Estado do espírito santo assembléia legislativa projeto de lei n° 07/2009



Baixar 11.36 Kb.
Encontro19.07.2016
Tamanho11.36 Kb.



ESTADO DO ESPÍRITO SANTO

ASSEMBLÉIA LEGISLATIVA




PROJETO DE LEI N° 07/2009

Institui no Estado do Espírito Santo o "Dia da Comunidade Árabe".



A ASSEMBLÉIA LEGISLATIVA DO ESTADO ESPÍRITO SANTO

DECRETA:
Artigo 1º - Fica instituído no Estado do Espírito Santo o “Dia da Comunidade Árabe”, a ser comemorado anualmente, no dia 31 de março, passando a integrar o Calendário Oficial do Estado.

Artigo 2º - Esta lei entrará em vigor na data de sua publicação.

Sala das Sessões, 26 de janeiro de 2009.

RODRIGO CHAMOUN

Deputado Estadual - PSB

JUSTIFICATIVA




No início do século 20, os relatos do sucesso econômico do Brasil e, principalmente, a instabi-

Lidade política do Império Otomano intensificou a imigração árabe em nosso país.

Outra leva importante chegou após o término da Segunda Guerra.Os povos árabes emigraram, basicamente, por motivos religiosos e por motivos econômico-sociais ligados à estrutura agrária dos países de origem.

A mascateação se tornou uma marca registrada da imigração árabe. Nessa atividade, eles introduziram inovações que, hoje, são vistas como traços marcantes do comércio popular, como a redefinição das condições de lucro, a introdução das práticas da alta rotatividade e alta quantidade de mercadorias vendidas, bem como das promoções e das liquidações.

Nas últimas décadas, a contribuição cultural dos árabes tem sido mais lembrada pela culinária, embora haja outros campos como o da indústria, da literatura, do cinema, do direito, da medicina, da universidade, entre outros, em que sua presença é marcante.

Por ser a comunidade árabe merecedora desta homenagem, é que conto com a aprovação de meus nobres pares nesta Casa de Leis da presente propositura.

JUSTIFICATIVA

No início do século 20, os relatos do sucesso econômico do Brasil e, principalmente, a instabilidade política do Império Otomano intensificou a imigração árabe em nosso país.

Outra leva importante chegou após o término da Segunda Guerra. Os povos árabes emigraram, basicamente, por motivos religiosos e por motivos econômico-sociais ligados à estrutura agrária dos países de origem.

A mascateação se tornou uma marca registrada da imigração árabe. Nessa atividade, eles introduziram inovações que, hoje, são vistas como traços marcantes do comércio popular, como a redefinição das condições de lucro, a introdução das práticas da alta rotatividade e alta quantidade de mercadorias vendidas, bem como das promoções e das liquidações.



Nas últimas décadas, a contribuição cultural dos árabes tem sido mais lembrada pela culinária, embora haja outros campos como o da indústria, da literatura, do cinema, do direito, da medicina, da universidade, entre outros, em que sua presença é marcante.

Por ser a comunidade árabe merecedora desta homenagem, é que conto com a aprovação de meus nobres pares nesta Casa de Leis da presente propositura.


©principo.org 2016
enviar mensagem

    Página principal