Faculdade de Tecnologia da Paraíba



Baixar 42.85 Kb.
Encontro27.07.2016
Tamanho42.85 Kb.




Faculdade de Tecnologia da Paraíba

CURSO

CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM SISTEMAS PARA A INTERNET

DISCIPLINA

Desenvolvimento de Aplicações Web Estáticas

PERÍODO: P2

Semestre: 2008.2

PROFESSOR


Geraldo Rodrigues de Melo Neto


Internet
Existem no mundo uma infinidade de redes de computadores, redes domésticas, redes empresariais, é impossível precisar o numero de redes de computadores, a internet é uma rede que une as demais redes menores, em uma única e gigantesca rede de computadores em escala global.
O inicio da internet data do periodo da guerra fria, entre os EUA e a extinta URSS, a divisão do mundo em dois blocos, Socialista e Capitalista, gerou uma tensão mundial, afinal os dois lideres destes blocos econômicos eram detentores da tecnologia das bombas nucleares, e esta divisão mundial não era apenas ecônomica, era ideologica. Uma guerra com armas nucleares era considerada, na época, como o próprio Apocalipse, apesar de cada bloco desejar a hegemonia do planeta de sua ideologia economica, ambos temiam que o adversário fizesse o uso dessas armas.
Durante a Segunda Guerra Mundial, os computadores passaram a ser usados com fins militares, os principais centros militares e administrativos dos EUA seriam um alvo desejado, a destruição de um desses locais representaria a destruição de informações importantes para uma retaliação, e até mesmo para a segurança do resto do país. A solução foi o desenvolvimento da ARPANET pela ARPA, sigla para Advanced Research Projects Agency, descentralizando a informação na rede.
Sempre foi comum a colobaração de universidades com centros militares nos EUA, e assim as faculdades passaram a ter acesso a ARPANET, naturalmente em pouco tempo os centros de pesquisas universitários começaram a sobrecarregar a rede, surgindo assim a divisão da ARPANET, a MILNET, rede estritamente militar e a nova ARPANET, agora não apenas pesquisadores e cientistas ligados a projetos do governo tinha acesso a rede, um número maior de pessoas participava dessa rede contribuindo com a formação do conhecimento.
Até então a ARPANET usava o protocolo de comunicação NCP, network control protocol, mas o mesmo não tinha mais capacidade de gerenciar a rede, assim surge o protocolo TCP-IP. A Internet como conhecemos começa a tomar forma.
World Wide Web
Tim Berners-Lee, um cientista do CERN, Conseil Européen pour la Recherche Nucléaire (Centro Europeu de Pesquisas Nucleares), em 1989 colocou seu nome no Hall da fama da história da computação e da internet. O conceito de Hipertexto era conhecido desde a década de 1940, e já era aplicado no mundo da computação desde 1980, mas apenas localmente. Berners-Lee foi responsável por uma revolução, ele aplicou esse conceito naquela que viria a ser a internet.
A contribuição entre as faculdades pela rede era grande, porém existia um problema sério de compatibilidade, documentos gerandos em um determinado sistema de computadores, não era acessivel por alguem que usasse um sistema diferente. Para solucionar o problema, Tim Berners-Lee criou o primeiro servidor web o protocolo HTTP e a linguagem HTML, este conjunto deu origem a World Wide Web
CRONOLOGIA

  • 1991

Com proposta de desenvolver a www, surge a www-talk, uma lista de discussão eletrônica, David Ragget membro da lista www-talk desenvolveu a HTML+.

  • 1992

NCSA National Center for Supercomputing Applications passa a ter interesse na www, seus representantes Joseph Hardin e Dave Thompson desenvolvem o primeiro navegador web o MOSAIC

  • 1993

Surge o MOSAIC 1.0, o ARENA e Lynx, os primeiros navegadores web.

  • 1994

Em agosto o CERN faz a primeira conferência sobre a www. Agosto, a Spyglass coloca no mercado o MOSAIC, apartir desse ponto a Internet começa a se popularizar. A cada novo navegador que surgia, junto surgia uma nova versão do HTML rapidamente essa falta de padrão faz com que o HTML não fosse mais uma linguagem universal. Surge a W3C.

  • 1995

Bert Bos, Hakon Lie, Dave Ragget, Chris Lilley começam a idealizar o CSS

  • 1996

Feverreio, a HTML-ERB, criada pela W3C, sua função era rever e padronizar a HTML, é desenvolvido o esboço do Cougar (HTML 4)

  • 1999

A W3C lança o rascunho do XHTML 1.0 em janeiro, em setembro lança o rascunho do XHTML 1.1, essas linguagens de marcação são endossadas como recomendações oficiais em 2000 e 2001 respectivamente.

