Estudo Sobre a Páscoa Leitura do texto base Ex 12: 1-14 Introdução à Instituição da Páscoa (Contexto)



Baixar 17.98 Kb.
Encontro01.10.2019
Tamanho17.98 Kb.
Estudo Sobre a Páscoa
Leitura do texto base - Ex 12:1-14
Introdução à Instituição da Páscoa (Contexto)
Depois que José, Jacó e sua família foram para o Egito, muitos anos se passaram até que eles se multiplicassem de tal forma que se tornaram muitos, assustando no capitulo 1 de êxodo o rei do Egito que não conhecia a história de José.
Como o povo cresceu muito Faraó os mantinha como escravos para que construíssem seus monumentos e suas cidades, Deus porém ouve a oração do seu povo e chama Moisés para ser o seu libertador.
Moisés e Arão vão até Faraó para negociar a saída do povo hebreu para que este pudesse ir ao deserto adorar a Deus em sacrifícios. Entretanto pela própria vontade de Deus, Faraó tem o seu coração endurecido e nega a libertação do povo e aumenta ainda mais o volume de trabalho.
Deus usa Moisés e Arão para trazer 10 pragas ao Egito e forçar Faraó a soltá-los, porém apenas com a última praga, a morte dos primogênitos, é que Faraó permite que o povo saia do Egito para dar uma festa a Deus no deserto.


  • Etimologia

    • Páscoa - Pessach (hebraico) - Passagem, passar por cima, passar sobre... 

  • Significado

    • Livramento Libertação 

    • Pros israelitas do cativeiro egípcio 

    • Pra nós da escravidão do pecado

  • Simbologia

    • A Páscoa apontava para o sacrifício de Cristo (Maior referência da história)


3 Pontos chaves


  • Cordeiro - Cristo

  • Sangue - Expiação

  • Memorial - Ceia


Cordeiro (Cristo) - João 1:29


  • Era puro e imaculado, 5 - 1 Pedro 1:19

  • Morreu no final da tarde, 6;

  • Aplica seu sangue no coração dos crentes, 7;

  • Torna-se o Substituto para o portador da ira de Deus, 8,9;

  • Tem de ser recebido totalmente pelo crente, 10.


Sangue (Expiação) - Êxodo 12:13


  • Sangue que nos salva da ira de Deus - Romanos 5:9

  • Sangue para remissão de pecados - Efésios 1:7

  • Sangue que traz paz e reconciliação - Colossenses 1:20


Memorial - Êxodo 12:14


  • A última ceia - Lucas 22:19

  • A nossa Páscoa está em Cristo - I Corintios 5:7 (NTLH)

'Joguem fora o velho fermento do pecado para ficarem completamente puros. Aí vocês serão como massa nova e sem fermento, como vocês, de fato, já são. Porque a nossa Festa da Páscoa está pronta, agora que Cristo, o nosso Cordeiro da Páscoa, já foi oferecido em sacrifício. ' 1Coríntios 5:7


