS. Não há necessidade desta declaração quem não for cadastrado na SAD/MT)

Local e data,


_________________________________________________

(assinatura e identificação do responsável pela empresa)


=======================================================

ANEXO IV
PREGÃO Nº xx/2009 - SRP

MODELO DE D E C L A R A Ç Ã O NOS TERMOS DO INCISO XXXIII DO ARTIGO 7º DA CF

MODELO DECLARAÇÃO DE CUMPRIMENTOS DAS RESOLUÇÕES Nº 07/05, 09/05 E 21/06– CNJ.

Declaramos, em atendimento ao previsto no PREGÃO Nº xx/2009-SRP, que não possuímos, em nosso quadro de pessoal, empregados com menos de 18 (dezoito) anos em trabalho noturno, perigoso ou insalubre, bem como de 14 (catorze) anos em qualquer trabalho.


Obs.: Se o licitante possuir menores de 16 (dezesseis) anos na condição de aprendizes deverá declarar expressamente.
Declaro para fins de comprovação perante o TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE MATO e, sob as penas da lei, que esta empresa cumpre o disposto nas Resoluções n.º 07/05, 09/05 e 21/06 CNJ, conforme transcrito abaixo:

RESOLUÇÃO 07, DE 18 DE OUTUBRO DE 2005, atualizada com a redação da Resolução Nº 09/2005 e Nº 21/2006:

...


Art. 1° É vedada a prática de nepotismo no âmbito de todos os órgãos do Poder Judiciário, sendo nulos os atos assim caracterizados.

Art. 2° Constituem práticas de nepotismo, dentre outras:

...


IV - a contratação por tempo determinado para atender a necessidade temporária de excepcional interesse público, de cônjuge, companheiro ou parente em linha reta, colateral ou por afinidade, até o terceiro grau, inclusive, dos respectivos membros ou juízes vinculados, bem como de qualquer servidor investido em cargo de direção ou de assessoramento;

V - a contratação, em casos excepcionais de dispensa ou inexigibilidade de licitação, de pessoa jurídica da qual sejam sócios cônjuge, companheiro ou parente em linha reta ou colateral até o terceiro grau, inclusive, dos respectivos membros ou juízes vinculados, ou servidor investido em cargo de direção e de assessoramento.

§1º ...

§ 2° A vedação constante do inciso IV deste artigo não se aplica quando a contratação por tempo determinado para atender a necessidade temporária de excepcional interesse público houver sido precedida de regular processo seletivo, em cumprimento de preceito legal.



Art. 3° É vedada a manutenção, aditamento ou prorrogação de contrato de prestação de serviços com empresa que venha a contratar empregados que sejam cônjuges, companheiros ou parentes em linha reta, colateral ou por afinidade, até o terceiro grau, inclusive, de ocupantes de cargos de direção e de assessoramento, de membros ou juízes vinculados ao respectivo Tribunal contratante, devendo tal condição constar expressamente dos editais de licitação.

Para que produza os efeitos legais, firmo a presente declaração.

_____,______de_____________de 2009.

_______________________________

Diretor ou representante legal

Razão social da empresa,

CNPJ. nº____________________,




ANEXO V
Declaração EPP/ME – Lei Complementar nº 123/2006.

(Empresa____________________________________________________________, CNPJ nº. _____________________________________________ sediada à (endereço completo) ______________________________________________________,através de seu representante legal, abaixo identificado, declara para os devidos fins que sob as penas da Lei, cumpre os requisitos estabelecidos no artigo 3º da Lei Complementar nº. 123 de 14 de dezembro de 2006, e que está apta a usufruir do tratamento favorecido estabelecido nos artigos 42º ao 49º da referida Lei.


____________________________________

(Local e Data)
____________________________________

(Assinatura e identificação do representante legal)



ANEXO VI
ATA DE REGISTRO DE PREÇO Nº XXX/2009

ATA DE REGISTRO DE PREÇO que entre si celebram o ESTADO DE MATO GROSSO, por intermédio do TRIBUNAL DE JUSTIÇA e a pessoa jurídica elencada na cláusula segunda desta ata, tendo por OBJETO futura e eventual aquisição de servidores de arquivos e aplicações, para ampliar e renovar o parque de equipamentos do Departamento de Conectividade, bem como, de HardDisks SATA II e gavetas externas para backup de dados dos servidores de arquivos do Poder Judiciário.

O ESTADO DE MATO GROSSO, por intermédio do TRIBUNAL DE JUSTIÇA, situado na Av. Rubens de Mendonça, s/n – Centro Político Administrativo – Cuiabá/MT – CEP 78.055-970 com obediência geral a Lei nº. 10.520 de 17/07/2002, pelo Decreto 3.555, de 08/08/2000, 3.931 de 19/07/2001 e subsidiariamente pela Lei n.º 8.666 de 21/06/1993 (e suas alterações posteriores), neste ato representado pelo Presidente deste sodalício, Des. PAULO INÁCIO DIAS LESSA, (nacionalidade), (estado civil), (RG), (CPF), (endereço), doravante denominado CONTRATANTE, e de outro lado a empresa e seu valor registrado na cláusula segunda desta ata, considerando o julgamento da licitação na modalidade PREGÃO ELETRÔNICO Nº. 01/2009, ID. 206.611, bem como a classificação das propostas e a respectiva homologação, RESOLVEM registrar os preços da empresa, nas quantidades estimadas anuais, de acordo com a classificação por ela alcançada no item, atendendo as condições previstas no Instrumento Convocatório, Termo de Referência e seus anexos e as constantes desta Ata de Registro de Preços, para formação do SISTEMA DE REGISTRO DE PREÇOS - SRP destinado a aquisições futuras sujeitando-se as partes às normas constantes das Leis e Decretos supracitados e em conformidade com as disposições a seguir.


CLÁUSULA PRIMEIRA - DO OBJETO


1.1. - O objeto IMEDIATO do presente instrumento é de registrar o preço UNITÁRIO obtido na licitação PREGÃO ELETRÔNICO nº. 01/2009; enquanto o objeto MEDIATO será a contratação futura da empresa relacionada na Cláusula Segunda deste instrumento, visando o fornecimento dos materiais constantes do aludido Termo de Referência que acompanhou o Edital da citada licitação e que ora o integra.

1.2. - As quantidades a serem fornecidas constantes do Termo de Referência que acompanhou o Edital da licitação são estimadas, podendo, nos limites do § 1º do art. 65 da LLC, ser acrescidas de conformidade com a demanda do período de vigência desta Ata de Registro de Preço (ARP).

CLÁUSULA SEGUNDA - DA CLASSIFICAÇÃO DA EMPRESA




    1. Empresa vencedora:

Empresa ..................................

CNPJ: .............................. I.E.: ........................................

Endereço:.........................................................................................

Telefone: .................... e-mail: ....................

Representante legal: .........................................

R.G: ..................Órgão Exp.: ............CPF: .......................

Item único




    1. Planilha Demonstrativa de Preços e Classificação




Descrição do Produto

Colocação


Empresas licitantes

Quant.


Valor Unitário R$

Valor Total

R$















    1. ELEMENTO DE DESPESA: 4490-52


1   2   3   4   5   6


©principo.org 2016
enviar mensagem

    Página principal