Feliz é aquele que não se escandaliza com Jesus Cristo!- pr. Abram de Graaf



Baixar 29.56 Kb.
Encontro31.07.2016
Tamanho29.56 Kb.

- Feliz é aquele que não se escandaliza com Jesus Cristo!-

Pr. Abram de Graaf

Palavras – chaves: Mensagem da Cruz, Crucificação, Escandalizar com Cristo.
Texto: Mateus 26, 31-35

Leitura: 1 Cor. 1, 18-25
Queridos irmãos em Cristo Jesus,
Acabamos de cantar um hino que diz:
Sim, eu amo a mensagem da cruz.

Seu triunfo meu gozo será!

Pois um dia em lugar de uma cruz

A coroa Jesus me dará!”
Este hino é muito profundo. Tão profundo, que me pergunto se realmente todos entendem o que ele quer dizer. Qual é a mensagem da cruz? O que a cruz quer nos ensinar? A vitória e a glória OU a derrota e o desprezo? O hino fala sobre isso, porque ele começa a dizer: Rude cruz se erigiu; dela o dia fugiu como emblema de vergonha e dor. A cruz é um símbolo de vergonha e dor. A cruz é uma loucura; uma pedra de tropeço para os que se perdem; e um escândalo para os judeus.
Tem muitas pessoas neste mundo que tem um crucifixo na parede; outras pessoas andam com uma pequena cruz no peito. Com certeza, elas afirmarão como nós: Sim, eu amo a mensagem da cruz! Mas, mais uma vez eu pergunto: será que elas entendem bem a mensagem da cruz?
E vocês irmãos? Vocês chegaram aqui na igreja e vocês se preparam para comemorar a santa ceia hoje de manhã e com certeza vocês afirmarão também: Sim, eu amo a mensagem da cruz! E mais uma vez eu lhes pergunto: vocês realmente entendem qual é a mensagem da cruz? Às vezes nós podemos cantar um hino, sem entender o que ele quer dizer! Às vezes podemos confessar o nosso amor, sem entender as conseqüências da nossa declaração. Temos um bom exemplo disso na bíblia. Um exemplo que nos deixa pensativos. Encontramos este exemplo em Mateus 26: 31-35.
[Vamos ler esta história!]

Então, Jesus lhes disse: Esta noite, todos vós vos escandalizareis comigo;



Porque está escrito: Ferirei o pastor, e as ovelhas do rebanho ficarão dispersas.

Mas, depois da minha ressurreição, irei adiante de vós para a Galiléia.

Disse-lhe Pedro: Ainda que venhas a ser um tropeço para todos,

Nunca o serás para mim.

Replicou-lhe Jesus: Em verdade te digo que, nesta mesma noite,

Antes que o galo cante, tu me negarás três vezes.

Disse-lhe Pedro: Ainda que me seja necessário morrer contigo,

De nenhum modo te negarei. E todos os discípulos disseram o mesmo”.
Esta história é um momento no caminho doloroso do nosso Senhor Jesus Cristo.

Um momento depois da Santa Ceia. Um momento bonito, por que todos os discípulos declararam o seu amor a Jesus! Todos juraram a sua lealdade a Jesus. Pedro tomou a iniciativa e disse: Ainda que me seja necessário morrer contigo, de nenhum modo te negarei. E todos os discípulos disseram o mesmo.