Protocolos de Internet
IP = Internet protocol

quando agente se refere ao IP do usuários, estamos falando da conexão da máquina com a internet, por isso que para servidores e etc é necessário ter um link dedicado assim não existe mudança do numero do IP.


HTTP

HIPERTEXT TRANSFER PROTOCOL

geralmente se utiliza da porta 80, essa é a porta utilizada para comunicação comunicação com sites na web (os comandos não são feitos em HTML).

Inicialmente(1990) o HTTP transferia apenas texto (ASCII) mas rapidamente passou a ser mais completo, o protocolo passou a transferir mensagens do tipo MIME44, sendo implementados novos metodos de requisição HEAD e POST.


Simple Mail Transfer Protocol (SMTP)

PORTA 25

Protocolo de transmissão de mensagens entre computadores, originalmente destinada para copmputadores sem conexão pernamente, apesar disso seu desempenho é bem melhor em maquinas com conexão permanente. Inicialmente o SMTP só transmitia mensagens ASCII, mas a necessidade de transferencia de arquivos fez com que fosse desenvolvidos standarts que suportassem a transmissão desses dados.Hoje em dia quase todos os servidores SMTP suportam a extensão 8BITMIME.

O SMTP é um protocolo de envio apenas, por isso que é necessário que o servidor tenha um cliente de email POP3 ou IMAP

FTP File transfer protocol

porta 21

protocolo de transferencia de arquivos, é a forma mais rapida de fazer upload e donwload de arquivos pela internet, esse protocolo tanto é usado de forma privada (com login e senha) para o upload de arquivos importantes para o funcionamento do web site, como também pode ser usado de forma pública, para que qualquer pessoa tenha acesso ao mesmo e possa fazer donwload e upload de arquivos sem a necessidade de uso de senha.

para facilitar o trabalho de desenvolvedores web, existem vários programas que utilizam esse protocolo para transferencia de arquivos, mas o acesso pode ser feito sem ter um programa especifico, basta para isso se utilizar de linhas de comando no navegador, isso se o usuário usar windowns, ou algum SO derivado do UNIX.

Secure Shell ou SSH

secure shell é uma forma de acessar remotamente um serviço/protocolo que tem a sua porta associada bloqueada, para isso as duas máquinas devem estar conectadas no conectadas no mesmo servidor ssh.

Real-time Transport Protocol RTP

protocolo que define como deve ser feita a fragmentação de fluxo de dados (audio) O controle é realizado pelo RTCP - Real Time Control Protocol. Ambos utilizam o UDP como protocolo de transporte, o qual não oferece qualquer garantia que os pacotes serão entregues num determinado intervalo.

TELNET


É um protocolo antigo, servia para fazer ligação entre computadores em rede, servia para acessar remotamente computadores e para chats, porém as informações trafegavam por ele sem serem encriptadas, por isso que não se aconselha mais o uso desse protocolo.

POP3 Post Office Protocol

Protocolo que permite acessar remotamente uma caixa de email e transferidas para um computador.

Session Initiation Protocol - SIP

Esse protocolo surgiu no inicio dos anos 1990, serve para estabelecer chamadas e conferências através do IP.
Remote Desktop Protocol (ou somente RDP

Características


* Suporte a 24 bits de cor, dando uma paleta de 16,7 milhões de cor. (8, 15 e 16 bits de cor também são suportados.)

* Criptografia de 128 bits, usando o algoritmo de criptografia RC4. (Esta é a segurança padrão, clientes mais antigos podem usar criptografias menos fortes.)

* Áudio não permite que usuários rodem um programa de áudio no computador remoto e ter o som redirecionado ao computador local.

* Redirecionamento de Sistemas de Arquivos permite que se use arquivos locais na máquina remota.

* Redirecionamento de Impressora permite que os usuários usem suas impressoras locais na sessão remota como se fosse uma impressora local ou compartilhada na rede.

* Redirecionamento de Porta permite que programas rodando dentro da sessão acessem portas locais seriais e paralelas diretamente.

* A Área de Transferência pode ser compartilhada entre os dois computadores

Internet Relay Chat (IRC)

NNTP ou Network News Transfer Protocol

protocolo da internet para grupos de discussão da chamada usenet.Especifica o modo de distribuição, busca, recuperação e postagem de artigos usando um sistema de transmissão confiável. Para clientes de leitura de noticias, o NNTP habilita a recuperação de artigos armazenados em um banco de dados centralizado, permitindo aos assinantes a opção de selecionar somente os artigos nos quais estão interessados.

DNS (Domain Name System)

Esse é o protocolo que define os endereços de web sites na internet. Graças a este protocolo usamos endereços web como “www.dominio.com” se não fosse por ele teriamos que decorar os IPs de cada servidor de web-sites.

