Este livro é dedicado àqueles que descobriram que o caminho para a Luz é o da Fraternidade



Baixar 265.36 Kb.
Encontro05.08.2016
Tamanho265.36 Kb.






Gabriella Slovick



Teosofia e Poesia

Este livro é dedicado àqueles que descobriram que o caminho para a Luz é o da Fraternidade.



As pequenas coisas anunciam as grandes...

Gabriella Slovick

Helena Petrovna Blavatsky


Fundadora da Sociedade Teosófica
“Vê! Tornaste-te a luz, tornaste-te o som, és o teu Mestre e o teu Deus. Tu-próprio és o objeto da tua busca: a voz sem falha, que ressoa através de eternidades, isenta de mudança, isenta de pecado, os sete sons em um”.

Gabriella Slovick

Em toda sua história de vida está inserida a espiritualidade e a busca pela Verdade e o Absoluto. Após anos de estudos, redescobre a vida através das revelações da Teosofia e da irmandade espiritual que a acompanha desde criança as quais atribui toda possibilidade de escrever acerca do mundo que habita o irreal, e poder dizer para todos que não conhecem o caminho para o próprio Eu e vaga pela vida a trocar os verdadeiros valores do humano para alimentar o próprio Ego, que a felicidade está longe de sua compreensão e que a Paz é privilégio para alguns; para aqueles que são capazes de vislumbrar o que está acima, o que está abaixo na Terra e mais além...



Gustavo Araújo

Mestre em Artes Cênicas

UnB


Índice

Teosofia e Poesia


O Grande Círculo

A Vida e a Forma

Criaturas do Pó

A Mônada Humana

Espírito Encarnado

O Homem Manushya

O Homem Nityayukta

O Homem – Sete Sentidos

Os Avatares

O que é Místico

Crepúsculo

Os Kumâras – Sana, Kapila e Sanatsujâta

O Sobrenatural

O Elfos


As Sereias

Magia


Matrix

Metempsicose

O Céu é Caminho

O Silêncio

A Morte da Alma – Segunda Morte

Alquimia


A Iniciação

O Zodíaco

Razão – faculdade humana

O Som do Ocultismo

A Lei Cármica

O homem e seus Reinos

As Sete Raças da Humanidade

O Masculino e o Feminino

A Forma feminina do Ser

O Universo e a Causa Material

A Mente

A Palavra e o Pensamento



A Linguagem

Mensagem para Lanu

Tempo – a ilusão e o real

Princípios Humanos

A Alma

Espírito + Matéria



A Grande Lei

Os Lipikas – escritores do céu

Registradores da Lei e o Livro da Vida

Os Quatro Santos

O Pecado

Ser, o Oculto

O Homem Perfeito

Nidâna


Um Destino

O Sono do Pai

Eternidade

Tempo


A Mente Universal

Causas da Existência

Os Anjos Criadores

Natureza – Raiz

O Uno

Primeiro Raio



Trevas e Luz

Raio da Vida - Manvatara

A Substância Cósmica

O Raio Divino

A Luz

Vishnu


Mahat

Nosso Mundo

A Magia das Águas

A Primeira Aurora na Terra

O Logos

As sete Lokas



A Natureza – Prakriti

O Símbolo do Cosmos

Os Números – o número 7

Princípios Cósmicos – o Fogo

O Sol

A Lua


Os Anjos – as Legiões Celestes

O Som (RU)

As Sete criações – por Helena P. Blavatsky

Os Pitris

Os Rudras

O Grande Rishi (Nârada)

O homem espiritual

Chakras


Os Sete Oceanos

Thor


Mâyâ

Fênix


Bibiografia

P O E S I A
Nos estudos Metafísicos, Místicos, Esotéricos... Como em tudo, há a Poesia, pois as palavras buscam uma rima, um sentido...É um chamado. A Poesia cumpre seu legado e levaremos aos leitores um pouco desta árdua missão em busca da Verdade e das Palavras para falar de Teosofia.
O GRANDE CÍRCULO

(RONDAS)

Ciclos com duração estimada após período de repouso (referente aos mundos). São sete períodos de atividade e em cada um se manifesta, incessantemente, a vida que evoluí e os princípios humanos. “Atualmente nos encontramos no quarto planeta(D) e na Quinta Raça da Quarta Ronda do presente Manvatara, exatamente no ponto médio do esquema maior de nossa evolução”. 1

1 Manvatara – “...um período de manifestação( do Universo).”

Glossário Teosófico / pág. 574


A VIDA E A FORMA

Transmuda da Forma a Vida primeira,

O que hoje é Flor, amanhã é pó

que mesmo sem contornos

prossegue vivificada,

a construir uma nova forma

para a nova flor

que renasce e desfalece

num processo contínuo

de nascimento de Vida e da evolução

desta mesma flor.

CRIATURAS DO PÓ


“No suor do teu rosto comerás o teu pão, até que retornes a terra; porque dela foste tomado; porquanto és pó, e em pó te tornarás”.

Gênesis III, 19

E tudo era poeira no Cosmos enquanto o Pai Eterno acordava de seu sono na Eternidade. Incontáveis partículas espalhadas no Espaço aguardavam o momento da Criação do nosso Universo. A vida se oculta na unidade das partículas (átomos) que darão forma ao que sempre existiu e existirá.

