Família, comunidade e desenvolvimento local



Baixar 31.67 Kb.
Encontro19.07.2016
Tamanho31.67 Kb.
Família, comunidade e desenvolvimento local (30h – 2 créditos)
Ementa: A família como instituição histórica e sociocultural. Relações de geração e de gênero. Família e novos sujeitos sociais na contemporaneidade. Família e diversidade no contexto cultural. Relações da família com o Estado e os sistemas de proteção social. Relações família-comunidade e contextos educacionais. Família e Redes de apoio social. Abordagens da comunidade e do território. A intervenção social com famílias e comunidades e as suas articulações com o desenvolvimento local.

Referências:
ABREU Filho, O. A família como um sistema de representações. In FIGUEIRA, S.; VELHO, G. Família, psicologia e sociedade. Rio de Janeiro: Campus, 1981, p. 133-150.
AFONSO, M. L.; FILGUEIRAS, C. A. C. Maternidade e vínculo social. Revista de Estudos Feministas, Rio de Janeiro, v. 4, n. 2, pp. 319-337, 1996.
AFONSO, M. L. M. A polêmica sobre adolescência e sexualidade. Belo Horizonte: Campo Social, 2001.
AFONSO, M. L. M. O Trabalho Social com Famílias – Entrelaçamentos com os Direitos Humanos. Revista da Coordenadoria Municipal de Direitos Humanos, Prefeitura de Belo Horizonte, Secretaria Adjunta de Direitos de Cidadania, Belo Horizonte, v. III, 2006.
AFONSO, M. L. M. Família e proteção social: anotações para uma capacitação. Mimeo, 2010.
AMENDOLA, Fernanda; OLIVEIRA, Maria Amélia de Campos; ALVARENGA, Márcia R. M. Influência do apoio social na qualidade de vida do cuidador familiar de pessoas com dependência. Rev. esc. enferm. USP, v. 45, n. 4, p. 884-889, ago. 2011.
ARIÈS, Phillipe. A família e a cidade. In: FIGUEIRA, Sérvulo da; VELHO, Gilberto. Família, Psicologia e Sociedade. Rio de Janeiro: Campus, 1985.
BADINTER, Elizabeth. Um Amor Conquistado: O Mito do Amor Materno. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1985.
BADINTER, Elizabeth. Um é o Outro: relações entre homens e mulheres. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1986.
BAPTISTA, B. O. et al. A sobrecarga do familiar cuidador no âmbito domiciliar: uma revisão integrativa da literatura. Rev. Gaúcha Enferm., v. 33, n. 1, p.147-156, mar 2012.
BRONZO, C. Vulnerabilidade, empoderamento e metodologias centradas na família: Conexões e uma experiência para reflexão. In: BRASIL. Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS); Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO). Concepção e Gestão da Proteção Social Não Contributiva no Brasil. Brasília, 2009.
BRUSCHINI, Maria Cristina A.; RICOLDI, Arlene M. Revendo estereótipos: o papel dos homens no trabalho doméstico. Rev. Estud. Fem., v. 20, n. 1, p. 259-287, abr. 2012.
BUTLER, Judith. O parentesco é sempre tido como heterossexual? Cadernos Pagu (21) p.219-260, 2003.
CARVALHO, Mirela de; BARROS, Ricardo Paes de; FRANCO, Samuel. Índice de Desenvolvimento da Família (IDF.). In: ACOSTA, Ana Rojas; VITALE, Maria Amália (orgs). Família: Redes, Laços e Políticas Públicas. São Paulo, IEE-PUCSP, 2003.

CARTER, B.; MCGOLDRICK, M. As mudanças no ciclo de vida familiar. In CARTER, B.; MCGOLDRICK, M. (org.). As mudanças no ciclo de vida familiar. Porto Alegre: Artes Médicas, 1995.


CAVALCANTE, C. M.; JORGE, M. S. B. Mãe é a que cria: o significado de uma maternidade substituta. Estud. psicol., Campinas, v. 25, n. 2, p. 265-275, jun 2008.
CERTEAU, M. A invenção do cotidiano: 1 - artes de fazer. Petrópolis: Vozes, 1999.
COELHO, C. M. S. Gênero: teoria e política. Dimensões, Vitória, v. 23, pp. 13-27, jul-dez, 2009.
COSTA, Liana F. Participação de famílias no Grupo Multifamiliar de adolescentes ofensores sexuais: vergonha e confiança. Psicol. clin., v. 23, n. 1, p. 185-201, 2011.
FAVERO, Celso A. Políticas públicas e reestruturação de redes de sociabilidades na agricultura familiar. Cad. CRH, v. 24, n. 63, p. 609-626, dez 2011. ISSN 0103-4979
FIGUEIRA, S. O moderno e o arcaico na família de classe média brasileira. In FIGUEIRA, S. (org.). Uma Nova Família? O moderno e o arcaico na família de classe média brasileira. Rio de Janeiro: Zahar, 1987.
FONSECA, Cláudia. A História Social no Estudo da Família: Uma Excursão Interdisciplinar. In: BIB, Rio de Janeiro: ANPOCS, n. 27, pp. 51-73, 1º sem. 1989.