Páscoa Secular
A páscoa como conhecemos hoje com o coelho e a cultura dos ovos de chocolate é derivada de uma cultura nórdica trazida pelos primeiros imigrantes alemães chegados na região sul do Brasil. 
Antigamente muitos povos celebravam a chegada da primavera, que no hemisfério norte acontece no mês de março, pois a primavera simbolizava a chegada da Vida, da fertilidade, da luz, já que durante o inverno os dias eram mais escuros, a comida era escassa e a reprodução das espécies mais difícil.
Algumas culturas representavam esses valores de vida e fertilidade através de deuses, como por exemplo a deusa Ostara, que simbolizava a fertilidade e tinha como símbolo o coelho, que também é um simbolo de fertilidade na natureza pela sua capacidade de reprodução e era um forte sinal de que a primavera estava chegando, pois no inverno os coelhos ficam escondidos em suas tocas, ou seja, se tem coelho tem primavera.
Festas e comemorações a esses deuses pela chegada da primavera já eram muito comum entre os povos bárbaros. Na Idade Média, entretanto, com a cristianização desses povos muitas dessas comemorações foram "adaptadas" aos costumes cristãos, nesse caso a Páscoa.
Essas duas culturas celebravam de certa forma a saída da escuridão (Inverno, Egito, Pecado) e a chegada na luz e na vida (Primavera, Canaã, Cristo), por isso a união entre elas.
Mas e os ovos de chocolate?
Além de algumas lendas sobre a deusa Ostara, os ovos também eram símbolos da vida, por isso pessoas, de algumas culturas, tinham o costume de dar ovos de presente umas para as outras para celebrar a primavera, um tempo depois esses ovos começaram a ser decorados e pintados, e escondidos nos campos, para que as crianças os achassem enquanto estivessem caçando coelhos.
Depois da descoberta e da valorização do chocolate no século XVI, os europeus começaram a colocar chocolate dentro dos ovos para presentear os outros. Foi aí que alguns séculos depois tiveram a brilhante ideia de ao invés de colocar chocolate dentro dos ovos, porque não fazer ovos de chocolate?
Foi então que com a chegada dos imigrantes alemães no Sul do Brasil, essa cultura foi trazida e popularizada na forma que conhecemos hoje.
Páscoa Hoje
Dito isto, como nós cristãos devemos comemorar a Páscoa? Será que podemos comer chocolate na Páscoa?
A verdade é que muitas outras "festas" tradicionais são da forma que conhecemos hoje por conta de uma série de fatores culturais e históricos. O próprio Natal é um exemplo disso. Então como nós devemos lidar com isso? No caso da Páscoa, já que ela foi instituída pelo próprio Deus, o que importa para nós é o que Deus queria revelar com ela. 
Como vimos no início do estudo, a páscoa simboliza a libertação do povo do domínio do Egito e prefigurava a libertação dos eleitos do domínio do pecado e da substituição de Cristo como receptor da ira de Deus. Mas dois pontos devem ser observados quanto a orientação de Deus à Moisés sobre a Páscoa. Um no versículo 8 e outro no versículo 10 do texto de êxodo 12.
 8 - "naquela noite, comerão a carne assada no fogo; com pães asmos e ervas amargas a comerão. "
10 - "Desta maneira o comereis: lombos cingidos, sandálias nos pés e cajado na mão; comê-lo-eis à pressa; é a Páscoa do Senhor"
O povo deveria comemorar a Páscoa com um forte sentimento de pressa e uma grande expectativa pela Terra prometida. Pães asmos são pães sem fermento, visto que o processo de preparo do pão fermentado leva tempo, o fermento deveria ser cortado para que eles pudessem sair o mais rápido possível. E o fato de estarem prontos para sair com os lombos cingidos, sandálias nos pés e cajado na mão demostra a disposição do povo em seguir as ordens divinas e confiar na sua obra libertadora.
A partir do momento que reduzimos a Páscoa a ovos de chocolate e a um coelho, estamos comendo pães fermentados e vestidos como quem vai passar o dia todo em casa sem se preocupar com nada. Nossa expectativa desse ser a redenção final em Cristo com a sua vinda (I Corintios 11:26) e de nos libertar do que nos prende a esta Terra e estarmos prontos para entrar na Terra prometida (João 14:2).
Conclusão

Pode ou não pode comer chocolate na Páscoa?
'Portanto, que ninguém faça para vocês leis sobre o que devem comer ou beber, ou sobre os dias santos, e a Festa da Lua Nova , e o sábado. Tudo isso é apenas uma sombra daquilo que virá; a realidade é Cristo. ' Colossenses 2:16-17
Como Paulo ensina em Romanos 14 1-6, tem gente que come de tudo e gente que tem restrição alimentar, quem come de tudo não deve julgar quem não come e vice-versa, o importante é que "quer comais, quer bebais, fazei tudo para Glória de Deus". (I Corintios 10:31)

Compartilhe com seus amigos:


©principo.org 2019
enviar mensagem

    Página principal