Um momento bonito. Uma união completa e forte; um amor ardente! Nunca ouvi uma pessoa fazer a sua profissão de fé com tais palavras: Ainda que me seja necessário morrer contigo, de nenhum modo te negarei! Quem não tem muito conhecimento do caminho doloroso de Jesus Cristo, diria: Que declaração! Que dedicação! Que amor!
Pois é! Irmãos. Mas o contexto não é tão bonito! O contexto nos mostra uma outra realidade. Um pouco antes disso Jesus mesmo disse: Esta noite, todos vós vos escandalizareis comigo! Em menos do que oito horas o desenho bonito quebrará em muitos pedaços. A união será quebrada; o mestre será ferido e os discípulos ficarão dispersos. E o pior é isso: todos se escandalizarão com Jesus!!
Como é possível? O que vai acontecer? Estes homens queriam morrer com Cristo! O que ia acontecer para que eles mudassem de opinião? O que ia acontecer com Jesus para que ele se tornasse uma pedra de tropeço para os seus discípulos? É bom para pensar nisso, porque se estes homens já se escandalizaram com Cristo, como está com a nossa vida? Nós somos mais fiéis do que os onze discípulos? Nós amamos Jesus mais do que eles?
Essa é a pergunta para nós hoje. Esse é o ponto crucial para a nossa auto-avaliação hoje de manhã; antes de celebrar a santa ceia devemos saber como é a nossa relação com Cristo Jesus. Pode ser que amamos Jesus, mas amamos também a mensagem da cruz?
TEMA: FELIZ É AQUELE QUE NÃO SE ESCANDALIZA COM JESUS CRISTO!
O tema da conversa depois da primeira santa ceia é um pouco chocante, irmãos! Jesus acabou de comemorar a Páscoa com os seus discípulos; e naquele momento ele instituiu a santa ceia! Eles estavam juntos e unidos como uma família. Unidos em amor. Unidos em Cristo Jesus. No final eles cantaram Salmo 118 e depois eles saíram para o monte das Oliveiras. O monte que estava ao lado de Jerusalém. Ali eles podiam ver toda cidade e o templo. E quando eles estavam ali sentados, Jesus lhes disse: Esta noite, todos vós vos escandalizareis comigo; Imagine, irmãos! Jesus lhes disse: Esta noite, todos vós vos escandalizareis comigo!! Isso quer dizer que todos se tornarão infiéis. A idéia é que Jesus se tornará uma pedra de tropeço. Os discípulos querem estar longe dele, porque têm vergonha dele ou se escandalizam com ele.
TODOS! Não um só, mas TODOS! Esta palavra é para todos: Nenhum deles ficará fiel. Todos se afastarão. Na mesma noite!! Imagine irmãos, que sofrimento! Saber que todos se escandalizarão, faz parte do sofrimento de Jesus Cristo. Ele sabia o que ia acontecer. E ele sabia que ficaria sozinho. Ele está com onze homens, mas nenhum deles poderá o ajudar.
E como Jesus sabia disso? Jesus sabia disso, porque conhecia as profecias antigas. As profecias que falaram sobre o seu caminho doloroso. Como, por exemplo, a profecia de Zacarias 13:7. Jesus usa a profecia de Zacarias 13:7 que diz: Ferirei o Pastor e as ovelhas do rebanho ficarão dispersas”.
Usando este texto, Jesus nos mostra que Ele é o nosso supremo profeta, que nos revelou o plano de Deus a respeito da nossa Salvação. Ele conhecia as profecias e sabia também sobre o que o profeta estava falando. Zacarias não diz quem é o pastor: mas Jesus aplica esta profecia na sua situação. Jesus é o pastor e os discípulos são as ovelhas. O Senhor Deus ferirá o pastor por causa dos pecados do povo, as ovelhas (aquelas que conhecem a voz do pastor e seguem o pastor) serão espalhadas.
Quer dizer: o sofrimento vem de Deus conforme esta profecia; Tudo o que acontece é conforme o plano de Deus. Isso deve acontecer! Faz parte do plano de Deus. Jesus deve passar por esta situação para que pagasse pelos pecados do povo. Jesus disse isso varias vezes aos seus discípulos: o caminho doloroso não é uma opção. É a única maneira para salvar o povo. Só assim ele podia pagar pelos pecados. O plano de Deus é assim!
Ele disse isso varias vezes, mas os discípulos não entenderam esta mensagem. Especialmente Pedro não entendia essa mensagem. Quando Jesus falou pela primeira vez sobre o seu sofrimento e a sua morte em Jerusalém. Pedro logo reagiu, reprovou Jesus e disse (MT. 16, 22): Tem compaixão de ti, Senhor. Isso de modo algum te acontecerá! Naquele momento Jesus já disse a Pedro: Arreda, Satanás, Tu és para mim pedra de tropeço, porque não cogitas das coisas de Deus, e sim das dos homens!
O que Jesus lhe disse é interessante para saber: quem não cogita nas coisas de Deus, não entenderá Jesus e não entenderá a mensagem da cruz. Quem não cogita nas coisas de Deus, se escandalizará com Jesus. Pedro já teve este momento. E parece que ele não aprendeu muito. Ele ainda se escandaliza com Jesus, porque ele reagiu logo e disse: Ainda que venhas a ser um tropeço para todos, nunca o serás para mim.