FONSECA, Cláudia. Mãe é uma só?: Reflexões em torno de alguns casos brasileiros. Psicol. USP. São Paulo, v. 13, n. 2, 2002. Disponível em: <http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-65642002000200005&lng=en&nrm=iso>. Acesso em 26 dez. 2012.

FONSECA, Cláudia. Paternidade brasileira na era do DNA: a certeza que pariu a dúvida! Cuadernos de Antropología Social, n. 22, p. 27–51, 2005.
FONSECA, C. Concepções de família e práticas de intervenção: uma contribuição antropológica. Saúde Soc. São Paulo, v. 14, n. 2, maio/ago, 2005.
FONSECA, M. T. N. M. As políticas sociais para e com famílias. Pesquisas e Práticas Psicossociais. São João Del-Rei, v.1, n.1, 2006.
FOUCAULT, Michel. História da Sexualidade. Vols 1, 2, 3. Rio de Janeiro: Graal.
FREYRE, G. Casa Grande e Senzala. Rio de Janeiro: Livraria José Olympio Editora, 1977, 18ª edição.
FREYRE, G. Sobrados e Mucambos. Rio de Janeiro: Livraria José Olympio Editora, 1980.
GABARDO, Roseclér Machado; JUNGES, José Roque; SELLI, Lucilda. Arranjos familiares e implicações à saúde na visão dos profissionais do Programa Saúde da Família. Rev. Saúde Pública, v. 43, n. 1, p. 91-97, fev 2009. ISSN 0034-8910
GIDDENS, Anthony. As transformações da intimidade. São Paulo: UNESP, 1993.
GOMES, Nadielene Pereira et al. Compreendendo a violência doméstica a partir das categorias gênero e geração. Acta paul. enferm., v. 20, n. 4, p. 504-508, dez 2007.
HEILBORN, M. L. Gênero e condição feminina: uma abordagem antropológica. In IBAM/UNICEF. Mulher e Políticas Públicas. Rio de Janeiro, 1991.
HORA, Edilene Curvelo; SOUSA, Regina Márcia Cardoso de. Cross-cultural adaptation of the instrument "Family Needs Questionnaire". Rev. Latino-Am. Enfermagem, v. 17, n. 4, p. 541-547, Aug. 2009. ISSN 0104-1169
IPEA. PNAD 2007 - Primeiras Análises. Vol. 3: Demografia, Gênero. Brasília, 2008.

KAMERS, M. As novas configurações da família e o estatuto simbólico das funções parentais. Estilos clin. [online]. v.11, n.21, p: 108-125, 2006.



