Francisco rossi



Baixar 6.65 Kb.
Encontro01.08.2016
Tamanho6.65 Kb.


O Sr. FRANCISCO ROSSI (PMDB-SP) pronuncia o seguinte discurso: Senhor Presidente, Senhoras e Senhores Deputados. No momento em que nos reunimos nesta Casa Legislativa para prestarmos homenagem à imigração japonesa no Brasil, permitimo-nos reavivar instantes importantes de nossas histórias, japonesa e brasileira, quanto enaltecer a brava luta de homens e mulheres da Terra do Sol Nascente que heroicamente cruzaram oceanos na busca por um sonho.

Naquele longínquo 28 de abril de 1908, um grupo de japoneses partiu para o Brasil na embarcação Kasatu Maru, a partir do Porto de Kobe. Iniciava-se, naquele instante, uma viagem de longa duração, cuja chegada no Porto de Santos aconteceu em junho. No total, aqui desembarcaram, segundo dados do Museu Histórico da Imigração Japonesa no Brasil, 781 imigrantes oriundos de diferentes províncias.

É preciso ressaltar os sonhos e as expectativas que norteavam aquele processo migratório, que representava uma alternativa encontrada pelo governo japonês para tentar diminuir as tensões sociais internas surgidas com a escassez de terras e com o endividamento dos trabalhadores rurais. Isso se deu, inclusive, como resultado da modernização que marcou aquele período da história japonesa, com a conseqüente abertura comercial para o mundo ocidental e a celebração de tratados que, entre outras medidas, possibilitaram a saída de trabalhadores japoneses.

No Brasil, por sua vez, esse fluxo migratório encontrou na economia cafeeira grande possibilidade de atuação. Estudos revelam que, com a elevação do preço do café no mercado internacional no início do século, os cafezais paulistas ampliaram sua área de cultivo, o que repercutiu diretamente na maior necessidade de mão-de-obra e nosso País se abre para colher aqueles corajosos imigrantes que para cá vieram e que ajudaram a construir a grandeza de nosso País.

Senhor Presidente, Nobres Parlamentares. Atrevemo-nos a dizer que o sonho daqueles imigrantes japoneses possibilitaram atingir algo muito maior do que aquilo que havia sido sonhado. Pela ação daqueles homens e mulheres que para aqui vieram, o Japão, como nação, incorporou-se definitivamente na história do nosso País e temos certeza de que o mesmo sentimento é abrigado na alma do povo japonês e por isso este momento não é apenas a comemoração de um fato histórico mas uma ocasião propícia para enaltecermos o amor que une o povo japonês ao povo brasileiro.

O povo japonês nos ensinou e ainda nos ensina como superar as dificuldades e os infortúnios. Existe um traço comum que une corações brasileiros e japoneses que é a fé. Fé na força no trabalho, na transposição de obstáculos e sobretudo uma fé inabalável em Deus.

Para que a construção desses sonhos em realidade fosse possível, os imigrantes japoneses defrontaram-se com o grande desafio de preservar tradições e costumes, ao mesmo tempo em que se inseria na realidade econômica e cultural brasileira, acrescentando valores inestimáveis em todos os extratos sociais de nosso País.

Senhoras e Senhores Deputados, a contribuição que o imigrante japonês trouxe para o progresso brasileiro revela-se inestimável. Como resumidamente demonstrado, a história da imigração japonesa representa, uma bela e extraordinária lição sempre presente, exaltando a capacidade do ser humano de superar obstáculos e de se irmanar em nome de nobres ideais. Japão e Brasil deram uma lição para o mundo, o que torna a presente homenagem símbolo real da relação fraternal e solidária existente entre povos e é muito bom poder dizer: O povo japonês é irmão do povo brasileiro.

Por tudo isso, parabenizamos os imigrantes japoneses, na certeza de que os exemplos deixados por um passado repleto de simbologia e significados sejam transmitidos às gerações futuras como a prática daqueles que, a partir de inquebrantável fé e esperança, conseguiram transformar sonhos em realidade.

Muito obrigado.





©principo.org 2016
enviar mensagem

    Página principal