Eu basearei meu namoro nos princípios e propósitos de deus



Baixar 31.89 Kb.
Encontro06.08.2016
Tamanho31.89 Kb.

EU BASEAREI MEU NAMORO NOS PRINCÍPIOS E PROPÓSITOS DE DEUS.




PADRÕES NO NAMORO


RELACIONAMENTO DE CONFLITO

    Quando os desejos sexuais se tornam mais fortes do que os desejos espirituais, causam conflito entre e o casal e entre eles e Deus. Os pensamentos, vontades e emoções são controlados pelos desejos sexuais.

RELACIONAMENTO DE LIBERDADE

    Quando os desejos sexuais, os pensamentos, vontades e emoções são controlados pelo Espírito, o casal desfrutará de um relacionamento de liberdade.

EU BASEAREI MEU NANOMORO NOS PRINCÍPIOS E PROPÓSITOS DE DEUS

        Os valores, alvos, e comportamento de duas pessoas que namoram, noivam e casam precisam ser baseados nos conceitos e propósitos de Deus. Para um casamento cristão, é imprescindível que ambos tenham Cristo como centro de suas vidas.

        Para que uma pessoa cristã tome uma decisão correta na escolha do seu namorado, ela precisa conhecer a outra pessoa. Por isso sugiro um período de "amizade profunda". Este período serve para saber:

A. Se a outra pessoa já tomou uma decisão de seguir a Jesus.

B. Qual é o nível de comprometimento dela com Cristo.

C. Quais são os seus hábitos devocionais ?

  • Ela lê a Bíblia diariamente ?

  • Conversa com Deus ?

  • Faz parte de uma igreja local que prega e ensina a Palavra de Deus ?

D. Que tipo de relacionamento ela tem com os pais ?

            Tudo isto e mais ainda, faz parte do conhecimento que uma pessoa cristã deve possuir antes de iniciar o namoro. Este período de "amizade profunda" serve para ter conversas abertas, ler a Palavra de Deus, orar, passear, etc. Porém, não há nenhum envolvimento físico, mas sim envolvimento espiritual, mental e emocional, a fim de que a decisão seja racional e dentro dos padrões de Deus.

       Deus quer participar do seu namoro. O crente tem a tendência
de dividir a vida em atividades espirituais e as "cotidianas". Por exemplo: muitos jovens pensam que lecionar na Escola Dominical é, naturalmente, uma atividade espiritual. Mas nunca julgam que conversar com sua garota ou seu namorado, comer uma pizza juntos, seja uma atividade espiritual. O apóstolo Paulo derruba esta idéia quando fala em I Coríntios 10.31:

"Quer comais, quer bebais, ou façais outra coisa qualquer; fazei tudo para a glória de Deus."

           Como um casal pode basear seu namoro nos princípios e propósitos de Deus, se Deus não tem parte integral nesse namoro ? Deus quer que os dois cresçam em sua vida espiritual. Esta será a melhor maneira de desenvolver unidade espiritual em seu relacionamento. Se não desenvolverem este alicerce, seu casamento não poderá resistir às tempestades e crises que a vida conjugal há de trazer. Jovem, sem os princípios e propósitos de Deus claramente definidos, não há base para tomar decisões no seu namoro, noivado e casamento.

 


Quando a intimidade física se desenvolve antes da intimidade espiritual uma nuvem de culpa aparece entre o casal e entre eles e o Senhor.

A unidade é alcançada quando os dois procuram chegar a Deus através de suas vidas pessoais, quando cada um desenvolve seu relacionamento com Deus, o resultado será maior capacidade de comunicar e melhor comunhão no namoro.




PADRÃO DA SOCIEDADE

       No padrão da sociedade cada pessoa procura suprir as próprias necessidades através do relacionamento do namoro e noivado. O rapaz geralmente busca intimidade física e a moça quer comprometimento emocional. Conscientemente ou inconscientemente cada um tenta inclinar a balança para o seu lado, disposto a suprir suas necessidades mais imediatas.



PADRÃO DE DEUS

        No padrão de Deus deve-se procurar suprir as necessidades do outro através do relacionamento do namoro e noivado. A sua motivação deve ser "outro-centralizada" e não auto-centralizada. Quando há um comprometimento aos padrões de Deus o valor da outra pessoa é prioritário. Se Deus achou tão valiosa a vida de uma pessoa a ponto de entregar Seu próprio Filho para morrer por ela, então, cada um deve estar pronto a entregar sua própria vida pelo outro.



 

PLANO DE DEUS

OBJETIVOS A SEREM A SEREM ALCANÇADOS

PROCEDIMENTO

CONFLITOS QUANDO SÃO VIOLADOS OS PRINCÍPIOS DE DEUS

ESPÍRITO

Consciência de Deus

Unidade no Espírito de Deus

A unidade espiritual é alcançada quando as duas pessoas podem, plena e livremente, compartilhar suas experiências em relação às maneiras como Deus está trabalhando em suas vidas.