LEONE, E. T.; MAIA, A. G.; BALTAR, P. E. Mudanças na composição das famílias e impactos sobre a redução da pobreza no Brasil. Econ. soc., v.19, n.1, p. 59-77, abr 2010.
LESCURA, Carolina et al. Representações sociais sobre as relações de parentesco: estudo de caso em um grupo empresarial familiar. Rev. Adm. Contemp., v.16, n.1, p.98-117, fev 2012. ISSN 1415-6555
LÉVI-STRAUSS, C. As Estruturas Elementares do Parentesco. Petrópolis: Vozes, 1976.
MACARINI, Samira Mafioletti et al. Etnoteorias parentais: um estudo com mães residentes no interior e na capital de Santa Catarina. Psicol. Reflex. Crit., v. 23, n. 1, p. 37-45, abr 2010. ISSN 0102-7972
MAIA, J. M. D.; WILLIAMS, L. C. A. Fatores de risco e fatores de proteção ao desenvolvimento infantil: uma revisão da área. Temas em Psicologia, v. 13, n. 2, p. 91-103, 2005.
MARTURANO, Edna Maria. O inventário de recursos do ambiente familiar. Psicol. Reflex. Crit., v.19, n.3, p. 498-506, 2006. ISSN 0102-7972
MELO, Ana Teixeira de; ALARCÃO, Madalena. Centros de Apoio Familiar e Aconselhamento Parental: proposta de um modelo global de organização. Psicol. Soc., v. 21, n. 1, p. 55-64, abr 2009. ISSN 0102-7182
MENEZES, K. L. S. B.; DIAS, C. M. Mães doadoras: motivos e sentimentos subjacentes à doação. Revista Mal-estar e Subjetividade [en línea] 2011, XI (Septiembre-). Disponível em: <. Acesso em 3 set. 2012.
MIOTO, R. C. T. Trabalho com Famílias: um desafio para os assistentes sociais. Revista Virtual Textos & Contextos, n. 3, ano III, dez. 2004.
MOREIRA, M. I. C. Violência Contra a Mulher na Esfera Conjugal: Jogo de Espelhos. In: COSTA, A. de O.; BRUSCHINI, C. (Org.). Entre a Virtude e o Pecado. São Paulo/Rio de Janeiro: Fundação Carlos Chagas/ Rosa dos Tempos, v. 1, p. 169-189, 1992.
MOREIRA, M. I. C. ; BEDRAN, P. M.; CARELLOS, S. D. M. S. Família contemporânea brasileira em contexto de fragilidade social e novos direitos das crianças: desafios éticos. Psicologia em Revista (Online), v. 17, p. 161-180, 2011.
MOREIRA, M. I. C.; AFONSO, M. L. M. (Orgs.). Karin Ellen Von Smigay - A alteridade masculina na letra de uma mulher. Belo Horizonte: Rede de Cidadania Mateus Afonso Medeiros, 2012. v. 1. Midia eletrônica CD.
MOREIRA, M. I. C.; CARELLOS, S. D. M. S. (Orgs.). Famílias em vulnerabilidade social: É possível auxiliar sem invadir? Curitiba: Editora CRB, 2012, v. 1, 115p.
MOREIRA, M. I. C. Violência Intrafamiliar contra Crianças e Adolescentes: reflexões à luz das teorias intergeracionais e de gênero. In: ROMAGNOLI, R. C.; MARTINS, F. F. de S. (Orgs.). Violência Doméstica: Estudos Atuais e Perspectivas. Curitiba: CRV, 2012, v. 1, p. 8-279.
NICOLACI-DA-COSTA, Ana Maria. Mal-estar na família: descontinuidade e conflito entre sistemas simbólicos. In FIGUEIRA, S. (org.). Cultura da Psicanálise. São Paulo: Brasiliense, 1985, pp 147-168.
OLIVEIRA, Maíra Ribeiro de; DESSEN, Maria Auxiliadora. Alterações na rede social de apoio durante a gestação e o nascimento de filhos. Estud. psicol. (Campinas), v. 29, n.1, p.81-88, mar 2012. ISSN 0103-166X
PALMA, Yáskara A.; LEVANDOWSKI, Daniela C. Vivências pessoais e familiares de homossexuais femininas. Psicol. estud., v.13, n.4, p.771-779, dez 2008.
PARSEVAL, Genevieve Delaisi de. A Parte do Pai. Porto Alegre: L&PM, 1986.
PEREIRA, Rodrigo da Cunha; SILVA, Cláudia Maria. Nem só de pão vive o homem. Sociedade e Estado, Brasília, v. 21, n. 3, p. 667-680, set./dez 2006.
PINO, Nádia Perez. A teoria queer e os intersex: experiências invisíveis de corpos des-feitos. Cadernos Pagu (28), p.149-174, jan.-jun. 2007.
RINHEL-SILVA, C. M.; CONSTANTINO, E. P.; RONDINI, C. A. Família, adolescência e estilos parentais. Estud. psicol., Campinas, v.29, n.2, p.221-230, jun. 2012.
RIOS, M. G.; GOMES, I. C. Casamento contemporâneo: revisão de literatura acerca da opção por não ter filhos. Estud. psicol., Campinas, v.26, n.2, p.215-225, jun 2009.
ROMANELLI, Geraldo. Autoridade e poder na família. In CARVALHO, Maria do Carmo B. de (org.). A família contemporânea em debate. São Paulo: Cortez ed., 1995.
ROSA, E. T. S. A Centralidade da Família na Política de Assistência Social. An. 1 Congr. Intern. Pedagogia Social. Mar. 2006.
ROSSETTI-FERREIRA, M. C. et al. Acolhimento de crianças e adolescentes em situações de abandono, violência e rupturas. Psicol. Reflex. Crit., v.25, n.2, p.390-399, 2012.
SÁNCHEZ VERA, Pedro; BOTE DÍAZ, Marcos. Familismo y cambio social: el caso de España. Sociologias, n.21, p.122-149, jun 2009. ISSN 1517-4522
SANTOS, A. C. W.; MORÉ, C. L. O. O. Impacto da violência no sistema familiar de mulheres vítimas de agressão. Psicol. cienc. prof., v.31, n.2, p.220-235, 2011.
SANTOS, Júlio C. dos; FREITAS, Patrícia M. de. Planejamento familiar na perspectiva do desenvolvimento. Ciênc. saúde coletiva, v.16, n.3, p.1813-1820, mar 2011.