És poeira cósmica!

Para que sondar o insondável?
A MÔNADA HUMANA

Eu Superior que penetra o invisível

e a Matéria em sucessivas existências. Estado latente, emanação do Logos 2 Evolução para a Involução.


Segue teu caminho nesta vida

Estonteante.

Segue feliz, pois tu és ser

Radiante!

2 Logos - “Divindade manifestada em cada nação ou povo, a expressão exterior ou o efeito da Causa que permanece sempre oculta ou não manifestada.”

Glossário Teosófico / pág. 323
ESPÍRITO ENCARNADO

A Matéria abriga a Alma

que se manifesta espiritualmente.

Espírito: vontade consciente, unidade que existe ao habitar o corpo.

Espírito, Alma e Corpo distinguem-se para serem um só durante o ciclo da vida.

Embala a vida a canção dos deuses

E o Espírito descansa em sua melodia

Para manifestar-se à luz de cada dia.

O HOMEM – MANUSHYA

Todas as palavras não definem a complexidade que se encerra no conteúdo de ser humano, a não ser que é mutante inquisidor e insólito, mas que vive indubitavelmente, entre a plenitude de Ser e Estar.

Tuas várias emancipações

Distingue-te de ti mesmo

Mas te eleva ao status de

Ser comum...

* Manushya – Homem humano


O HOMEM – NITYAYUKTA

Quantos homens cabem num homem? É assim o humano: o que é tudo, mas transforma-se em nada porque não busca ser tudo, e o que resta é o seu nada. Aquele que persiste descobre que é deus e que necessita de Deus para nunca deixar de ser deus. Aquele que busca não alcança somente o desejado, mas o sabor da conquista que dele jamais pode ser tirado.


Nityayukta - “...misticamente unido; solícito, sempre devoto.”

Glossário Teosófico / pág. 421


O HOMEM – SETE SENTIDOS

Pode-se sentir através da audição; distinguir o sabor com o olfato; perceber com o tocar e sucumbir com o olhar.

Os Sentidos do homem serão depurados, e acrescentar-lhe-ão ainda a Clarividência que o permitirá vislumbrar suas moradas e pôr em sintonia seus estados de consciência (hoje, privilégio de alguns); existe um sétimo sentido, a Permeabilidade, a absoluta sutilidade da Matéria.

Ó essência da flor!

Pode o homem senti-la

Sem precisar tocá-la;

Pode o homem penetrar

Sua forma e ser a flor

Por um breve momento!


OS AVATARES

Os mistérios da manifestação divina na Terra, talvez possa ser decifrado com a seguinte reflexão: Deus se faz homem para brincar de morrer...


Krishma, Dalai Lama, Budha,

Jesus Cristo, Tesehu Lama ...

O QUE É MÍSTICO

O que transcende

O que é metafísico

O que é devoto

O que busca

O que é Iniciado

O que é Mistério

O que revela mitos

O que é profundo


O que é complexo

O que esclarece

O que é pergunta

O que responde

O que é Luz

O que desvenda as trevas


Pois o que há nas trevas

Senão a ausência da Luz?

CREPÚSCULO


Brilha a Terra refletindo o Sol;

meio que dia, meio que noite...

Quantos podem te ver?

O homem caminha de cabeça baixa, talvez pelo peso de sua iniqüidade...

Luz que dá o tom ao céu sempre impérvio!

Luz que dá cor aos campos sempre imponentes!

Crepúsculo... Para vislumbrá-lo passeiam na Terra os deuses e os anjos de Vênus...

Os Kurâmas

Sana, Kapila e Sanatsujâta
“Os Kumâras haviam recebido ordem de criar, porém, como ascetas virgens que eram, negaram-se a fazê-lo, sacrificando-se deste modo em prol da humanidade, para acelerar sua evolução; recusaram-se a criar o ser humano material, porém, favorecem sempre o desenvolvimento das percepções espirituais superiores e o progresso do homem eterno interior.” 4

Meninos Anjos;

Anjos Meninos!

Princípio Supremo;

Meninos Anjos;

Anjos Meninos!

Sana, Virgem;

Kapila, o sábio...

Sanatsujâta, a geração...

Meninos Anjos;

Anjos Meninos!

Místicos dos céus

Oculto e Mistério!

4 Glossário Teosófico/ pág. 305


SOBRENATURAL

Nada há debaixo do céu ou acima da Terra que não esteja em perfeita harmonia com a Natureza, onde não pode haver nada de sobrenatural pelo simples fato de que tudo está sob a Lei Cósmica que é Única. Nosso mundo abriga toda possibilidade e as Ciências e religiões não podem estabelecer parâmetros para a manifestação na Natureza. Não estamos preparados ainda, para conhecer os pormenores desta lei, por isso considere possível qualquer coisa. Só existe uma coisa impossível, totalmente: o que não se quer!



OS ELFOS
Eis os que habitam no âmago da natureza. Brincam entre as árvores e nos observam; são sutis e trepidantes; são compassivos e generosos...