Prestem atenção, irmãos. Como sempre Pedro é o primeiro que reagiu. Ele tem um temperamento explosivo. Ele é um homem que é guiado pelos seus sentimentos. Ele não pensa duas vezes, mas reage logo e diz o que passa pela sua cabeça. O amor dele cresceu rapidamente, mas não tem muitas raízes. Ele faz uma declaração do seu grande amor, mas ele não é muito humilde, porque se exalta no meio dos outros.
Pedro é um tipo de pessoa que reage espontaneamente; ele logo se declarou, mas –presta atenção – a sua declaração é mais emocional e superficial do que racional. Este tipo de pessoa reage espontaneamente, mas não conhece os seus próprios sentimentos, nem o plano de Deus. O caso de Pedro mostra isso claramente: Ele não entende o porquê do sofrimento de Jesus Cristo. Ele não aceita o sofrimento de Jesus Cristo, porque não entende nada da necessidade desse sofrimento. Se depender de Pedro, ele lutará contra todos os inimigos para proteger Jesus. Ele ama Jesus, mas no mesmo momento atrapalha o plano de Deus.
Também é claro que Pedro não tem muito conhecimento de si mesmo. Observando a sua declaração, uma pessoa poderia pensar: Que homem! Que declaração! Que dedicação! Que amor! Mas pense, irmão! Em menos do que três horas o mesmo Pedro decepcionará o Senhor profundamente negando-o três vezes. Jesus sabia disso. E logo lhe disse: Simão, em verdade te digo que, nesta mesma noite, Antes que o galo cante, tu me negarás três vezes.... Dá para acreditar, irmãos? Pedro fará isso? Até Pedro mesmo não acredita nisso. Ele logo reagiu e disse: EU? EU? NUNCA! Ainda que me seja necessário morrer contigo, de nenhum modo te negarei!!
Mas todo mundo conhece a história. Mateus 26: 69-75! Pedro se escandalizou com Jesus e o negou três vezes! Por quê? Já pensou nisso, irmãos? Por que Pedro negou Jesus três vezes? Ouvi uma vez um aluno dizer: porque Jesus curou a sogra de Pedro! Mas isso foi uma piadinha.
Existem pessoas que disseram que Pedro estava babando Jesus. Ele não falava a verdade. As palavras dele não eram verdadeiras. Será? Será que Pedro não amava Jesus? Será que Pedro não queria morrer com Jesus? Não acredito nisso. O que aconteceu com Pedro nessas horas?
Pedro descobriu alguma coisa. Pedro viu alguma coisa e se escandalizou com Jesus. Acredito que Pedro estava preparado para morrer com Jesus. Para lutar com Jesus. Não foi ele que tirou a espada (MT. 26,51)? Os discípulos queriam lutar e morrer. Mas Jesus não queria lutar. Jesus se entregou. Sem lutar. Será que Pedro entendeu isso? Pedro queria um rei e não um réu. Ele queria um vencedor e não um vencido; ele queria uma vitória e não uma derrota. Lendo a história dá a impressão que os discípulos tinham se preparados para a luta, mas não estavam preparados para uma derrota. Eles queriam Jesus Cristo como guerreiro, como um Che Guevara, mas não como prisioneiro.
E foi por causa disso que eles se escandalizaram com Jesus. A mesma coisa aconteceu com João Batista (Mateus 11:6). João estava na prisão e ouviu as notícias de Jesus. João tinha pregado a guerra. Ele tinha confrontado as pessoas com o reino de Deus. Arrepende-se, raça de víboras! João pregou sobre o Cristo que batizará com o Espírito e com fogo! A sua pá, ele tem na mão e limpará completamente a sua eira; recolherá o seu trigo no celeiro, mas queimará a palha em fogo inextinguível. João pregou a guerra, mas Jesus veio em paz. Jesus era diferente. E por causa disso João mandou os seus discípulos, que lhe perguntaram: És tu aquele que estava para vir ou havemos de esperar ouvindo e vendo: os cegos vêem, os coxos andam, os leprosos são purificados, os surdos ouvem, os mortos são ressuscitados, e aos pobres está sendo pregado o evangelho. E FELIZ É AQUELE QUE NÃO ACHAR EM MIM MOTIVO DE TROPEÇO.
João pregou a guerra, Jesus trouxe a paz. João lutou com a espada de Deus na mão, Jesus sofreu porque a espada de Deus lhe feriu. Zacarias 13:7 diz isso literalmente: Desperta, ó espada, contra o meu pastor, que é o meu companheiro, diz o Senhor dos Exércitos. Fere o pastor, e as ovelhas ficarão dispersas. O Cristo Jesus teve que sofrer, porque só assim ele poderia salvar o seu povo. Ele devia cumprir as profecias sobre o sofrimento do Messias. A Palavra de Deus foi uma espada contra ele mesmo.
Os discípulos não entenderam nada disso. Eles não entenderam que o Cristo tinha que morrer. O caminho da cruz era um escândalo para os discípulos.