Existem 13 servidores DNS raiz no mundo todo e sem eles a Internet não funcionaria. Destes, dez estão localizados nos Estados Unidos da América, um na Ásia e dois na Europa. Para Aumentar a base instalada destes servidores, foram criadas Réplicas localizadas por todo o mundo, inclusive no Brasil desde 2003.

Ping


Protocolo que testa a conectividade entre equipamentos .

> About the World Wide Web Consortium (W3C)



Translations of these pages available in: العربية, Bosanski, Deutsch, Ελληνικά, 한국어, Castellano, Polski, Српски . More about translations.

Skip table of contents

Table of contents: W3C Develops Web Standards and Guidelines | W3C Is an International Consortium |




Tim Berners-Lee, W3C Director and inventor of the World Wide Web

The World Wide Web Consortium (W3C) is an international consortium where Member organizations, a full-time staff, and the public work together to develop Web standards. W3C's mission is:

To lead the World Wide Web to its full potential by developing protocols and guidelines that ensure long-term growth for the Web.

W3C Develops Web Standards and Guidelines


W3C primarily pursues its mission through the creation of Web standards and guidelines. Since 1994, W3C has published more than 110 such standards, called W3C Recommendations. W3C also engages in education and outreach, develops software, and serves as an open forum for discussion about the Web. In order for the Web to reach its full potential, the most fundamental Web technologies must be compatible with one another and allow any hardware and software used to access the Web to work together. W3C refers to this goal as “Web interoperability.” By publishing open (non-proprietary) standards for Web languages and protocols, W3C seeks to avoid market fragmentation and thus Web fragmentation.

Tim Berners-Lee and others created W3C as an industry consortium dedicated to building consensus around Web technologies. Mr. Berners-Lee, who invented the World Wide Web in 1989 while working at the European Organization for Nuclear Research (CERN), has served as the W3C Director since W3C was founded, in 1994.

W3C Is an International Consortium


Organizations located all over the world and involved in many different fields join W3C to participate in a vendor-neutral forum for the creation of Web standards. W3C Members and a dedicated full-time staff of technical experts have earned W3C international recognition for its contributions to the Web. W3C Members (sample testimonials), staff, and Invited Experts work together to design technologies to ensure that the Web will continue to thrive in the future, accommodating the growing diversity of people, hardware, and software.

W3C's global initiatives also include nurturing liaisons with national, regional and international organizations around the globe. These contacts help W3C maintain a culture of global participation in the development of the World Wide Web. W3C coordinates particularly closely with other organizations that are developing standards for the Web or Internet in order to enable clear progress. The document Worldwide Participation in the World Wide Web Consortium summarizes W3C efforts in broading our international impact; see our international relations home for more information.



MIT/CSAIL


(USA)

ERCIM
(France)



Keio Univ.


(Japan)

W3C operations are supported by a combination of Member dues, research grants, and other sources of public and private funding, and the Supporters Program. W3C operations are jointly administered by the MIT Computer Science and Artificial Intelligence Laboratory (CSAIL) in the USA, the European Research Consortium for Informatics and Mathematics (ERCIM) headquartered in France and Keio University in Japan. W3C also has World Offices in many regions around the world. The W3C Offices work with their regional Web communities to promote W3C technologies in local languages, broaden W3C's geographical base, and encourage international participation in W3C Activities.

This set of pages also available as a single HTML page for printing; a printable brochure entitled W3C At a Glance(in PDF) is also available.



Translations of these pages are available in these languages: العربية, Bosanski, Deutsch, Ελληνικά, 한국어, Castellano, Polski, Српски. Many thanks to the W3C Offices for leading the translation of these pages, and for all the independent translators who are contributing to W3C. Note that at times there may be slight differences between the English version and a translated page. Translations of W3C standards and other documents are available on the Web.



Ian Jacobs, Head of W3C Communications.
Please send feedback to site-comments@w3.org (public archive).
Translations of this page may be available.
Last modified $Date: 2008/04/29 17:36:49 $ by $Author: ijacobs $


Copyright © 2004-2007 W3C® (MIT, ERCIM, Keio), All Rights Reserved. W3C liability, trademark, document use and software licensing rules apply. Your interactions with this site are in accordance with our public and Member privacy statements.

Photo credits: Sam Ogden, Cédric Kiss; Olivier Théreaux; Steve Bratt.

Bibliografia

SILVA, Mauricio Samy. Construindo sites com CSS e (X)HTML. São Paulo: Novatec, 2008


História da Internet. Disponível em: http://pt.wikipedia.org/wiki/Hist%C3%B3ria_da_Internet acesso em 16 jan 2009

JACOBS, Ian. About W3C. Disponível em : http://www.w3.org/Consortium/ Acesso em 20 jan 2009




©principo.org 2016
enviar mensagem

    Página principal