Eis os que encantam os poetas com o colorido de sua vivacidade e alegria! Eis os que confundem a Ciência para existir a luz do Ocultismo! Fadas, Duendes, Gênios, Espíritos Aéreos... Silhueta humana; rostos belíssimos e serenos! Eis os que são Divindades campestres que enchem de cor as florestas, montanhas e campos; que cantam para os pássaros que os vêem e compreendem!

AS SEREIAS
O som doce, de uma voz que enternece, vem do mar sereno onde o pôr-do-sol deixa o céu alaranjado. A melodia invade os sete mares e até os deuses sucumbem à tamanha beleza: são elas... As Sereias reluzentes que cantam de dia e de noite para encantar os que por elas se deixam desnortear! Cabelos Longos e dourados; pele fina, olhar profundo; são mulheres, são peixes... São seres da Natureza, inverossímeis e encantados! E na Natureza tudo é decorrência! Tudo deve ser considerado e cultuado. Jovens donzelas que habitam o Mar; seduzem e permeiam os seres que entorpecem. Belíssimas Formas! Capricho do Oceano que acalanta seus hóspedes. Sereias... Sirenas... Seu perfume viaja pelo ar e é inconfundível a fragrância... O mundo a reconhece. Sereias...Sirenas, de sorriso e rostos luminosos, de envolventes olhos, de seios suntuosos à mostra... Não falam, encantam... Mesmo os que jamais puderam vê-las! Capricho dos Oceanos que acalanta ao som de tão doce melodia!
MAGIA

Ciência dos Magos;

Esconde os segredos da Natureza

E os manifesta!

O Amor é uma Magia,

E aquele que o eterniza, é um Mago!

Poder supremo do Espírito,

Elevação!

Milagre invisível que necessita da Fé em si!

Sabedoria! Encantamento!

Vislumbre de sutilezas,

De poderes manifestados.




M a t r i x

“O Mundo dos Escolhidos”


O Homem cria um jeito de confessar que conhece a Verdade: através do seu “inconsciente” manifesta uma nova Consciência. Matrix é o despertar da Verdade através da Arte (como sempre foi); traz a Ciência Oculta e Metafísica elementar; conduz a uma ideologia pregada por filósofos antigos (sempre atuais); é a Iniciação para o mundo, antes despreparada para o inusitado.

METEMPSICOSE

Rocha que ontem foi Montanha; permuta com uma Rosa que já foi Poeira, amanhã é zangão e depois Gavião;

O Gavião, dono dos Céus, agora transita de ninho em ninho e, no futuro inerente, é na criação humana, essência. O homem discorre pela sua história, vencendo barreiras, superando a si mesmo, viaja no fluxo de Deus para ser Divindade!

O CÉU É CAMINHO
O Céu é Matéria Azul por onde não se pode navegar ou penetrar-lhe a dimensão... Morada dos deuses, abrigo dos justos, descanso e vislumbre do ádito e do Paraíso.

O Silêncio

A MORTE DA ALMA

(Segunda Morte)


Ó homem insano! Condenas a tua alma ao infortúnio eterno! És um cadáver vivente! Tuas encarnações sucessivas te levarão ao mais absoluto desespero; aniquilas teu Ego, pois persiste em divagar acerca do inóspito! És tu o responsável por Ti!

”Segunda Morte” -é a morte da alma, isto é, sua separação do Ego superior na Terra, durante a vida de uma pessoa.”

Glossário Teosófico/ pág. 623

A L Q U I M I A

Química Ocultista; processo que se dá no âmago da Terra. Magia! Transmutação onde o Espírito do Homem se funde com a Divindade para enfim, libertá-lo.


ESPÍRITO - Fogo

MENTE - Ar

PSÍQUICO - Água

FÍSICO - Terra



O Homem é um fenômeno da Natureza.
5 “ A Química trata apenas da matéria morta, enquanto a Alquimia emprega a vida como fator.” Glossário Teosófico/ pág.31


INICIAÇÃO

“Ninguém pode alcançar as sublimes regiões onde moram os Mestres, sem ter passado antes pela estreita porta da Iniciação, a porta que conduz à vida perdurável. Para que os homens se encontrem em condições de cruzar a tal porta, é preciso chegar a um grau muito alto de evolução para que deixem de ter o menor interesse por tudo quanto à vida terrena...” 6


És tu progenitor do inanimado; idéias latentes que pulsam...

É tu Redentor! Detentor dos segredos da própria Divindade: és Tu!

Iniciado e escolhido, tu és! Conspira os céus para tua glória e êxito...

És tu o desbravador do Oculto em ti!

6 Glossário Teosófico/ pág. 249



O ZODÍACO

... cinturão imaginário no céu... caminho do sol”.

Quando os corpos celestes movimentam-se na trilha do sol através do Espaço, traçam uma linha onde está escrito teu caminho; revelam tuas inclinações quando influenciam manus na Terra e no Universo astral.

Os Doze Signos:

Sânscrito

Mecha ( Áries )

Richabha ( Touro )

Mithuma ( Gêmeos )

Karkâtaka ( Câncer )

Simha ( Leão )

Kanuâ ( Virgem )

Tulâ ( Libra )

Virschika ( Escorpião )

Dhanus ( Sagitário )

Makara ( Capricórnio )

Kumbha ( Aquário )

Kûna ( Peixes )
RAZÃO – faculdade Humana
Quando o homem distingue-se;

Quando pondera;

Quando erra.