Eles se preparam para uma vitória e não estavam preparados para uma derrota. Eles queriam lutar e não estavam preparados para sofrer.


A cruz é um símbolo da morte de Cristo.

Mas ela não é somente um símbolo, ela é também UM ESTILO DE VIDA!

Muitas pessoas andam com o símbolo da cruz no peito, mas elas não entendem a mensagem da cruz; Muitas pessoas andam com a cruz no peito, mas não andam com a cruz no coração; O estilo da cruz é um estilo da vida: amor, humildade, sofrer, morrer, seguir o exemplo de Jesus; Muitas pessoas não entendem isso; elas andam com a cruz no peito, mas como uma espada na mão.

Elas querem lutar e não sabem sofrer;

Elas sabem brigar, mas não sabem amar;

Elas sabem contar os erros dos outros, até três vezes, ou como Pedro até sete vezes, mas elas não sabem perdoar sete vezes setenta vezes!

Elas andam com a cruz no peito, mas como uma espada na mão.
Agora irmãos, daqui a pouco vamos celebrar a santa ceia.

Vamos comemorar a mensagem da cruz! Mas pensam bem!


FELIZ É AQUELE QUE NÃO SE ESCANDALIZA COM JESUS CRISTO!

FELIZ É AQUELE QUE NÃO SE ESCANDALIZA COM A CRUZ DE JESUS!


A CRUZ É UM ESTILO DE VIDA!

SOMOS SOLDADOS DA SALVAÇÃO E NÃO DA MALDIÇÃO;

O NOSSO CAMINHO É O CAMINHO DA PAZ E NÃO DA GUERRA

SEGUIMOS JESUS E NÃO SATANÁS!


ELE PLANTOU A CRUZ NO NOSSO CORAÇÃO;

A CRUZ É UM ESTILO DA VIDA!

Não mais guerra, não mais brigas;

Mas perdão! Sete vezes setenta vezes!

Por causa disso posso cantar:

SIM, EU AMO A MENSAGEM DA CRUZ!


Cântico: Sim, eu amo a mensagem da cruz.



www.irbmaceio.com.br




©principo.org 2016
enviar mensagem

    Página principal