Namoro/Noivado

Quando há envolvimento físico antes do casamento, o casal fica derrotado na vida cristã e perde a liberdade de compartilhar a sua fé. Tal procedimento traz frustrações, desconfiança e sentimentos de culpa

ALMA

Intelecto Emoções

Vontade

Unidade mental e emocional

A unidade da alma é alcançada através dos planos para o futuro feito pelo casal. Há um compartilhamento de coisas que gostam e não gostam para aprenderem como viver e trabalhar juntos.

Namoro/Noivado

Há uma luta muito grande para conservar as emoções originais, o romantismo começa a desaparecer. A personalidade da outra pessoa fica escondida.

CORPO

Físico

Unidade Física

No casamento a união física é consumada através do ato sexual. Mc 10.7,8; Gn 2.24; I Co 6.16; Hb 13.4; I Co 7.1-5.

Casamento

Auto-condenação e raízes de amargura se desenvolvem. Há falta de comunicação e sentimentos de desconfiança. A frieza se desenvolve através das lembranças. Sentimentos de culpa trazem frustrações e medo.

 

ALGUMAS SUGESTÕES SOBRE COMO DESENVOLVER OS PADRÕES DE DEUS NO NAMORO

 

A. No início do namoro, planejem atividades que envolvam participação em grupo. Isto vai ajudá-los a evitar situações e atividades que possam estimular seus impulsos sexuais. Em outras palavras, evitem longos períodos a sós.

 

B. Estabeleçam algumas regras de conduta no seu namoro ou noivado que sejam coerentes com os princípios bíblicos. Por exemplo: manter linhas de comunicação bem abertas sobre o relacionamento físico. Às vezes, as carícias estão sendo excessivas e um dos dois está sendo defraudado, ou ambos. Quando isso ocorrer, há necessidade de comunicar esse sentimento ao seu parceiro.

 

C. Coloquem a Palavra de Deus como regra de fé e prática no relacionamento. Isto quer dizer que vocês vão ler a Palavra juntos e procurar aplicações práticas para sua vida. Por exemplo: podem estudar juntos o livro de Filipenses, procurando colocar em prática os seus princípios, conversando e orando sobre o que Deus falou aos seus corações.

 

D. Desenvolvam no ambiente de namoro um espírito de louvor e oração. Às vezes, serão somente alguns momentos, entregando uma certa atividade ou as suas vidas por um período de tempo. Outras vezes, depois de uma conversa séria sobre uma dificuldade que um ou outro está passando, será uma oração íntima e até com lágrimas. Um dos maiores problemas dos jovens casais é a incapacidade de orar, chorar juntos e louvar ao Senhor. Que casamento pobre quando não há este tipo de comunicação com o Pai Celestial!

 

E. Procurem ter uma comunicação aberta. Um dos maiores problemas do casamento é a falta de comunicação ou a comunicação não aceitável, como por exemplo, gritaria, paneladas na cabeça, etc. Aprendam logo no início do namoro a manter a linha aberta entre vocês e entre vocês e o Senhor. Isso vai exigir disciplina e esforço. Procurem resolver os problemas logo no início, sem deixar acumular conflitos e sentimentos de rancor contra seu parceiro. Desenvolvam um espírito de perdão. Aprendam a fazer as pazes e a esquecer as ofensas de um para com o outro. Uma noiva, com muito orgulho, algum tempo atrás me disse o seguinte: - Jaime, quero que você saiba que em nosso namoro e noivado eu e o meu noivo nunca brigamos, nem mesmo discutimos. Eu a fitei com um olhar de desconfiança e disse: - Não tenho bem certeza, mas acho que seu relacionamento está necessitando de mais honestidade e objetividade. Todo relacionamento tem que passar por provações e tempos difíceis, mas o amor verdadeiro usará a tribulação para que o relacionamento se torne mais profundo e significativo.



 

F. Procurem ler bons livros. Sugiro os seguintes: "Uma Bênção Chamada Sexo" , de Robinson Cavalcanti; "Abrindo o Jogo Sobre o Namoro", de Caio Fábio; "Casei-me com Você" e "Amor, sentimento a ser aprendido", de Walter Trobisch; e "A Família do Cristão" de Larry Christenson. Eles devem ser lidos juntos ou separados e discutidos no contexto do namoro. Uma palavra de advertência: durante o namoro, cuidado com as conversas íntimas sobre sexo. Isso pode levá-los a se despertarem sexualmente. Não há nenhuma dúvida em minha mente de que você quer um casamento feliz, vivido dentro do padrão de Deus. Para que isso aconteça, você deve construir a sua casa na rocha, que é Jesus Cristo e a Palavra de Deus. Decida em seu coração que baseará seu namoro nos princípios e propósitos de Deus. Que o Senhor os abençoe nesta decisão tão importante de suas vidas.


©principo.org 2016
enviar mensagem

    Página principal