Quando o homem questiona;

Quando responde;

Quando esconde.

Quando o homem revela;

Quando menospreza;

Quando separa.

Quando o homem sucumbe;

Quando espera;

Quando prolifera a dor.

Quando o homem conquista;

Quando ignora;

Quando manifesta.

Quando o homem pensa

Quando cresce;

Quando prevalece!



O SOM DO OCULTISMO

Do vermelho ao preto

O som correspondente;

De zero a um bilhão

O som correspondente;

Para o oculto que ressuscita;

Pura Alquimia!

Cada som desperta no mundo invisível,

Um som do mundo.

Poderosa força etérea,

O som que atraí tremendamente,

O que é vital!



Capítulo II

A LEI CÁRMICA
Os ciclos da Matéria estão ligados aos ciclos da Espiritualidade e plenitude Mental, sempre sob a Lei Cármica. É sabido que a Lei Cármica atua não só no mundo físico, mas também nos mundos espirituais “invisíveis”. É a lei da Causa e Efeito facilmente verificável a nível científico e mais complexo quando ligada às ações do Homem. Qualificamos essas ações de boas, quando prestam um serviço ou auxílio benéfico, favorável; ou de más, quando a ação é prejudicial a alguém ou em detrimento de muitos. “O homem mau não é uma alma má; é apenas o representante no corpo terrestre de uma alma não desenvolvida, cujas energias são ainda muito fracas para dominar os seus instrumentos físico-emotivos.”5

Basicamente é deste assunto que nos deteremos ao longo do texto: o Homem, as leis e a sua espiritualidade.




O Homem e seus Reinos: mineral, vegetal e animal
Navega sob a luz primeira da criação, o que é mineral e evolui ao vegetal e evolui ao animal que evolui ao homem. Portanto, a substância transitou pelos três reinos e hoje evolui para os Dyân-Chohan.

Átomo que migra do minério às plantas

E flores; do animal mais sutil ao animal

Que já evolui para a Raça Humana

Substâncias em processo de evolução contínua.

Adentrar na escuridão da noite e perceber que ao nascer do sol tudo é exatamente igual fora da luz.As Sete Raças da Humanidade
“ As raças humanas nascem uma da outra, crescem, se desenvolvem, envelhecem e morrem." Helena Petrovna Blavatsky

Nascem de si, transmutam e prosseguem na evolução e hoje continuam evoluindo para o infinito céu; para as profundezas da Terra e para o infinito Cosmos.



O Masculino e o Feminino

És dualidade,

Pluralidade,

Manifestação...

As formas não estabelecem vontades,

Mas espiritualidade.

Quanto mais evoluído,

O espírito transcende o masculino

E finda o percurso com o feminino,

Forma plena do Ser.



A Forma Feminina do Ser

Alma perfumada nascida para adoçar o mundo com mel e às criaturas manifestadas do masculino. Todos serão puros e eternos e de alma feminina; o homem e a mulher distinguem-se por seus próprios espíritos, mas o que lhes adveio, ainda é matéria.


Manushî - forma feminina

Pârvati - esposa de Shiva, deus de 1ª ordem

Rau - deusa do mar

Dyâvâ - deusa do céu

Halcyone - filha de Éolo (deus do vento)

Anatu - representa a Terra e o Abismo- mãe do deus Hea

* Consultar páginas: 28/37/157/470/559 do Glossário Teosófico

O Universo e a Causa Material

Substância e Matéria

Visíveis ou Invisíveis

são derivados:

Substância material

Substância psíquica

Substância espiritual

Matéria densa

Matéria mental

Matéria astral

Matéria ...

No universo físico transita

entre o caos e a disformidade

Substância é matéria viva.



A MENTE
Mente = Ego Superior = “princípio senciente que se reencarna no homem”

Nasce do grande todo para prosseguir só e tornar-se inquisidor do homem; não tem forma, nem dimensão... Chamam Manas, chamam Mahat... É pensamento, Razão, Alma e Vontade.

“... o que pensa em nós.”6


  1. Glossário Teosófico/ pág. 348

“Manas Inferior – a mente ou inteligência terrestre, aquela que atualmente predomina na espécie humana”.Glossário Teosófico/pág. 348

“ Manas Superior – é aspecto mais nobre e sublime da mente...em sua marcha evolutiva, vai recolhendo todas as experiências mais elevadas e tende, sem cessar, a retornar para a Alma espiritual, ao eterno, ao divino.” Glossário Teosófico/pág. 349



A Palavra e o Pensamento

Palavra ...

Significação do Pensamento

Declaração do imanifestado e oculto;

Expressão maior da ciência do homem;

Relevância ao Superior e manifestado

Nos céus e na terra.

Posterior ao Pensamento...

Pensamento ...

Efeito de pensar;

Manifestação constante da Mente;

Inteligência do Ego Superior;

Espiritualidade latente que se projeta

No Ego Inferior.

“Pronunciar uma palavra é evocar um pensamento e fazê-lo presente; o poder magnético da palavra humana é o começo de todas as manifestações no mundo oculto.”

