Fonte: haber e klein, 1992



Baixar 36.43 Kb.
Encontro29.07.2016
Tamanho36.43 Kb.

HIS - VEST./99 3o DIA

01. "Talvez seja oportuno recordar que não faltaram, até no derradeiro minuto, as propostas e as engenhosas articulações para que ele permanecesse no poder, pelo menos nominalmente, desde que se mostrasse disposto a jogar fora aqueles princípios, aquelas idéias que sempre o definiram perante o povo brasileiro, seja no Ministério do Trabalho, na vice-presidência da República ou nos dois anos e meio da Presidência da República. Preferiu não contribuir para que fosse derramado sangue de brasileiros, em uma luta fratricida de conseqüências imprevisíveis. Foi um erro? Só a História, com H maiúsculo, poderá dizê-lo. Bem ao contrário, só a História tem força e autoridade definitivas para legitimar atos que se praticam na escala das nações."
O trecho acima foi extraído de uma reportagem intitulada "O Brasil de 1960 a 1970 - A História Política que Ninguém Contou", publicada na revista Manchete em edição de 9 de maio de 1970. A que fato político o trecho acima se refere e quais foram as suas principais conseqüências?


  1. O gráfico abaixo apresenta o desempenho comercial do Brasil nos primeiros anos após a Independência. Estabeleça um paralelo entre o desempenho da balança comercial brasileira na primeira metade do século XIX e alguns dos principais problemas da economia brasileira em relação à balança comercial, na atualidade.



Fonte: HABER e KLEIN, 1992.

03. Leia atentamente o trecho a seguir e responda à questão abaixo.
"O rápido desenvolvimento da indústria açucareira, malgrado as enormes dificuldades decorrentes do meio físico, da hostilidade do silvícola e do custo dos transportes, indica claramente o esforço do governo português em se concentrar nesse setor. O privilégio, outorgado ao donatário, de só ele fabricar moenda e engenho de água, denota ser a lavoura do açúcar a que se tinha especialmente em mira de introduzir. Favores especiais foram concedidos subseqüentemente àqueles que instalassem engenhos: isenções de tributos, garantia contra a penhora dos instrumentos de produção, honrarias e títulos, etc. As dificuldades maiores, encontradas na etapa inicial, advieram da escassez de mão-de-obra. O aproveitamento do escravo indígena, em que aparentemente se baseavam todos os planos iniciais, resultou inviável na escala requerida pelas empresas agrícolas de grande envergadura que eram os engenhos de açúcar." (FURTADO, C., Formação Econômica do Brasil, 1980)
O trecho acima sintetiza o esforço português em instalar um empreendimento comercial duradouro e rentável em terras brasileira. Identifique e explique os três principais elementos que caracterizaram o empreendimento colonial conhecido como a Grande Lavoura.

04. "A partir de agora, até que os inimigos sejam expulsos do território da república, todos os franceses estão em regime de recrutamento permanente para os serviços do exército. Os jovens irão ao combate, os homens casados forjarão as armas e transportarão os gêneros de subsistência, as mulheres farão as tendas de campanha, as roupas e servirão em hospitais, os velhos serão levados às praças públicas para excitar a coragem dos guerreiros, pregar o ódio aos reis e a unidade da República. " Esse é o teor do famoso decreto votado pela Convenção, em 23 de agosto de 1793, quando a MONTANHA inaugurou seu governo." (MICELLI, 1987).


A que episódio da história universal se refere o texto acima e quais as implicações desse episódio com o processo de constituição e desenvolvimento do capitalismo?