SARTI, C. Família e individualidade: um problema moderno. In CARVALHO, Maria do Carmo B. (org.). A família contemporânea em debate. São Paulo: Cortez, 1995.


SARTI, C. A família como universo moral. In SARTI, C. A família como espelho - um estudo sobre a moral dos pobres. Campinas: FAPESP, São Paulo: Autores Associados, 1996, p. 35-63.
SARTI, C. O feminismo brasileiro desde os anos de 1970: revisitando uma trajetória. Rev. Estudos Feministas, v.12, n.2, p.35-50, 2004.

SARTI, C. A família como ordem simbólica. Psicol. USP. v.15, n.3, São Paulo, 2004.



SAUTHIER, Marta; GOMES, Maria da Luz B. Gênero e planejamento familiar: uma abordagem ética sobre o compromisso profissional para a integração do homem. Rev. bras. enferm., v.64, n.3, p.457-464, jun 2011. ISSN 0034-7167
SCOTT, Joan. Gênero: uma categoria útil de análise histórica. Educação & Realidade, v.20, n.2, p.71-99, 1995.
SILVA, Mariana Cristina L. dos S. R.; SILVA, Lucía; BOUSSO, Regina Szylit A abordagem à família na Estratégia Saúde da Família: uma revisão integrativa da literatura. Rev. esc. enferm. USP, v.45, n.5, p.1250-1255, out 2011. ISSN 0080-6234
SIQUEIRA, Aline Cardoso et al. Processo de reinserção familiar: estudo de casos de adolescentes que viveram em instituição de abrigo. Estud. psicol., Natal, v.15, no.1, p.7-15, abr 2010. ISSN 1413-294X
SLENES, R. W.; FARIA, S. de C. Família escrava e trabalho. Tempo, v. 3, n.6, dez. 1998.
TAVARES, F. H. et al. Apontamentos para o reconhecimento das uniões homossexuais face ao paradigma do estado democrático de direito. Rev. direito GV, v.6, n.2, p.443-468, dez 2010. ISSN 1808-2432
TERUYA, Marisa Tayra. A família na historiografia brasileira. Bases e perspectivas teóricas. Anais do XII Encontro Nacional de Estudos Populacionais, Belo Horizonte, 2000. Disponível em: <http://www.abep.nepo.unicamp.br/docs/anais/pdf/2000/Todos/A%20Fam%C3%ADlia%20na%20Historiografia%20Brasileira....pdf>. Acesso em 26 dez 2012.
TONELI, M. J. F.; SOUZA, M. G. C.; MULLER, R. C. F. Masculinidades e práticas de saúde: retratos da experiência de pesquisa em Florianópolis/SC. Physis, v.20, n.3, p.973-994, 2010.
VARGAS, Eliane P.; MOÁS, Luciane da C. Discursos normativos sobre o desejo de ter filhos. Rev. Saúde Pública, v.44, n.4, p.758-762, ago 2010. ISSN 0034-8910
VARGAS, Eliane P.; RUSSO, Jane A.; HEILBORN, Maria Luiza. Sexualidade e reprodução: usos e valores relativos ao desejo de filhos entre casais de camadas médias no Rio de Janeiro, Brasil. Cad. Saúde Pública, v.26, n.1, p.153-162, jan 2010.
VIEIRA, Joice M. Transição para a vida adulta no Brasil: análise comparada entre 1970 e 2000. Rev. bras. estud. popul., v.25, n.1, p.27-48, jun 2008. ISSN 0102-3098
VITALE, M. A. F. Socialização e família: uma análise intergeracional. In CARVALHO, M. C. B. (Org.). A família contemporânea em debate. São Paulo: Cortez, 1998, p. 39-50.
WAGNER, Adriana et al. Projetos para os filhos e estratégias de socialização: a perspectiva de pais e mães. Psicol. Soc., v.24, n.1, p.122-129, abr 2012.
WANDERBROOCKE, Ana Claudia N. de S.; MORÉ, Carmen L. O. O. Significados de violência familiar contra o idoso na perspectiva de profissionais da Atenção Primária à Saúde. Ciênc. saúde coletiva, v.17, n.8, p.2095-2103, ago 2012. ISSN 1413-8123

ZANETTI, S. A. S.; GOMES, I. C. A ausência do princípio de autoridade na família contemporânea brasileira. Psico, v. 40, n. 2, p. 194-201, abr./jun, 2009.


©principo.org 2016
enviar mensagem

    Página principal