Helena P. Blavatsky




A Linguagem e o Pensamento

A expressão das idéias de um povo que vêm carregadas de suas filosofias, religiosidade e princípios morais, chama-se Linguagem – conjunto de palavras que formam um ideal em cada idioma proferido. Somente o Pensamento fala a mesma língua dos espíritos e dos dhyânis(anjos).



Uma Mensagem para Lanu
As coisas de hoje são um reflexo das de ontem; diferente pode ser a visão e as atitudes para com elas. Porque nada se sucede a um que não suceda a outro; nada que um é hoje não possa vir a ser amanhã, pois a todos é dada à mesma provação há seu tempo. E o tempo que virá, pedirá uma resposta para calar a pergunta dos registradores da grande Lei, em sua glória: poderás tu ser digno de ti mesmo? Terás que provar perante teu próprio juízo... Quando solicitado foste solícito? Quando indagado foste sincero? Diante da dor, deste teu ombro? Diante da discórdia, foste apaziguador? Que fizeste ante a injustiça? Muitas outras perguntas lhes serão formuladas e a tua obra falará por ti. Caminha reto, sem procurar atalhos por preguiça ou ambição, pode levar mais tempo, mas certamente não terá sido em vão.

Tempo – a ilusão e o real
Tempo finito

Tempo infinito

O futuro permanecerá eternamente no passado;

O presente é futuro a cada bilionésima parte do segundo;

O passado é presente a cada manifestação de um pensamento.

Ilusão e Realidade de tempos pregressos e tempos que virão...

Quando o tempo é ilusão corresponde aonde nós vivemos;

Quando o tempo é real, existe fora da esfera da humanidade, do seu tempo contado, mitificado, que provoca uma correria infinita em busca do tempo já findo.



Princípios Humanos
Arrasta-se pelas infinitas horas, a hora em que uma descoberta do homem encarcerou a humanidade aos itens do comportamento. Regras descumpridas em terras sem leis...

Palavras agrupadas pelo tempo e perdidas na amoralidade de toda criatura. Seguimentos que regem o homem socialmente e que os tornam hipócritas. Nem mesmo suas leis regem as leis e ignoram a Lei. Tudo é regido pelo Espaço e pelo pensamento através da Mente do Uno que a humanidade despreza. Não crêem em nada!



A Alma

* o EU
Essência compartilhada por todo ser vivente cujo princípio é único. A Alma do homem se distingue pela evolução de seu intelecto; o elo que une a Alma à Mente é o Espírito, que age dentro das limitações da Matéria(cérebro).

Docemente, tua alma brilha em teus olhos

fazendo pulsar a Terra com a Luz de teus

princípios.

O Eu – “tu mesmo, em ti mesmo...” HPB

O Ego- “Eu sou Eu.” HPB

Espírito + Matéria
Saltam na Terra centelhas de luz que faz o homem brilhar em multicores: é Espírito manifestado. A Matéria, veículo da Alma e onde a Alma manifesta-se espiritualmente.

“A Matéria é o veículo para a manifestação da Alma neste plano de existência e a Alma é o veículo, num plano mais elevado, para a manifestação do espírito, e os três formam uma trindade sintetizada pela Vida que impregna a todos.” 7





  1. Doutrina Secreta Vol.I/ pág. 80

A Grande Lei - o Karma
O homem é o núcleo das causas infinitas onde provoca ação e reação já que atua coletivamente embora preserve sua individualidade, indubitavelmente. O ato compreende a manifestação de Ser e nisso incorre uma série de reações que compreendem as conseqüências produzidas.Podemos considerar

alguns tipos de Karma, aliás, a Lei Kármica está diretamente ligada à Lei da Reencarnação, sem apelos. Temos o Karma que se manifesta inevitavelmente (poderíamos chamar de Destino); o Karma de Caráter que é criado a partir de uma existência anterior, mas que dá origem ao caráter posterior. Existe o Karma Coletivo que está ligado, óbvio, a grande família humana e que é gerado, ou melhor, é resultado de uma ação mútua dos indivíduos; ainda temos o Karma Masculino e Feminino; o Karma acumulado e o Karma Ativo (que manifesta os efeitos em sua própria natureza neste momento). “O Karma não castiga nem recompensa; é simplesmente a Lei Única, universal que dirige infalivelmente e, por assim dizer, cegamente todas as demais leis produtoras de certos efeitos ao longo dos sulvos de suas causas respectivas.”8 O que está claro é que durante a vida ou após a morte do corpo físico, o que permanece é a personalidade e o que dela é proveniente.


8 -Glossário Teosófico/pág. 284

O Karma é uma Lei eterna onde o Absoluto estende-se a todos igualmente e que também pode libertar conforme as causas e os efeitos que produziram a cada uma dessas personalidades(espí -

ritos encarnados ou desencarnados). “Através das operações da Lei do Karma é patente à manifestação de uma perfeita justiça. Não somos castigados por causa dos nossos pecados, como geralmente se crê, mas sim por eles, isto é, os nossos próprios pecados nos castigam”.9 Justiça! Eis a palavra máxima para explicar ou entender a Mente de Deus. A Reencarnação dá a todos os mesmos direitos e conseqüentemente, as mesmas obrigações. Justiça! É o que a Lei do Karma impõe: mau ato, mau Karma; bom ato, bom Karma. O Amor é o caminho para a Fraternidade; a Fraternidade é o destino... Mas quanta dor causaremos e sentiremos até que alcancemos a soberania sobre nós mesmos? Hoje, diante das lições de várias vidas, constatamos os benefícios adquiridos e os malefícios contraídos. Somente quando nos dermos conta do quanto retardamos nossa viagem em direção à Eternidade(além) tendo que nos desvencilhar do Mal, é que perceberemos o quanto deveríamos ter praticado, concedido e usufruído do Bem.

