Fonte: Jornal da petros, Julho de 2002



Baixar 10.12 Kb.
Encontro31.07.2016
Tamanho10.12 Kb.





www.startpoint.com.br/apape/

apape@startpoint.com.br

Fonte: Jornal da PETROS, Julho de 2002 – Investimentos




Venda do Serrador:

estratégia acertada
Investimento da Petros no Estacionamento Cinelândia

valorizou antiga sede, que voltará a ser hotel de luxo

A Petros vendeu sua antiga sede, o Edifício Serrador, localizado no centro do Rio de Janeiro, para o grupo AC Lobato. O imóvel, fechado há cinco anos, foi comprado por R$ 19 milhões, R$ 5 milhões a mais que o valor estimado pelo mercado.


Não houve mágica. A valorização do imóvel foi possível graças à estratégia da atual diretoria, que investiu na construção de um estaciona­mento subterrâneo sob a Praça Mahatma Gandhi, em frente ao velho hotel fundado no início do século 20 pelo empresário espanhol Francisco Serrador.

Quebra-quebra

O


A manutenção do Serrador custava R$ 100 mil mensais. Com a valorização do imóvel, a Petros pôde, enfim,fazer um bom negócio
edifício foi par­te importante na vida do fundo de pensão. Durante duas décadas a Petros funcionou em suas instalações. Foi necessário na época derrubar muitas paredes e transformar apartamentos e suítes em escritórios para que o hotel tradicional se tornasse um prédio comercial.
A mudança para a sede atual da Petros, na Rua do Ouvidor, aconteceu em 1997. Desde então, o edifício custava aproximadamente R$ 100 mil por mês à Petros, sem nada render. Foi parte da história, mas estava dando prejuízo.
A diretoria estudou uma série de soluções, mas a reabertura do Serra­dor era inviável porque o móvel não tinha estacionamento, hoje uma exigência obrigatória para qualquer empreendimento mobiliário de grande porte.

Participação
Foi então, com o objetivo de valorizá-lo, que a Petros firmou parceria com a construtora Triunfo e a empresa de engenharia espanhola TAU para construir um estacionamento.
Foram investidos cerca de R$ 22 milhões no negócio. Deste total, a Petros entrou com cerca de R$ 6 milhões. Houve a valorização do imóvel, o que tornou possível fazer um bom negócio. Além disso, a Petros terá uma participação na receita mensal gerada pelo Estacionamento Cinelândia. Com as obras em anda­mento, diversas empresas manifesta­ram interesse pelo Serrador. Oito delas apresentaram propostas que foram analisadas pela Petros: quatro redes hoteleiras, duas universidades particulares, uma administradora de apart-hotéis e uma construtora.
O grupo AC Lobato apresentou melhor proposta e já anunciou que o Serrador voltará a abrigar um hotel.

Associação Nacional dos Participantes da Petros - APAPE
Av. Rio Branco, 156 - Salas 2514/15 - Centro
Rio de Janeiro - CEP 20040-004



Compartilhe com seus amigos:


©principo.org 2019
enviar mensagem

    Página principal