05. "Aos operários da construção civil: Companheiros –


Que Deus e Vargas estejam convosco. A mim ambos desamparam; mas o momento não é de queixas, e sim de luta. Não me dirijo a toda a vossa classe, pois não sou um demagogo. Sou um homem vulgar, e vejo apenas (mal) o que está diante de meus olhos. Estou falando, portanto, com todos aqueles dentre vós que trabalham na construção em frente de minha janela. Um carrega quatro grandes tábuas ao ombro; outro grimpa, com risco de vida, a precária torre do enguiçado elevador; qual bate o martelo, qual despeja nas formas o cimento, qual mira a planta, qual usa a pá, qual serra (o bárbaro) os galhos de uma jovem mangueira, qual ajusta, neste momento, um pedaço de madeira na serra circular. ... Ouvi-me, pois, insensatos; ouvi-me a mim e não a essa infame e horrenda serra que a vós e a mim tanto azucrina. Vamos para a praia. E se o proprietário vier, se o banqueiro vier, se o governo vier, e perguntar com ferocidade: 'estais loucos? – nós responderemos: 'Não, senhores, não estamos loucos; estamos na praia jogando peteca.' E eles recuarão, pálidos e contrafeitos." (RUBEM BRAGA, julho de 1951)
Quais fatos históricos fizeram com que o autor da crônica acima associasse a figura do Presidente Vargas a Deus e aos operários?

06. Nos anos 50, havia um comentário popular que dizia o seguinte: “Para um país com forte tradição institucional, como os EUA, não faz diferença se é administrado por um bom presidente, como Roosevelt, por um mau presidente, como Eisenhower, ou por nenhum presidente, como Truman.”


Discuta a aplicação desse mesmo comentário ao contexto brasileiro no período pós-1989.

07. Belo Horizonte, capital de Minas Gerais, completou 100 anos de fundação em 1997. Durante muitos anos os ocupantes do Palácio da Liberdade, sede do governo mineiro, tiveram uma enorme e decisiva influência nos destinos da política nacional. Essa hegemonia de Minas Gerais somente era equiparada à influência que São Paulo também possuía sobre quem seria o ocupante do Palácio do Catete, sede da Presidência da República no Rio de Janeiro.


Contextualize essa hegemonia de Minas Gerais e São Paulo na determinação da política nacional, explicitando os seus condicionantes e suas conseqüências.

08. No carnaval carioca de 1997, o júri escolheu como melhor samba-enredo o da “Acadêmicos do Grande Rio”, cuja letra foi inspirada em um fato histórico importante. Leia o trecho da letra do samba abaixo e responda:


Sonha, a Grande Rio é um sonho

Em águas claras eu quero sonhar

Enfeitar a vida de alegria

Pra quem um dia o sol quis despertar

Chegaram cheios de esperança

Não sabiam dos mistérios que teriam que enfrentar

Essa mata tem segredos que o homem não consegue desvendar

É um mundo de encanto e magia, perfume e fantasia

Cicatriz que a Amazônia fez chorar

Olha o índio no caminho, é caçador

Meu cavalo é de fogo, eu vou que vou

Se a selva é perigosa, meu amor

Rondônia é alegria, esqueça a dor (Foi assim)

Era o eldorado do látex no Brasil

A riqueza que a cobiça alimentou

Nessa história o Tio Sam também entrou

No tratado de Petrópolis tudo começou

O Acre da Bolívia ganhei

E a borracha para o mundo exportei

Cada dormente é uma vida, a vida em flor

Na Maria Louca delirando eu vou

Em sucata o meu sonho terminou

Vou voltar para onde não fui ...”.

(Autores: Sabará, Muralha, Jarbas da Cuíca e Grajaú)


a) Qual é o fato histórico abordado no trecho acima?

b) Transcreva duas passagens, da letra acima, em que fica bem caracterizado esse fato histórico.


09. “O ouro brasileiro deixou buracos no Brasil, templos em Portugal e fábricas na Inglaterra.” (Eduardo Galeano)
Explique de que forma os fatos contidos na frase acima estão relacionados historicamente.

10. “Eu sustento que a única finalidade da ciência está em aliviar a canseira da existência humana. E se os cientistas, intimados pela prepotência dos poderosos, acham que basta amontoar saber, por amor ao saber, a ciência pode ser transformada em aleijão, e as suas novas máquinas serão novas aflições, nada mais.” (Galileu Galilei, 1564 – 1642)


Defina o movimento artístico, científico e cultural ao qual a figura de Galileu se vincula historicamente.


Compartilhe com seus amigos:


©principo.org 2019
enviar mensagem

    Página principal