Embora nos seja vedado o direito de recordar do Mal ou do Bem anteriormente praticados(em vidas passadas) enquanto encarnados parte de nossa mente que também é espiritual, quando matéria manifesta através dos sentimentos, caráter e inclinações, essas experiências.


9 Jnana – Yoga/pág. 182

Registradores da Lei e o Livro da Vida
São Sete

São Seres Divinos

Escrevem sobre as “tábuas invisíveis da Luz Astral”, 10

acerca do destino do homem, suas ações e pensamentos.

Tábuas Invisíveis: o Livro da Vida

São Sete


São os Espíritos das Estrelas

São os Espíritos Planetários

São escrivãs da ideação Eterna.


  1. Doutrina Secreta Vol.I/pág. 338


Os Quatro Santos

Regentes do Norte

Do Sul

Do Oeste


Do Leste

Forças Ocultas ligadas ao Karma

Invisíveis mensageiros que sopram

quatro ventos, o homem no centro

recebe suas maledicências e beneficências

O Sol vem do Norte e do Oeste

e ilumina o Sul e o Leste

Regentes Reitores de Luz

Do Norte

Do Sul


Do Oeste

Do Leste


O Pecado
Desperta homem! Perceberás que o teu erro só atinge a ti, pois o sofrimento que causa a alguém é para este um bálsamo e para ti, desgraça. Assim, o pecado é uma premissa baseada no silogismo e esconde os princípios morais que tu mesmo criastes, os quais mantêm por aparência, não os aplica em tua nefasta vida insana!

Pecado é o desprezo e a indiferença!

Pecado é o abandono!

Pecado é a hipocrisia!

Pecado é a iniqüidade e a crueldade!

Pecado é a ignorância!

Pecado é infringir o direito do teu irmão!

Pecado é o mal que sai de tua boca e do teu coração!




SER - o Oculto
Penetra teu Eu para violar o grande mistério: tu és o grande enigma de todos os tempos! Está oculto em ti todas as possibilidades, irracionalidades e racionalidades; devaneios e verdades. Ser iriante! Ainda esconde em ti toda capacidade de transcender ao óbvio... Ser estrangeiro em ti! Muitos se perpetuam em mansidão; muitos naufragam no caminho! Ser oculto que acompanha as marés e vão dar na areia!

“... só depois de penetrar no âmago do mistério

do Ser é que se pode Ter a perfeita compreensão

da verdade.” Mestre Hindu



O Homem Perfeito
Homem, existência eterna;

Homem, consciência e espírito;

adquire alma individual;

ainda está incompleto.

Há de sobrevir a ele um novo tempo,

E seu corpo que evoluí, atingirá a forma

plena da matéria

Homem, espírito;

Homem, consciência e dimensão;

Homem, Eu e Ego;

Homem, alma Libertada!


Nidâna

(As doze Causas da Existência)
Primeira Causa da Existência


  • a ignorância da Verdade

Segunda Causa da Existência

  • agente Kármico

Terceira Causa da Existência

  • Consciência e Personalidade

Quarta Causa da Existência

  • Causa criadora

Quinta Causa da Existência

  • percepção dos Sentidos

Sexta Causa da Existência

  • o tato

Sétima Causa da Existência

  • o Amor

Oitava Causa da Existência

  • a ilusão

Nona Causa da Existência

  • Conhecimento

Décima Causa da Existência

  • os órgãos dos Sentidos

Décima Primeira Causa da Existência

  • nascimento (corrente da vida) e Reencarnação

Décima Segunda Causa da Existência

  • morte por envelhecimento

UM DESTINO
Somos todos nascidos da Verdade; conservamos nossa individualidade, mas nossos caminhos são idênticos e infinitos... A estrada segue linhas curvas, mas a chegada é uma grande linha reta... Durante a vida, tomamos rumos incertos, mas que nos levam ao encontro do outro e a um destino comum: a Eternidade!

* POESIA *

O SONO DO PAI
Um profundo silêncio ...

E a escuridão anuncia

O período de repouso do Pai Eterno!

Sem a luz das estrelas,

Sem o brilho elétrico dos átomos,

Sem o encantamento dos anjos ...

E sem o som do Espaço!

Um profundo silêncio ...

O momento do nascimento

De um novo Universo

Aproxima-se ...

ETERNIDADE

Somente um momento que parece distante;

Nas transmutações de todas as coisas,

A Eternidade sucumbe às mutações!

Tempo incontável, inatingível,

Mas que busca sua hora.

Tempo sem princípio ou fim conhecidos,

Mas que recomeça permanentemente!




TEMPO
Sensação de realidade

Que nos faz crer no instante.

O Tempo é uma utopia

Criada pela nossa consciência

Escravizada pela impressão

Do momento ...

