Faculdade de psicologia



Baixar 10 Kb.
Encontro29.07.2016
Tamanho10 Kb.
PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE MINAS GERAIS

UNIDADE SÃO GABRIEL

FACULDADE DE PSICOLOGIA

O SENTIDO DO CASAMENTO PARA AS MULHERES ANTES DO CASAMENTO E APÓS A SEPARAÇÃO CONJUGAL

Luciana Maria Cezário Coelho1



Maria Madalena Silva de Assunção2
O presente trabalho teve como objetivo investigar nos dias de hoje, o sentido do casamento heterossexual para mulheres antes do casamento e após a separação conjugal. A pesquisa buscou compreender o processo de construção do casamento, sua dissolução e problematizar os aspectos psicossociais envolvidos após a separação conjugal. O estudo foi orientado pelo referencial teórico da Psicossociologia, tendo como diferencial a possibilidade de diálogo entre diversos campos do saber científico. Foram levantados elementos históricos e alguns dados quantitativos sobre o número de casamento, separação e divórcio realizados no Brasil. Para a realização desse estudo, utilizou-se da metodologia qualitativa de pesquisa e do estudo de caso com a realização de entrevistas semi-estruturadas. A amostra de pesquisa foi de mulheres na faixa etária de 30 a 44 anos de idade, ensino médio completo, residentes na cidade de Belo Horizonte do estado de Minas Gerais. Para tanto, alguns teóricos foram utilizados nesse trabalho: Bernardo Jablonski (1998) para discutir a crise do casamento contemporâneo; Maria Tereza Maldonado (1995), sobre os sentimentos e dificuldades no processo de separação;Terezinha Féres-Carneiro (1996) com seu trabalho sobre identidade conjugal; Mary Del Priore (2006), discute a história das mulheres e amor romântico no Brasil (1997); Zygmunt Bauman (2004), com a sua visão crítica do amor e do sujeito na relação com outro e Marilyn Yalom (2002), abordando a história da esposa desde a idade média aos dias de hoje. Ao longo do texto, outros autores dialogam com os aqui apresentados. Os resultados obtidos apontaram que antes do casamento as mulheres idealizavam uma união perfeita, como no “contos de fadas” e, se viam no casamento como donas de casa, cuidando do marido e dos filhos. Já no contexto da vida de casada, as mulheres passam a questionar o próprio ideal de casamento, revelando falta de parceria dos maridos no que se refere aos afazeres domésticos, cuidado com os filhos, o diálogo e, principalmente, respeito. O estudo ainda apresenta como as mulheres vivenciam o processo de separação conjugal em diferentes momentos: a crise, a decisão, a iniciativa e a concretização da separação. Os relacionamentos nos dias de hoje só se mantêm enquanto proporcionam satisfação suficiente para ambos os cônjuges, e diante de uma crise conjugal, a solução mais rápida é a separação, no intuito de se ver livre do sofrimento. Os resultados da pesquisa explicitam também os motivos que levaram à separação do casal e qual a parcela de responsabilidade de cada um pelo fim da relação. Os dados da pesquisa mostraram as dificuldades, sentimentos que perpassam o contexto de vida dessas mulheres após a separação conjugal. Percebeu-se que essas experiências transformaram o ideal de casamento dessas mulheres de maneira significativa. Os resultados apontam que tais experiências não excluem totalmente o ideal anterior ao casamento, mas as mulheres demonstraram estar mais cautelosas ao buscarem relacionamentos mais maduros.
Área do Conhecimento: Ciências Humanas. Psicologia. Psicossociologia. Psicologia Social.

Palavras- chave: Mulher. Ideologias. Casamento. Separação conjugal.

Referência da monografia:
COELHO, Luciana Maria Cezário. O sentido do casamento para as mulheres antes do casamento e após a separação conjugal. 2010. 73f. Monografia (Conclusão do curso) - Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais, Faculdade de Psicologia, Belo Horizonte.


1 Aluna do curso de Psicologia da PUC Minas - Unidade São Gabriel. Resumo da Monografia apresentada no 2º semestre de 2010, como requisito parcial para conclusão de curso. Contato: lumcoelho@gmail.com


2 Doutora em Educação (Linha: História Social) pela UFMG, Professora do Curso de Psicologia da PUC Minas - Unidade São Gabriel e orientadora desta monografia.



Compartilhe com seus amigos:


©principo.org 2019
enviar mensagem

    Página principal