Pobres horas!

Arrastam-se ao infinito

E são absorvidas pelo passado;

Iludidas pelo presente

E eternizadas pelo que virá ...

A MENTE UNIVERSAL
Falanges de Dhyânis agora passeiam pelo Cosmos

E a Divindade do Pai Eterno manifesta-se através

Destes seres celestiais!

Viaja Dhyân! Leva ao conhecimento dos deuses

O momento da criação.

Um novo Universo surgirá no Espaço

E nele o nosso mundo nascerá!

Viaja Dhyân! A Mente do Uno e Eterno

Já expressa sua Vontade e seu Pensamento em ti,

Que és o veículo da Mente Universal.




CAUSAS DA EXISTÊNCIA
Doze elos!

Da Causa Física à Metafísica,

São doze as Causas do Ser ...

Mas o desejo de existir,

Eco mais forte.

É a manifestação, sobre todas as coisas,

Do Pensamento Divino e da Lei imutável

Que exige a existência no Universo.




OS ANJOS CRIADORES
Legiões de anjos despertam

Para cumprir o desejo do Pai!

Saltitantes, despejam seus fluidos

Pelo Cosmos...

E são sete os Espíritos Criadores

Que conduzem o Universo

A criação ...

É tempo de unir Pai-Mãe-Filho;

Espírito-Alma-Corpo;

É tempo de iluminar o Espaço

Com a luz dos seres celestiais!

NATUREZA-RAIZ
Ó Filhos da Manifestação!

Sois os construtores dos Sete Globos!

Todos repousam na Forma

De Não-Ser...

E a ressurreição eminente,

Traz os mundos

Para um plano mais elevado.

E a raiz da vida é o Fogo.

No calor e no Movimento,

A Natureza desponta

Para desenvolver em si mesma

A grande Ronda!




O UNO
Divina Trindade!

Pai Celeste cujo corpo astral

Abriga o Filho e a Mãe...

Divindades!

Progenitor da vida no Cosmos,

Inspirador!

Divina Trindade!

Senhor dos senhores

De todo Espaço!

PRIMEIRO RAIO

O Espaço está mergulhado

Nas trevas...

A hora estava por vir...

Trevas Eternas!

Um Raio converte-se

Num facho de luz!

É a vida!

O germe é fecundado;

Faz-se dia no Universo!




TREVAS E LUZ
O que seria das estrelas

Sem a escuridão do Cosmos?

Sem a noite eterna?

Sem as trevas profundas?

Jamais poderíamos contemplá-las!

A luz salta das Trevas

Num raio veloz que viaja...

Viaja os quatro pontos cardeais

Para desaparecer novamente

Na escuridão.

O que seria da luz

Sem as trevas para refleti-la?



O RAIO DA VIDA

MANVATARA
Período de manifestação,

De uma humanidade única...

De sete Rondas...

O Universo é recriado

Após o Pralaya... já não dorme

O sono do Senhor!

Princípio Criador que emana,

Do Deus Uno, a Vontade.




A SUBSTÂNCIA CÓSMICA
Não há um único espaço vazio em todo o Cosmos; cada milímetro está ocupado por infinitas formas, eletricidade e corpos celestes...Assim, o Universo nasce, intumesce e renasce num plano superior. A substância Cósmica é também elemento da Matéria e transformou-se em luz para submergir da noite no Espaço e propiciar a criação com os Sete Construtores(Anjos Criadores).


RAIO DIVINO
Uma luz viaja através da Eternidade...

Uma fina luz cujo poder é incomensurável!

Uma luz ...

Uma luz viaja através do Tempo...

É Divindade!

Poderoso Raio que produz calor e vida...

Uma luz...

Uma luz nas trevas;

Uma luz...

Uma luz para o homem na Terra.



A LUZ
Transcende as trevas;

Desponta no infinito

Como raio milagroso

Para salvar da escuridão

E do Caos, o tempo...

Luz...onde habita o Todo!

Luz Primordial;

Das almas que esperam

À luz refletida na lua e

A que advêm do sol.




MAHAT
Princípio da Consciência

Manifestada;

Princípio pensante

Sem princípio...

Poder e exuberância

Do Ser primeiro

Na hierarquia do Manas.

VISHNU
Repousa sobre a Serpente Ananta;

Um deus do Sol espiritual;

A Terra é nascida da Luz...

Da vibração solar;

Da energia do calor e do movimento

Um deus da trindade que penetra

Toda manifestação...

PRINCÍPIOS CÓSMICOS

O FOGO

Fogo!


Habita o Espaço Celeste

E os mundos,

Como fluido como unidade;

Divindade oculta do Sol,

Das formas manifestadas

Na Terra, é sagrado

E lava o pecado dos homens!

Guia do tempo, da hora

E do destino da humanidade.

O que é luz e nasce das trevas;

O que arde e não perece;

O que é invisível e reflete

O Eu e o Cosmos.

O SOL
Força que emana luz e calor

A todos os mundos;

Movimentos possíveis,

Atraídos e repelidos;

Intocável,

Impenetrável,

Inatingível... sentido.

Mistério insondável

Que faz pulsar a vida.

Seus raios atravessam a Terra

E a luz invade o mundo

Como num vislumbramento,

Através de nossas janelas.


A LUA

( CHANDRA )


Símbolo

Linguagem para o Zodíaco;

Esconderijo da deusa Diana;

É Rainha e Rei.

Divindade Setenária...

Olho do Sol!

Ilumina os rituais dos homens,

A seu redor, estrelas enfeitadas!

Magnetismo psíquico;

Seus quatro tempos também alteram

O movimento dos Oceanos.

Lua Mãe!


Olho do Sol!


O SOM

( RU )
“A Ciência Esotérica ensina que cada som no mundo visível desperta seu som correspondente nos reinos invisíveis, impelindo à ação de uma ou outra força no lado oculto da Natureza.”


Helena Petrovna Blavatsky

Sensações que precedem um conhecimento;

Cores que surgem; milagres acontecem?

O Som ...

Força arrebatadora que habita mundos!

O Som ...

Oculto!

Faz-se ouvir em todos os mundos.



Pura energia!

Poder singular, capaz de ressuscitar!



AS SETE CRIAÇÕES
Por Helena Petrovna Blavatsky
“São elas: 1o – Mahat-tattva, a Alma Universal, a inteligência Infinita ou Mente Divina; 2o – Tanmâtras, Bhûta ou Bhûtasanga, a Criação Elemental , a primeira diferenciação da Substância Contínua Universal; 3o – Indriya ou Andriyaka, a Evolução Orgânica. “Estas três foram às criações Prâkrita, os desenvolvimentos da Natureza Contínua, precedidos pelo Princípio Contínuo.” 4o – Mukhya”, a criação Fundamental(das coisas perceptíveis) foi a dos corpos inanimados.” 5o – Tairyagoyonya ou Tiryaksrotas foi a dos animais; 6o - Urdhvasrotas, ou a das divindades(?). “Como é possível que as “divindades” tenham sido criadas depois dos animais?” A significação esotérica da expressão “animais” é: os germes de toda vida animal, inclusive o homem. A Doutrina Secreta, Vol. II/pág. 154

OS PITRIS
Filhos da Lua!

Despencam no globo

Para encarnações sucessivas.

Homens,


Antes regentes lunares,

Seres, espíritos e Divindades.

Desenvolvem a forma humana

Na Terra.ou habitam sem corpo

Nos céus!

OS RUDRAS
Senhores dos mundos superiores,

Semideuses!

Podem ser ouvidos nos ventos

E tempestades;

Poderosos, bondosos e brilham;

Ao mesmo tempo,

Negros e ferozes.

Onze Rudras;

Onze espíritos que encarnam

Após cada período de repouso

Dos Universos.

O GRANDE RICHI

( Nârada )


Richis!

Reveladores,

Cantores,

Poetas,


Guardas o segredo

Dos Mantras.

Nasceram homens

E vivem em Santidade.

Nârada, rei iniciado!

Desceu aos Infernos

E sorriu!

OS SETE OCEANOS
Posso ouvir o som das águas que habitam todos os mundos... Oceanos de todas as cores... Posso ver-lhes a razão; posso sentir-lhes o perfume! Posso sentir com o coração...

Oceanos de tantas canções; sua rainha caminha em suas ondas e clareia tão vasto caminho... Posso voar sobre eles, até longínquos lugares onde revolto fala aos anjos que sóis reis e também Sete Mares!



THOR
Ó Filho de Odin!

Poderoso deus do trovão!

Rei dos espíritos da terra,

Do ar, do fogo e da água.

Grande Júpiter!

Fazes parte da legião secreta

Dos céus e da Terra;

Dos deuses ocultos

Do que se supõe ser

A imaginação dos homens.




MÂYA - PODER CÓSMICO

Um poder extraordinário que permite a existência do inusitado que habita o mundo das “ilusões”. Nada está no âmbito restrito do imaginário que depois de nascer no pensamento, não passe a existir efetivamente, saindo de um plano fictício para o plano das existências mágicas. O que chamas de realidade( mundo que assistes viver ) é transitório, mutante, pois tem princípio e fim, por isso não é real. O que consideras ilusão e imaginação, é produto de ti mesmo e que existe por ti para vislumbre dos homens na Terra no mundo dos sonhos... Assim, sem o referencial do real, o que agora para ti é realidade?




FÊNIX
Mil anos para te contemplar!

Símbolo da ressurreição Cósmica; da Reencarnação do homem. Personificação do nascer e renascer através do fogo.

Ave esplendorosa!

Rasga os céus do infinito mundo que habitas, para trazer à compreensão, que não há noite nem dia.



Bibliografia

Doutrina Secreta, A Vol.I/III – Tradução Raymundo M. Sobral

Helena Petrovna Blavatsky

Editora Pensamento – 1995


Helena Petrovna Blavatsky

A Voz do Silêncio - Tradução Fernando Pessoa

Editora Ground - 2002
Glossário Teosófico – Tradução Silvia Sarsana

Helena Petrovna Blavatsky

Editora Ground - 2000
Compêndio de Teosofia

C.W. Leadbeater

Editora Pensamento- 1970
Fundamentos de Teosofia – Tradução E.P.

C.Jinarajadasa



Editora Pensamento – 2000


©principo.org 2016
enviar mensagem

    Página principal